O PROCESSO DE TRANSFORMAÇÃO DA TERRA DA 3a. PARA 5a. DIMENSÃO

Estes são tempos maravilhosos para estar vivo. Uma mudança fenomenal na consciência de Gaia está ocorrendo, para a qual toda a vida no planeta está convidada a acompanhar.

No ponto culminante em 2012 ela centrou sua consciência na doação para o nascimento da 5ª dimensão em um novo paradigma de existência.

No entanto, a vida nas dimensões inferiores permanece complicada, embriagada e venenosa, de maneira que se continuasse desta forma poderia colocar em risco o surgimento do novo paradigma e a viabilidade futura da harmonia bem sucedida cocriativa para toda a vida na Terra.

Assim, uma “grande limpeza” é agora necessária para garantir o futuro da vida na 5ª dimensão da Terra. Um mecanismo de colapso da velha realidade está apenas começando. O que isso envolve ?

Plano Dimensional Superior

Resultado de imagem para despertar de gaia

Meu nome é Open, que é mais uma maneira de ser do que um nome. Eu sou uma ponte e trabalho nas dimensões superiores de consciência. 

Digo isso sem arrogância, orgulho ou ego. É simplesmente assim. Claro que você pode não acreditar em mim (o que é uma prerrogativa inteiramente sua). 


Eu digo que reivindico ser a fonte do compartilhamento desta informação. Eu sugiro que você tome apenas o que ressoa para você. Encontre sua própria verdade no que estou dizendo.

Eu afirmo que o que estou prestes a compartilhar, é conhecido por aqueles nas dimensões superiore4s que estão trabalhando incansavelmente e abnegadamente para facilitar a mudança. É claro que há muita confusão, desinformação e até mesmo engano acontecendo aqui. 

Por isto a necessidade de uma mensagem clara. Mas naturalmente eu só ofereço uma perspectiva clara na medida em que a minha própria lente é clara. Nós sempre só podemos oferecer uma perspectiva, não a “verdade absoluta”.

Eu acredito que esta mensagem estará disponível para todos. Embora não seja esperado nem mesmo necessário que todos precisem aceitá-la. 

Claramente pela forma como os eventos atualmente acontecem aqui e pela velocidade com que a maioria segue para o precipício do seu próprio esquecimento, isto é um fato profundamente triste. 

No entanto, não há nenhuma necessidade de permitir que esta inconsciência arraste todo o planeta para baixo com ela. Certamente que não. Existe muitos seres em evolução, a vida ascendente está olhando muito a frente para o novo paradigma da harmonia na 5ª dimensão.

Para o futuro da nova existência ser protegido, eu acredito que um mecanismo de colapso da velha realidade precisa acontecer agora e que na verdade já começou. Porque é necessário um colapso ? Eu vejo que a nova realidade vai se formar ao redor da antiga, mas em pedra limpa. 

Se a base permanecer cancerígena como é atualmente, então colocaria em risco a totalidade do novo paradigma nas densidades superiores. Mesmo a frequência superior de Gaia ainda seria influenciada por sua consciência do reino inferior. 

Assim como os Hopi profetizaram com precisão, uma “Grande Limpeza” deve acontecer agora. Ela é conhecida nos reinos mais elevados como um grande realinhamento.

Resultado de imagem para despertar de gaia

Gaia é Uma Empata Intensa

A vida aqui na Terra sofreu uma intervenção de uma consciência interdimensional negativa que tentou curvar o planeta para a sua agenda de controle. Isto infectou a maioria das pessoas que levam uma existência inferior, desconectadas da sua divindade e viciadas em consumir, desrespeitando tanto Gaia quanto outras vidas sencientes. 

Isto é virulentamente canceroso não só para o planeta, mas também para suas próprias almas.

Gaia é uma empata intensa. Ela sente a dor de toda a vida senciente como se fosse nela própria:
  • Ela sente o terror e desespero das criaturas brutalizadas na cadeia alimentar.
  • Ela sente o extermínio dos peixes, golfinhos, baleias, corais e outras criaturas capturadas nos oceanos que estão rapidamente tornando-se ácidos.
  • Ela sente a poluição de seus céus com os combustíveis fósseis, metano, radioatividade, radiofrequência e trilhas químicas.
  • Ela sente o envenenamento da Terra através da mineração, perfuração, agricultura industrial e destruição implacável das florestas.
  • Ela sente a confusão mental da sociedade, a matriz energética em que vive a humanidade.

Ela sente cada expressão torturada disto como uma célula dentro do seu próprio corpo. E ela precisa começar a transmutar essa dor para liberar a energia contida nesta dimensão inferior e começar a “compostar” este pesadelo material que viola e infecta a todos. Como será que isto provavelmente vai acontecer ?


post-01-09-2

O Mecanismo de Colapso

O mecanismo de colapso da velha realidade já começou. A intervenção está ocorrendo através de um pacote entrelaçado de frequências energéticas instigadas a partir da 4ª dimensão que tinha enlaçado toda a vida aqui. 

Fazendo com que mesmo aqueles que reencarnavam fossem despojados de suas antigas memórias. A primeira tarefa de benevolência foi relaxar os fios de energia de modo que pudessem ser removidos um por um. Dessa forma, a transição aqui seria mais suave e mais facilmente administrável.

As camadas interdimensionais desta intervenção já foram executadas, ou estão nos momentos finais do seu funcionamento. 

Removendo a “Matrix” da 3ª dimensão com base no intelecto na qual a maioria da humanidade ainda parece estar voluntariamente escravizada. 

Estes comportamentos arraigados, condicionados, injustos, desiguais e desumanos estão provando serem difíceis de quebrar. Mas eles não têm lugar na 5ª dimensão da nova Terra.

Paradoxalmente, a sensação de falta de conexão da humanidade com o seu interior, o anseio por segurança e por controlar os recursos do planeta, é o interruptor da viagem, desencadeando o mecanismo de colapso.

Felizmente existe uma onda de almas humanas que estão entendendo o sentido de urgência, que estão se reconectando com a Fonte e na verdade estão embarcando nesta mudança necessária. Assim, Gaia que estava até agora à espera das almas humanas se juntarem ao movimento, está pronta para começar esta próxima fase.

Eu acredito que com o tempo ela vai começar a quebrar a superfície desta realidade através de acontecimentos cada vez mais selvagens no tempo com secas, tempestades, terremotos e atividade vulcânica. 

Enquanto isso, seu campo biomagnético diminui, ao mesmo tempo em que a atividade solar aumenta. Em última análise, eu vejo a composição da atmosfera se transformando com a limpeza através das tempestades solares. Eu vi a mudança com a Terra se tornando um cadinho de fogo. Claramente nenhuma vida sofisticada seria capaz de sobreviver a tal transformação radical na 3ª dimensão.

Todas as construções de realidades são criadas a partir do carma, onde existe uma exigência, um anseio, para as almas evoluírem além de uma limitação anterior. 

Na Terra, tal construção foi formada no campo da 4ª dimensão para que as almas fossem atraídas para a aprendizagem mútua, o desafio é ver além do véu. Gaia também pediu esta construção na 4ª dimensão mas agora não quer mais. 

Como ela está sendo removida para longe da Terra, a velha realidade vai cair, enquanto GAIA faz a ascensão da sua consciência da 3ª para a 5ª dimensão, criando aqui uma nova realidade para exploração, evolução e crescimento. O desafio e a oportunidade para toda a vida no planeta é mover-se através do véu da 4ª dimensão que está se afastando e se juntar a Terra no novo paradigma da 5ª dimensão.

A medida que a vida passa, a velha camada cármica que forma esta antiga realidade será arrancada a partir das densidades inferiores e será transferida através do espaço/tempo para o núcleo galáctico sendo fragmentada em consciência “Elemental”, a partir da qual com o tempo novas realidades físicas vão tomar forma mais uma vez em outro lugar no cosmos. 

Isto é o que acontece em um buraco negro: é como uma vasta e multidimensional “máquina de lavar” cósmica, ele quebra a densidade em seu quanta constituinte de consciência antes de emitir luz do outro lado deste portal galáctico, algo sobre o qual os principais cosmólogos como Stephen Hawking agora estão começando a especular.

Resultado de imagem para despertar de gaia calendario maiaOs maias descreveram com precisão no nosso caminho um buraco negro supermassivo no centro da galáxia antes que a ciência moderna o descobrisse. 

A passagem ao longo desta “estrada escura” ou “ser Xibalba” como os maias mais romanticamente descreviam, ocorre com o movimento retrógrado do eixo polar da Terra para a “fenda escura” no núcleo galáctico. 

Os maias consideravam isto como uma viagem ao submundo, um momento de consciência expandida através da passagem pelos medos mais profundos. 

Certamente para mim, isto descreve com precisão o sentido da consciência do UM sendo projetada perto do núcleo galáctico, um lugar temível sim, mas também de libertação e rejuvenescimento incrível, assumindo que a alma consiga se libertar de suas bagagens desnecessárias.

Aqui está um pequeno vídeo fascinante que descreve o que acontece quando uma estrela é dividida através de um buraco negro supermassivo. Isto é compartilhado para fornecer um sentido metafórico do que acontece quando a consciência é atraída para um buraco negro.

Não estou dizendo que o aspecto físico da Terra seguirá por esse caminho (não tão cedo !) O que estou dizendo é como acontecerá a fragmentação, a dissolução da camada cármica da 4ª dimensão que formou o projeto e a âncora da velha realidade da 3ª dimensão física.

A medida que a vida passar no reino físico pela transformação cármica da 4ª dimensão, ela vai ser extremamente apoiada pelo reino angélico, segurando o espaço e a luz conforme a camada da 4ª dimensão é arrancada da Terra. 

Você pode imaginar que eles formaram uma “rede” em torno da Terra para resgatar as almas perdidas. Se pudermos ajudar as almas a deixarem ir seus medos e controle, então isso pode ajudar muito a sua passagem para a 5ª dimensão, em vez de seguir para o núcleo galáctico.

Enquanto isso, o novo paradigma da 5ª dimensão começará a tomar forma em torno da pedra fundamental da velha realidade. Com o tempo, o núcleo da 3ª dimensão da Terra vai se acomodar, se condensar e fomentar a possibilidade de vida na 3ª dimensão aqui mais uma vez, talvez em milhões de anos no futuro.

Quanto Tempo Será Que a Humanidade Tem ?

post-01-09-3Em primeiro lugar, gostaria de dizer que a minha visão é uma profecia. Mesmo porque eu estou falando de algo ocorrendo no futuro imediato. 

Digo isto porque JÁ acredito que uma linha irreversível de eventos foi iniciada, como dominós batendo uns sobre os outros. 

Várias mudanças acima descritas tornam-se cada vez mais inevitáveis. 

No entanto, o momento exato não está gravado na pedra. A humanidade realmente detém a chave para rapidamente ou lentamente fazer isto continuar. Se toda a humanidade proteger o meio ambiente, a janela de oportunidade pode ser prorrogada. Atualmente, as ações da humanidade estão encurtando rapidamente o tempo de vida da velha realidade.

Por isso, é difícil que em um futuro próximo continue viável para a existência da 3ª dimensão na Terra.

O que isto significa é que para aqueles que podem “entender” a minha mensagem, o tempo realmente chegou para acionar a sua própria evolução, o seu destino volta para as suas próprias mãos. Chegou a hora de ir para dentro e embarcar na jornada interior de expansão da consciência através das dimensões, através dos 5 PORTAIS na 5ª dimensão, o próximo capítulo da história humana.

O Novo Paradigma

Resultado de imagem para despertar de gaia tempoO novo paradigma da 5ª dimensão é um lugar mágico para se estar. É um lugar de indescritível harmonia, alegria e interconectividade onde toda a vida é respeitada e valorizada. Acabou a desconexão com o divino. 

Vivemos em alinhamento, o nosso objetivo não é triturar e corromper para obter algum resultado material, em vez disso vamos explorar as maravilhas abundantes do Universo para aprender, evoluir e crescer. É verdadeiramente uma existência mágica, uma “Era de Ouro”.

Você pode começar a viver desta maneira agora. Você é encorajado a fim de facilitar a sua passagem para o novo paradigma. 

Apesar do fato de que a velha realidade ainda controla temporariamente os recursos do mundo e apesar do fato de você ter que trabalhar dentro dela por mais algum tempo, é importante que as pessoas ascendentes mudem a sua lealdade para a nova forma de existência.

Sintonizar com o divino, buscar a paz interior, se alinhar com o fluxo da alma, observar e responder a sincronicidade, tornar-se UM com a Mãe Terra.

O que você vai descobrir é que ao se sintonizar neste fluxo vai começar o colapso que vai carregá-lo através do cadinho de mudanças de uma forma mais edificante, capacitando e revigorando: as velhas camadas serão removidas da sua realidade e assim como uma libélula resplandecente seu novo estado de ser emerge.

Então, porque as almas que não fazem parte do novo Paradigma ?

Atualmente existe uma pequena minoria de seres que verdadeiramente se comprometeram com o caminho. Com o tempo, muitos mais provavelmente irão se juntar à medida que enxergarem a realidade.

Mas ainda assim, a maioria provavelmente vai lutar e se esforçar para continuar ligada a velha realidade, pelo menos esta é a tendência atual. Isso significa que muitos não têm o nível vibracional para atingir a nova consciência até a janela ser fechada. Nesse caso, novas existências estarão disponíveis em outras constelações, compatíveis ao nível de vibração e evolução de cada um.

A vida no universo trabalha incansavelmente em direção à harmonia, equilíbrio e alinhamento em todos os lugares, felizmente !

Veja os Véus do Passado – Abra Seus Olhos Cósmicos

Resultado de imagem para despertar de gaia tempo

No decorrer do tempo a velha realidade será retirado da Terra conforme o novo paradigma da 5ª dimensão se instala. Saiba que existe uma grande quantidade para absorver e digerir. Mas quanto mais você investir na exploração do seu EU superior cósmico, mais obviamente isto se torna possível. 

No entanto, se você continuar ajustando a sua consciência para as limitações da velha realidade, então seu EU superior vai continuar parecendo estar “lá fora” (e você vai continuar se mantendo vinculado na velha consciência).

Eu não desejo nem espero que as pessoas aceitem cegamente ou acreditem no que estou compartilhando do que eu sinto agora e do que ainda está programada para acontecer. Mas você foi atraído para este texto por alguma razão. 

