COMO FAZER INCENSO NATURAL COM ERVAS AROMÁTICAS

Incenso de ervas aromáticas secas serve para purificar e aromatizar o ambiente, trazendo o cheiro de campo para dentro de sua casa. Mas também são ótimos objetos de decoração e presentes muito originais, além de saudáveis, claro.
As ervas mais indicadas para fazer incenso são:
  • Alfazema
  • Alecrim
  • Hortelã
  • Tomilho
  • Sálvia
  • Erva cidreira
  • Pinheiro
  • Cedro
É importante que as ervas sejam escolhidas em dias ensolarados e secos. Caso apanhe ervas úmidas, descarte-as. Elas irão juntar bolor e apodrecer com muita facilidade.

Corte as plantas pelos caules e nunca pela raiz.

As ervas devem ser embrulhadas com fio de algodão. Quanto mais o fio estiver apertado, mais lentamente as ervas irão queimar.

Antes de iniciar o procedimento de preparo, arranque todas as folhas doentes. Estas não devem ser usadas.

Vamos ao passo a passo

1 – Comece por fazer um nó na ponta do ramo da erva aromática que escolheu

2 – Segure o ramo e comece a enrolar o fio, dê 2 a 3 voltas e volte a dar um nó

3 – Continue a enrolar o fio até a outra ponta oposta (as folhas desta extremidade podem ficar soltas ou serem dobradas)

4 – Certifique-se que o fio está bem apertado

5 – Vire o ramo e continue a enrolar o fio até à extremidade por onde começou

Se achar necessário, pode voltar a repetir o procedimento certificando-se que termine na extremidade onde começou.

6 – Pendure os raminhos secos atrás de uma porta, num lugar escuro e seco onda haja uma boa circulação de ar

7 – Aguarde algumas semanas para que as ervas estejam completamente secas antes de fazer a queima

8 – Quando estiverem prontas segure na extremidade por onde começou e com a ajuda de uma vela comece a queimar a ponta do ramo

10 – Deixe queimar uns 2 minutos e assim que o fogo pegar bem, apague-o lentamente assoprando

Tenha cuidado com as pequenas fagulhas incandescentes que podem se soltar.

11 – Pouse lentamente o ramo num prato de barro

12 – Caso queira apagar o seu ramo de incenso natural, esmague e sufoque as pontas que se encontram incandescentes

Evite usar água pois pode danificar o ramo de forma que não seja possível sua reutilização.

Fonte: http://dicasnaturais.com
Leia também, clique:

DIETA DOS CHÁS – 10kg em 30 dias

Ervas para desintoxicar, desinchar, acelerar o metabolismo, baixar a ansiedade e queimar gordurinhas.

Aprenda a combinar essa turma para emagrecer rapidinho, sem passar fome.

Todas elas testadas e aprovadas pelo médico ortomolecular e nutrólogo Gino Bruno Françozo, da Clínica Unique System, em Americana (SP), que, em parceria com o botânico Walter Accorsi, da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq-USP), em Piracicaba (SP), também dividiu-as de acordo com a ação no organismo.

Daí a classificação de cinco grupos: emagrecedoras, calmantes, digestivas, diuréticas e desintoxicantes.

“Dificilmente o peso extra está relacionado apenas a um problema.

Então, a recomendação é usar ervas de grupos diferentes numa mesma infusão, atacando as gordurinhas por todos os lados”, diz Gino.

Mas, antes de tudo, é importante lembrar que sozinho o chá não faz milagre.

Você precisa associá-lo a uma dieta.

E, segundo Gino, não adianta tomar um chazinho desintoxicante, para livrar o organismo das toxinas que impedem o emagrecimento, e comer alimentos superindustrializados, cheios de corantes e conservantes.

“O açúcar refinado, por exemplo, é repleto de aditivos químicos.”

É melhor trocá-lo pelo mascavo ou pela estévia”, recomenda o médico.

A seguir, ele sugere um cardápio de uma semana, com cerca de 1200 calorias.

Você pode repeti-lo por um mês ou mais.

Já as ervas, devem ser mudadas a cada 30 dias.

“Embora não tenham contra-indicações, não se deve usar nenhuma erva por um período muito prolongado”, orienta o médico.

Mas não vão faltar opções para você variar o seu chá.

Então, coloque a água para ferver!

As superervas QUE VÃO SECAR VOCÊ

Descubra a ação das ervas no organismo e como combiná-las numa mesma infusão, facilitando a perda de peso

Seis xícaras diárias.

Essa é a medida de chá recomendada nesta dieta. Mas, se você quiser mais, fique à vontade!

O importante é não deixar de ingerir uma xícara de cinco a dez minutos antes de cada refeição, incluindo café da manhã, ceia e lanche.

Dessa forma, além do efeito terapêutico da erva, o chá dá uma sensação de saciedade, amenizando a fome, o que facilita controlar a quantidade de comida colocada no prato.

Quantas ervas usar no chá?

