O DIA DA ASCENSÃO

Mensagem de Owen Waters
27 de Março de 2016
Há dois tipos de ascensão. Um é a ascensão da humanidade para um nível superior de consciência física, como na Mudança, que está hoje em andamento. 

O outro é a forma tradicional da ascensão, onde o devoto desenvolve a sua capacidade espiritual para um estado mais elevado possível, enquanto em um corpo humano.
O sistema humano de energia está em sintonia com os chacras, através das camadas da consciência, desde a primeira dimensão até à sétima dimensão. 
A sétima densidade ou dimensão, onde ocorre a consciência cósmica, é acessada através da plena ativação do chacra coronário, que está localizado logo acima da cabeça.

Quando o devoto é capaz de elevar o aspecto total da energia vital Kundalini em sua coluna vertebral até o chacra coronário, e trazê-la novamente com sucesso para baixo na coluna, sob o controle consciente, então, ele está quase pronto para a ascensão. 
Quando a sua habilidade aumentar e ele for capaz de manipular completamente o pleno poder da Kundalini, à vontade, então, ele estará preparado para a forma tradicional da ascensão.
Durante a iniciação, seus corpos físicos são transformados em uma forma de energia mais sutil – que pode ser absorvida ou tirada da manifestação física, à vontade. 
Isto permite que a pessoa se desloque através da vontade consciente para outros locais e, também, nas diferentes camadas de densidade da consciência, acima do mundo físico.
Os iniciados, então, têm a escolha de deixar a Terra para continuar o seu aprendizado em uma ampla variedade de outros locais no cosmos, ou de permanecerem aqui para servirem à humanidade entre a Hierarquia Espiritual da Terra. 
Esta organização consiste de mais de 100.000 homens e mulheres ascensionados, de todas as raças da humanidade, que tem por base os reinos superiores da consciência, acima deste plano terrestre.
Sua função é manter a luz para a humanidade. Porque a humanidade está focada no mundo físico, da terceira dimensão e na quarta dimensão no mundo espiritual, as dimensões superiores são desprovidas de maior presença humana. 
Baseando-se nos reinos da quarta dimensão superior até a  sexta dimensão, a hierarquia espiritual preenche o vazio entre a consciência da sétima dimensão do planeta Terra e o foco da humanidade na terceira e quarta dimensões.
Ao invocar e canalizar a luz espiritual, eles mantêm a luz para a humanidade e preenchem o que seria um vácuo nas camadas de densidade da existência humana na Terra. 
Este ato contínuo de serviço à humanidade traz o equilíbrio energético que torna a existência humana possível nos mundos físico e espiritual.
O reino da sexta dimensão da consciência é o lar de grandes mestres da história humana, como Jesus e Buda. 
Nós nunca fomos deixados sozinhos em nossa busca para o caminho de volta à Deus. Muitos mestres do mundo marcaram o reino físico com a sua presença e depois ascensionaram aos reinos mais elevados de ser, prestando ainda maior serviço à humanidade.
No reino arcangélico da sexta dimensão, estes mestres são capazes de dividir a sua consciência em milhares de partes, de modo que elas possam servir as muitas exigências que sobre elas são colocadas. 

Por exemplo, imagine a enorme demanda colocada sobre o Mestre Jesus por milhões de pessoas que frequentam os cultos nas igrejas, no Domingo de Páscoa, ao mesmo tempo. 

Sempre que dois ou mais estiverem reunidos em seu nome, ele estará presente com eles em espírito. Sempre que alguém rogar-lhe a cura ou o apoio espiritual, ele responderá adequadamente.


Agora, imagine o imenso campo de consciência que deve possuir, a fim de ser capaz de dividir a sua atenção em milhares de partes de uma só vez. 

O maior milagre de todos os tempos deve ser como, há dois mil anos, esta imensa presença conseguiu caber em um pequeno corpo físico!
A lição para todos nós é que a consciência humana é variável em tamanho. Seu cérebro físico pode ser aproximadamente do mesmo tamanho que o de todos, mas a sua mente – seu campo não físico de consciência – é variável.

O crescimento na consciência é, literalmente, o crescimento no tamanho de sua mente, porque a mente é independente do cérebro. O cérebro físico é pouco mais do que um receptor, processador e transmissor de pensamentos.

Sua mente é a parte que vive para sempre e cresce com a experiência que você adquire na vida após vida.

Suas memórias subconscientes de encarnações passadas são mantidas em sua mente imortal, não em seu cérebro mortal.

A Ascensão é um portal através do qual todos nós, finalmente, iremos passar. 




Os membros da Hierarquia Espiritual são os pioneiros neste campo. 

Enquanto isto, todos nós enfrentaremos uma forma mais imediata de ascensão. 

Estamos prestes a transformar a existência na terceira dimensão para a existência da quarta dimensão.
Tradução: Regina Drumond
Fonte: http://anjodeluz.org

MANEIRAS DE AUMENTAR A SUA VIBRAÇÃO

De acordo com os inúmeros ensinamentos de sabedoria, Lao Tzu, Edison, Gregg Braden, Carl Jung, Joseph Campbell, Buda, Ken Wilber, Louis Hay, Dalai Lama, Paramahansa Yogananda, o Dr. Wayne Dyer, e mil outros especialistas, tanto modernos como os de antigamente, revelam que o nosso mundo interior afecta o mundo exterior. 

Esse é o grande segredo que todas as outras culturas conhecem, excepto o Ocidente – Egito, Bolívia, Tibet, Polinésia, China, Japão, Peru, aldeias nas montanhas dos Andes, etc – até agora.
As nossas suposições científicas do passado estiveram erradas mais do que uma vez.

O primeiro pressuposto errado é que o espaço que nos rodeia está vazio. Não está.

Ele é cheio de uma essência viva, que estamos apenas a começar a entender. Esta essência é como um canal que é afetado pelos nossos pensamentos. As freiras e os monges sabem disso. É o que eles usam para oração e meditação.

Ele carrega o pensamento para interagir com essa essência. Nós chamamos de milagres, mas é entrar em contato com este canal – esse espaço vazio, que carrega as nossas frequências mentais para o campo da possibilidade.
O segundo pressuposto errado é que as nossas circunstâncias externas simplesmente acontecem. Está errado.

Nós criamos essas circunstâncias. Como oscilações de uma nota musical…aquelas com que interagimos interessam.

Você tem-na ouvido em todo o lado. A sua vibração, ou o padrão dos seus pensamentos, atitudes e ações, é o que cria a sua realidade.

Se você quer mudar aquilo que vive, as suas experiências, então precisa de mudar a sua vibração. Existe um milhão de maneiras de fazer isso, mas aqui estão algumas delas:

Existe algo que tem que se aprender. Você não pode desistir ao tentar mudar os seus pensamentos, e, assim, a sua vibração, nunca!

Você tem que praticar – uma e outra vez.

Use um diário para registar todo esse processo, os seus pensamentos novos – aqueles que refletem as suas experiências como você gostaria de vê-las acontecer, não necessariamente o que a sua vibração atual está a criar.

Existem milhares de neurónios, que são recrutados para escrever um pensamento fisicamente, ao invés de apenas digitando-o num computador.

Encontre algo com beleza aprecie. Pode ser uma flor que cresce de uma racha na calçada. Pode ser o brilho nos olhos de um amante. Pode ser o sorriso do seu filho, ou uma prateleira de livros recém-organizada.

Basta apenas uma coisa. É tudo o que você precisa.


Faça uma lista de tudo o que você é grato. 

A razão pela qual diários ou lista de gratidão resulta é porque, assim como o treino cognitivo-comportamental, você pode fazer alterações neuro-farmacológico e neuro-biológico com uma mudança focada na gratidão.

Comece com pequenas coisas: Eu posso respirar. Eu estou aqui, agora. Eu tenho pelo menos um amigo. Eu sou capaz de mudar com a minha própria vontade. Em seguida, expanda estas tarefas ao fazer a sua própria lista.

Medite – Pense em nada. Isto é mais do que provável um lugar mais neutro e, portanto, mais positivo para elevar a sua vibração.
Ajude alguém – Ajudar outra pessoa muda o seu pensamento de “Eu não tenho o suficiente, para, eu tenho mais do que suficiente para dar aos outros.” Abundância é uma vibração elevada.
Mude o seu DNA – Também tem uma vibração. Existem frequências de som que quando ouvidas frequentemente, mudam a sua vibração para 528hz. Existem gravações pela internet fora.
Ouça a música que você ama – A música muda sua frequência, fazendo-o feliz.

Pare de reclamar e de mexericar – As coisas de que você fala traz-lhe mais do que você quer? Pare de reclamar e começe a encontrar maneiras para se alegrar.
Mova-se – Exercício. Seja ativo. Dance! Não só o movimento muda a sua perspectiva, ele também cria endorfinas, que o ajudam a sentir-se feliz. Quanto mais feliz você se sente, mais vai atrair experiências felizes para si mesmo, porque você está a operar numa frequência diferente.
Faça algo um pouco louco – Sempre quis fazer pára-quedismo? Que tal aprender a dançar? Você sempre quis tentar falar em público? Provavelmente sente que não tem nada a perder – então arrisque. Basta fazer algo novo para reestruturar o seu cérebro.

Ouça os antigos cânticos de monges budistas e gregorianos – Eles são projetados para mudar a sua frequência.

Não sabe onde você está a vibrar? – Avalie-se a si mesmo. Como você se sente agora? Basta avaliar e, em seguida, você pode mudá-lo. A percepção começa com a consciência.
Faça repetições mentais – Diga a si mesmo 100 vezes por dia. Estou feliz ou eu sou próspero, ou eu não tenho medo da mudança. Você pode não acreditar ainda, mas com a prática você vai. As suas 100 repetições poderiam ser apenas, eu posso mudar a minha mente.
Faça Yoga, Reiki, Qigong ou outra arte marcial – Todas essas práticas visam mudar a sua vibração mental e aumentar o seu QI.

Perceba que tem mais controle sobre a sua vida – Você não é uma vítima da circunstância, passado, educação familiar, trauma ou qualquer outra coisa. Você pode mudar a sua vida num instante. Basta perceber isso. Em muitas tradições de sabedoria isso é chamado de “responsabilidade total”. Ninguém é responsável pela forma como se sente agora, se não você mesmo. Não é uma maldição. É uma bênção, pois dá-lhe o seu poder de volta.
Respire – Basta sentar-se e tentar tornar a sua respiração mais longa, mais completa e mais relaxante. Isto tem um efeito direto sobre o sistema nervoso e ajuda a acalmá-lo. A vibração calma é uma vibração elevada.