Em parte talvez porque você ressoou com ele. Nesse caso, convido-o a permanecer aberto à possibilidade do que eu estou compartilhando. Em seguida, questione sobre o que você está realmente testemunhando ter sido moldado em torno de você. 

Esteja consciente de que antes da “iluminação” você estava vendo o mundo através de véus subconscientes, sobre aquilo que você preferia que acontecesse ou era resistente ao que está acontecendo. Esteja consciente de que isto pode estar acontecendo com você. 

Trabalhe para sentir as contrações que estes véus causam (eu esbocei uma maneira de processar a tensão interna, a densidade, a origem da dor, do carma.

Eu acredito que existe um futuro brilhante nos esperando. Mas ele só vai ser autenticamente rosado, se você remover as lentes cor-de-rosa. Vai ser espetacular o que alguns vão ver como catastrófico, disto não há dúvida. 

Ele vai desafiá-lo, até o núcleo. Mas se você abraçar as mudanças completamente, então ele irá libertá-lo e expandi-lo de maneiras inimagináveis. A possibilidade de realmente testar a limitação da pequena 3ª dimensão e desdobrar as asas do seu verdadeiramente glorioso EU cósmico da 5ª dimensão que está esperando-o. 

Você vai começar a vê-lo de uma forma totalmente diferente. Cada vez mais você vai se sentir bem sobre ele e abraçar o que é susceptível de vir.

É hora de abraçar a radical transformação cósmica da Terra e mergulhar no córrego central de sua casa imaculada que está vindo. Todos no caminho para a 5ª dimensão !

©Open

Origem: wakeup-world

O QUE VOCÊ NÃO SABE SOBRE CARMA PODE PREJUDICÁ-LO !

Alguma vez você já mudou o seu comportamento, ou fez certas escolhas porque estava com medo de criar um carma negativo ? Se isto aconteceu, você não está sozinho, a maioria de nós têm feito isto muitas vezes e quando somos muito espiritualizados, isto pode até ser um modo de vida.
Vou confessar que quando os meus filhos eram crianças e estavam se comportando mal eu os “ameaçava” com o carma, sugerindo que o seu “mau comportamento” voltaria para mordê-los no futuro. 

Devo dizer que funcionou, porque o medo de alguma força misteriosa os fez pensar duas vezes antes de agir errado. Embora possa ter sido uma estratégia útil no momento, eu sabia que à medida que eles envelhecessem eu teria que corrigir este equívoco enganoso, por isto, no momento em que eram adolescentes eu lhes disse a verdade sobre o carma e agora eu quero compartilhar com você, juntamente com 3 etapas eficazes para se libertar-se do ciclo cármico.

Acelerando a Eliminação do Carma

Um conceito chave no Hinduísmo, Budismo, Sikhismo e Taoísmo, carma é derivado da palavra sânscrita  post-09-03-karma em sânscrito que significa “ação”, “ato” ou “atitude”. O conceito mais bem aceito do carma é causa e efeito, significando que tudo o que fazemos volta para nós e temos de pagar o preço inevitável por prejudicar os outros, experimentando o dano em nós mesmos e de acordo com certas tradições espirituais, levamos esse carma de uma vida para outra, até que corrigimos nossos débitos cármicos ou quebramos o ciclo de reencarnação através da iluminação.

Aparentemente não parece ter nada de errado com essa abordagem para o carma, afinal qual é o problema em ser bom e o que perdemos fazendo a coisa certa ? 

Bem, provavelmente muito mais do que você pode imaginar, e, de fato, este antigo modelo de carma muitas vezes contribui para a perda do nosso poder e livre-arbítrio, tornando-se uma armadilha escondida e disfarçada.

Qual é o Problema no Carma ?

O maior problema com o modelo tradicional do carma é que é impossível controlar todas as consequências de nossas ações, até mesmo um ato de amor pode repercutir e ferir alguém. 

Por exemplo, vamos dizer que você encontra um cachorro perdido e decide adotá-lo, mas entretanto o jovem dono do cão fica com o coração partido e isto o coloca em uma espiral descendente na vida, você ajudou o cão, mas magoou o menino e como resultado, ele cresce magoado e vai machucar os outros. 

Será que isso significa que você tem responsabilidade cármica por ferir o menino e todas as pessoas que, eventualmente feriu como resultado da sua ação ?

Além disto, boas intenções genuínas podem realmente ser prejudiciais no longo prazo, por exemplo, ficar em um relacionamento insatisfatório porque não quer ferir o seu parceiro pode parecer gentil e amoroso, mas esta ação pode impedir o seu parceiro de encontrar uma relação amorosa autêntica com outra pessoa.

No outro lado da moeda, digamos que você se comporta indelicadamente com alguém, mas o seu mau comportamento impulsiona ele/ela a tomar uma decisão poderosa de mudança de vida, e, de fato, o impacto desta decisão cria ondulações que melhoram a vida desta pessoa e de quem ela convive.

O ponto é, não existe nenhuma maneira de saber como o efeito cascata terá impacto sobre os outros, e, de fato, se você traçar as ondulações para fora, inevitavelmente vai descobrir que cada ação pode resultar em uma consequência, positiva ou negativa. 

Assim, levando tudo isso em consideração, como é possível discernir as consequências cármicas do seu comportamento, se você não pode fazer esse discernimento, como você pode realisticamente evitar o carma negativo ?

Quando você considera todos os potenciais efeitos de suas ações, não existe nenhuma maneira possível de evitar um carma indesejado. 

Simplesmente em virtude de estarmos criando carma em cada escolha, levando-nos a acumular mais e mais carma de uma vida para a outra. Portanto, não existe nenhuma maneira de “chegar à frente” da causa e efeito. 

Neste modelo antigo de carma, os “cartões de carma” são empilhados contra nós e é um jogo complicado que nunca podemos ganhar !

No entanto, assim que você compreende a verdade sobre o carma e seu propósito oculto, percebe que é um jogo que você pode parar de jogar por completo, por isto, vamos mais longe no buraco do coelho até que tudo faça sentido…

Carma é um Retorno de Informação

O Universo está conspirando para o nosso despertar, mas para despertar devemos nos tornar conscientes e isto exige que façamos o inconsciente conscientemente, no entanto, como podemos saber do inconsciente se não temos consciência disto ? 

Bem, a melhor maneira de se tornar consciente do inconsciente é através do retorno de informação e é por isto que o Universo criou o “retorno de informação” perfeito na forma da vida. Na verdade, o propósito da vida é demonstrar nossas crenças conscientes e inconscientes, pensamentos, emoções e intenções. 

Assim, mesmo se nós escondemos julgamentos e hostilidades, agindo com amor e bondade, a vida não tem alternativa senão refletir nosso julgamento hostil de volta para nós, de uma forma ou de outra.

Na verdade, é ainda mais simples do que isto, porque quando olhamos de perto torna-se evidente que os nossos pensamentos, emoções e intenções são todos manifestações de nossas crenças e, portanto, é preciso dizer que o propósito da vida é demonstrar as nossas crenças e esta manifestação é conhecida como carma.

Esta compreensão permite-nos criar um novo modelo de carma e de acordo com este modelo, o carma é um sistema de retorno de informação à prova de falhas que opera manifestando nossas crenças como experiências reais de vida, com as crenças fortalecedoras se manifestando como experiências positivas, resultando em alegria e satisfação e crenças enfraquecedoras se manifestando como experiências negativas, resultando em desafios e dor emocional.

Todas as crenças enfraquecedoras voltam para o funil das três crenças fundamentais: indignidade, sentimento de incapacidade e vitimização. Mas estas crenças são universalmente falsas, então, quando nós acreditamos nelas nós experimentamos um retorno de informação emocional na forma de dor e sofrimento. 

Isto não é para nos punir, mas sim, a dor e o sofrimento se destinam a nos fazer prestar atenção ao fato de que acreditamos em uma crença inerentemente falsa e se não prestarmos atenção, a dor e o sofrimento aumentam até chegar a um limite insuportável que nos obriga a procurar alívio. Assim, a fim de encontrarmos uma cura permanente, finalmente identificamos como nos libertar da crença enfraquecedora que é responsável pela dor.

Uma Nova Compreensão do Carma

O velho modelo de carma nos diz que é melhor perdoar e esquecer, porque certas ações assertivas podem criar carma negativo e, como resultado, somos ensinados a evitar estes comportamentos. Mas quando estamos com medo de falar a nossa verdade, tomar uma posição ou estabelecer limites, nós nos enfraquecemos, reforçando assim as crenças enfraquecedoras que nos mantêm dormindo. 

Com um resultado infeliz para alguns, o medo do carma é uma fonte privilegiada de sentimento de incapacidade e às vezes de vítima.

O novo modelo de carma nos mostra que os comportamentos que suportam crenças enfraquecedoras perpetuam o carma atual, porque estas crenças vão seguir se manifestando em nossa vida. 

Assim, em vez de evitar um carma negativo sendo bom, você pode estar criando um carma negativo sempre que tolerar abusos e permanecer enfraquecido.

Vamos dizer que você está em um relacionamento com uma pessoa agressiva, mas você tem medo de definir limites, não porque você tem medo do seu parceiro, mas sim, porque você acredita no modelo antigo de carma e tem medo de criar um carma negativo para si mesmo. 

Assim, em vez de afirmar o seu poder e estabelecer limites, você escolhe ser gentil e amorosa, e, consequentemente, o comportamento agressivo do seu parceiro não muda, você está presa em um ciclo de perda de poder.

De acordo com o nosso novo modelo de carma, o relacionamento está demonstrando a sua crença sobre a falta de poder a fim de chamar a sua atenção para essa crença enfraquecedora para que você possa liberá-la.

Em primeiro lugar, isto significa que você deve identificar a crença como falsa, e em segundo lugar, você deve escolher conscientemente liberar a crença. 

Esta escolha também exige uma demonstração física sob a forma de ação, você deve dissipar a falsa crença da falta de poder afirmando o seu poder e demonstrando-o através de ações fortalecedoras, falando e impondo limites, e você deve continuar a fazê-lo durante o tempo que for preciso para experimentar o retorno de informação positiva ou uma mudança tangível de circunstâncias, isto se traduz em uma mudança positiva no comportamento do seu parceiro ou a dissolução do relacionamento.

Quando você já não acreditar em falta de poder, você vai parar de manifestar/atrair relações enfraquecedoras, porque você já não precisa de pessoas agindo para manifestar esta crença enfraquecedora, consequentemente, todo o carma negativo passado associado à crença também será resolvido, em última análise, se alinhando com relações mutuamente fortalecedoras.

As 3 Etapas Para Liberar o Carma

Passo 1 – Assumir Responsabilidade Total

O primeiro passo para liberar o carma é assumir a responsabilidade por cada experiência em sua vida, quer queira ou não você cria a sua realidade através de suas crenças conscientes e inconscientes, e, portanto, ninguém, senão você, é responsável pela sua vida.

Enquanto você seguir culpando o mundo por seus problemas, você não tem capacidade de receber o retorno de informação que vem sob a forma de experiências, e sem o benefício deste sistema de retorno de informação à prova de adormecidos chamado de carma, você inevitavelmente fica preso em um ciclo cármico vicioso.

No entanto, não precisa se preocupar porque você tem o poder de se libertar. Já que possui a total responsabilidade por sua vida e todo o seu retorno cármico de informação, você tem a chave de ouro para a liberdade emocional e pode usar esta chave nas etapas 2 e 3 para conscientemente transcender o carma e quando o fizer, você estará no caminho para o autodomínio.

Passo 2 – Identificar as Crenças Enfraquecedoras

Depois de reconhecer o retorno de informação cármica de sua vida, você pode usá-lo para identificar suas crenças. É fácil identificar quaisquer crenças causando carma porque as crenças enfraquecedoras atraem experiências complementares que refletem estas crenças, e, por sua vez, estas experiências desencadeiam as mesmas crenças, assim você só precisa identificar as crenças que vêm à tona durante e após as experiências desafiadoras. 

Dica: crenças enfraquecedoras sempre trazem à tona pensamentos negativos, por isto, se você examinar conscientemente seus pensamentos, será capaz de identificar as suas crenças.

Por exemplo, se uma situação faz você se sentir indigno, você pode ter certeza de que a crença preexistente de indignidade está manifestada na situação em primeiro lugar, e porque a situação atual faz você se sentir indigno você inconscientemente perpetua a crença de indignidade, manifestando assim experiências futuras que desencadeiam sentimentos de indignidade novamente, o padrão infinito continua até que você quebre este ciclo cármico. 

Neste caso, sair fora da roda cármica de indignidade exige que você resolva esta falsa crença, libere-a finalmente e reivindique o seu valor incondicional.

post-09-03-2
Passo 3 – Tomar Ação Fortalecedora
Depois de escolher liberar a crença enfraquecedora e aceitar a sua homóloga fortalecedora, é essencial tomar ações que demonstrem a nova crença fortalecedora. 

Por exemplo, se você está liberando a crença de sentimento de incapacidade e aceita a crença de que você é intrinsecamente poderoso, suas ações devem apoiar a auto expressão, de tal forma que demonstre o seu poder intrínseco. 

Ou se você está liberando a crença de indignidade e aceita o seu valor incondicional, suas ações se alinham com a dignidade, isso pode incluir nutrir-se ou desenvolver auto frases positivas, por exemplo.
Cuide do Seu Carma

Apesar de às vezes você se sentir, você não é responsável pela experiência de outra pessoa ou de suas emoções. A coisa mais amorosa que você pode fazer é permitir que todos possam ter a sua própria experiência, sentir suas próprias emoções e crescer da maneira que escolherem, mesmo que eles escolheram não crescer.

Se você está reagindo a situação de outra pessoa, em vez de tentar ajudar ou mudá-la, olhe para o seu interior e localize a parte de você que foi emocionalmente acionada, talvez seja porque você tem uma ferida não cicatrizada semelhante e é hora de curar.

Liberte-se !

Ao compreender este novo modelo de carma, você tem o conhecimento necessário para libertar-se do carma passado e futuro, mas não basta ter a minha palavra sobre isto, descubra por si mesmo. 

Você vai descobrir que a verdade realmente pode libertá-lo !

Você é amor, você é luz e tudo está bem !