Pode ser uma, duas ou todas de um mesmo grupo (veja abaixo).

Também é permitido combinar ervas de grupos diferentes.

No caso de você ter retenção hídrica e intestino preso, por exemplo, faça um mix de ervas diuréticas e digestivas. Alfafa e hortelã, segundo o doutor Gino, são curingas – desintoxicante e aromática, respectivamente, merecem entrar em todas as combinações.

Ele divide as ervas em grupos de acordo com os princípios ativos e sua ação no organismo.

Diuréticas: o fim da retenção hídrica

Agem nos rins e no córtex da glândula supra-renal, inibindo a produção do hormônio cortisona, que bloqueia a perda de peso ou, pior, engorda.

Ervas: cavalinha (Equisetum arvense), dente-de-leão (Taraxacum officinalis), cabelo-de-milho (Zea mays), sabugueiro (Sambucus nigra), abacateiro (Persea americana), quebra-pedra (Phyllantus niruri) e salsa (Petroselium sativum).

Digestivas: intestino regulado e barriga lisinha

Contêm substâncias que atuam no fígado, onde é fabricada a bílis, que dissolve a gordura em moléculas menores, facilitando sua absorção pelo intestino.

Ervas: hibisco (Hibiscus sabdariffa), cáscara- sagrada (Rhamnus purshiana), zedoária (Curcuma zedoaria), psilium (Plantago psyllium) e fucus (Fucus vesiculosus).

Calmantes: ansiedade sob controle

Agem no sistema nervoso central, acalmando e baixando a ansiedade, que costuma desencadear a compulsão à comida.

Ervas: alecrim (Rosmarinus officinalis), hortelã (Mentha piperita), capim-limão (Cymbopogon citratus), camomila (Matricaria chamomile), melissa (Melissa officinalis), jasmim (Jasminum officinalis), mulungu (Erythrina mulungu) e aniz (Pimpinella anisum).

Desintoxicantes: operação limpeza

O principal papel destas ervas é captar as toxinas do organismo, eliminando-as por meio da urina, das fezes e do suor e, com isso, colocando um fim no desequilíbrio que ocasiona o aumento de peso.

Ervas: alfafa (Medicago sativa), salsaparrilha (Smilax sp), zedoaria (Curcuma zedoaria), chá-verde (Camelia sinensis), espinheira-santa (Maytenus ilicifolia), bardana (Arctium lappa).

Emagrecedoras: ação dissolve gordura

Têm princípios ativos que agem nos rins, no fígado e, principalmente, no intestino.

Ervas: alfafa (Medicago sativa), cavalinha (Equisetum arvense), cana-do-brejo (Costus spicatus), graviola (Anona muricata), cabelo-de-milho (Zea mays), carqueja (Baccharis trimera), capim-limão (Cymbopogon citratus).

Ferva e abafe

Preparar o chá é simples: ferva a água, junte a erva desidratada e deixe levantar fervura.

Desligue o fogo e abafe por dez minutos.

Coe e beba quente, morno ou gelado, com ou sem adoçante.

Para garantir o efeito medicinal e o sabor, use 1 colher de sopa de erva para 1 litro de água.

No caso do mix, a recomendação é 1 colher de sopa de cada erva para a mesma quantidade de água.

Triplique a medida se a erva for fresca.

Boas medidas

O que você deve evitar para potencializar a dieta.
  1. Combinar dois tipos de carboidrato numa mesma refeição, como arroz e batata.
  2. A única parceria permitida é o arroz e feijão. Afinal, a dupla é típica no prato do brasileiro.
  3. Usar muito sal. Esse tempero deve ser praticamente descartado, pois faz o corpo reter líquido.
  4. Prefira ervas e especiarias como orégano, alecrim, salsa, dill.
  5. Consumir alimentos refinados (arroz, pão, macarrão e biscoito feitos com farinha branca). Eles são rapidamente absorvidos pelo organismo, estimulando o pâncreas a liberar muita insulina – hormônio que contribui para o acúmulo de gordura.
  6. Comer e dormir. Espere pelo menos uma hora e meia depois do jantar para ir se deitar.
  7. Ingerir bebida alcoólica, pois é muito calórica.
  8. Com 1200 calorias por dia (você não vai passar fome) e muito chá – pelo menos uma xícara antes de cada refeição —, dá para afinar bem mais fácil  

Fonte: Revista Boa Forma

DICAS PARA EMAGRECER COM SAÚDE

O nosso corpo, quando entra em uma alta restrição alimentar, não entende o que está acontecendo. Isso significa que ele não sabe se a deficiência energética é porque desejamos um corpo mais bonito ou para ficarmos mais saudáveis.