Beba água carregada de energia – Dr. Masaru Emoto tornou esta prática viral com as suas imagens em mensagens de água. Mas também é uma prática de curandeiros chineses de antigas linhagens. Você pode segurar a água com os polegares e dedos médios tocando em ambos os lados da garrafa (coração Mudra) e enviar amor para a água.
Pratique Mudra – Mudras são gestos antigos que redirecionam a energia, ou a prana, de volta para o corpo, da mesma forma que a luz é reflectida de um penhasco ou parede glacial. Ao aprender maneiras específicas sobre o posicionamento dos seus dedos, você pode direcionar a energia positiva no seu corpo.
Pular – Diz-se que o simples ato de saltar excita as células do corpo e torna-as mais saudáveis. Divirta-se num trampolim.
Pratique Ho’oponopono – Os antigos havaianos acreditavam que a tristeza, a depressão e a doença só ocorriam quando havia percepção de estarmos separados da nossa fonte, o Divino. Um dos principais temas da prática do Divino. Uma das práticas mais conhecidas é o perdão. Perdoe-se a si mesmo ou a outra pessoa e eleve a sua vibração.
Abrace alguém – A “American Psychosomatic Society” publicou um estudo afirmando que apenas 10 minutos de contacto físico positivo com outro ser humano pode reduzir muito o stress.

A VIDA NA TERRA – Equinócio de Setembro de 2015 – Mensagem Arcanjo Miguel

A VIDA NA TERRA, ATUALIZAÇÃO DO STATUS
EQUINÓCIO DE SETEMBRO DE 2015.
Mensagem Arcanjo Miguel
Por Meredith Murphy
Saudações, amigos Divinos
O alinhamento do Equinócio se aproxima e vocês já estão sentindo as imensas possibilidades desta energia. Seu Eu Divino já está facilitando a sua divina revelação, de acordo com estas energias, fazendo uso de tudo o que é benéfico para vocês. 

Hoje, nós compartilhamos uma atualização do status com vocês, refletindo sobre a vida na Terra, como a vemos.
Em primeiro lugar, reservem um momento agora e se permitam orientar interiormente com tudo o que vocês são. Permitam-se relaxar. Fechem os seus olhos por um momento e invoquem telepaticamente o seu Eu Divino, a plenitude do seu ser.

Convidem o seu Eu Divino para estar com vocês enquanto leem esta mensagem. Peçam ao seu Eu Divino que lhes deem um sentido claro e forte da sabedoria interior, permitindo o que é verdadeiro para vocês e fortalecendo a sua sensação do ser e a sua clareza.

O momento está se revelando para aqueles que despertam na Terra, quando vocês irão viver cada vez mais de acordo com os reinos superiores do seu ser. 

Esta promessa da ascensão está sendo promovida pelo seu despertar e a sua linhagem que participa com o seu convite e atenção, em sua evolução encarnada.
A luz que vocês são sabe como fazer tudo isto e é apoiada pelo Logos Planetário – o Buda, e seu grupo no apoio à Terra, Buda Gautama e Sanat Kumara. Estes campos benevolentes de energia amorosa se dedicam ao regresso da Terra à Unidade e com essa dedicação, eles emanam continuamente ondas de expansão e energias de iluminação para a Terra.

Estas transmissões são circuladas na grade cristalina da Terra e disponíveis através da consciência coletiva, enquanto elas são ancoradas nos sistemas de energia humanos. 

Vocês podem expandir ainda mais o acesso dessas energias libertadoras ao se conectarem conscientemente com o logos planetário e a grade cristalina da Terra, com a intenção de receber, integrar, emanar e ancorar as transmissões de ascensão.

A vida na Terra está se acelerando. Ela está se acelerando por causa dos campos de frequência do planeta. À medida que vocês desenvolvem a sua capacidade de manter e emanar mais luz, vocês ampliam o potencial para a vida na Terra.
O Eu Divino que é a Fonte de sua presença aqui está orientando todo este processo. Mais e mais de vocês despertaram e desenvolveram o amor-próprio e, assim, vocês estão cada vez mais conscientes do imenso valor do seu eu em expansão. 

Essa mudança no amor-próprio que está ocorrendo, à medida que mais e mais pessoas valorizam a sua capacidade de se amar, é uma mudança fundamental. Esta mudança na forma com que vocês e muitos outros estão se relacionando – com mais amor – está criando as possibilidades para a expansão da consciência na forma humana, uma realidade.

A vida na Terra também está se expandindo. Isto significa que os campos de energia de cada ser estão ocupando mais espaço. Isso não é interessante?

O sentimento de Unidade está se tornando mais disponível para vocês, enquanto mais pessoas estão permitindo que seu campo de energia se expanda e, em essência, abra-se.

Nós não estamos falando aqui de liberar a sua presença soberana, concentrada; estamos falando aqui da qualidade de um campo de energia humano quando se está cada vez mais cheio de amor.

Quando uma pessoa se torna mais cheia de amor, a qualidade desta presença incondicional elimina idéias de segurança ou de proteção, medo ou necessidade de afastar os outros.

Com esta confiança crescente na conexão interior, os seres humanos estão recuperando a sua capacidade de estarem soberanamente presentes e abertos.

Esta é uma grande mudança em seu mundo.

A vida na Terra deve ser experienciada como livre e com uma tremenda sensação de aventura.

Vocês vieram aqui sabendo que iriam encontrar grande diversidade e que seriam dotados de vastas liberdades. Enquanto reivindicam a sua conexão interior, vocês aprendem como se dar permissão para viverem com mais liberdade.

Há uma tremenda liberdade disponível em seu mundo, e, no entanto, a maior parte de vocês não experienciou isto. 

São as suas idéias e crenças internas que interferiram com a sua capacidade de desfrutar desta liberdade. 

Estamos muito felizes ao testemunharmos a liberação destas ideias limitantes e a substituição delas, por formas-pensamento mais positivas e até mesmo ilimitadas.

Muitos de vocês ainda têm memórias dentro de vocês do imenso amor e luz que vocês experimentaram nas dimensões mais elevadas e desde a infância, quando esses outros aspectos dentro da hierarquia de sua própria consciência ainda estavam acessíveis.

Essas memórias estão começando a retornar. Há um senso de reconexão ocorrendo entre o início da vida na Terra e a sua presença atual. Este é um estabelecimento poderoso de seu próprio fluxo. É um unificador do seu próprio campo de energia que é facilitado pelo seu Eu Divino e pela sua expansão.

Vocês estão aprendendo cada vez mais a serem incondicionais no seu relacionamento com o seu passado.

Vocês estão aqui para transformar a linhagem da qual a sua forma física foi criada e isso está começando a ocorrer à medida que mais e mais de vocês estão eliminando crenças limitantes e vendo a forma com que elas reverberam em toda a sua linhagem familiar.

Quando vocês se amam, estão transmitindo compaixão, bondade e energia amorosa a toda a sua linhagem familiar. Isto está revendo os pontos passados do foco nas linhas do tempo coletivas da Terra e com esta resolução, o progresso da ascensão da Terra está se acelerando ainda mais.

Como vocês podem dizer do que estamos compartilhando, há um grande impulso aqui e está tudo bem. A vida na Terra é extraordinária, e está se tornando cada vez mais magnífica.

Muitos elogios para aqueles que demonstram a verdade do seu ser e a beleza do seu conhecimento interior. Vocês estão promovendo a vida atualizada, que irá expandir as possibilidades para a Terra e os seres humanos, agora e no futuro.

Durante este ciclo poderoso de eclipses e do Equinócio, nós os convidamos a trabalharem em estreita colaboração, regularmente e com grande abertura e confiança, com seu Eu Divino. Mantenham-se em um estado de receptividade e de paz. Suavizem quaisquer emoções desafiadoras e lembrem-se da natureza temporária das coisas.

Qualquer desconforto pode ser atenuado pela sua atitude. Como vocês abordam e veem as suas experiências, como vocês bem sabem, é significativo.

Escolham capacitar a sua exploração dos potenciais em jogo, com uma mentalidade elevada, positiva, tanto quanto possível.

Por último, e o mais importante, independentemente de como a vida tenha sido para vocês até agora e ainda que estejam experienciando muitas coisas maravilhosas, escolham mais coisas boas.

Escolham e atraiam para vocês, mental, emocional, fisica e espiritualmente – tudo o que vocês gostariam de experienciar.

Gerem uma sensação de capacidade em torno de sua capacidade de imaginar e criar. Pratiquem isso até que pareça natural. 

Pratiquem a interiorização e se sintam bem. Pratiquem pensar sobre o que vocês querem experienciar, o que vocês amam e o que acham maravilhoso e o que desejam receber e sentir em seu caminho em alinhamento com tudo isto.

Vocês são seres poderosos e surpreendentes.
Tudo o que vocês precisam está disponível para vocês. O mundo ao seu redor está cheio de amor e conhecimento, em resposta a sua presença. Tornem-se disponíveis a este nível de experiência e vocês se iluminarão com amor.
Reconheçam tudo o que vocês criaram e receberam com amor. Cultivem sentimentos de gratidão e saibam que quando vocês se amam, serão capazes de amar a Tudo O Que É.

Ao seu retorno à Unidade e ao seu nascimento na Luz.


Eu Sou Arcanjo Miguel
Direitos Autorais: http://www.expectwonderful.com.
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

EXILADOS DA CAPELA

Dentre os vários contingentes de exilados trazidos para o planeta Terra, o caso mais vivo em nossa memória espiritual, talvez por ter sido o mais recente, é o dos exilados provenientes do sistema de Capela.
Conforme nos relata Ramatis em “Mensagens do Astral”, obra psicografada por Hercílio Maes, “…temos à disposição em nosso mundo, literatura mediúnica que cita muitos casos de espíritos expulsos de outros orbes para a Terra, em fases de seleção entre o “trigo e o joio” ou entre os “lobos e as ovelhas”, fases essas pelas quais tereis em breve de passar, para higienização do vosso ambiente degradado.
Entre os muitos casos de exílio que vosso mundo tem acolhido, ocorreram diversos casos isoladamente (em pequenos contingentes), e bem como emigrações em massa, como a proveniente do sistema de Capela, as quais constituíram no vosso mundo as civilizações dos chineses, hindus, hebraicos e egípcios, e ainda o tronco formativo dos árias.

Esse o motivo por que, ao mesmo tempo em que floresciam civilizações faustosas e se revelavam elevados conhecimentos de ciência e arte, desenvolvidos pelos exilados, os espíritos originais da Terra mourejavam sob o primitivismo de tribos acanhadas.

Ombreando com o barro amassado, das cabanas rudimentares do homem terrícola, foram-se erguendo palácios, templos e túmulos faustosos, comprovando um conhecimento e poder evocado pelos exilados de outros planetas.”
“No vosso mundo, esses enxotados de um paraíso planetário constituíram o tronco dos árias, descendendo dele os celtas, latinos, gregos e alguns ramos eslavos e germânicos; outros formaram a civilização épica dos hindus, predominando o gênero de castas que identificava a soberbia e o orgulho de um tipo psicológico exilado.

As mentalidades mais avançadas constituíram a civilização egípcia, retratando na pedra viva a sua “Bíblia” suntuosa, enquanto a safra dos remanescentes, inquietos, indolentes e egocêntricos, no orbe original, fixou-se na Terra na figura do povo de Israel.