Na graça, amor e gratidão

©Nanice Ellis

Origem: wakeup-world
Leia também, clique:
O PARADIGMA HOLÍSTICO DA TRANSIÇÃO PLANETÁRIA – As mudanças de conceito sobre Vida, Morte e Karma

COMO FUNCIONA O KARMA

http://despertardegaia.blogspot.com/

NOTA: O correto é carma ou karma? A palavra karma, quando começou a ser mais usada entre os ocidentais, sofreu uma leve modificação na forma de escrevê-la: tornou-se carma. Então, se você um dia escrever com C ou com K, não se preocupe, pois as duas maneiras são aceitas.

A VIOLÊNCIA REINA DEVIDO AO ATRASO NA EVOLUÇÃO ESPIRITUAL

Irmãos, a Luz conduz a humanidade!
Na sequência da evolução dos mundos, nos planetas em estágio evolutivo considerados ainda primitivos e belicosos, como a Terra, há uma necessidade de monitoramento maior dos seus dirigentes encarnados e da sua população. Esse controle é realizado por nós, Exércitos Estelares.
Observamos-vos, visando manter a ordem e a normalidade da vida no plano físico, sem, contudo, intervir em vossas ações e decisões, salvo quando se extrapolam os direitos do livre arbítrio.
Embora não tenhamos autoridade para cercear ou anular o livre arbítrio dos seres em progresso, temos o dever de impedir que as decisões tomadas por chefes de governo e de estado, que regidos pelo orgulho e pelo egocentrismo induzido pela alta concentração de poder em mãos moralmente atrasadas, comprometa os carmas em andamento, corrompendo as Leis Universais e a ordem normal da evolução dos mundos e de suas populações.
Ninguém, seja encarnado ou desencarnado, de grande amplitude espiritual, possui permissão de aniquilar ou interromper o curso dos acontecimentos planetários sob a condução Divina.
Portanto, os que se dão grande importância na Terra, achando que apenas por seu comando, orgulho e vaidade, controlam os acontecimentos e detém em suas mãos o poder de vida ou de morte dos habitantes do planeta, demonstram o atraso e a ignorância que ainda dominam suas mentes.

Resultado de imagem para acordos extraterrestres

Procuram, por meio de disfarces, encobrir os acordos realizados com os Mestres das Sombras que oferecem, na Terra, poder ilimitado, procurando impressionar os incautos com o seu poderio bélico e financeiro, buscando reverência com o reinado transitório, para distanciar a população do amor Divino.
Na construção desse pensamento que vem a ideia de que as armas e as guerras são as respostas para trazer a paz mundial, ignorando que o amor irradiado do Alto desarma exércitos trevosos, tornando ineficazes suas ações, trazendo vitória à Luz, pois o que Deus criou não há força ou vontade que destrua.
Tudo na Terra segue de acordo com o que os Mestres Siderais programaram como medidas de progresso.

Se a violência reina absoluta, é devido à infantilidade e ao atraso na evolução espiritual de sua população que concentra um alto contingente de carmas negativos, reflexo da rebeldia às Leis Divinas.

Tudo ocorre de acordo com a necessidade de aprendizado do povo que ainda necessita matar o próximo para se defender, que precisa humilhar para se impor perante os seus comandados, que extermina os animais, irmãos menores, para se alimentar e, por fim, destroem a Casa Planetária para locupletar-se do que a natureza oferta sem nada cobrar.

Há, ainda, muito que avançar, um povo que, em meio às aflições, apenas balbucia a palavra amor e teme oferecer o perdão incondicional.
Paz e Luz.

Extraterrestre da Constelação de Áries
GESJ –  07/2016 – Reunião Pública – Vitória, ES – Brasil

LIVRE-SE DA MANIA DE SER INFELIZ

Há muitas coisas para se entender – sem entendê-las é muito difícil se livrar da mania de ser infeliz. 

A primeira coisa é: 
ninguém está prendendo você; é você que decidiu ficar na prisão da infelicidade.
Ninguém prende ninguém. O homem que está pronto para sair dela, pode sair quando quiser. Ninguém mais é responsável. Se uma pessoa é infeliz, é ela mesma a responsável. Mas a pessoa infeliz nunca aceita a responsabilidade – é por isso que continua infeliz.

Ela diz: “Estão me fazendo infeliz”.

Se outra pessoa está fazendo com que você seja infeliz, naturalmente não há nada que você possa fazer. Se você mesmo está causando a sua infelicidade, alguma coisa pode ser feita, alguma coisa pode ser feita imediatamente.

Então, ser ou não ser infeliz está nas suas mãos.

Um homem torna-se realmente um homem quando aceita a responsabilidade total – é responsável pelo quer que seja. Essa é a primeira forma de coragem, a maior delas.

É muito difícil aceitá-la porque a mente vai continuar dizendo: “Se você é responsável, porque criou isso?”.
Para evitar isso, dizemos que os outros são responsáveis: “O que eu posso fazer? Não tem jeito… sou uma vítima! Sou jogado daqui para ali por forças maiores e eu não posso fazer nada. Posso no máximo chorar porque sou infeliz e ficar ainda mais infeliz chorando”.

E tudo cresce – se você cultiva uma coisa, ela cresce. Então, você vai cada vez mais fundo… mergulha cada vez mais fundo.

Ninguém, nenhuma outra força, está fazendo nada a você. É você e só você. 

Isso resume toda a filosofia do karma – que é o seu fazer; karma significa ‘fazer’. Você fez e pode desfazer. 

E não é preciso esperar, postergar. Não é preciso tempo – você pode simplesmente pular fora disso.

Mas nós nos habituamos. Se pararmos de ser infelizes, nos sentiremos muito sozinhos, perderemos nossa maior companhia.

A infelicidade virou nossa sombra – nos segue por toda a parte. Quando não há ninguém por perto, pelo menos a infelicidade está ali presente – você se casa com ela.

E trata-se de um casamento muito, muito longo; você está casado com a sua infelicidade há muitas vidas.

Agora chegou a hora de se divorciar dela. Isto é o que eu chamo de a grande coragem – divorciar-se da infelicidade, perder o hábito mais antigo da mente humana, a companhia mais fiel.

UMA VISÃO SOBRE O KARMA

     Texto de Gelson Celistre

Karma é um termo do idioma sânscrito, da Índia, e significa ação. 

Num sentindo mais amplo o karma é uma lei espiritual que diz que toda ação gera uma reação que retorna a quem cometeu o ato, ou seja, tudo o que você fizer, de bom ou ruim, vai voltar para você.

Tudo é energia e toda energia que geramos ou movimentamos, tudo que sai de nós, vai percorrer um espaço/tempo e vai voltar para nós. 

Não importa qual a sua religião, se você acredita ou não, todos estamos sujeitos à Lei do Karma, também conhecida como Lei do Retorno.

    
O karma pode ser dividido em quatro categorias: passado, presente, imediato e futuro.

 karma passado (sanchita) – correspondente ao karma acumulado em nossas vidas passadas e ainda não processado, isto é, ainda não está sendo resgatado.
 karma presente (prarabdha) correspondente ao karma que está sendo processado, ou seja, gerado em vidas passadas e que estamos resgatando atualmente nesta encarnação.

 karma imediato (kryiamana) – correspondente ao karma gerado e processado na vida atual, é aquele onde o intervalo de tempo entre a causa e o efeito se dá na mesma encarnação, ou seja é gerado e resgatado numa mesma vida.

 karma futuro (agama) – correspondente ao karma gerado na vida atual mas que vai ser resgatado numa vida futura. 
     
O karma passado acumulado (sanchita) é processado lentamente e pode ser modificado, porque as ações que adotamos no presente também vão sendo acumuladas no reservatório kármico, neutralizando ou agravando os efeitos das causas ali armazenadas.
     
O karma presente (prarabdha) é aquele destacado do reservatório (sanchita) para ser eliminado ou resgatado, sendo que para a grande maioria das pessoas aqui na Terra ele é gerado automaticamente pela Lei do Karma, ou seja, a pessoa não tem nenhuma ingerência sobre onde vai nascer, quem vão ser seus pais, com que espíritos ela vai conviver, etc.

O karma presente (prarabdha) por sua vez se subdivide em 3 tipos:

Uma maior parte fixa e inevitável, que não pode ser alterada.
Uma parte que pode ser mudada e evitada, embora exija um grande esforço de vontade ou uma grande expansão de consciência.
E uma pequena parte variável, que pode ser alterada dependendo de outras ações adicionadas ao karma acumulado e de interações com o karma coletivo. Este depende do karma familiar, nacional, etc., e da relação entre estes e o nosso karma individual.
     
O karma imediato  (kryiamana) é o toma-lá-da-cá, o sujeito deu um empurrão em outro e levou um soco de volta, roubou e foi preso, chutou uma pedra e quebrou o dedo do pé, etc. 
     
O karma futuro  (agama) é aquele que estamos gerando hoje e que vamos resgatar em outras vidas. É sobre este que temos maior controle pois nas poucas coisas sobre as quais exercemos realmente nosso livre-arbítrio podemos gerar um karma positivo que vai contrabalançar o karma negativo acumulado em vidas passadas (sanchita). Se agirmos bem na vida atual podemos ter uma vida melhor na próxima encarnação.

     
A Lei do Karma não tem uma função punitiva como pode parecer a princípio mas sim visa o equilíbrio, visa harmonizar as energias que existem no universo, onde a cada ação corresponde uma reação igual e contrária. 
     
Mas onde fica acumulada toda essa energia que chamamos de karma?
     
O reservatório kármico está constantemente ligado a nós, a grosso modo é como se fosse uma mala que carregamos o tempo todo. Esse reservatório contém níveis de profundidade onde se localizam os karmas que temos que resgatar, isto é, as energias que carregamos.

As energias mais densas, fruto de más ações, ficam mais no fundo, enquanto que as mais leves, frutos de pequenas infrações à Lei do Karma, ficam mais na superfície e são resgatadas mais rapidamente.

Existem outros fatores mais complexos a considerar mas basicamente é assim que funciona.

     
As energias densas acabam demorando mais tempo, mais encarnações para amadurecerem e serem resgatadas. Isso é um benefício para nós pois se fizermos boas ações elas também vão para o reservatório kármico como energias positivas e amenizam as energias negativas que estão lá.

Por conta disso, quando resgatamos algo de muito ruim que fizemos no passado geralmente o que retorna para nós é apenas uma parte do que efetivamente fizemos a outras pessoas.

Além disso existe um limite energético e fisiológico de energias com as quais podemos lidar numa encarnação então não é possível resgatarmos todo o karma negativo de uma vez só e acabamos recebendo de volta um pouco em cada vida até eliminá-lo totalmente. 

     
Como sempre cometemos mais erros e geramos mais karma negativo entramos num círculo vicioso e vamos precisar de mais encarnações em corpos densos para resgatar todo o karma negativo. Isso vai nos manter mais tempo em mundos primitivos e pouco evoluídos como a Terra.

  
Mas quem define qual karma vai ser retirado do reservatório sanchita e transformado em prarabdha, ou seja, quem decide qual karma vamos resgatar em uma encarnação? 
     
A resposta é complexa pois depende de vários fatores, como o nível do reservatório kármico, o grau evolutivo do espírito, o karma do grupo familiar onde ele está inserido, etc.

O grupo familiar não é necessariamente a família consanguinea, mas um grupo de espíritos que estão ligados por fortes laços kármico-emocionais e que vem reencarnando juntos em várias existências onde se encontram e interagem entre si, não somente como familiares tipo pais/filhos, irmãos, tios, marido;mulher, etc., mas como amigos ou companheiros de negócios ou prazeres.
     
Um exemplo: um homem que estupra e assassina crianças vai gerar o karma de sofrer a mesma coisa em uma vida futura, ser estuprado e assassinado quando criança. Quando cometeu estes atos ele já criou esse karma que vai ficar armazenado no reservatório até ser processado, ou seja, até chegar o momento favorável dele ser resgatado. Quando ele morrer provavelmente vai ser obsidiado pelos espíritos de suas vítimas e de pais e parentes delas e devido ao seu desvio de caráter sexual e moral, vai ser atraído para algum local aqui da crosta terrena afim com sua própria energia, que é de desvio sexual e assassinato. 
     
Pode ser filho de algum bandido ou outro tipo de pessoa violenta. Então esse sujeito provavelmente vai ser abusado pelo pai ou algum outro homem que frequente sua casa desde tenra idade, talvez ainda bebê, pode ainda nascer numa família tão vil que seja vendido para algum prostíbulo quando criança ou pode ser um menino de rua que vai sofrer todo tipo de privação e sofrimento, que vai envolver abuso sexual e provavelmente vai morrer de forma violenta, sendo estuprado talvez.
     
Mas o caso é que essa energia distorcida sexual e de morte violenta ele carrega consigo desde o nascimento. 

É como se ele fosse um rádio ou tv que ficasse constantemente transmitindo sons e/ou imagens de crimes sexuais e assassinatos. Se ele está inserido num meio onde essa energia é muito forte, alguma pessoa que conviva com ele vai captar esses sons/imagens e se for uma pessoa depravada como ele vai sentir um forte impulso de fazer essas coisas com ele. 

     
É por conta disso que vemos às vezes casos de bebês que são violentados e mortos pelos próprios pais. Nesses casos a energia emanada pelo bebê, de depravação sexual e morte, é tão grande que a pessoa que a captou não consegue resistir. Até mesmo porque muitas vezes quem comete o ato foi vítima daquele espírito em vida passada.
     
Todos nós somos transmissores/receptores e estamos continuamente transmitindo nosso karma presente (prarabdha)) para quem quiser ou conseguir captar.

Do mesmo modo estamos constantemente captando o karma das pessoas com quem nos relacionamos e reagindo a ele.

Algumas vezes captamos o karma negativo de uma pessoa e reagimos instintivamente, como se estivéssemos funcionando em modo automático, revidando de forma negativa, outras vezes mesmo captando uma energia ruim de outra pessoa que nos provoca, conseguimos perdoar ela e não reagimos negativamente.

     
Já atendemos muitos casos de mulheres que reclamam que sempre acabam se envolvendo com homens ruins de um mesmo tipo, ou homens que bebem (alcoólatras), ou homens violentos que as agridem, etc.

Por que isso acontece? 

Porque elas atraem esses tipos de homens. Se a mulher está resgatando um karma que envolve alcoolismo por exemplo, ela está constantemente emitindo imagens de pessoas bebendo e vai atrair homens que bebem porque eles vão captar essa emanação dela. Esse karma vai se repetir até que ele seja resgatado.

     
E como se resgata um karma? 
     