Imagine-se no deserto, onde há pouca comida, pouca água.
O que acontecerá quando encontrar alimento e bebida? Nada mais natural do que comermos mais para nos prepararmos para a próxima restrição. Pois bem, é isso que o nosso organismo faz.
Se você alterna momentos de alta restrição com abundância de alimentos e, conseqüentemente de calorias, o corpo estocará o pouco que ele receberá para se preparar para a próxima deficiência, dificultando o emagrecimento.
O que isso significa? Que altas restrições alimentares não são boas para você. Isso não irá ajudá-lo a eliminar peso com saúde e muito menos o ajudará no período de manutenção.
Então, esqueça o “tudo ou nada” e siga as próximas dicas para que possa se livrar do excesso das festas e se preparar para cumprir a promessa de ter saúde. Afinal, saúde está diretamente relacionada com a alimentação adequada. Você duvida disso?
1. Evite dietas milagrosas em que há uma grande eliminação de peso em um curto período de tempo.
2. Não faça uma alimentação baseada em somente um tipo de alimento ou nutriente.
3. Mesmo tendo exagerado nos dias anteriores, faça, pelo menos, 5 refeições por dia.
4. Pequenos lanches entre as refeições principais irão evitar a vontade de devorar o primeiro prato que encontrar pela frente.
5. Não belisque entre as refeições.
6. Esqueça dos snaks (salgadinhos) e da bolacha recheada.
7. Deixe na gaveta do escritório barrinha de cereais, bolacha integral (ingira, no máximo, 3 unidades).
8. Frutas e iogurtes de soja light são excelentes lanches.
9. Se tiver vontade de comer um doce, coma-o. Mas lembre-se: somente um pedaço ou unidade. Isso é melhor do que devorar uma caixa de bombom no final do dia.
10. Comece sempre as refeições por um caprichado prato de saladas.
11. Evite o uso de óleos para temperar as saladas. Use vinagre ou suco de limão.
12. Macarrão é permitido, mas cuidado com o molho, dê preferencia ao sugo.
13. Evite alimentos fritos. Dê preferência ao grelhados, assados ou cozidos.
14. Não repita a refeição.
15. Evite beber refrigerantes, mesmo os light ou diet.
16. Evite água gaseificada. Bebidas com gás dilatam o estômago dando uma falsa sensação de saciedade.
17. Bebidas energéticas tipo Gatorade devem ser evitadas. São calóricas e, para não atletas, a água ainda é o melhor hidratante.
18. Prefira sucos naturais.
19. Utilize adoçantes nos sucos e no cafezinho.
20. Beba, no máximo, 4 xícaras pequenas de café por dia.
21. Ingira bastante água durante o dia. No mínimo, 1,5 litro ou 8 copos.
22. Leve sempre uma barrinha de cereais na bolsa. Quando a vontade de comer alguma coisa aparecer, você já tem algo em mãos.
23. Ingira todos os dias legumes.
24. Coma diariamente 2 frutas.
25. Prefira ameixa, melancia, melão, morango que são menos calóricas.
26. Cuidado com as frutas secas. Por serem desidratadas é fácil ingerir mais calorias do que as naturais.
27. Enlatados são ricos em sódio, por isso, prefira os alimentos naturais.
28. Evite as preparações gratinadas.
29. Evite chocolates, inclusive o diet.
30. Ingira alimentos ricos em fibras como legumes, verduras e frutas.
31. Consuma maçã, pêra, uva com a casca.
32. Pizza prefira as menos calóricas como de escarola, rúcula. Mas fique somente na primeira fatia.
33. Tomate seco, por ser conservado em óleo, deve ser evitado.
34. Bebidas alcoólicas são calóricas. Consuma esporadicamente e em pequena quantidade.
35. Uma taça de vinho diariamente faz bem para a saúde. Mas nada adiantará se não tem o hábito da boa alimentação e é sedentário.
36. Em barzinhos evite os petiscos como amendoim, batata frita, castanha de caju, ou salgadinhos.
37. Evite os fast-food. Os alimentos servidos são normalmente ricos em gorduras.
38. Se não tiver saída, prefira uma salada, refrigerante light e batata frita pequena. Dispense a sobremesa.
39. Em restaurantes por quilo, passe primeiro por todas as opções antes de escolher os alimentos. Isso evitará exageros.
40. Para a sobremesa, prefira frutas da época.
41. Evite sorvetes de massa. Opte pelo picolé de fruta.5
42. Em sorveteria por quilo, prefira os sorvetes de frutas. Passe reto nas coberturas e chantilly.
43. Nunca vá ao supermercado com fome. Vá sempre após uma refeição. Isso evitará pegar balas, chocolates e salgadinhos.
44. Não compre alimentos que devem ser evitados.
45. Compare os rótulos dos alimentos e verifique se os light e diet são menos calóricos. Nem sempre isso é verdade.
46. Nunca acumule a fome. Por isso deixe na geladeira legumes picados (cenoura, pepino, salsão) e gelatina diet. Eles não prejudicarão o seu emagrecimento.
E, por fim, vale essa dica:
47. Movimente-se!! Você não precisa ir à academia! Caminhar 3 vezes por semana pelo bairro, por 40 minutos cada sessão, irá ajudá-lo a ter mais saúde!