Certa parte desses exilados propendeu para os primórdios da civilização chinesa, onde retrataram os exóticos costumes das corporações frias, impiedosas e impassivas do astral inferior, muito conhecidas como os “dragões” e as “serpentes vermelhas”.
Segundo Edgar Armond na obra “Os Exilados da Capela”, “esta humanidade atual foi constituída, em seus primórdios, por duas categorias de homens, a saber: uma retardada, que veio evoluindo lentamente através das formas rudimentares da vida terrena, pela seleção natural das espécies, ascendendo trabalhosamente da inconsciência para o Instinto e deste para a Razão; homens, vamos dizer autóctones, componentes das raças primitivas das quais os “primatas” foram o tipo anterior melhor definido; e outra categoria, composta de seres exilados da Capela, o belo orbe da constelação do Cocheiro a que já nos referimos, outro dos inumeráveis sistemas planetários que formam a portentosa, inconcebível e infinita criação universal.”
“Esses milhões de ádvenas para aqui transferidos, eram detentores de conhecimentos mais amplos, e de entendimento mais dilatado, em relação aos habitantes da Terra e foi o elemento novo que arrastou a humanidade animalizada daqueles tempos para novos campos de atividade construtiva, para o aconchego da vida social e, sobretudo, deu-lhe as primeiras noções de espiritualidade e do conhecimento de uma divindade criadora.”
“Essa permuta de populações entre orbes afins de um mesmo sistema sideral, e mesmo de sistemas diferentes, ocorre periodicamente, sucedendo sempre a expurgos de caráter seletivo; como também é fenômeno que se enquadra nas leis gerais da justiça e da sabedoria divinas, porque vem permitir reajustamentos oportunos, retomadas de equilíbrio, harmonia e continuidade de avanços evolutivos para as comunidades de espíritos habitantes dos diferentes mundos.”
“Por outro lado é a misericórdia divina que se manifesta, possibilitando a reciprocidade do auxílio, a permuta de ajuda e de conforto, o exercício enfim, da fraternidade para todos os seres da criação. Os escolhidos, neste caso, foram os habitantes de Capela que deviam ser dali expurgados por terem se tornado incompatíveis com os altos padrões de vida moral já atingidos pela evoluída humanidade daquele orbe.”
“Mestres, condutores e líderes que então se tornaram das tribos primitivas, foram eles, os exilados, que definiram os novos rumos que a civilização tomou, conquanto sem completo êxito.”
Vamos prosseguir neste tópico com informações trazidas por Emmanuel em “A Caminho da Luz”, obra psicografada por Francisco Cândido Xavier, as quais nos proporcionam uma rápida idéia de como e em que regiões do planeta foram organizados os exilados provenientes de Capela.
O Sistema de Capela
Nos mapas zodiacais, que os astrônomos terrestres compulsam em seus estudos, observa-se desenhada uma grande estrela na Constelação do Cocheiro, que recebeu, na Terra, o nome de Cabra ou Capela. 

Magnífico sol entre os astros que nos são mais vizinhos, Capela é uma estrela inúmeras vezes maior que o nosso Sol e, se este fosse colocado em seu lugar, mal seria percebido por nós, à vista desarmada.

Na abóbada celeste está situada no hemisfério boreal, limitada pelas constelações da Girafa, Perseu e Lince; e quanto ao Zodíaco, sua posição é entre Gêminis, Perseu e Tauro. Na sua trajetória pelo Infinito, faz-se acompanhar, igualmente, da sua família de mundos, cantando as glórias do Ilimitado.

A sua luz gasta cerca de 42 anos para chegar à face da Terra, considerando-se, desse modo, a regular distância existente entre Capela e o nosso planeta, já que a luz percorre o espaço com a velocidade aproximada de 300.000 quilômetros por segundo.

Quase todos os mundos que lhe são dependentes já se purificaram física e moralmente, examinadas as condições de atraso moral da Terra, onde o homem se reconforta com as vísceras dos seus irmãos inferiores, como nas eras pré-históricas de sua existência, marcham uns contra os outros ao som de hinos guerreiros, desconhecendo os mais comezinhos princípios de fraternidade e pouco realizando em favor da extinção do egoísmo, da vaidade, do seu infeliz orgulho.
Um Mundo em Transições
Há muitos milênios, um dos orbes da Capela, que guarda muitas afinidades com o globo terrestre, atingira a culminância de um dos seus extraordinários ciclos evolutivos. As lutas finais de um longo aperfeiçoamento estavam delineadas, como ora acontece convosco, relativamente às transições esperadas no século XX, neste crepúsculo de civilização.
Alguns milhões de Espíritos rebeldes lá existiam, no caminho da evolução geral, dificultando a consolidação das penosas conquistas daqueles povos cheios de piedade e virtudes, mas uma ação de saneamento geral os alijaria daquela humanidade, que fizera jus à concórdia perpétua, para a edificação dos seus elevados trabalhos.
As grandes comunidades espirituais, diretoras do Cosmos, deliberam, então, localizar aquelas entidades, que se tornaram pertinazes no crime, aqui na Terra longínqua, onde aprenderiam a realizar, na dor e nos trabalhos penosos do seu ambiente, as grandes conquistas do coração e impulsionando, simultaneamente, o progresso dos seus irmãos inferiores.
Espíritos Exilados na Terra
Foi assim que Jesus recebeu, à luz do seu reino de amor e de justiça, aquela turba de seres sofredores e infelizes.
Com a sua palavra sábia e compassiva, exortou essas almas desventuradas à edificação da consciência pelo cumprimento dos deveres de solidariedade e de amor, no esforço regenerador de si mesmas.

Mostrou-lhes os campos imensos de luta que se desdobravam na Terra, envolvendo-as no halo bendito da sua misericórdia e da sua caridade sem limites. Abençoou-lhes as lágrimas santificadoras, fazendo-lhes sentir os sagrados triunfos do futuro e prometendo-lhes a sua colaboração cotidiana e a sua vinda no porvir.

Aqueles seres angustiados e aflitos, que deixavam atrás de si todo um mundo de afetos, não obstante os seus corações empedernidos na prática do mal, seriam degredados na face obscura do planeta terrestre; andariam desprezados na noite dos milênios da saudade e da amargura; reencarnariam no seio de raças ignorantes e primitivas, a lembrarem o paraíso perdido nos sofrimentos distantes.

Por muitos séculos não veriam a suave luz da Capela, mas trabalhariam na Terra acariciados por Jesus e confortados na sua imensa misericórdia.

A Civilização Egípcia
Dentre os Espíritos degredados na Terra, os que constituíram a civilização egípcia foram os que mais se destacaram na prática do Bem e no culto da Verdade.
Aliás, importa considerar que eram eles os que menos débitos possuíam perante o tribunal da Justiça Divina. Em razão dos seus elevados patrimônios morais, guardavam no íntimo uma lembrança mais viva das experiências de sua pátria distante.

Um único desejo os animava, que era trabalhar devotadamente para regressar, um dia, aos seus penates (deuses do lar entre os romanos e etruscos – Derivação: sentido figurado. casas paternas; lares, famílias) resplandecentes. Uma saudade torturante do céu foi a base de todas as suas organizações religiosas.

Em nenhuma civilização da Terra o culto da morte foi tão altamente desenvolvido. Em todos os corações a ansiedade de voltar ao orbe distante, ao qual se sentiam presos pelos mais santos afetos. Foi por esse motivo que, representando uma das mais belas e adiantadas civilizações de todos os tempos, as expressões do antigo Egito desapareceram para sempre do plano tangível do planeta.

Depois de perpetuarem nas pirâmides os seus avançados conhecimentos, todos os Espíritos daquela região africana regressaram à pátria sideral.

A Ciência Secreta
Em virtude das circunstâncias mencionadas, os egípcios traziam consigo uma ciência que a evolução não comportava.
Aqueles grandes mestres da antiguidade foram, então, compelidos a recolher o acervo de suas tradições e de suas lembranças no ambiente reservado dos templos, mediante os mais terríveis compromissos dos iniciados nos seus mistérios. Os conhecimentos profundos ficaram circunscritos ao círculo dos mais graduados sacerdotes da época, observando-se o máximo cuidado no problema da iniciação.
A própria Grécia, que aí buscou a alma de suas concepções cheias de poesia e beleza, através da iniciativa dos seus filhos mais eminentes, no passado longínquo, não recebeu toda a verdade das ciências misteriosas. Tanto é assim, que as iniciações no Egito se revestiam de experiências terríveis para o candidato à ciência da vida e da morte – fatos esses que, entre os gregos eram motivos de festas inesquecíveis.
Os sábios egípcios conheciam perfeitamente a inoportunidade das grandes revelações espirituais naquela fase do progresso terrestre; chegando de um mundo de cujas lutas, na oficina do aperfeiçoamento, haviam guardado as mais vivas recordações, os sacerdotes mais eminentes conheciam o roteiro que a Humanidade terrestre teria de realizar.

Aí residem os mistérios iniciáticos e a essencial importância que lhes era atribuída no ambiente dos sábios daquele tempo.

O Politeísmo Simbólico
Nos círculos esotéricos, onde pontificava a palavra esclarecida dos grandes mestres de então, sabia-se da existência do Deus Único e Absoluto, Pai de todas as criaturas e Providência de todos os seres, mas os sacerdotes conheciam, igualmente, a função dos Espíritos prepostos de Jesus, na execução de todas as leis físicas e sociais da existência planetária, em virtude das suas experiências pregressas.
Desse ambiente reservado de ensinamentos ocultos, partiu, então, a idéia politeísta dos numerosos deuses, que seriam os senhores da Terra e do Céu, do Homem e da Natureza. As massas requeriam esse politeísmo simbólico, nas grandes festividades exteriores da religião. Já os sacerdotes da época conheciam essa franqueza das almas jovens, de todos os tempos, satisfazendo-as com as expressões exotéricas de suas lições sublimadas.
Dessa idéia de homenagear as forças invisíveis que controlam os fenômenos naturais, classificando-as para o espírito das massas, na categoria dos deuses, é que nasceu a mitologia da Grécia, ao perfume das árvores e ao som das flautas dos pastores, em contato permanente com a Natureza.
O Culto da Morte e a Metempsicose
Um dos traços essenciais desse grande povo foi a preocupação insistente e constante da Morte. A sua vida era apenas um esforço para bem morrer. Seus papiros e afrescos estão cheios dos consoladores mistérios do além-túmulo.
Era natural. O grande povo dos faraós guardava a reminiscência do seu doloroso degredo na face obscura do mundo terreno. E tanto lhe doía semelhante humilhação, que, na lembrança do pretérito, criou a teoria da metempsicose, acreditando que a alma de um homem podia regressar ao corpo de um irracional, por determinação punitiva dos deuses. a metempsicose era o fruto da sua amarga impressão, a respeito do exílio penoso que lhe fora infligido no ambiente terrestre.
Inventou-se, desse modo, uma série de rituais e cerimônias para solenizar o regresso dos seus irmãos à pátria espiritual. Os mistérios de Ísis e Osíris mais não eram que símbolos das forças espirituais que presidem aos fenômenos da morte.
Os Egípcios e as Ciências psíquicas
As ciências psíquicas da atualidade eram familiares aos magnos sacerdotes dos templos. O destino e a comunicação dos mortos e a pluralidade das existências e dos mundos eram, para eles, problemas solucionados e conhecidos. O estudo de suas artes pictóricas positivam a veracidade destas nossas afirmações. Num grande número de afrescos, apresenta-se o homem terrestre acompanhado do seu duplo espiritual.
Os papiros nos falam de suas avançadas ciências nesse sentido, e, através deles, podem os egiptólogos modernos reconhecer que os iniciados sabiam da existência do corpo espiritual preexistente, que organiza o mundo das coisas e das formas. Seus conhecimentos, a respeito das energias solares com relação ao magnetismo humano, eram muito superiores aos da atualidade.