O karma é uma ação que cometemos. É uma energia que emanamos e que no caso do karma presente está voltando para nós para que seja eliminado. Para eliminar uma energia você tem que absorvê-la. Ela saiu de você e só vai fechar o ciclo quando ela voltar para você.
     
O segredo para não sofrer é a maneira de receber essa energia ruim que retorna. Nós somos um sistema energético dinâmico, nossas energias estão em constante movimento e alterações diversas, às vezes estamos alegres, às vezes tristes, ou com raiva, ou tranquilos, enfim, nossa frequência emocional varia numa determinada faixa para cima ou para baixo.
     
Se ao recebermos de volta uma energia negativa, isto é, se temos que resgatar um karma negativo e estamos com nossa frequência baixa, nós potencializamos essa energia ruim que estamos recebendo.

Por outro lado, se estivermos com nossa energia boa, positiva, ela vai amenizar a energia negativa que está retornando.

A questão chave para resgatar um karma é esgotá-lo. Se você conseguir receber de volta uma energia ruim sem reclamar, sem se achar injustiçado, sem desejar que o outro sofra ou “que Deus faça justiça”, aí sim você resgatou esse karma. 
Mas isso é muito difícil de acontecer. Quando é alguma coisa banal com alguém não muito próximo é até fácil perdoar e eliminar esse karma, mas quando é alguém com quem temos forte ligação emocional, como esposa/marido, irmão/irmã, amigos e parentes mais próximos, aí é complicado. 
     
Ou então quando estamos resgatando aquelas energias mais densas que estavam acumuladas em nosso reservatório kármico e que às vezes emperram nossa vida.

Já peguei vários casos de pessoas que não conseguem adquirir bens ou quando conseguem é com muita dificuldade a ainda assim acabam perdendo.

E as vezes são pessoas boas atualmente e que até se esforçam, mas que em vidas passadas foram banqueiros ou empresários que deram desfalques em seus clientes ou que eram vigaristas e lesaram muitas pessoas.

Esses casos são difíceis de aceitar e a pessoa muitas vezes acaba repetindo atitudes ruins de outras vidas, o que mantém o ciclo kármico ativo.

     
Além disso, precisamos considerar que todos nós estamos interligados uns aos outros. Temos um fio que nos une a cada ser que já se relacionou de alguma forma conosco, nem que tenha sido por um segundo apenas, esteja este ser vivendo em um corpo físico ou astral.

Disso resulta que trocamos energias com todos estes seres e também com aqueles que ‘vibram’ na mesma frequência que nós, com todos que têm pensamentos e sentimentos semelhantes no mundo todo, em todas as suas dimensões.

     
É preciso considerar que toda energia que emitimos percorre um caminho até voltar a nós e sempre vai voltar mais energia do que emitimos pois nesse caminho ela interage com outras energias. 

As boas ações geram energias positivas de alta frequência com um alcance muito grande enquanto que as más ações geram energias de baixa frequências, densas e pesadas. Por isso o alcance de uma boa ação é muito superior ao de uma má ação. Agindo bem, fazendo boas ações, podemos reduzir consideravelmente nosso saldo kármico negativo. 

     
Na prática somos todos agentes kármicos uns dos outros. Quem está mais evoluído espiritualmente consegue não reagir ao karma negativo do outro e assim não serve de instrumento kármico de coisas ruins, deixando de gerar para si mais karma negativo.

Agindo assim nós não aumentamos nosso reservatório kármico com energias negativas e cada coisa boa que fizermos vai diminuindo nossa energia kármica negativa e assim vamos nos tornando pessoas melhores.

     
O que define se uma ação nossa é boa ou má karmicamente depende principalmente da intenção com que a praticamos.

Se dois amigos estão mexendo em um arma e ela dispara acidentalmente, matando um deles, o que disparou a arma não gerou um karma de assassinato e sim de negligência ou imperícia. O outro morreu assim porque tinha um karma de morrer com arma de fogo que foi processado quando mexiam na arma, as energias que acompanham e emanam a arma acionaram o karma.

Agora se o que disparou “acidentalmente” no fundo quisesse matar o outro por algum motivo, talvez por conta de alguma mulher ou dinheiro, aí mesmo que aqui no fisico fosse julgado inocente por ter sido o disparo “acidental”, karmicamente ele contraiu um karma de assassinato.

     
O desejo de se fazer alguma coisa, a intenção, qualifica então o ato karmicamente. No exemplo anterior um dos homens foi instrumento para que se realizasse o karma do outro, mas se foi acidental ele não tinha intenção de matar e não associou emoção ao ato. 

Nesse caso ele não vai emitir uma energia do tipo morte por arma de fogo, mas sim de imprudência, negligência, etc.

   

Mas e o livre-arbítrio? Então eu não posso mudar meu destino?
      
O livre-arbítrio é uma conquista do espírito e é proporcional ao seu grau evolutivo. À medida que formos evoluindo, e isso não é algo que se consiga nesta mesma vida ou dessa para uma próxima, teremos condições de escolher que tipo de karma iremos resgatar em determinada vida e iremos tendo cada vez mais ‘controle’ sobre nossas encarnações.

Atualmente entretanto, somos levados pelo nosso primitivismo espiritual e não temos como evitar a maior parte dos acontecimentos de nossa vida.

     
Quando agimos caritativamente em prol de nossos irmãos, fazendo boaos ações, estamos acumulando karma positivo em nosso reservatório (sanchita) e reduzindo nosso saldo devedor na balança cósmica, propiciando inclusive a alteração da parte do nosso karma atual (prarabdha) que pode ser modificada pela interação com o karma coletivo.  
     
Como eu disse antes o karma presente (prarabdha) tem uma parte fixa e inevitável que não pode ser alterada, mas tem outras partes que podem ser alteradas com muito esforço da pessoa e outra ainda que depende do karma coletivo.
     
Essa parte fixa não tem a mesma proporção em todas as pessoas. Quanto mais evoluído espiritualmente menor vai ser essa parte do karma que não pode ser alterada e mais domínio sobre nossas vidas nós teremos.

Quanto menos evoluído menos controle sobre o próprio destino (o karma presente).

     
Então o nosso destino pode sim ser alterado por nossas ações; mais ou menos dependendo do grau evolutivo de cada espírito.
     
Gelson Celistre

O PARADIGMA HOLÍSTICO DA TRANSIÇÃO PLANETÁRIA – As mudanças de conceito sobre Vida, Morte e Karma

A ideia do holismo não é nova. Ela está subjacente á várias concepções filosóficas ao longo de toda a evolução do pensamento humano. O termo holismo origina-se do grego holos, que significa todo. 

No século VI antes de cristo, o filósofo Heráclito de Efeso já dizia: “A  parte é diferente do Todo, mas também é o mesmo que o Todo. A essência é o Todo e a parte”.

Holística pode, também, ser designada pela força vital da Vida responsável pela formação de conjuntos; esta mesma força seria a formadora dos átomos e moléculas, no plano físico; da célula, no plano biológico; das idéias, no plano psicológico; e da personalidade, no plano espiritual. O próprio universo seria um conjunto em constante formação.

A palavra “holística” não é encontrada em nossos dicionários tradicionais de Língua Portuguesa. O que encontramos é a palavra holismo que significa “a tendência, que se supõe seja própria do Universo, a sintetizar unidades em totalidades organizadas”.

Por este e vários outros motivos aconteceu uma distorção no emprego e definição da mesma. A grande maioria das pessoas tem hoje uma relação errônea com esta abordagem sobre o sentido  da vida, através dos movimentos pseudo-esotéricos, que utilizaram esta palavra, desconhecida pela maioria da população, para divulgar e buscar aceitação dos mesmos.

Porém a sua realidade é científica e muito lógica.A abordagem holística da Vida é praticada no oriente nas ciências e filosofias, há milênios, como é o caso da medicina com utilização da acupuntura, da yoga, medicina ayurvédica, do taoísmo, etc.

No ocidente é que essa prática é relativamente nova, pois, sómente agora é que esta abordagem vem ganhando campo entre as ciências e filosofias ocidentais.

O Todo e Parte-Um novo conceito de encarar a Vida

Na verdade, partes de todos em sentido absoluto não existem. Tudo o que há na natureza, seja o homem, um minúsculo inseto, uma molécula, ou até mesmo  as grandiosas galáxias que brilham na noite, são considerados

Todos, em relação às suas partes  constituintes, mas também são partes de Todos maiores. E tudo isso, Todos e Partes, são interligados, são interdependentes, numa totalidade harmônica e funcional, uma perpétua oscilação onde o Todo e as Partes se esclarecem mutuamente.

Essa concepção holística da Vida e do Universo mostra a existência viva de uma relação dialética entre os fenômenos e sua essência, entre o particular e o universal, entre a base material e consciência, entre a imaginação e razão.

 Uma forma de ver e compreender o mundo

A holística não é uma ciência e nem uma filosofia. Não é uma religião nem uma disciplina mística. Também não constitui um paradigma científico.

É tão somente uma visão de mundo que vem se contrapor à visão dualista, fragmentadora e mecanicista que despojou o ser humano da sua Unidade, ao longo desses séculos de civilização tecnológicas e racionalismo exacerbado.

A holística básicamente é uma atitude diante da realidade, uma forma de ver,viver e compreender o mundo, um espaço onde é permitido um intercâmbio dinâmico entre Ciência, Arte Filosófica e as Tradições Espirituais, sendo exatamente esse intercâmbio que se propõem como uma das mais criativas formas de enfrentamento dos desafios desta Transição Planetária.

É UMA OUTRA FORMA DE VIVER E VER A VIDA MAIS EVOLUÍDA.

Sendo uma ATITUDE diante da vida,é uma forma de compreender e de estar no mundo. O pensamento holístico permeia todos os níveis de atuação do indivíduo.

Admite todas as crenças; Admite todos os sistemas filosóficos. Mas não os mescla, não os mistura. Respeita o que cada um tem de importante e entende que a diversidade é não sómente aceitável, como até recomendável e essencial para a riqueza e a fertilização do pensamento.

imagem_cabeca_blog

AS TRANSFORMAÇÕES DOS VALORES-MAIS REAIS E MAIS DINÂMICOS

Não exclui, não condena, não separa. Não nega nem afirma. Trata, tão somente de construir pontes, de estabelecer nexos e correlações entre campos até então considerados inconciliáveis como entre a Ciência e a Espiritualidade, a Arte e Filosofia.

Considera que, em cada coisa está representado o Todo, e que este transcende a simples soma de suas partes. Dessa forma, fica claro que a visão holística não se coloca como a única ou a melhor visão, pois isso seria incorrer na mesma “ilusão messiânica” das ideologias políticas ou religiosas.

Por isso não se contrapõem á nenhum sistema de idéias, a nenhuma teoria.

O pensamento holístico no modo de encarar a Vida é profundamente ecológico, e de acordo com ele, o indivíduo e a natureza não estão separados, mais formam um conjunto impossível de ser dissociado. Por isso é que qualquer forma de agressão à natureza e ao meio ambiente, para abordagem holística, é pura e simplesmente uma forma de suicídio.

Apesar de baseado em idéias muito antigas que se confundem com as origens do pensamento humano, o movimento holístico nasceu nos movimentos contraculturais e filosóficos da década de sessenta.E logo em seguida, começamos a adentrar o Cinturão de Fótons, sinalizando o vento das mudanças no planeta e na raça humana.

Dessa forma, encontramos pontos de contato com o movimento antinuclear, o surgimento da consciência feminista, o movimento de simplicidade voluntária, o renascimento das tradições espirituais a medicina alternativa, as lutas de libertação étnica, a consciência ecológica.

Todas essas bandeiras de luta tem um caráter comum, que reside na resistência aos padrões predominantes na nossa sociedade dominada pelo paradigma mecanicista, onde o ser humano torna-se o predador do seu semelhante e que finalmente está nos seus capítulos finais.cada vez mais avançamos para o Universo de Luz e Vida, onde a semente já foi plantada e começa a dar seus frutos, ainda tímidos, mas com grandes perspectivas positivas.

Esses padrões antigos,que estão caindo sempre foram calcados na tendência à auto-afirmação excessivas, implicam em poder, controle e dominação dos outros pela força, numa classe organizada dominante, em posições de poder mantidas de acordo com hierarquias sexistas e racistas, na ênfase da competição e não da cooperação, e no “endeusamento” de uma tecnologia que tem por meta o controle, a produção em massa e a padronização.

Holística e Conhecimento

Um dos aspectos mais importantes da abordagem holística de vida é que, sendo um forma de encarar a realidade, seus conceitos podem ser aplicados às mais diferentes áreas do conhecimento.

Ao mudar nosso olhar sobre o mundo, começamos a ver a possibilidades novas, impossíveis de serem visualizadas antes.

Vislumbramos uma forma diferente de encarar a saúde e a doença, o processo de cura, e a Morte. Alcançamos um maior entendimento do que  passa durante o processo de ensino–aprendizagem, e de quais estratégias são mais adequadas para obter um melhor rendimento de nossas escolas, revolucionando o ensino todo, aproveitando de maneira mais criativa as infinitas potencialidades do nosso cérebro.

Despertamos para novas abordagens do Ser Humano, que  extrapolam os limites do pessoal e nos mergulham em níveis chamados trans pessoais, e nos damos conta da importância existencial e terapêutica dos estados ampliados de consciência.

Descobrimos também maneiras inusitadas de se administrar a vida, com a possibilidade de progredir e sobreviver com tranquilidade e abundância mesmo em épocas de crise, e mais, dentro de uma relação harmônica com o meio ambiente.

E podemos também participar de uma prática política instigante, repleta de significado, amor ao próximo, e realização enquanto ser humano, além de estarmos prontos para relacionamentos com humanos mais prazerosos e criativos, onde haja um clima de alegria, respeito, amor e compreensão e sobretudo, de liberdade.

E, finalmente, uma vez despertada a Consciência Holística de Vida, descobrimos que a Arte deve estimular o respeito à vida, à sensibilidade e à beleza, garantindo-se como uma forma consciente de assumir as novas visões, como elemento importante do Homem na busca e entendimento de si mesmo.


O CONCEITO DE KARMA – Uma nova visão para a Nova Era

A primeira coisa vital que fazemos na vida é tomar ar. Então, temos de devolvê-lo.Esse é o ritmo da vida.

Essa é uma lei natural de reciprocidade,na qual tudo e todos são afetados.Você começa pegando o que termina por dar.Essa é a lei de causa e efeito e essa lei que não foi escrita engloba cada ação quedesempenhamos.Essa é a lei da justiça perfeita e nós sempre recebemos o retorno de tudo o que damos.

O que é o Karma?

O Karma é uma lei espiritual natural ou o princípio que governa todas as nossas interações. Ele começa com uma semente de pensamento que se desenvolve e cresce ao longo do tempo, através de nossos sentimentos, atitudes, palavras, ações e relacionamentos.

Ele finalmente se estabelece em nossas almas como traços de personalidade, apenas para surgir de novo na forma de outro pensamento.

A Lei do Karma pode ser entendida como o equivalente espiritual da Terceira Lei do Movimento de Newton, a qual enuncia que para cada ação (em um plano físico) há uma reação igual e oposta.

Na Física, o entendimento da exatidão da Lei de Newton trouxe tanto esclarecimento para um mundo antes envolto em mistério, que hoje ela está na base de muitos avanços da ciência e da tecnologia.

A Lei do Karma é igualmente indubitável na dimensão espiritual. Ela diz que “para cada ação no plano espiritual há uma reação igual e oposta”. Isso significa que quando se dá felicidade, em retorno, experimenta-se felicidade, e quando a tristeza é dada, a tristeza será experimentada em igual medida.

Em outras palavras, qualquer emoção que eu leve outra pessoa a sentir deve, em algum momento, tornar-se minha própria experiência.

Entender a Lei do Karma me torna consciente de que cada ação (ou Karma) provoca um retorno, uma conseqüência; da mesma forma, eventos (e seus efeitos) só podem ocorrer quando há uma causa correspondente.

Isso significa que, não importa em que circunstâncias eu esteja no momento – quem ou o que quer que esteja me levando ou me afastando e qualquer experiência que eu tenha –, isso é conseqüência de meus próprios pensamentos, decisões e ações prévias.

Entender a Lei do Karma dá um significado profundo á conceitos como responsabilidade e justiça. Às vezes, a Lei do Karma é entendida apenas em parte.

Alguém pode se sentir desencorajado e pensar: “Se tudo o que está me acontecendo agora é em virtude de minhas ações passadas, não há nada que eu possa fazer a respeito”.

Mas se o passado criou o presente, o presente também cria o futuro. Ao invés de sermos escravos do passado, entender a Lei do Karma nos inspira a participar ativamente em criar nosso próprio caminho.

OS PENSAMENTOS E AS NOSSA AÇÕES/ESCOLHAS CRIAM A REALIDADE E MUDAM NOSSO KARMA

Usando uma metáfora simples,o pensamento é uma semente; a ação é seu fruto. A qualidade do fruto é determinada pela qualidade de sua semente. Os bons pensamentos levam á boas ações que beneficiam os outros e também a nós mesmos.

A Lei do Karma começa a trabalhar a meu favor, quando eu paro as ações habituais que são prejudiciais, ASSUMO a responsabilidade para enfrentar positivamente as conseqüências de tais ações desempenhadas no passado e PRESTO ATENÇÃO em desempenhar ações positivas desse momento em diante.

A Lei do Karma é uma lei em transformação para consciências elevadas, cujos longos braços alcançam fácilmente, de uma vida para a próxima, permitindo que a alma colha os frutos de quaisquer sementes que tenha plantado , mas tenha o direito de  criar  o destino que quiser e mudar situações sem gerar consequências danosas á ninguém.

Afinal, o livre arbítrio é incontestável e faz parte deste Universo.Então, escolhemos situações para vivenciar,pois isso faz parte da nossa evolução e nem sempre o erro gerará Karma negativo.

Tudo depende de nossa escolhas conscientes,pois sentimos e sabemos o que precisamos experienciar;

Temos responsabilidades sobre essas escolhas, mas não podemos achar que tudo o que nos acontece provém de um Karma infalível e punitivo/compensatório.

ANALISANDO O FENÔMENO DA MORTE SOB O PONTO DE VISTA DA VIDA

Medo ancestral, recorrente, misterioso. Difícil quem não tem, mais difícil ainda quem já o superou. É um treinamento da mente, das emoções, dos conflitos internos, das crenças.

Passar pela morte com a mesma naturalidade com que se passa pela vida deve ser a nossa meta. A morte é um evento tão natural quanto o nascimento, mas a encaramos ainda como tabu, sofrimento e falta de compreensão.

Se olharmos a natureza e tudo à nossa volta, perceberemos que nada é estável, que tudo é impermanente e contínuo.

Assim também somos nós: impermanentes e contínuos. Seguiremos de onde paramos. Por isso, é tão importante ressignificar os medos em torno desse momento para que se prossigamos da melhor maneira possível.

À medida que desconhecemos a nós mesmos, isto é, a nossa verdade essencial, alimentamos nossos medos internos e entre eles, o mito da morte.

Portanto, nada mais “normal” quando definimos através de nossos dicionários o conceito de morte como sendo “fim”, porque tudo o que desconhecemos, tememos, e o que tememos por causar-­nos sofrimento á sua lembrança, esquecemos ou apagamos da memória.

Nós, ocidentais civilizados, não estamos preparados para as mortes repentinas ou para os desaparecimentos prematuros. Esses fatos nos chocam e nos comovem. Sentimos a “perda” como algo abstrato que não compreendemos e, que muitas vezes, atribuímos à fatalidade ou ao azar.

Portanto, dependentes da cultura do medo da morte que nos acompanha desde os mais remotos tempos como sendo um trauma a bloquear a passagem do conhecimento, impedindo um melhor nível de compreensão, permanecemos órfãos e ignorantes de seu profundo significado, vindo buscar na religião e na filosofia, algo que explique a nossa angústia.

E para compreendermos a MORTE, temos que compreender o significado da VIDA porque, ciclicamente, uma coisa está relacionada à outra. 

E compreender o significado da vida requer perceber o nosso verdadeiro papel inserido nela, porque apesar de sermos parecidos não somos iguais, pois representamos capítulos à parte na história da Humanidade.

Quando começarmos a compreender o verdadeiro significado da vida como sendo o exercício do AMOR em todos os seus níveis humanamente possíveis, estaremos, naturalmente, processando e, acima de tudo, sentindo o que a vida representa para o espírito e que a evolução é a nossa meta.

Nós, ao contrário, evitamos conversas sobre a morte, o que reforça ainda mais os obstáculos que cada pessoa carrega.

Naturalmente porque fomos educados de outra forma.

Mas hoje é possível encarar a vida com mais franqueza, verdade, simplicidade, objetividade.

Podemos a cada dia, a cada instante, experimentar um tipo de morte em nós.

Sentir a morte de várias maneiras, a morte de uma mente, de uma emoção, de um apêgo, de uma crença.

Deixar morrer opiniões, formas de ver a vida, entendimentos, conhecimentos, julgamentos, distorções, críticas, desequilíbrios.

Morrer para a tristeza, a derrota, o pessimismo, o preconceito. Morrer e morrer para aquilo que não serve mais, deixar ir, viver aqui, acordar.

Abrir os olhos, ver a vida em tudo, a beleza, o colorido, o pulsar inesgotável, a energia constante. Sentir que isso não cessa e, se não cessa, não há o que temer. É um sopro, um suspiro, uma brisa leve. Inspira, expira, aqui e agora. Assim, logo após a morte, será AGORA novamente.

É a vida que segue, sempre segue, não há morte então. Se há vida sempre, a morte é a nossa grande ilusão.

1

ALGUNS CONSELHOS PRÁTICOS PARA APLICARMOS NO DIA Á DIA, PARA OTIMIZAR AS MUDANÇAS

1. Mudança no padrão de sono

Perturbações durante o sono, pés quentes, acordar duas ou três vezes durante a noite. Sentir-se cansado e com sono depois de acordar. Adormecer e acordar durante o dia. O Padrão de 3 Sonos, que acontece freqüentemente a muitas pessoas caracteriza-se por: dormir cerca de 2-3 horas, acordar, voltar a adormecer mais 2-3 horas, acordar de novo, voltar a adormecer mais 2-3 horas. Outras pessoas viram alterar-se as suas necessidades de sono, passando a dormir menos. Ultimamente, algumas pessoas sentem enormes ondas energéticas percorrendo o seu corpo a partir do coronário (centro energético no alto da cabeça). Estas ondas podem afetar o sono.

Conselho: Habitue-se. Pacifique-se com essa energia e não se preocupe se não dormir o suficiente (preocupação que, por vezes, pode causar mais insônia). Será capaz de suportar bem o dia se pensar que tem a quantidade certa do que necessita. Também pode pedir ao seu Eu Superior que, de vez em quando, lhe dê um intervalo para poder ter um sono reparador. Se, durante a noite, não conseguir adormecer, aproveite esse tempo para meditar, ler poesia, escrever o seu diário ou olhar para a Lua. O seu corpo ajustar-se-á ao novo padrão.

2. Atividade do chakra coronário – (alto da cabeça)

Sensações de tilintar, comichão, formigamento e arrepios no couro cabeludo e/ou na coluna. Sensação de vibração energética no topo da cabeça, como se a energia jorrasse em chuveiro. Poderá sentir pressão na coroa, como se alguém estivesse a pressionar um dedo contra o centro da cabeça. Como referido no ponto 1, vivemos enormes carregamentos de energia através do chakra coronário. Podemos sentir uma pressão mais generalizada, como se a cabeça estivesse dentro dum aparelho muito suave.

Conselho: Não se assuste. Trata-se da abertura do chakra da coroa. Tais sensações dizem-lhe que você está aberto a receber a energia da fonte.

3. Repentinas ondas de emoção

Choro convulsivo ou inesperadamente, sente-se zangado, deprimido, triste ou muito infeliz à mínima provocação. Emoções à solta. Muitas vezes a pressão ou as emoções congestionadas são sentidas no chakra do coração (no centro do peito), o que não deve ser confundido com o coração, localizado à esquerda do chakra do coração.

Conselho: Aceite os seus sentimentos como surgem, abençoe-os e deixe-os partir. Sinta a conteúdo emocional da energia no chakra do coração. Expanda-a para todos os seus campos e respire profundamente, desde o umbigo até a parte superior do peito. Sinta a emoção e deixe-a evaporar-se. Não dirija as emoções para ninguém. Você está limpando o passado. Se necessitar de ajuda, diga em voz alta que pretende largar todo esse velho material e peça ajuda ao seu Eu Superior. Também pode pedir aos Anjos da Graça (energia branco cristal) que o ajudem a soltar estas emoções, fácil e suavemente. Agradeça por o seu corpo estar soltando estas emoções, não as retendo dentro de si, o que poderia provocar danos. Uma das nossas fontes sugere que a depressão está ligada às relações de “deixar ficar como está”, de relações pessoais, profissionais, etc. que já não servem nem a nós, nem às nossas frequências.

4. Clarificação de Karma

Velhos conteúdos parecem estar ressurgindo, como descrito acima, ressurgindo em sua vida as pessoas envolvidas nesses episódios. Casos de encerramento de processo. Ou talvez você precise trabalhar o seu amor-próprio, abundância, criatividade, apegos, etc. Começarão a aparecer os recursos ou as pessoas de que necessita para auxiliar neste trabalho.

Conselho: O mesmo do que para Ponto 3. E ainda: não se envolva demasiado na análise destas situações, pois isso fará com que volte para eles, novamente, cada vez a níveis mais profundos. Peça ajuda de um terapeuta, se necessitar, e avance. Não tente evitar nem «passar ao lado» destas «memórias». Abrace o que aparecer e agradeça por isso contribuir para o seu desenvolvimento. Agradeça ao seu Eu Superior por lhe dar a oportunidade de se livrar destes “resíduos”. Lembre-se, você não quer que eles continuem no seu DNA.

5. Alternância entre vigor e cansaço

Episódios de energia intensa que o fazem querer saltar da cama e agir, seguidos por períodos de letargia e cansaço. O cansaço, normalmente, segue-se a grandes mudanças. Aceite, pois este é um tempo de integração.

Conselho: Flua com a natureza da energia. Não a combata. Seja gentil consigo. Durma a sesta, se estiver cansado. No caso de sentir muita energia e não conseguir dormir, escreva pensamentos ou um romance. Tire vantagem do tipo de energia.

6. Ondas de energia

De repente, sente-se percorrido por energia da cabeça aos pés. É uma sensação momentânea e pouco confortável. Por outro lado, algumas pessoas sentem um frio inexplicável. Se você for um trabalhador de energia, deve ter reparado que o calor que corre nas suas mãos aumentou considerávelmente. Isto é bom.Tornar-se-á cada vez mais leve à medida que for limpando o material emocional, libertando crenças limitadoras assim como bagagem pesada do passado. A sua freqüência aumentou. Ama-se mais, assim como ama mais a vida. Comece a mostrar a perfeição que você realmente é.

7. Sonhos vivos

Por vezes, os sonhos são tão reais que acorda confuso. Também pode ter sonhos lúcidos, nos quais está no controle: você sabe que não está “sonhando”; o que está acontecendo é de alguma forma real. Muitos sonhos poderão ser místicos ou trazer mensagens. Lembrar-se-á daquilo que for importante para si. Não force nada. Acima de tudo, não tenha medo.

8. Acontecimentos que alteram completamente a sua vida

Morte, divórcio, mudança no trabalho ou de emprego, perda de casa, doença, e/ou outras catástrofes – por vezes, várias de uma só vez. Trata-se de forças que o obrigam a desacelerar, simplificar, mudar, reexaminar o que você é, assim como o que a sua vida lhe diz. Forças que não pode ignorar, que o obrigam a desapegar-se, que o acordam para o amor e compaixão por tudo.

9. Libertação

Desejo de cortar com todos os padrões restritivos: empregos, estilos de vida consumistas e pessoas ou situações tóxicas. Necessidade de “se encontrar” e de encontrar o propósito da sua vida – Agora.Quer ser criativo e livre para ser aquilo que é, na verdade. Apetência para as artes e a natureza. Desejo de cortar com coisas e pessoas que já não lhe dizem nada.

Conselho: FAÇA-O!

10. Confusão mental e emocional

Sentimento de que precisa arrumar a sua vida, pois está uma confusão. Mas, ao mesmo tempo, sente-se caótico e incapaz de o fazer, de se concentrar.

Conselho: Concentre-se no seu coração e ouça o seu próprio discernimento.