Desses conhecimentos nasceram os processo de mumificação dos corpos, cujas fórmulas se perderam na indiferença e na inquietação dos outros povos.

Seus reis estavam tocados do mais alto grau de iniciação enfeixando nas mãos todos os poderes espirituais e todos os conhecimentos sagrados. É por isso que a sua desencarnação provocava a concentração mágica de todas as vontades, no sentido de cercar-lhes o túmulo de veneração e de supremo respeito.

Esse amor não se traduzia, apenas, nos atos solenes da mumificação. Também o ambiente dos túmulos era santificado por estranho magnetismo.

Os grandes diretores da raça, que faziam jus a semelhantes consagrações, eram considerados dignos de toda a paz no silêncio da morte.

As Pirâmides
A assistência carinhosa do Cristo não desamparou a marcha desse povo cheio de nobreza moral. Enviou-lhe auxiliares e mensageiros, inspirando-o nas suas realizações, que atravessaram todos os tempos provocando a admiração e o respeito da posteridade de todos os séculos.
Aquelas almas exiladas, que as mais interessantes características espirituais singularizam, conheceram, em tempo, que o seu degredo na Terra atingira o fim. Impulsionados pelas forças do Alto, os círculos iniciáticos sugerem a construção das grandes pirâmides, que ficariam como a sua mensagem eterna para as futuras civilizações do orbe.

Esses grandiosos monumentos teriam duas finalidades simultâneas: representariam os mais sagrados templos de estudos e iniciação, ao mesmo tempo em que constituiriam, para os pósteros (que ainda vai acontecer; futuro – a geração ou as gerações que vêm depois da de quem fala ou escreve) um livro do passado, com as mais singulares profecias em face das obscuridade do porvir.

Levantaram-se, dessarte (advérbio – destarte – assim, desta maneira; dessarte) as grandes construções que assombraram a engenharia de todos os tempos. Todavia, não é o colosso de seus milhões de toneladas de pedra nem o esforço hercúleo do trabalho de sua justaposição o que mais empolga e impressiona a quantos contemplam esses monumentos. As pirâmides revelam os mais extraordinários conhecimentos daquele conjunto de Espíritos estudiosos das verdades da vida. A par desses conhecimentos, encontram-se ali os roteiros futuros da Humanidade terrestre.
Cada medida tem a sua expressão simbólica, relativamente ao sistema cosmogônico (relativo ou pertencente a cosmogonia; cosmogenético – conjunto de teorias que propõe uma explicação para o aparecimento e formação do sistema solar) do planeta e à sua posição no sistema solar.

Ali está o meridiano ideal, que atravessa mais continentes e menos oceanos, e através do qual se pode calcular a extensão das terras habitáveis pelo homem, a distância aproximada entre o Sol e a Terra, a longitude percorrida pelo globo terrestre sobre a sua órbita no espaço de um dia, a precessão dos equinócios, bem como muitas outras conquistas científicas que somente agora vêm sendo consolidadas pela moderna astronomia.

Redenção
Depois dessa edificação extraordinária, os grandes iniciados do Egito voltam ao plano espiritual, no curso incessante dos séculos. Com seu regresso aos mundos ditosos da Capela, vão desaparecendo os conhecimentos sagrados dos templos tebanos, que, por sua vez, os receberam dos grandes sacerdotes de Mênfis.
Aos mistérios de Ísis e de Osíris, sucedem-se os de Elêusis, naturalmente transformados nas iniciações da Grécia antiga.
Em algumas centenas de anos, reuniram-se de novo, nos planos espirituais, os antigos degredados, com a sagrada bênção do Cristo, seu patrono e salvador. A maioria regressa, então, ao sistema da Capela, onde os corações se reconfortam nos sagrados reencontros das suas afeições mais santas e mais puras, mas grande número desses Espíritos, estudiosos e abnegados, conservou-se nas hostes de Jesus, obedecendo a sagrados imperativos do sentimento e, ao seu influxo divino, muitas vezes têm reencarnado na Terra, para desempenho de generosas e abençoadas missões.
A Índia
Dos Espíritos degredados no ambiente da Terra, os que se agruparam nas margens do Ganges foram os primeiros a formar os pródromos (Uso: formal: o que antecede a (algo); precursor, prenúncio, antecedente – Ex.: os p. da revolução – 2 espécie de prefácio; introdução, preâmbulo) de uma sociedade organizada, cujos núcleos representariam a grande percentagem de ascendentes das coletividades do porvir.

As organizações hindus são de origem anterior à própria civilização egípcia e antecederam de muito os agrupamentos israelitas (sempre sofreram as conseqüências nefastas do orgulho e do exclusivismo), de onde sairiam mais tarde personalidades notáveis como as de Abraão e Moisés.

As almas exiladas naquela parte do Oriente muito haviam recebido da misericórdia do Cristo, cuja palavra de amor e de cuja figura luminosa guardavam as mais comovedoras recordações, traduzidas na beleza dos Vedas e dos Upanishads.

Foram elas as primeiras vozes da filosofia e da religião no mundo terrestre, como provindo de uma raça de profetas, de mestres e iniciados, em cujas tradições iam beber a verdade os homens e os povos do porvir, salientando-se que também as suas escolas de pensamento guardavam os mistérios iniciáticos, com as mais sagradas tradições de respeito.

– O povo hindu não aproveitou como devia as experiências sagradas no orbe terrestre, embora grandes emissários como KRISHNA e BUDA tenham sido mandados em sua ajuda – Muitos destes encontram-se ainda hoje em sua jornada de redenção no globo terrestre.
Os Arianos
Era na Índia de então que se reuniam os arianos puros, entre os quais cultivavam-se igualmente as lendas de um mundo perdido, no qual o povo hindu colocava as fontes de sua nobre origem. Alguns acreditavam se tratasse do antigo continente da Lemúria, arrasado em parte pelas águas dos Oceanos Pacífico e Índico.
A realidade, porém, qual já vimos, é que, como os egípcios e os hindus eram um dos ramos da massa de proscritos da Capela, exilados no planeta. Deles descendem todos os povos arianos, que floresceram na Europa e hoje atingem um dos mais agudos períodos de transição na sua marcha evolutiva.

O pensamento moderno é o descendente legítimo daquela grande raça de pensadores, que se organizou nas margens do Ganges, desde a aurora dos tempos terrestres, tanto que todas as línguas das raças brancas guardam as mais estreitas afinidades com o sânscrito, originário de sua formação e que constituía uma reminiscência da sua existência pregressa, em outros planos.

Os Mahatmas
Da região do Ganges partiram todos os elementos irresignados com a situação humilhante que o degredo na Terra lhes infligia. As arriscadas aventuras forneceriam uma noção de vida nova e aqueles seres revoltados supunham encontrar o esquecimento de sua posição nas paisagens renovadas dos caminhos; lá ficaram, apenas, as almas resignadas e crentes nos poderes espirituais que as conduziriam de novo às magnificências dos seus paraísos perdidos e distantes.
Os cânticos dos Vedas são bem uma glorificação da fé e da esperança, em face da Majestade Suprema do Senhor do Universo. A faculdade de tolerar, e esperar, aflorou no sentimento coletivo das multidões, que suportaram heroicamente todas as dores e aguardaram o momento sublime da redenção.
Os “mahatmas” (grandes almas) criaram um ambiente de tamanha grandeza espiritual para seu povo, que, ainda hoje, nenhum estrangeiro visita a terra sagrada da Índia sem de lá trazer as mais profundas impressões acerca de sua atmosfera psíquica. Eles deixaram também, ao mundo, as suas mensagens de amor, de esperança e de estoicismo resignado, salientando-se que quase todos os grandes vultos do passado humano, progenitores do pensamento contemporâneo, deles aprenderam as lições mais sublimes.
Irmãos de Órion – Transmigrações Interplanetárias
Segundo pesquisadores, muitos de nós somos esses exilados tentando recuperar o tempo perdido, portanto caminhemos juntos sempre com a intenção de avanço, mas não só para o nosso progresso, mas para o de todas as civilizações.
Paz e Luz nessa caminhada!

http://despertardegaia.blogspot.com/

MANTER A SINTONIA MENTAL COM A FONTE DO PODER

A maioria das pessoas que iniciam o processo de auto-cura estão em grande sofrimento, seja ele moral, espiritual ou físico, e comumente se perguntam: Porque EU? Meu Deus porque tenho que passar por isso? Estou sendo castigado? Foi algo que eu fiz?
Alguns irmãos não obtendo resposta, tentam barganhar com o criador pela cura ou conquista dos seus desejos, como se o Senhor do Universo precisasse de alguma coisa, ou, pior, como se o nosso crescimento espiritual fosse responsabilidade do Pai e por esse motivo ELE deveria atender nossos caprichos, como o gênio da lâmpada, para que dessa forma iniciemos uma tarefa que há muito já devia ter começado.
Lamento informar a quem assim pensa que esse caminho levará a um labirinto sem saída e o afastará cada vez mais daquilo que deseja.
É verdade que ainda não podemos compreender integralmente a vontade do Pai, mas podemos confiar no seu amor e sabedoria, acreditando que tudo na vida tem um objetivo para melhorar e depurar as imperfeições e vícios que carregamos há seculos.

Compreender essa verdade baseando-se em profundas meditações interiores é uma passo importantíssimo, separando os espíritos que estacionam e aqueles que seguem em frente vencendo suas dificuldades e reformando seu interior. Lembre-se que o desafio apresentado a você agora não é o primeiro e muito menos o último, a evolução espiritual exigirá sempre superação, coragem, fé e sacrifício.

Alcançar a auto-cura sem acreditar em si mesmo e na infinita bondade do Pai é muito improvável, porque você será defrontado inúmeras vezes por situações que fogem ao seu controle e podem passar uma impressão negativa e de difícil solução, mas onde existe a prece e a CONFIANÇA nessa força superior (FÉ) tudo é possível.