11. Introspecção, solidão e perda de interesse por atividades no exterior.

Este estado apareceu de surpresa a muitos extrovertidos que, antes, se viam envolvidos em diversas atividades. Agora dizem: “Não sei porquê, mas já não gosto tanto de sair como antes”.

12. Manifestações de criatividade

Recepção freqüente de imagens, idéias, música e outras inspirações criativas.

Conselho: Pelo menos registre estas inspirações, porque o Espírito está falando com você sobre como poderá preencher o seu propósito e contribuir para a regeneração do planeta.

13. Percepção de que o tempo está acelerando

Tem essa impressão porque sofreu muitas e freqüentes alterações na sua vida.

A quantidade de alterações parece estar aumentando.

Conselho: Repartir o dia em encontros e segmentos temporários, aumenta o sentido de aceleração. Pode abrandar o tempo relaxando no momento presente e prestando atenção ao que tem em mãos, sem antecipar os acontecimentos. Abrande e diga para si mesmo que tem bastante tempo. Peça ajuda ao seu Eu Superior. Mantenha-se atento ao presente. Tente passar de uma atividade a outra. Centre-se no seu guia interior.

14. Premonição

Um sentimento de que algo vai acontecer, que pode criar ansiedade.

Conselho: Não há nada com que se preocupar. As coisas acontecem mesmo, mas a ansiedade só lhe criará mais problemas. Não há nada a temer.

15. Impaciência

Sabe o que fazer, mas, por vezes, isso não ajuda. Quer resolver o que lhe parece estar no seu caminho. Reconhece que as incertezas são desconfortáveis.

Conselho: Aprenda a viver com incertezas sabendo que nada lhe aparecerá à sua frente, se não estiver pronto. A impaciência é, na realidade, uma falta de confiança, especialmente no seu Eu Superior. Quando focar o presente, verá milagres acontecerem.

16. Despertar

Talvez um interesse pelo Espírito surja, pela primeira vez, na vida. Uma chamada profunda para o significado da vida, para o seu propósito. Ligação espiritual e revelação. Um “constante desejo ardente” . A vida mundana não preenche este vazio.

Conselho: Siga o seu coração, e o caminho ser-lhe-á mostrado.

25. Ser diferente dos outros

Um sentimento estranho de que tudo na sua vida parece novo e alterado, que deixou o seu eu antigo para trás. E deixou. Está muito maior que pode imaginar. E há mais para vir.

17. Ajudas de vários tipos

Aparecem “professores” em todo o lado, no momento certo, para ajudar à sua caminhada espiritual – pessoas, livros, palestras, filmes, acontecimentos, Mãe Natureza, etc. Estes “professores” podem parecer negativos ou positivos, mas, de uma perspectiva transcendente, são sempre perfeitos. Surgirá, precisamente, o que tiver que aprender.

Conselho: Lembre-se de que nunca receberemos mais do que aquilo que estamos preparados para lidar. Cada desafio apresenta-nos uma oportunidade para provarmos a nossa mestria na superação.

18. Compreensão súbita

Encontro de uma pista espiritual, que faz sentido para si e que lhe “toca” nos mais profundos níveis. Repentinamente, obtém uma perspectiva que nunca tinha considerado. Tem fome de mais. Lê, partilha os conhecimentos com outros, faz perguntas e vai ao fundo para descobrir quem é e porque está aqui. Corre o risco filosófico de se perguntar “Por que Existo?”.

19. Rapidez de aprendizagem

Aprende depressa. Sente que está “captando” muito rápidamente.

Conselho: Lembre-se que as coisas lhe chegarão quando estiver pronto para lidar com elas. Não antes. Lide corajosamente com o que for surgindo e, assim, avançará rápidamente.

2

20. Intensificação de integridade

Reconhece que é tempo para viver e falar a sua verdade. Súbitamente, parece-lhe importante ser mais autêntico, mais você mesmo. Talvez tenha que dizer “não” a pessoas a quem tentou agradar no passado. Achará intolerável manter-se num casamento, emprego ou lugar, que já não se coaduna com o que você é atualmente. Igualmente, talvez se dê conta de que já não tem nada a esconder ou segredos a manter. A honestidade torna-se importante em todos os seus relacionamentos.

Conselho: ouça o seu coração. Se o seu interior lhe disser para não fazer algo, fale alto e aja.

Diga “não”. Da mesma forma deverá dizer “sim” àquilo que considera válido.
Deve arriscar-se a não agradar aos outros, sem culpas, de forma a atingir a soberania espiritual.

21. Harmonia com épocas e ciclos

Sente-se mais sintonizado com as estações do ano, fases da lua e ciclos naturais.
Maior entendimento sobre o seu lugar no mundo. Uma forte ligação à Terra.

22. Aumento da sincronicidade

Se ocorrem muitos pequenos “milagres”… espere por mais.

Conselho: Situações sincronizadas dizem-lhe que está agindo na direção certa ou fazendo as escolhas acertadas. O espírito usa a sincronicidade para se comunicar com você. Começou a viver os milagres diários.

23. Desenvolvimento das habilidades intuitivas e alteração de estados de consciência

Pensar em alguém e imediatamente saber desse alguém. Mais sincronismo. Ter percepções internas sobre padrões ou acontecimentos passados. Ver o futuro, ter experiências fora do corpo e outros fenômenos físicos. Intensificação da sensibilidade e do conhecimento. Entender a sua própria essência e a dos outros.

24. Comunicação com o Espírito

Canalizar informação. Cada vez mais pessoas parecem estar recebendo esta oportunidade. Sentir inspiração e obter informação, que toma a forma de escrita, pintura, idéias, comunicações, dança, etc.

25. Sentimento de Unidade

Experiência direta de União. Conhecimento transcendente. Compaixão e amor por tudo o que vive. Compaixão desligada ou amor incondicional por tudo, o que nos leva a mais altos níveis de consciência e júbilo.

26. Alegria e benção

Um profundo e permanente sentido de paz e acompanhamento.

27. Integração

Torna-se mais forte e mais leve emocional, psicológica, física e espiritualmente.
Sensação de alinhamento com o Eu Superior.

28. Viver o seu propósito

Sabe que está, finalmente, fazendo aquilo que o trouxe à Terra. Novas aptidões e dons estão emergindo, especialmente os de recuperação da saúde. A sua vida/trabalho está, agora, convergindo e começando a fazer sentido. Vai usar, finalmente, todas estas aptidões.

Conselho: ouça o seu coração. A sua paixão leva-o para onde deve estar. Deixe-se ir e pergunte ao seu Eu Interior: «O que queres que eu faça?» Preste atenção às sincronicidades. Ouça.

29. Sentir-se mais perto dos animais e plantas

Para algumas pessoas, os animais parecem ser mais «humanos» no seu comportamento. Os animais selvagens mostram menos medo. As plantas respondem ao amor e à atenção que você lhes dá, agora mais que nunca. Algumas até podem ter mensagens para você.

30. Visualização de seres de outras dimensões

O véu entre dimensões é cada vez mais fino, pelo que este fato não surpreende. Mantenha-se no seu posto. Dado que você tem mais poder do que imagina, não receie nada. Peça ajuda aos seus guias, no caso de sentir que escorrega para o medo.

31. Manifestação física de pensamentos e desejos

Tudo isto passa a ocorrer de forma mais rápida e eficiente.

Conselho: Controle os seus pensamentos. Pois todos eles são orações. Tenha cuidado com o que pede.

32. Hemisfério esquerdo confuso

As suas habilidades físicas, o seu saber intuitivo, os seus sentimentos e compaixão, a sua forma de sentir o corpo, a sua visão, a sua expressão, todos emanam do lado direito do cérebro. Para que esta parte do cérebro se desenvolva melhor, o lado esquerdo do cérebro deve “abrandar”. Normalmente, a capacidade do hemisfério esquerdo de ordenar, organizar, estruturar, alinhar, analisar, rever, precisar, concentrar, resolver problemas e aprender matemática domina o nosso menos valorizado cérebro direito.

Daqui resultam: lapsos de memória, colocação de palavras na seqüência errada, falta de habilidade ou falta de vontade de ler durante muito tempo, falta de concentração, esquecer-se do que ia dizer, impaciência com formas lineares de comunicação (áudio ou escrita), dispersão, perda de interesse em investigar ou em informação complexa; sentimento de ser bombardeado com palavras, conversas e informação. Relutância em escrever.

Por vezes sente-se “obtuso” e não tem interesse em analisar, viver discussões intelectuais ou investigar. Por outro lado, pode se sentir inclinado ao que tem significado: vídeos, revistas com fotografias, trabalhos artísticos, filmes, música, escultura, pintura, estar com pessoas, dançar, jardinagem, andar a pé e outras formas de esforço muscular. Pode procurar informação espiritual ou até ficção científica.

Conselho: Se permitir que o seu coração e o lado direito cerebral o orientem, o cérebro esquerdo será ativado apropriadamente para o ajudar. Um dia, estaremos bem equilibrados, usando ambos os hemisférios com maestria.

CONCLUSÃO:

Os avanços desses conceitos, vão passar pelo nosso upgrade dimensional e o nosso contato com outros Orbes das galáxias e sistemas planetários com outros seres, com outras visões e circunstâncias evolutivas e isso, não podemos deixar de considerar quando falamos desses assuntos tratados aqui.

À medida que a nossa consciência evolui espiritualmente, ela se eleva em frequência.

Cada passo que aumenta a consciência, traz com ele uma visão mais expandida da realidade.

Hoje, a Humanidade está processando o conceito de expansão da mente, de vida em outros planetas. Cada passo nesta direção encontra a resistência intolerante e o ceticismo e, no entanto, estes passos continuam sendo dados por aqueles que ousam se aventurar para longe da “visão paroquial” de nosso pequeno planeta.

Os seres humanos físicos podem viver em reinos mais iluminados da quarta dimensão, bem como em nossa existência atual, da terceira dimensão.

Na Terra, estivemos trabalhando através da experiência de terceira dimensão e usando o mundo na quarta dimensão como o espaço em que iremos na vida após a morte. Isto está prestes a mudar.

A maior mudança da Mudança será quando a Terra “elevar-se aos Céus Dimensionais” e todos nós mudaremos para uma frequência da existência física na quarta dimensão. As coisas ainda parecerão as mesmas após esta mudança de frequência, embora a consciência seja vista como tendo uma influência mais perceptível na realidade.

Assim, não desconsideremos a existência de vida física na quarta dimensão em qualquer destes 500 milhões de planetas ou mais.

Uma visão que engloba um universo povoado, ao invés de apenas um planeta, explicaria também o mistério de onde vieram todas as almas que vivem hoje. De onde vieram todos estes bilhões de almas?

Hoje, há mais pessoas encarnadas na Terra do que a soma de todas as encarnações já registradas em toda a história, assim estamos recebendo mais pessoas de outros lugares.

Quando expandimos o nosso ponto de vista para uma concepção cósmica, podemos apreciar que A Mudança é uma onda de ascensão reverberando através desta parte da Galáxia.

Poderia ser que, como os surfistas que procuram a próxima onda boa, as pessoas vieram de outros planetas para ser uma parte da ação aqui na Terra?

A verdade é que a Terra é um “acontecimento local” agora. Encarnar na Terra durante a era da Mudança é uma imensa experiência para qualquer alma que explore a realidade física em qualquer lugar do universo.

Apenas ser uma parte das mudanças que estão levando à grande mudança, é algo que fica gravado na experiência de qualquer pessoa viva hoje, seja em um corpo físico ou no mundo da vida após a morte.

Vamos encarar isto: estamos experienciando uma onda de ascensão histórica que nos levará da terceira dimensão para a quarta dimensão.

Quando começamos a compreender que toda a vida é Sagrada, começamos a ver a vida de uma maneira diferente. Começamos a ver as cores e os padrões da vida e isto é porque não estamos tendo toda a nossa atenção tomada pela necessidade incessante de ganharmos e consumirmos.

Temos tempo para percebermos a grande sinfonia da vida e o nosso espaço nela.Podemos começar a nos conectarmos com o Círculo Sagrado da Vida, estamos também aqui para compartilharmos do sonho comum da Vida e da Criação, e apreciarmos a Grande Criação do Planeta e de todos os seus seres.

Quando abordamos a vida e o planeta a partir de uma perspectiva de admiração e de gratidão, começamos a ver coisas que não veríamos de outra forma.E começamos a apreciar o nosso espaço na Terra e a nossa parte nesta Grande Transição.

Podemos também começar a sentir que precisamos “viver o nosso discurso” e começarmos a ver como podemos mudar as nossas vidas para nos alinharmos com as novas energias que chegam. Estas novas energias nos levarão de volta ao projeto original e então, para um Planeta com Harmonia e Equilíbrio.

Mas devemos dar estes passos para a harmonia e o equilíbrio, e observarmos as maneiras com que as nossas vidas estão ainda conectadas ao contínuo sistema do consumismo. Neste momento de mudança, é inevitável que vivamos com um pé em cada mundo, por assim dizer, mas deveríamos estar trabalhando para garantir que nos movamos mais e mais para um mundo de harmonia e de equilíbrio, e que façamos estas escolhas.

Isto cabe a nós. É para isto que estamos aqui. Precisamos fazer as escolhas de vida que nos alinhe com uma Terra do Futuro que seja rica e harmoniosa e que apóie toda a Vida.

Fonte: http://portal2013br.wordpress.com

http://despertardegaia.blogspot.com/

DECRETO PARA QUEBRA DE CONTRATO DE ALMA

 

Por sugestão dos irmãos Pleiadianos estamos postando este Decreto de Quebra de Contrato de Alma para que todos façam a leitura com todo o seu coração por quantas vezes sentir necessidade, sendo que o ideal é que façam pelo menos três vezes (3x).
As razões disto é que percebemos que hoje há muitas pessoas que estão sendo dominadas e escravizadas por outras, não conseguem se libertar e não conseguem descobrir o por que disto.
Investigando estes casos com ajuda dos irmãos Pleiadianos descobrimos que na idade média, também conhecida como o período das trevas, um grande número de pessoas em razão da situação de caos e de miséria em que todos viviam acabou sendo iludida a fazer acordos e contratos com magos negros e seres satânicos (alguns deles reptilianos ou draconianos encarnados como humanos) para receber alguns poucos benefícios, sem saber em sua ingenuidade, que estavam firmando contrato de alma (muitas vezes feitos com sangue) que iriam valer por toda a eternidade e agora elas estão sendo perseguidas ao longo das ultimas gerações por estes seres dos quais não conseguem se livrar.
Assim, os irmãos Pleiadianos nos orientaram para elaborarmos este Decreto de Quebra de Contrato através dos quais as pessoas podem através da manifestação e afirmação do seu livre arbítrio denunciar e renunciar a estes acordos impostos de forma desonesta por estes seres da não luz e desta forma libertar-se do domínio destas pessoas ou forças que as perseguem, dominam, controlam, manipulam e escravizam nesta vida.
Muitas vezes as pessoas são perseguidas por pessoas, forças ou espíritos durante toda a vida e as forças da luz nada podem fazer para ajuda-las devido a estes acordos que elas próprias fizeram no passado. 
Muitas pessoas passam a vida toda sendo alvo de magias, perseguições espirituais e obsessões e não entendem por que isto só acontece com elas e quando buscam ajuda espiritual muitas vezes a única resposta que recebem é que isto é “karma”. Mas agora chegou o momento da libertação em massa destas pessoas através deste instrumento.
Por: Ibiatan Upadian

Eis o Decreto:
“Eu, (declare seu nome ou o nome de outra pessoa, no caso dela estar impossibilitada de fazê-lo) assim denominado nesta encarnação, no pleno exercício de meu livre-arbítrio, em nome do Pai/Mãe Criador Primordial, do Espírito Santo, do Cristo Cósmico, do Arcanjo Miguel Kumara e de todos os Anjos, Arcanjos e Elohins, do Mestre Saint German e de todos os grandes mestres da luz, em nome das Hierarquias da Luz, do Comandante Ashtar Sheran e de todos os Comandantes do Comando Estelar, em nome dos Pleiadianos, dos Arcturianos, dos Andromedanos e de todas as famílias estelares da luz, em nome de todos os orixás, xamãs, elementais e de todas as forças da Luz, neste momento e por este meio REVOGO e RENUNCIO, com toda a firmeza e certeza de meus atos, a todos e a cada um dos compromissos de fidelidade, votos, acordos, pactos, alianças e contratos de associação, de sociedade e de alma, feitos nesta vida, vidas passadas e vidas simultâneas, nesta dimensão, dimensões paralelas ou qualquer outra dimensão de espaço e/ou de tempo, com qualquer pessoa, entidade, energia, força, legião ou facção, que não sejam da luz e que não honram e respeitam a vontade do Deus da Luz e do Amor, o Deus Pai/Mãe Criador Primordial.
Eu agora ordeno a todas as pessoas, entidades e seres da não luz, encarnados ou não, que estão ligados com estes meus contratos e compromissos, que cessem, desistam e que abandonem meu campo de energia agora, para sempre e em forma retroativa, levando e retirando de meu ambiente, de meu corpo físico, de todos os meus corpos etéricos e campos de energia, todos os entrantes, obsessores e todo e qualquer ser negativo, encarnado ou não, assim como todas as suas armas, artefatos, instrumentos ou dispositivos de conexão, controle, limitação, magias, feitiços, bloqueios, amarrações, encantamentos, egrégoras negativas, símbolos, chips, implantes, larvas do astral, formas pensamentos, forças e energias semeadas por estes seres e seus associados, com objetivos de controle, domínio, manipulação ou limitação sobre mim, ou sobre terceiros, porque não autorizo a sua presença, ações ou forma de agir sobre mim e com amor envio-lhes as luzes azul, rosa e dourada do Cristo e ORDENO QUE SAIAM.
REVOGO e RENUNCIO a todos os contratos, pactos, acordos, alianças, votos ou compromissos que tive desde a minha primeira encarnação na matéria, com estes seres negativos, encarnados ou não, neste ou em outros planos, mundos ou realidades, pedindo perdão e perdoando, por tudo o que tem que ser perdoado, consciente ou inconscientemente e exigindo que todos estes atos aos quais aqui renuncio sejam consumidos na chama violeta, no fogo sagrado da transmutação, tudo confirmado e selado pelo poder do Espírito Santo.
Para assegurar isto, eu agora apelo aos meus mentores de luz, ao Arcanjo Miguel, ao Comando Estelar, ao Sagrado Espírito Santo e a todas as forças e Hierarquias da luz, para que sejam testemunhas da dissolução de todos estes contratos e compromissos que não honram e respeitam a vontade do Deus Pai/Mãe Criador Primordial, o Deus da Luz e do Amor.
Peço que o Espírito Santo e todas as forças da luz, testemunhem e advoguem por mim para a minha total e completa libertação de todos estes contratos, dispositivos e energias semeadas, tanto conhecidas como desconhecidas, que infringem a lei do amor e a vontade de Deus Pai/Mãe Criador Primordial.
Pelo poder que me é concedido por Deus Pai/Mãe e Espírito Santo, ancoro as potencias de luz, abro um portal de luz consagrado por Micah, protegido pelo Arcanjo Miguel Kumara porque EU SOU Vitória EU SOU Miguel.
Selo este ato com asas cósmicas de vitória, expulsando todas as dúvidas e medos, libertando-me, aprisionando as forças das trevas e encaminhando-as e entregando-as ao Comando Estelar, às Hierarquias da Luz e a Deus Pai/Mãe Criador Primordial.
Eu agora volto a confirmar e garantir minha aliança, através da Luz e do Amor com Deus Pai/Mãe Criador Primordial e volto a dedicar meu ser por inteiro, físico, mental, emocional e espiritual, minha vida, meu trabalho, tudo o que penso, digo e faço e todas as coisas em meu ambiente à vibração do Cristo Cósmico de Amor e Luz, dedicando meu ser e a minha própria mestria em prol da evolução, tanto planetária e da humanidade como a minha, individual e pessoal.
Havendo declarado tudo isto eu agora autorizo aos meus Mentores e ao Cristo Cósmico, assim como ao meu próprio Ser Superior para que façam as mudanças em minha vida para acomodar esta nova dedicação e peço o testemunho do Espírito Santo.
Eu agora declaro isto a Deus, adiante e retroativamente. Que seja escrito no Livro da Vida. Que assim seja. Graças a Deus. Está feito, esta nas mãos da Luz. E assim é.
EU SOU luz, amor e paz.
EU SOU alfa e ómega.
Kodoish. Kodoish. Kodoish. Adonai. Tsebayoth
Por: Ibiatan Upadian 
Fonte: http://ensinamentos-das-pleiades.blogspot.com.br
LEIA TAMBÉM, CLIQUE: 

ASSIMILAI AS LIÇÕES DE JESUS – Joana de Angelis

Irmãos, paz e Luz!
A partir do momento em que a centelha é criada, sua trajetória de vida começa a ser registrada nas várias moradas que percorre. 

Ela agrega em si um legado de acertos e erros, amores e ódios que, aos poucos, vão construindo sua personalidade, moldando o seu caráter.

No entanto, é necessário que adquira esse aprendizado, para que saiba resistir às forças do mal e compreenda o valor do perdão.
A criatura percorre os mundos aprendendo que o carma, ao mesmo tempo em que cria dolorosas situações, causa desajustes emocionais forjados pelo espírito.

Também atrai afinidades, erigindo ódios que perduram por milênios até se transmutarem em amores, que atravessarão a eternidade.

É necessário que vivamos esses cortejos de emoções e situações. Porque, como aprender a amar sem antes sentir na pele a dor do ódio?
Como saber perdoar sem antes ter vivido o tormento do remorso?
Como aquilatar o valor de um corpo sadio sem antes sentir nas entranhas a doença consumindo sua vitalidade?
Como valorizar um dia de sol sem antes ter passado pelo vale das sombras?
São vários os ensinamentos que a valiosa Pedagogia Divina, através das Suas Leis, utiliza para que os tormentos da alma não abatam mais os filhos da criação.
Vivem as criaturas, matriculadas nas escolas dos Mundos Expiatórios, criando e eliminando carmas.

E, em todos os momentos, Emissários de Luz são enviados pela Misericórdia Divina, alertando para as armadilhas do percurso, no intuito de que as ações positivas tornem-se preponderantes.

O tempo, irmãos, não é o fator mais importante, no que tange à quitação de dívidas e culpas pretéritas, porque estas, um dia, serão quitadas. Imprescindível é absorver na alma o sentimento cristão e fraterno, ensinados por Jesus e aplicá-los em todos os momentos da vida.
Portanto irmãos, amar e perdoar, odiar e repudiar, são as ações que praticaram e que os situará na categoria dos mundos que merecerem habitar e o quanto aprenderam ao longo das existências.


Joana de Angelis
Fonte: http://www.extraseintras.com.br/

AS 20 LEIS UNIVERSAIS – Dick Sutphen


As 20 leis universais falam de carma, reencarnação, vibração, atração, evolução da alma e muito mais…

01 – A Lei Universal da Harmonia

Esta lei certamente substitui a lei fundamental do carma, a harmonia é o supremo potencial do equilíbrio, o objetivo do carma é alcançar a harmonia, se você jogar uma pedra em um lago você perturba a harmonia deste lago, você é a causa, o efeito é o splash e as ondulações que fluem para fora e para trás até que a harmonia seja restaurada, da mesma forma suas ações desarmônicas fluem para o Universo para trás e para cima de você, vida após vida, até que finalmente a sua própria harmonia seja restaurada.
02 – A Lei da Reencarnação e Carma

Até que você tenha resolvido o seu carma e cumprido o seu Dharma que são as ações que você deve fazer, você vai continuar a reencarnar repetidamente sobre a terra, nem Deus nem os senhores do carma concedem este sofrimento para você durante essas vidas, você e só você decide o que você mais precisa aprender em suas jornadas terrenas e para cada experiência de vida você procura outras almas, muitas vezes com histórias compartilhadas e sempre com configurações cármicas correspondentes às suas necessidades, sempre que você agir com intenção de criar carma, as ações consideradas são pensamentos, emoções, palavras e ações, bem como a motivação, o desejo e a intenção, cada ato desarmônico deve ser equilibrado no futuro nesta vida ou na próxima vida, para ocorrer um crescimento da alma.
03 – A Lei Universal da Sabedoria – Sabedoria Apaga o Carma

Se você tiver a sabedoria para aprender suas lições através do amor e da sabedoria você pode atenuar o seu sofrimento, infelizmente, parece que estamos aprendendo mais rápido através da dor, através da experiência diretamente das consequências de nossas ações, quando você avidamente tira dos outros em vez de aprender através da sabedoria e do amor que isso é errado, você tem que experimentar que os outros avidamente tomem de você, mais tarde nesta vida ou em uma vida futura.

Exemplo: Em sua vida passada você estava casado com uma alma que é a sua companheira de hoje, a quem você cruelmente abandonou na vida anterior, antes de você nascer em sua vida atual, você concordou em ser deixado por sua companheira sob circunstancias semelhantes permitindo-lhe equilibrar o seu carma experimentando diretamente a dor do abandono, através da sabedoria da consciência-mestre-da vida é mais fácil separar conscientemente a partir da relação com o amor, você vai aliviar a dor da separação e ao mesmo tempo passar no seu próprio teste, absolvendo assim o carma e evoluindo a partir do seu interior.
4 – A Lei Universal da Graça

O carma pode ser experimentado com a letra da lei ou em misericórdia e graça, em outras palavras, se você dá amor, misericórdia e graça para os outros, você receberá o mesmo em troca.
5 – A lei universal de evolução da alma

Todos na Terra compartilham a meta de evolução da alma realizando-se ou não, estamos encarnados porque desejamos evoluir espiritualmente, elevamos acima de tudo nossas emoções baseadas no medo e ao fazê-lo aprendemos a expressar o amor incondicional que aumenta a nossa taxa de vibração aproximando-nos de um estado de harmonia, mesmo quando parece que não estamos evoluindo estamos na realidade fazendo progressos, nós aprendemos com a dor de nossos atos desarmônicos que podem ser vistos como os nossos erros ou falhas, esta é a lei de evolução da alma.
6 – A Lei Universal do Bodhisattva

Bodhisattva é um termo sânscrito comumente aceito pela maioria dos adeptos metafísicos hoje, isso significa aquele que transcendeu a necessidade de encarnações terrenas, mas que optou em voltar para a terra para apoiar os outros a alcançar a iluminação, um Bodhisattva sabe que nunca vai ser realmente livre até que todas as almas sejam livres, a maioria dos estudantes sérios da metafísica entraram na etapa de desenvolvimento de Bodhisattva em sua evolução.
7. A Lei Universal da Realização Vibracional

Todo o Universo opera segundo o mesmo princípio de energia vibracional, quando Einstein descobriu que “a matéria era energia”, ele abriu a porta para a fusão da ciência e da metafísica, os cientistas provaram que a energia não pode morrer, ela só pode se transformar (reencarnar), e por sua própria natureza a energia deve ir para frente ou para trás, ela não pode ficar parada, pois fazê-lo é a estagnação resultando em transformação, você é energia, sua pele que parece sólida é na verdade trilhões de moléculas se movendo rapidamente em órbita uma ao lado da outra a uma taxa de vibração específica, uma taxa de vida física que você ganhou no passado como resultado de como harmoniosamente ou desarmônico você tem vivido suas vidas passadas e sua vida atual até este momento no tempo, quando você está harmonioso em toda a vida, você terá alcançado a maior taxa de vibração a nível de Deus.
8 –  A Lei Universal do Livre Arbítrio

A lei do livre arbítrio opera de três maneiras.
1. Embora muitos dos principais acontecimentos em sua vida estão astrologicamente predestinados, você sempre tem o livre arbítrio para diminuir o impacto do evento, ou transcendê-lo inteiramente, isso resultará da forma como você vive sua vida até a situação de ter destinado para si mesmo a experiência, se você der a graça e misericórdia para os outros sendo positivo, amoroso, compassivo, e demonstrando por sua ação que aprendeu as lições do passado, você pode diminuir as experiências desarmônicas !
2. Quando você obtiver o domínio da consciência da vida e desenvolver o desapego consciente, você será muito menos afetado pelos acontecimentos mundanos do que no passado, um mestre da vida goza de todo o calor e alegria que a vida tem a oferecer, mas se desprende da negatividade, permitindo que ela flua através dele sem afeta-lo.
3. Você sempre têm livre-arbítrio pela forma como você reage a qualquer situação, se você reage com emoções positivas, compaixão e integridade, você já aprendeu suas lições cármicas e não terá que passar por uma situação semelhante no futuro.
9 – A lei do UM