Os grandes homens e mulheres, verdadeiros luminares da humanidade, sustentaram-se nos momentos mais angustiantes através da fé, acreditando em Deus como o Pai que os ama e protege, mesmo que não pudessem compreender o motivo dos acontecimentos.

Estudar, compreender e viver o amor a Deus, a si próprio e ao próximo é como edificar sua casa sob a pedra que suportará as tempestades que se apresentarão ciclicamente em sua existência.
Aqueles que pedem a proteção de DEUS são de alguma forma amparados em situações aniquiladoras, seriam golpes fatais para sua recuperação, mas são contornados ou atenuados pela infinita misericórdia do Pai. Talvez não enxerguemos esse movimento “invisível” de ajuda, mas acreditem, é real.
Somente DEUS pode guiar seus passos nos momentos cruciais, inspirando-o nas escolhas, auxiliando-o no caminho que vai além da cura física, encontrando a felicidade plena, a paz divina e a consciência tranqüila.

Essa é a vontade DELE, esse é o SEU objetivo ,essa é a verdadeira CURA e o real objetivo da sua encarnação.

Podemos achar um pouco estranho as situações que se apresentam, não concordando com o trajeto traçado por DEUS, alguns acabam por não acreditar que o amor pode estar presente em lições que se apresentam tão dolorosas, mas creia que ele possui a sabedoria para a medida correta que nosso despertamento exige. A pedra dura exige força muito bruta para perfuração ou lapidação, enquanto a massa maleável recebe os cuidados do artista atencioso e delicado.
A dor física, moral, emocional ou espiritual é um chamado, mostrando que Deus não esqueceu de você, embora muitas vezes nós o tenhamos esquecido.

No filme O Conde de Monte Cristo o padre lembra ao seu afilhado espiritual de uma grande verdade espiritual: “Você pode até não acreditar NELE (DEUS), mas ELE NUNCA DEIXARÁ DE ACREDITAR em você”. Nosso Pai sempre espera o melhor de você, até o último instante, e mesmo que falhe, ELE não se cansará, aguardará pacientemente pelo seu despertar.

Olhando para Jesus, Buda, Francisco de Assis, Chico Xavier e outros luminares que nos presentearam com suas lições, conseguimos compreender com mais clareza o significado de manter a sintonia com Deus, mas, ao mesmo tempo identificamos um abismo que nos separa dessas almas tão puras.

Alguns irmãos não se acham dignos ou ficam desanimados com o longo caminho que deverá ser percorrido para vivenciar tamanha sintonia com o Pai, mas, porque a pressa em alcançar tão grande estado de alma?

Porque não caminhar nessa direção, sem esmorecer, aproveitando cada passo, vibrando com as pequenas vitórias interiores e acreditando que sua sintonia com o Pai fica cada vez mais forte.

Mesmo que não alcance a evolução espiritual desses grandes irmãos posso afirmar que grande paz alcançará o seu coração em breve tempo se você estiver no caminho correto, uma onda de felicidade o envolverá sempre que estiver em sintonia com o Pai, mesmo em estado de evolução inicial ou intermediário.

Ninguém será esquecido na grande obra do Pai, todos podem se renovar, independente do ponto de degradação que chegaram, não deixe para o futuro ou para a próxima vida o que você pode iniciar neste momento. O momento de agir para se renovar é agora!
A meditação interior, a valorização da vida, a lembrança de momentos felizes também são formas de manter-se conectado com a fonte da vida, por isso, acostume-se a dedicar alguns momentos durante o dia ou na semana para refletir, lembrando dos momentos de grande alegria para o seu coração, veja-o quadro a quadro, lembrando detalhes e sensações positivas e agradáveis.
Você também já parou para pensar se o mundo se transformou em lugar tão ruim quanto você imagina? Será que realmente não existem mais motivos para viver a felicidade que antes o envolvia? Ou, na verdade, o mundo exterior pouco se modificou e o seu mundo interior encontra-se desequilibrado, cheio de orgulhos, exigências e preocupações?

Manter a sintonia com a fonte infinita de amor é sentir-se bem em qualquer situação, é acreditar, acima de tudo, que “Lá, em algum lugar, muito além, existe alguém, alguém que te ama, que se alegra com suas vitorias, que por ti torce com todas as suas forças e nunca desistirá, até que você percorra a últiima milha do seu caminho espiritual.”
Mas, como podemos manter a sintonia mental com Deus?
Você deverá encontrar a forma que mais se adéqua ao seu temperamento, as suas necessidades e ao seu estado evolutivo. A prece é o ponto de partida para todos, é a rede lançada ao infinito, na esperança da pesca abundante e ela o presenteará de acordo com sua habilidade, conquistada através de empenho e dedicação, conforme ensinado por Jesus a Pedro em uma das passagens do evangelho.
Mas o resultado da pescaria por si só não resolve os problemas que o levaram a profunda tristeza, a prece é o alimento para sustentar a paciência e a coragem, perseverando na busca e não desistindo da luta. Muitas vezes o problema não poderá ser resolvido instantaneamente, mas se você estiver em sintonia com a fonte de sabedoria ELA o ajudará a “contornar” as pedras do caminho.
A freqüência a grupos religiosos, de meditação ou que praticam a solidariedade é muito importante também para manter a sintonia. O convívio com pessoas que compartilham deste ideal trazem influencias positivas e o ajudarão das mais variadas formas.
A solidariedade aos menos afortunados também o ajuda a conhecer dificuldades vivenciadas por outros espíritos, amenizando as dores por eles vivenciadas você acaba por ajudar na própria cura.
Irmãos, que possamos fincar de forma definitiva a âncora da fé pura nas profundezas da alma, afirmando de uma vez por todas nossa intenção em alcançar a cura integral da alma.

Fechamos o texto com esta passagem de profunda reflexão, escrita por Khalil Gibran no livro O Profeta, sobre o Auto-Conhecimento.
“Os vossos corações conhecem em silêncio os segredos dos dias e das noites.
Mas os vossos ouvidos anseiam pelo som do conhecimento do vosso coração. 
Vós sabeis por palavras aquilo que sempre soubestes em pensamento. 
Tocais com a ponta dos dedos o corpo nu dos vossos sonhos. 
E ainda bem que assim é. 
A nascente oculta da vossa alma deve erguer-se e correr a murmurar para 
mar, e o tesouro das vossas profundezas infinitas será revelado perante os vossos olhos. 
Mas que não haja medidas para pesar o vosso tesouro desconhecido; 
E não procureis as profundezas do vosso conhecimento com limites. 
Pois o ser em si não tem limites nem medidas. 
Não digais “Encontrei a verdade”, mas antes “Encontrei uma verdade.” 
Não digais “Encontrei o caminho para a alma”, mas antes “Encontrei a alma a seguir o meu caminho”. 
Pois a alma percorre todos os caminhos. 
A alma não percorre uma linha, nem cresce como um caniço. 
A alma desvenda-se a si própria como um lotus de incontáveis pétalas.” 
Fonte: http://www.veg11.com.br/

O PLANETA TERRA QUER VIVER – Mensagem de Buda Gautama

Não aceitando Jesus, condenou-se a novo degredo…
Paz entre os homens de boa vontade.
Irmãs, nasce no orgulho e no egoísmo a fonte de todos os males.
As almas que habitam a Terra são espíritos milenares, que já percorreram outros “ciclos de planetas distantes”, eras findas de loucuras e desvios das Leis Divinas; porém, ainda permanecem extremamente arraigadas em conceitos errôneos, e preconceitos geradores de ódios, decadência moral e espiritual.
Descuidam de suas almas, negligenciando em ações perversas, adiando por tempo demasiado longo, o seu despertar.
É tempo de colheita, e aqueles que permanecerem nas faixas da rebeldia, inconformação, orgulho, egoísmo e quedas morais, estão sendo lançados para bem longe da Terra, para iniciarem novos ciclos planetários corretivos, até que, finalmente, aprendam a amar desprovidos do egoísmo e falta de caridade para com o próximo.
As mortes coletivas tornar-se-ão mais corriqueiras à medida que a aceleração do Planeta aumenta, para adentrar em nova dimensão superior.
Querendo ou não, não haverá âncora jogada para sustentar os esquerdistas na nova faixa vibratória superior, que o Planeta adentrará.
Adiar o encontro com a Luz é condenar-se a permanecer na escuridão dos planos inferiores.
A aceleração da velocidade de rotação da Terra provoca acomodações nas placas tectônicas, mudando a geografia planetária.
Os cientistas julgam-se “experts” em prever acontecimentos, que ainda não sabem a origem, muito menos como controlar.
A Natureza possui um automatismo divino que somente será conhecido, à medida que a criatura evangelizar-se, porque, para penetrar nas reentrâncias dos Planos Divinos, o ser humano deve atingir padrões vibratórios de evolução, que as criaturas da Terra estão longe de alcançar.
O Planeta procura acomodar-se para reduzir seus sofrimentos. Ferido, seu pulsar enfraquece, sua respiração é lenta, sua vida entra em colapso.
A Terra não morrerá, pois ainda é um jovem Planeta que percorrerá longa esteira de evolução, antes de extinguir-se. Sua humanidade transitória está sendo retirada devido a incompatibilidade de ideais.
O Planeta quer viver, porém deseja viver sem sofrimentos. A criatura humana deseja explorar, escravizar, vilipendiar.
Mantende sintonia com as Forças do Bem, e vossos sofrimentos serão coroados pela ascensão de vossa alma.
Não há como evitar o sofrimento, mas existem recursos para sofrer e evoluir, que são a prática das Lições do Mestre Nazareno, que sem culpa sofreu resignado, alcançando maior grau de evolução.
“Tome sua cruz e siga-Me”! É a lição que vos deixou.
“Amai ao próximo e perdoai sempre, não se esquecendo de amar a Deus sobre todas as coisas”.
Paz sempre. 
Gautama Buda

O caminho áspero foi construído pelos homens, desejando poder e riqueza.
Deturparam as Leis Divinas para controlar seus irmãos, e construíram cidades infernais para aprisionar o próprio espírito.
Deixando de amar, cultivou o ódio.
Deixando de perdoar, escolheu a vingança.
Não aceitando Jesus, condenou-se a novo degredo, pois Ele, somente Ele, é Caminho, Verdade e Vida.
Gautama Buda
A longa noite escura se aproxima e poucos saberão enfrentá-la.
Não são os preparativos externos que salvarão.
O preparo da alma à Luz do Evangelho de Jesus a manterá em zonas de claridade, que a sustentará diante da escuridão.
Iluminai vosso íntimo e encontrareis a libertação.
Jesus vos abençoe.
Gautama Buda

ECOLOGIA DA BOCA PARA DENTRO

Preserve a ecologia da boca para dentro, seja vegetariano e pratique você a transformação que quer para o Mundo.

 “Que todos nós possamos pensar e agir de modo que nossos pensamentos e atitudes possam ser convertidos em leis universais”. 