Cada alma, encarnada e desencarnada, está ligada ao nível do inconsciente coletivo, profundamente dentro do Eu superior, somos todos parte de uma grande gestalt de energia chamada de Deus, e porque somos parte de Deus, nós somos Deus, é o objetivo da gestalt mover a energia para frente, para a criação de mais energia, assim, a vida está em harmonia, cada um de nós aumenta nossa taxa vibracional e intensifica a vibração de toda a gestalt, quando estamos em desarmonia, nós diminuímos a vibração de toda a gestalt, porque nós SOMOS UM tudo o que você pensa, diz e faz, afeta todas as outras almas.
10 – A Lei Universal da Manifestação

Toda manifestação começa com um pensamento, uma ideia, ideias e experiências criam crenças que por sua vez criam a sua realidade, se você está descontente com a sua realidade atual você deve mudar suas crenças e seu comportamento, crenças podem ser alteradas quando você reconhece aquelas que não estão funcionando para você, começa a programar o que vai criar o sucesso e a harmonia em sua vida, o poder criativo ilimitado de sua mente através da dedicação, conscientização e treinamento pode ser a sabedoria para superar o seu carma, dentro das leis físicas e espirituais você pode manifestar qualquer realidade que deseja experimentar, em relação à mudança de seu comportamento você deve decidir qual o comportamento desarmônico que você quer eliminar, então esteja ciente de que você não tem que mudar como você se sente sobre algo que o afeta, você deve estar disposto a mudar o que você está fazendo.
11 – A Lei Universal do desapego Consciente

Os ensinamentos terrenos de Buda são melhor resumidos por uma de suas declarações: “É a sua resistência ao que é que faz o seu sofrimento” e por sofrimento ele quer dizer tudo o que não funciona na sua vida, problemas de relacionamentos, perda de entes queridos, solidão, doenças, acidentes, culpa, dificuldade monetária, desejos não realizados e assim por diante, quando você aceita o que é, você aceita as realidades imutáveis em sua vida sem resistir-lhes, algumas coisas são fatos, elas existem e não importa o quanto você resista a elas, não há nada que você seja capaz de fazer com elas, mude o que você pode mudar, mas tenha a sabedoria de aceitar situações inalteráveis como elas são, sem desperdício de energia física ou mental ao tentar mudar o que você não pode mudar, fora da aceitação vem o desapego envolvido, a capacidade de desfrutar de todos os aspectos positivos da vida, mas permitindo que o negativo flua através da sua resistência mas sem afetar você.
12 -. A Lei Universal da Gratidão

Do ponto de vista do carma e da Lei do UM, quanto mais você dá, mais você recebe, quanto mais você ajudar os outros, mais você irá ajudar a si mesmo, o poder desta lei também funciona no seu dia-a-dia.
13 – A Lei Universal da Comunhão

Quando duas ou mais pessoas de vibração semelhante estão reunidas para um propósito compartilhado, sua energia combinada direcionada para a realização desse objetivo é dobrada, triplicada, quadruplicada ou mais, esta consciência esotérica tem sido usado por clãs, religiões esotéricas, grupos de cura, e recentemente nas meditações em todo o mundo para a paz mundial.
14 – A Lei Universal da Resistência

Aquilo que você resiste você assume para você, perpetuando sua influência sobre sua vida, a resistência é o medo, por isso é algo que você precisa cármicamente resolver, a lei da resistência garante que você deve deixar ir o medo ao encontra-lo quando você for forçado a lidar com isso, aprendendo o desapego consciente.
15 – A Lei da Atração

“Onde você coloca sua atenção, sua energia flui” Você atrai o que você é e no que você se concentrar, se você é negativo, você assume experiências de negatividade, se você está amando, você assume e experimenta o amor, você pode atrair para si apenas as qualidades que você possui, então, se você quer paz e a harmonia em sua vida, você deve tornar-se pacífico e harmonioso.
16 – A Lei Universal da Reflexão

Esta lei diz a que características suas correspondem aos outros, que você reconhece em si mesmo, tanto positivo quanto negativo, tem quatro manifestações primárias:
1.O que você admira nos outros, você reconhece como existente dentro de si mesmo.
2.O que você resiste e reage fortemente nos outros com certeza será encontrado dentro de si mesmo.
3.O que você resiste e reage nos outros é algo que você tem medo que exista dentro de você.
4.O que você resiste em si mesmo, você não gosta nos outros.
Em outras palavras, vocês escolheram encarnar no plano manifesto aprendendo a superar o efeito do medo, esses temores sempre serão refletidos em suas reações aos outros, assim seus objetivos são muito óbvios, uma vez que você sabe como percebê-los, quando você deixar ir o medo, você automaticamente se abre para expressar o amor incondicional.
17 – A Lei Universal do Amor Incondicional

A expressão do amor incondicional acabará por resultar em harmonia, o amor incondicional não é o amor romântico, é a aceitação dos outros como eles são, sem julgamentos ou expectativas, é a total aceitação dos outros sem tentar mudá-los, exceto pelo nosso próprio exemplo positivo, a lei do amor incondicional diz: “Se você agir de sua maneira expressando o amor incondicional, você se eleva automaticamente acima do medo, e quando você transcende seus medos, você automaticamente se abre para a expressão do amor incondicional”.
18 – A Lei Universal de afinidades magnéticas

Astrologicamente ao escolher a hora e o local do seu nascimento, você determinou a natureza ou os efeitos que você irá experimentar em sua vida, por outro lado, antes de nascermos tomamos decisões sobre o tempo de vida em que vamos estar entrando, você escolheu seus pais, outras almas para interagirem com você e as configurações astrológicas de seu nascimento que determinam o seu caráter, personalidade, habilidades, limitações, e o tempo para os pontos fortes e fracos, se tudo isso parece muito complicado para ser real, esteja ciente de que você está usando apenas 5 a 10 por cento da capacidade do seu cérebro e os pesquisadores do cérebro/mente afirmam que o cérebro humano tem 200 mil vezes a capacidade do maior computador já construído, tais cálculos, como eu acabei de descrever não seriam nenhum problema para um computador.
19 – A Lei Universal da Abundância

Você tem dentro de si tudo o que é necessário para tornar a sua encarnação terrena um paraíso, se você optar por aceitar aquilo que é o seu direito divino de primogenitura, vivemos em um universo de abundância, embora a maioria das pessoas povoando o nosso planeta parece vê-lo como um Universo de escassez.
20 – A Lei Universal da Ordem Divina

Se você procurar entender a Lei da Ordem Divina, estude o equilíbrio natural da natureza pois ele funciona da mesma maneira, tudo é como deveria ser, embora a humanidade (nossa gestalt de energia) está longe de experimentar o seu potencial de harmonia total, não há acidentes, sua energia traduzida em pensamentos, palavras, emoções e ações fazem todas as suas experiências, isso garante que você sempre tenha as oportunidades de aprendizado que você precisa para resolver o seu carma e como você os pensamentos coletivos, palavras, emoções e ações da humanidade criam o ambiente para todos nós, se almas suficientes concentrarem sua energia na paz, teremos a paz, se a maioria das almas estiverem cheias de raiva, todos nós podemos ter a experiência de guerras, SOMOS TODOS UM, e como os muitas subpersonalidades dentro de você, os traços dominantes da humanidade (toda a gestalt) vai surgir para resolver o nosso carma coletivo.

Todas essas leis são abordados no livro de Dick Sutphen 
Iluminando a Luz Interior, que foi publicado em 1987.

USANDO A CHAMA VIOLETA PARA TRANSFORMAÇÃO

A Chama Violeta é uma ferramenta divina de transformação, que nos foi dada pelo Mestre Ascenso Saint-Germain. O seu propósito é TRANSMUTAR sentimentos mais densos, ações, obras, karma, etc, em uma frequência vibracional mais elevada, o que ajuda a nos preparar para a nossa Ascensão.
Este artigo irá introduzir métodos de uso da Chama Violeta para a cura dos relacionamentos e da Terra, mas primeiro, um breve resumo dos passos no uso da Chama Violeta para a transformação pessoal.

CURA PESSOAL
1º Passo – Peça ao seu Eu Superior que manifeste a Chama Violeta dentro do seu corpo. Visualize uma bola de fogo violeta entrando em seu chacra coronário e preenchendo todo o seu corpo.
2º Passo – Traga a Chama Violeta através do seu chacra cardíaco para girar em torno de você e envolver o seu corpo físico, emocional, mental e espiritual.

3º Passo – Peça à Chama Violeta para transmutar tudo o que você deseja que seja mudado ou eliminado de sua vida. Isto pode ser feito afirmando de forma específica, ou usando uma frase que abranja tudo, tal como: “Transmute tudo e qualquer coisa que esteja no caminho da minha ascensão, em todas as dimensões, em todos os níveis, através de todo o tempo e espaço, passado, presente e futuro.”
4º Passo – Mude a negatividade em Luz Divina e preencha o seu corpo. Neste passo muito importante e frequentemente omitido, você preenche o vazio, ou “buracos” deixados para trás pela negatividade que você transmutou, com a energia de uma frequência mais elevada. Por exemplo, você pode pedir que a negatividade seja transmutada em qualidades positivas específicas, tais como a paz, a prosperidade, etc., ou pode trazer uma cor de frequência elevada, tal como a Luz Dourada da Consciência Crística.

CURANDO OS RELACIONAMENTOS
A Chama Violeta é uma ferramenta muito eficaz para os relacionamentos, seja pessoal ou empresarial, em que qualquer dificuldade ou mal entendido, pode ser transmutado.

O método é semelhante ao processo acima, com uma ressalva importante, que é a que nunca se deve ignorar o livre arbítrio do outro.

Ninguém tem o direito de transmutar totalmente ou remover o Karma ou questões não resolvidas da outra pessoa, sem o seu consentimento. Nós como seres humanos aprendemos e evoluímos através de nossos problemas e dificuldades.

Nunca deveríamos privar ninguém do seu processo de aprendizagem, removendo o que percebemos como os seus problemas.

Preparação: Em primeiro lugar realize a Cura Pessoal (acima) em si mesmo. Entre em Meditação com o seu Eu Superior. Convide a pessoa com quem deseja trabalhar e o Eu Superior dela para se unir à meditação.

Visualize-a sentada perto de você com o Eu Superior dela de pé atrás dela, e o seu Eu Superior de pé atrás de você.

1º Passo – Traga a Chama Violeta. Peça ao seu Eu Superior e o da outra pessoa que faça com que a Chama Violeta se manifeste dentro dos seus corpos.
2º Passo – Gire a chama dentro e ao redor dos seus corpos. Visualize a Chama Violeta envolvendo e circulando os seus corpos, como se estivessem em uma grande bola de chamas.
3º Passo – Peça à Chama Violeta que transmute “todo o Karma negativo, todas as dificuldades e problemas entre vocês, tanto quanto a lei permita, na medida em que cada um esteja disposto a liberar neste momento, de acordo com o seu livre arbítrio, em todas as dimensões, em todos os níveis, através de todo o tempo e espaço, passado, presente e futuro.”
4º Passo – Transforme a negatividade em Luz Divina e preencha os seus corpos. Peça que tudo o que vocês liberaram seja transmutado em algo benéfico. Eu recomendo que selecionem a luz rosa suave do amor incondicional. Peça que ela entre em seus corpos e envolva vocês dois em uma bola de luz rosa, pois o amor realmente cura tudo.
Mais negatividade será liberada a cada sessão adicional, enquanto todos experienciam os benefícios, consciente ou subconscientemente. A cura irá se acelerar e expandir com o uso freqüente, similar ao “efeito bola de neve”.


INVOCAÇÃO DA CHAMA VIOLETA PARA A TERRA
Isto ajuda todo o planeta a erradicar a negatividade e ajudar a Terra com a sua própria ascensão. Ainda que vocês estejam somente removendo uma pequena parcela da densidade a cada cura, vocês estão ainda dando um enorme serviço ao planeta.

Como com a Cura dos Relacionamentos, os efeitos benéficos se acumularão a cada vez. Esta é uma excelente Invocação para ser feita em pequenos ou grandes grupos.

Preparação: Comece com a Cura Pessoal da Chama Violeta em si mesmo. Então visualize a Terra a sua frente como uma bola flutuando no espaço.
1º Passo – Traga a Chama Violeta à Terra. Peça à Chama Violeta que entre nas profundezas do núcleo da Terra, preenchendo todo o planeta.
2º Passo – Gire a chama dentro e ao redor da Terra, estendendo-a consideravelmente, de modo que ela envolva os corpos emocionais, mentais e espirituais do planeta.
3º Passo – Peça à Chama Violeta que transmute a negatividade do planeta, sempre acrescentando: “tanto quanto a Lei permita e em respeito ao livre arbítrio de todos.”
4º Passo – Mude a negatividade em Luz Divina, trazendo-a para dentro e ao redor de toda a Terra.
Invocação: “Poderosa Presença EU SOU, por favor, traga a Chama Violeta para que se manifeste na Terra agora. Preencha todo o planeta com a sua bela Chama Violeta da paz e harmonia, de transmutação e liberdade.
Que a Chama Violeta se espalhe em todos os corpos da Terra, envolvendo o corpo mental, emocional e espiritual dela, banhando o nosso planeta na bela e suave Chama Violeta.
Chama Violeta, por favor, transmute toda a negatividade, o controle indevido, a ganância, a corrupção, o egoísmo, a pobreza, a doença, a raiva e o medo de nossa maravilhosa Mãe Terra e de todos os seus habitantes, tanto quanto a Lei permita e em respeito ao livre arbítrio de todos.
Amada Chama Violeta, transforme tudo o que foi transmutado na bela luz e raio rosa do amor incondicional. Banhe o planeta com ela agora, preenchendo-a total e completamente, e a envolvendo também. Por favor, adicione a isto a luz (raio) azul pálido suave da paz, da calma e da harmonia. Em seguida o raio verde esmeralda da prosperidade, da abundância e da vida mortal, e então sele tudo com a Luz Dourada da Consciência Crística.
Deixe a Luz Dourada se unir e se fundir à Luz rosa, azul e verde, elevando as qualidades de todos aqueles raios ao nível mais elevado possível, o da Consciência Crística. Mantenha estas cores e os nossos desejos para o Céu na Terra e a paz e a prosperidade para todos, eternamente.
Obrigado Deus Pai-Mãe, nossa Fonte Celestial, Tudo O Que É, Eu Sou O Que Eu Sou.”
Fonte: Ascension – Saint-Germain.com
Tradução: Regina Drumond