Agindo dessa maneira, podemos estar certos, que, estamos contribuindo para um mundo melhor, mais justo, mais fraterno e mais amoroso.
Pensar e agir de modo que possamos ser considerados exemplos de uma lei universal significa, desejar que as atitudes neles contidas sejam semelhantes ao ensinamento maior deixado por Jesus, que é “Amar ao próximo como a si mesmo“ ou “fazer a alguém somente o que sejamos que façam a nós“.
Os animais que morrem para a sua mesa morrem sozinhos, em pânico e terror, em profunda depressão e em meio á grande dor. A matança é impiedosa e desumana.

A cada minuto todos os dias da semana, milhares de animais são assassinados em abatedouros. Muitos sangram vivos até morrer. Dor e sofrimento são comuns.

Atitudes como esta não correspondem ao mandamento maior de Amar ao próximo e indubitavelmente não desejamos passar por isso.

Os animais, como nós, são centelhas de divinas que estão no mundo em busca de galgar um posto mais elevado na imensurável escala evolutiva criada pelo Pai. 

O mandamento evangélico que prega que não devemos matar, também inclui os animais, criaturas de Deus, portanto nossos irmãos inferiores.

Quem come carne sustenta o modo como os animais são tratados. 

Pela Lei do Carma, um dia, terá que resgatar de certa forma essa transgressão a lei do amor ao próximo.

O atual carnívoro, inexoravelmente, será um vegetariano. A natureza da lógica nos mostra, que, embora nem todos os vegetarianos não sejam evoluídos, se faz necessário, que todos os evoluídos sejam vegetarianos.

Evitando comer carne é um dos melhores e mais simples caminhos para cortar a ingestão de gorduras.
A carne não contém absolutamente nada de proteínas, vitaminas ou minerais que o corpo humano não possa obter perfeitamente de uma dieta vegetariana.
Vegetarianos há longo tempo visitam hospitais vinte e duas vezes menos que carnívoros e por pouco tempo.
Vegetarianos têm vinte por cento menos colesterol que carnívoros e isso reduz consideravelmente ataques cardíacos e câncer.
Florestas são destruídas para darem lugar á pastos para a criação gado para fazer hambúrguer para a monocultura de grãos como soja para servir de ração aos animais criados em cativeiro.

Cerca de mil espécies são extintas por ano devido á destruição das florestas tropicais.
As reservas de água fresca do mundo estão sendo contaminadas pela criação de gado de corte. E os produtores de carne são os maiores poluidores das águas.
A criação moderna de animais provoca artificialmente a engorda para obter mais lucros. Ingerir gordura animal aumenta suas chances de ter um ataque cardíaco ou desenvolver câncer.
Se você come carne, está consumindo hormônios que foram administrados aos animais. Ninguém sabe os efeitos que estes hormônios causam á saúde. Em alguns testes, um em cada quatro hambúrgueres contém hormônios de crescimento originalmente administrado ao gado.

Alguns produtores usam calmantes para manter os animais calmos. Usam antibióticos para evitar ou combater infecções. Quando comemos carne estamos ingerindo estas drogas.
Na América do Norte cinqüenta e cinco por cento de todos os antibióticos são dados a animais de corte, e a porcentagem de infecções por bactérias resistentes a penicilina avançou de treze para noventa e um por cento em 1998.
Os carnívoros podem contrair as seguintes doenças comuns em comedores de carne: anemias, apendicite, artrite, câncer de mama, câncer de cólon, câncer de próstata, prisão de ventre, diabetes, pedras na vesícula, gota, pressão alta, indigestão, obesidade, varizes.

Os animais sofrem dor e medo como nós. Passam as últimas horas de suas vidas, trancados em um caminhão, depois unidos á centenas de outros, igualmente apavorados, são empurrados para um corredor da morte ensopado de sangue.
Todos os dias dezenas de milhões de pintinhos de apenas um dia de vida são mortos apenas por que não podem botar ovos.

Não há regras para determinar como ocorre a matança. Alguns são moídos vivos ou sufocados até a morte.

Muitos são utilizados como fertilizante ou como ração para alimentar outros animais.

Todos os anos, quatrocentas toneladas de grãos alimentam animais de corte, e assim os carnívoros com poderes aquisitivos podem comer carne. Ao mesmo tempo, quinhentos milhões de pessoas pobres morrem de fome.
A cada seis segundos alguém morre de fome por que pessoas estão comendo carne. Cerca de sessenta milhões de pessoas morrem de fome por ano.

Todas essas vidas poderiam ser salvas, porque estas pessoas poderiam estar comendo os grãos usados para alimentar animais de corte se os carnívoros comessem dez por cento a menos de carne.

Se comêssemos as plantas que cultivamos ao invés de alimentar animais para o corte, o déficit mundial de alimentos desapareceria da noite para o dia. Lembre-se que 100 acres de terra, produzem carne suficiente para vinte pessoas, e grãos para 240.

Nos paises africanos, onze milhões de pessoas morrem de fome, enquanto o mesmo exporta grãos para o primeiro mundo para engodar animais que vão parar na mesa dos carnívoros.

Á medida que o espírito evolui, ele também prefere nutrição menos animalizada.

Enquanto seres como Átila, Gengis-Kan e Nero, exigiam variedades de víscera sangrentas, para se alimentarem, Francisco de Assis vivia de pedaços de pão e um pouco de leite, Buda satisfazia-se com uma xícara de arroz e Jesus com bolinhos de mel e suco de cereja.

O Universo não teve princípio nem terá fim. No entanto, Deus jamais fracassou no sustento e na vivência de todas as humanidades planetárias.

A fome tão temida na Terra é fruto da irresponsabilidade humana, principalmente dos governantes ambiciosos, porquanto, fora da sistemática da destruição de nossos irmãos inferiores, o orbe pode triplicar a sua população sem que lhe falte alimentos.

As criaturas de Deus são os instrumentos de que Ele se serve para atingir seus objetivos. Foi por isso que Deus deu a cada ser a necessidade de viver e de se reproduzir.

No reino animal as espécies são destruídas somente no seu invólucro ou corpo físico, não a parte essencial dos seres, pois estes são os princípios inteligentes, indestrutíveis, que se elaboram através das diferentes metamorfoses por que passam.

Assim como no humano, após a morte física do animal, sobreviver sua parte espiritual, que retorna a sua alma grupo.

No dia em que os terráqueos, entenderem que os animais são como nós, criaturas de Deus, que assim como nós, aqui estão, fazendo seus ensaios para um dia alcançarem situações de vidas melhores, os humanos da terra, irão de usá-los com disciplina e bondade e pelo seu trabalho irão recompensá-los com muito carinho, farta alimentação e demais cuidados para que os mesmos possam viverem livres das intempéries, das enfermidades, enfim, vão ser considerados como irmãos inferiores como realmente o são e merecedores de todo carinho.
Kardec disse “Sem a caridade não há salvação” pior para aqueles que além de não praticar a caridade, ainda promovem maus tratos, mutilações e a destruição dos animais que por estarem espiritualmente mais próximos de nós, faz com que o ato da sua destruição seja mais oneroso para aquele que comete esse crime e que responderá segundo a Lei de Causa e Efeito.

TÉCNICA PARA O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA


O despertar da consciência, o que significa este termo? Porque tantas pessoas cada vez mais e mais hoje em dia vêm buscando assuntos ligados a espiritualidade e ao despertar da consciência? Existe alguma técnica para despertar a consciência para outras realidades e dimensões?
Sim, existe uma técnica para isso, mas só a técnica não é suficiente e sim um conjunto de ações com disciplina e foco pode fazer o sincero buscador tocar outras tinturas e outras notas da manifestação múltipla e infinita dos Universus.
Essa técnica aliada ao conjunto de ações corretas poderá sim abrir mais esse contato com estas dimensões.
O puro de mente e coração, sincero com seus sentimentos, que se esforça por amor para expandir sua consciência e elevar seu estado de ser e saber, este sim toca outras realidades da manifestação divina se tornando mais sutil, mais leve e mais luminoso.
Se vibrarmos amor, tranqüilidade, otimismo e serenidade, então acessamos a natureza mais sublime da criação, voamos leves sem obstáculos nem barreiras onde somente a sutileza e a profunda beleza do amor se manifestam.
Se vibrarmos medo, dúvida, insegurança, ódio, então acessamos a natureza mais densa da manifestação, ficamos presos em mundos e dimensões onde estas baixas vibrações reinam nos fazendo escravos, fisgados pelo sofrimento e a ignorância.
Então querida alma, nosso despertar espiritual e consciêncial começa com a atenção e o foco em nossos pensamentos e sentimentos diários em nossos relacionamentos e em nossa conduta.
Conduzir seu templo físico com atenção, disciplina e foco já é o inicio do despertar, tudo começa com sua atenção e foco aqui neste plano físico e tridimensional, nossa mente, nossas emoções vivem dispersas aqui vagueando por pensamentos, sentimentos e ações inconscientes.
Se aplicarmos mais foco e atenção no aqui e no agora e praticarmos uma reta ação no diário viver sejam com os amigos, com a família, com as pessoas e os colegas de trabalho isso vai mudando nossa Cor, nosso Tom, mas só isso não será suficiente.

Uma das técnicas consiste em fortalecer o nosso corpo onírico, é simples, tudo começa com a atenção e o FOCO aqui e agora. Somos um reflexo no interno do que vivemos no externo e vice versa.

Inicie a pratica de atenção e disciplina no seu dia a dia, sugerimos aqui no mínimo um ano de disciplina para começar a colher alguns pequeninos frutos, muitos mestres do passado e do presente ensinaram sobre a disciplina da atenção plena e da auto observação de si mesmo, então sugerimos que todo aquele que tenha realmente vontade e anelos no seu despertar espiritual comece com essa disciplina de estar atento a si diariamente e com todos ao seu redor.

Busquem sempre se lembrar, onde estou? 
Com quem estou? 
O que estou falando? 
Sobre o que estou falando? 
O que falo e faço prejudica meu semelhante? 
Qual o objetivo das coisas que faço e onde eu apoio minhas ações? 
No ego ou em meu Ser? 

Depois que essa técnica de atenção plena e auto observação sobre si mesmo (seus pensamentos, sentimentos e ações) tiverem sido fortalecidas pela disciplina e força de vontade, então partimos para o segundo estagio.


Todos os dias antes de dormir devemos aprender e desenvolver uma disciplina de meditação, antes de iniciá-la faça uma retrospectiva do seu dia e veja seus pontos falhos onde “adormeceu” e perdeu seu foco e atenção, reavalie as cenas, passe um pente fino do momento em que acordou até o presente momento que esta sentado(a) em meditação à noite.
Após a retrospectiva de seu dia inicie sua meditação, entre em silêncio e ouça seu SER, sinta seu corpo, inspire e expire tranquilamente e profundamente, você é quem impõe seu ritmo de acordo com sua natureza de ser e sentir o universo ao seu redor e pode desenvolver sua técnica própria de meditação não ficando amarrado a nenhuma outra, teu ser é único.
Aos poucos conforme você avança em suas meditações e alia isso com a atenção plena e a auto observação de si no seu diário viver, vais então construindo com as ferramentas da alma e do espírito a ponte de travessia para o despertar, o renascer de um novo ser intuído pela alma e levado pelo intimo.
Compreende o que você esta fazendo? 

Fortalecendo sua capacidade de memória e atenção, é inevitável minha querida alma, isso por ressonância vai acontecer internamente, tudo que fazes com disciplina e foco no externo se plasma em nossos sonhos e mundos internos.

Quando tudo isso começar a acontecer passamos para o terceiro estagio que é começar a perceber a realidade interna dos sonhos como sendo um sonho, nossos sonhos começaram a ficar extremamente lúcidos e reais, sua realidade interna começa a se tornar forte, sua percepção aumenta, deves manter seu foco e sua atenção internamente, então focalize e diga, eu não estou em um sonho, eu estou acordado(a)!
Quando atingimos esse estagio que é muito raro de se alcançar hoje damos apenas inicio ao nosso despertar, quando falamos que é um estagio muito raro de se alcançar dizemos isso devido à realidade externa do mundo e das pessoas, todos hoje estão voltados para a grande ilusão do TER, do consumir, do crescer material e descontrolado que põe em risco e em desequilíbrio total o SER espiritual os fazendo mergulhar em uma dormência coletiva.

Triste é observar a dura realidade construída pelo ego humano, porem observamos com atenção o rumo que o egoísmo humano tem traçado para si próprio e lutamos valentemente contra a entropia da dormência coletiva que assalta as almas de nossos filhos e irmãos de caminhada, por isso nos sensibilizamos profundamente e lançamos mão de técnicas e exercícios de meditação e foco para o despertar de todos aqueles que anelam verdadeiramente um religare com as vertentes ascendentes do espírito e da luz crística.

Então quando começar a se lembrar que seus sonhos são sonhos e que você esta dentro deles aplique toda a atenção que coloca no mundo exterior para os mundos internos, no inicio não verá nada e a sonolência e a inconsciência irá te tirar do seu foco. 

Persista! Não desista, mantenha atenção e foco.

Quando você estiver relativamente firme e atento(a) o suficiente para se recordar dos mundos internos, então poderá focar para onde deseja ir ou onde queira estar, neste estagio seus sonhos não serão mais sonhos, você poderá deixá-los com toda segurança e projetar seu ser e consciência para onde desejar, porem isso requer muita disciplina e pratica.

Todo praticante sincero e sério nestas praticas e se as fizerem todos os dias por um período de sete anos terá atingido um grau muito avançado do despertar podendo participar de forma desperta das muitas atividades e ensinamentos nos planos superiores.

Para iniciar uma coisa que ajuda bastante é antes de dormir e depois que fizermos nossa retrospectiva e meditação diaria focar com nossos pensamentos e sentimentos onde desejamos estar ou com quem desejamos estar, adormeça pensando no local ou na pessoa, mestre ou anjo que deseja se comunicar.
Outra dica importantíssima, ao acordar fique quietinho(a), não se mexa, esse é o momento em que o corpo astral esta se fixando novamente ao seu corpo físico com todas as memórias e experiências da noite, se você costuma levantar às sete da manhã então ao iniciar essa disciplina acorde mais cedo as seis e fique quietinho(a) nos primeiros dez minutos ao abrir seus olhos, depois disso as memórias vão chegando, as organize em sua mente, aconselho que tenha um caderno e anote também, às vezes recebemos informações codificadas que só depois que lermos o que escrevemos com mais calma podemos captar e receber o ensinamento transmitido.
Na maioria das vezes neste inicio sonharemos com coisas do dia a dia, conflitos, nossos processos internos ligados a impaciência, ira, luxuria, gula, vaidade, medos. 

Que possamos estar atentos e com foco para conforme observamos, lembrarmos ou escrevemos nossos sonhos que eles possam servir de material para reflexão e mudança de comportamento, para assim atingirmos estágios mais puros e elevados.

Todos nós temos nossos mestres e anjos internos que nos auxiliam nestes processos mentais e sentimentais atrelados as baixas vibrações dos egos humanos e todos nós temos nossa contraparte feminina na forma de nossa Mãe divina é a ela e aos nossos mestres e anjos que devemos pedir sempre auxilio com muito amor, carinho, paciência e respeito.

Nem sempre será possível trazer experiências que foram vividas além dos mundos mentais ou causais (arquétipais), porém você as sentirá com uma sutil intuição, este é o mundo da consciência pura, sem formas, somente consciência e luz onde a mente humana não alcança, não toca, pois sua natureza é extremamente densa para penetrar neste universo dos sem forma. 
Quando vivenciamos esta experiência nos planos de pura luz é como se recebêssemos um presente da divindade. A percepção da vacuidade que se plasma em nós é maravilhosa é preciso estar muito vazio para alcançar esse estagio, é preciso estar “morto” em si sem ego, a interferência do ego deve ser zero absoluto e somente na ausência total do ego humano poderemos tocar essa realidade maravilhosa. 
Como iluminadamente dizia Jacob Boheme, “A morte mística é o caminho para a vida eterna”, somente morrendo em nós mesmos é que seremos eternos, estas são as máximas de todos os grandes iluminados, Buda a alcançou, Krishna também, Jesus igualmente tocou esta verdade suprema, sumo que alimenta tudo abaixo no mundo das formas, pensamentos, sentimentos e manifestações.
Percebe querida alma que busca e anela o despertar, que nosso destino é retornarmos para essa natureza sutil e luminosa, sem forma, mas que em tudo esta, sem ser percebida ou notada em lugar nenhum, isso é ser O TAO, é alcançar o vazio ILUMINADOR é retornar a fonte intima e interna que é eterna e imutavél.
Outro fator importantíssimo para nosso despertar é nossa conduta, ética e moral, os mundos internos ou astrais inferiores são muito modeláveis, existe uma grande turba onde vagueiam uma infinidade de seres sem muita luz obstruídos por processos limitadores e de ignorância profunda aliadas a conceitos pré estabelecidos e limitados que os fazem vibrar nestas regiões caídas. 
Nestas dimensões inferiores também vivem muitos cascões astrais e personalidades em degeneração e decomposição, alguns seres extraterrestres também vivem nestas dimensões e vibrações caídas, por isso precisamos desenvolver a ética, a conduta e a moral e principalmente o amor, a devoção, a oração, a meditação e a entrega de alma e coração para nosso sagrado e eterno ser interno, o Alfa e o Omega, o principio e o fim de nossa manifestação.
Podemos e devemos sempre pedir a proteção e a orientação de nossa Mãe Divina que é uma parte desprendida de nosso Real e Verdadeiro Ser é ela que nos conduz e nos leva segundo os méritos de nosso coração aliados à disciplina e as praticas no diário viver ao nosso despertar.
Percebe o conjunto de ações que te fazem despertar? Nada vem sem trabalho e disciplina, esse nosso mundo externo é um exemplo claro e vivo disso, internamente não seria diferente.
O exercício que aqui propomos é desenvolver um trabalho de forja ativa. O raio da força nos ensinou isso e a duras penas conseguimos desenvolver uma pequena disciplina neste sentido e como comprovamos a eficiência destes exercícios e técnicas as compartilhamos com todos na intenção e no auxilio para expandir e despertar a consciência das pessoas.
Quanto mais nos empenharmos mais ajuda receberemos dos Mestres e Anjos se nada fizermos nada receberemos, isso é um fato constatado e vivido de forma integra e real.
Outro requisito fundamental para se atingir vibrações superiores onde vivem as consciências dos Mestres e Anjos é desenvolvermos em nós a castidade, no inicio parcial e no fim total!

E o que é essa castidade? A castidade no olhar, a castidade no pensar, a castidade no falar e a castidade no agir.

Se formos solteiros disciplinamos estes sentidos e transmutamos nossas energias sexuais com pranayanas, se somos casados praticamos a disciplina destes sentidos e fazemos amor com sentimentos elevados e puros sem luxuria e desejos, isso acelera mais o processo de despertar.
Trabalhar a mente, os sentimentos e o sexo com pureza e veneração abrem e desabrocham em nós todos os poderes divinos, porém não devemos fazer isso almejando poderes, o desejo esta aliado a cobiça e para todos aqueles que estudam a natureza dos desejos humanos compreendem por observação profunda e atenta que ele é o cerne e a raiz para o nascimento de todo egoísmo humano.

Devemos trabalhar nosso ser e alma por amor puro e verdadeiro sem desejos de espécie alguma.

Percebe minha querida alma que desenvolver a disciplina de se recordar dos nossos sonhos não é o objetivo final? Mas somente o inicio do caminhar no despertar de nossas consciências?
Aquele que despertar neste mundo despertará em todos os outros, pois este é o mundo mais denso e onde todas as forças internas e externas a nós juntamente com a da natureza se manifestam fazendo uma pressão e força contrarias ao nosso despertar.
Todo aquele que desperta neste plano físico e tridimensional alcança um grau de agudeza e profundidade muito raros no universo, seres que não tiveram corpos físicos em planos de terceira dimensão não podem compreender a agudeza da percepção de se viver em um corpo físico humano e tridimensional desperto.

Existem graus e graus de despertar, Jesus alcançou um dos graus mais altos nesta escada ascendente que leva a alma peregrina do SER ao universo misterioso e incompreensível do NÃO SER.

Jesus em sua peregrinação pública veio nos ensinar o caminho da libertação, do despertar e do religare aos universos ascendentes através das máximas do amor, da renúncia e do sacrifício.
Neste exato momento, mesmo sendo muito raros e poucos, estão nascendo no anonimato pequenos Mestres, Budas, Anjos, Arcanjos, Tronos, Querubins, Serafins e mesmo que mais raros alguns Elohim, seres  estes andróginos, responsáveis em construírem universos inteiros, porém o externo não os percebe, não tem olhos para verem, nem ouvidos para ouvirem o murmúrio das muitas águas acima nos universos e dimensões superiores.
É no silêncio da noite escura da alma humana sem que as forças das trevas percebam, pois elas não reconhecem a luz em meio às trevas do mundo, que eles estão nascendo.
É em meio ao silêncio profundo dos antigos mistérios, sejam eles Egípcios, Gregos, Maias, Astecas, Nórdicos ou Judeus que eles vêm tomando força e formando um único exército estabelecido na vibração Crística.
Eles reaparecerão junto com o nascimento de uma nova aurora  e de uma nova era.
Que venha a nova era de Aquário e dissipe as trevas da ignorância e da manipulação de nossas mentes sentimentos e ações.
É chegada a hora de despertar.

DESPERTEMOS!!!
Fonte: http://osolinterno.blogspot.com.br

SUA MARCA DE ILUMINAÇÃO EXCLUSIVA CONECTANDO-SE COM AS BÊNÇÃOS DE WESAK

     
SUA MARCA DE ILUMINAÇÃO EXCLUSIVA
CONECTANDO-SE COM AS BÊNÇÃOS DE WESAK
Mensagem de Selácia
15 de Maio de 2013  
Cada vida passada que levou a esta, preparou-os para estes momentos. Cada experiência que vocês tiveram, a cada vez que aprenderam a amar mais e a deixar ir os velhos hábitos disfuncionais… vocês estavam em preparação para se beneficiarem dos potenciais da iluminação em expansão e que estão disponíveis agora.
A Iluminação está ligada ao seu próprio DNA!
Assim, está a memória dos seus ensinamentos e lições espirituais do passado. Vocês nunca se esqueceram dos preciosos momentos das vidas passadas, quando se sentavam na audiência de um professor desperto. Vocês podem não se lembrar do nome daquele professor agora, ou até mesmo pelo fato de terem se sentado com ele, mas a energia benéfica permanece com vocês.
Os ensinamentos dos Mestres iluminados – incluindo Buda, Cristo e inúmeros outros homens e mulheres – estão na memória compartilhada da humanidade, no inconsciente coletivo. Vocês não precisam ter estudado diretamente com estes grandes Mestres para terem sido afetados pela sua sabedoria.
A jornada da iluminação e do despertar espiritual é parte integrante de sua jornada em geral. Sua jornada e o potencial para a iluminação são exclusivos a vocês. Ninguém mais teve as mesmas experiências da maneira com que as tiveram. Mesmo vidas aparentemente sem intercorrências contribuíram para o seu aprendizado. O mesmo se aplica a todas as partes desta vida. Nenhum momento foi desperdiçado, nenhuma experiência foi infrutífera.
Vocês podem acessar a luz dos Mestres, como Buda, mais facilmente durante o Wesak. Na verdade, os véus entre as dimensões estão mais finos e agora vocês estão mais qualificados para transpor as dimensões.

SUGESTÕES PARA SE BENEFICIAREM DAS ENERGIAS DE WESAK
Gif de estrela Primeiro, ancorem-se a cada manhã e durante o dia. Somente ao estarem presentes vocês podem se conectar de forma tangível com todas as bênçãos que Wesak oferece.
Gif de estrela Em segundo lugar, passem menos tempo assistindo TV, ou outros meios de comunicação com mensagens baseadas no medo. Usem o seu tempo para ingerir idéias edificantes e reservem um tempo suficiente para se conectarem com o seu coração.
Gif de estrela Em terceiro lugar, vivam de forma suave no mundo. Estes são tempos desafiadores com energias caóticas. As pessoas ao seu redor – especialmente as crianças que absorvem as energias como uma esponja – podem estar perturbadas e menos capazes de lidar com as tarefas diárias. Permitam isto.
Gif de estrela Em quarto lugar, estejam atentos aos momentos em que lidarem com a autocrítica. Prestem atenção ao que estão dizendo, mas não levem isto muito a sério. Muita autocrítica nestes momentos intensos vem do medo e do julgamento aprendido. Se houver realmente algo que vocês precisem mudar ou fazerem melhor, a auto-censura é um obstáculo e não uma solução. Substituam a crítica pelo amor próprio.
Gif de estrela Em quinto lugar, tirem um tempo diariamente para ficarem em silêncio e em meditação. No início de sua meditação, lembrem-se de que vocês são divinos e que estão em um processo de despertar o seu eu verdadeiro. Então, desliguem a sua mente e fiquem em silêncio tanto quanto possível, por tanto tempo quanto possam. A cada vez que praticarem isto, vocês abrem a porta para experiências mais profundas e mais longas. A cada vez que se desconectarem do ruído de sua mente, vocês estarão um passo mais próximos de se tornarem livres.
Quando fazem estas coisas, vocês se ligam ao seu próprio poder como um agente de mudanças divino – vivos para estar na vanguarda da mudança e uma força fundamental na mudança do mundo para melhor.  
Traduzido por: Regina Drumond  

30 DIAS DE REVELAÇÕES DIVINAS – Wesak 2013

30 DIAS DE REVELAÇÕES DIVINAS
Wesak 2013
Mensagem de Gillian MacBeth-Louthan 
14 de maio de 2013  
À medida que essas energias nos empurram e puxam em todas as direções, somos reformatados para uma consciência mais elevada. Todo esse re-esculpir cósmico gerou um monte de desgaste no corpo humano, na mente e no espírito.

Estamos todos um pouco parecidos com o espantalho em um tempestuoso dia do “Mágico de Oz”, espalhados, um pouco aqui, um pouco ali. 

Como em um quebra-cabeças de um milhão de peças, buscamos ver uma imagem do novo Eu, mas infelizmente a caixa de quebra-cabeça não tem um retrato para nos ajudar a encontrar nossas peças perdidas.
Estamos no meio de três eclipses, uma chuva de meteoros do cometa de Halley, várias manchas solares e vento solar, uma ejeção de massa coronal e Deus sabe mais o quê. Estamos no lugar de 30 dias de dispensações (considerações especiais e bênçãos) de Cristo e Buda, tornando esta uma celebração de Wesak de 30 dias.
A ordem é “mude ou será apanhado no turbilhão da mudança cósmica.” A humanidade não está mais dirigindo o carro cósmico através das configurações celestes. Estamos à beira do futuro, raspando-nos do passado, como cracas em um barco no estaleiro.
Wesak é a celebração do nascimento, iluminação e morte de Buda. De acordo com antigas crenças, o Buda nasceu, atingiu a iluminação, e deixou a encarnação terrena sob a Lua Cheia de Touro.

O Buda volta esta época a cada ano para trazer uma nova luz para o mundo. Os líderes espirituais, tanto humanos quanto da hierarquia, se reúnem em Wesak Valley, no alto dos Himalaias.

Wesak é o momento em que o Cristo reúne toda a Hierarquia Espiritual, junta em meditação, para invocar as forças de cura de SHAMBALLA. 

O Buda, representando essas forças, aparece e abençoa a humanidade. O Buda é a expressão da Sabedoria de Deus, a personificação da luz e o indicador do propósito divino. O Cristo representa o infinito Amor de Deus pela humanidade.

O Wesak é como um jarro derramando um elixir de cura.

A dispensação celestial costuma durar apenas 3 dias, mas devido ao alinhamentos incomuns as bênçãos sagradas durarão de lua cheia a lua cheia.

A humanidade está em um lugar de aprendizagem para verdadeiramente ver, para criar, para transformar em realidade, olhando através do portal quântico, profundamente dentro do proverbial buraco do coelho. É hora de mudar a representação do que uma vez definiu o pensamento. A chamada ao dever é anunciada para todos os que estão dispostos a se expandir.

Sem jogar com favoritismos com qualquer lado particular da criação, trocando a cruz pela coroa. Circundando o que se quer com clareza de intenção, pondo os pingos nos is dos “EU SOU” e descruzando seus tês. Todas e quaisquer limitações são a fonte de seu poder.

Qualquer escuridão com que vocês batalhem pode ser uma fonte de energia, se transformada de chumbo em ouro. O que tensiona vocês vem de todas as fontes. Vocês mudaram para sempre, para nunca mais voltar ao que vocês já foram. Vocês se sentam em cima de um novo ramo do coração e luz, esperando por um sinal de quando é seguro voar, nem símbolo, nem sinal vem. Vocês devem confiar somente em vossa própria intuição para avançar.

Como esta singularidade vocês se sentam em um lugar de grande poder e santidade, tudo o que vocês fazem, ou não, é criado por vocês e somente vocês. Ao ver as bênçãos existentes em suas vidas transformadoras vocês irão criar uma conexão para aderir a essa onda de bem-aventurança. Quanto mais pensamentos vocês têm de abençoar o que está em vossas vidas agora, mais energia é gerada, e mais facilmente a nova conexão será feita.

Pensamentos de reconhecimento e gratidão chamam essa onda de bem-aventurança; pensamentos de negatividade a repelem. 

Os frutos de todos os trabalhos anteriores de vida e de amor podem ser agora provados e formarem uma refeição. O que antes se pensou estar perdido é encontrado dentro da própria vida. A energia gasta em ajudar os outros foi colocada em uma conta universal que vem acumulado em proporções imensas.

Nada foi perdido ou desperdiçado, ou jogado fora em pensamentos e atos de bondade e gentileza. Todas as ações inerentemente do bem foram contadas e contabilizadas pelo ábaco universal. Todo o tempo gasto em oração e pensamentos amáveis para com os outros foi exponencialmente ampliado e multiplicado, além da capacidade da Terra de contar. Uma grande quantidade de recompensas celestiais encontra-se na estrada para as massas.

Fractais reestruturam-se em diferentes padrões de pensamento, bem como a luz dentro do inesperado e inexplicável mostra-se tão alto que até os três ratos cegos (nota da tradutora: personagens de conto infantil) podem ver. 

Vocês estão deixando a energia que tem os distraído tanto, e movendo-se para um lugar de foco. Escolham ver tudo ou nada, não tornem-se um terceiro olho cego a qualquer possibilidade.

Eu mudo e me altero conforme os ventos da mudança sopram através de mim. Eu mudo com cada nascimento. Eu mudo com cada morte. Eu me transformo quando o cosmos expressa emoção e unge-se com uma nova luz. Minha temperatura muda com as minhas emoções, meus batimentos cardíacos mudam com todos os meus pensamentos.

Eu sou a mudança sazonal de Deus em forma humana. À medida que as moléculas do meu ser reescrevem as regras, a vida brota asas e nos leva a novas alturas.

Os objetos aparecem e desaparecem do crepúsculo ao amanhecer confundindo o esquema da mente. O conforto no que era familiar já não se encaixa ou acalma a alma. Um fluxo livre, sem forma ou destino, em um aspecto surpreendente ao se tornar um Deus em panos esvoaçantes. A queda livre em todas e quaisquer possibilidades não é para os fracos de espírito ou da mente.
Possibilidades reorganizam-se em nanossegundos de cada vez, alternando as bases, jogos e resultados simultaneamente. O que vêm através do buraco de minhoca pessoal ainda está para ser visto, mas é muito esperado. Ponham um lugar em vossas mesas de luz, preparando-se para todo o bem que foi mantido ao longe por muito tempo.

Integrem as energias, misturando-se a elas, emulsionando em uma reunião alquímica, dando tempo para parar e conversar com seu poderoso Si Mesmo.

O tempo é geralmente como um misturador mantendo as coisas agitadas e avançando em confusão molecular. A sensação de estar aqui e ali é tão real quanto qualquer outra coisa no planeta Terra. Avançar para a frente e para trás pode deixar alguém muito tonto e desequilibrado.

Objetos perdidos estão espalhados entre as dimensões, procurando um lugar para pousar. As placas de tempo irão continuar atritando-se umas contra as outras.

Mudanças sazonais e pessoais inesperados serão o resultado. As regras do jogo de uma dimensão não se mantêm verdadeiras em outro.  

 
Direitos Autorais:
Gillian MacBeth-Louthan
Tradução: Luciana Pellegrini Drucker