A VERDADEIRA FELICIDADE DECORRE DE SER VOCÊ MESMO – Mensagem de Louise Hay

Mensagem de Louise Hay
Agosto de 2016
 
“Eu sou uma expressão individual da Vida.”


A coisa mais importante que você pode fazer na vida é apenas ser você mesmo. Quando você praticar o amor próprio isto começará a ficar mais fácil ao longo do tempo. Você é único e você é amor. Não se preocupe com o que as outras pessoas esperam de você. 
A cada momento ouça como você se sente e viva nesta verdade. Você é um ser precioso e deveria se expressar todos os dias. Você perceberá que a cada vez que você seguir apenas o seu coração irá criar a felicidade e a tranquilidade. 
Quando você passa o tempo tentando se encaixar no molde da versão que outra pessoa faz de você, isto cria stress e tristeza.
A individualidade é importante em nossa sociedade e em nosso mundo. Quando aceitamos as nossas características únicas, ficamos confortáveis com nós mesmos e muito mais tranqüilos. 
Ser o nosso eu autêntico abre muitas oportunidades em nossas vidas, também. Crenças limitantes sobre o que somos capazes de fazer podem nos impedir de criarmos algo magnífico ou de aprendermos coisas novas.
Não somos também influenciados pelos medos de outras pessoas quando somos os nossos eus verdadeiros. Quando alguém lhe disser que você não pode fazer algo, por favor, não deixe que isto o retenha. Você está seguro em si mesmo e pode alcançar qualquer coisa a que se determinar. 
Viver em sua autenticidade lhe permite ter fé nos riscos que assume. Você nunca sabe, até tentar. Quanto mais permanecemos em nossa verdade, abrimos o caminho para que outros façam o mesmo. A confiança é contagiosa, querido. 
Quando você expressa o amor próprio e tem orgulho de si mesmo, outras pessoas percebem isto. Podemos espalhar esta alegria juntos.
Quanto mais você se conhecer, mais saberá o que o torna feliz. E quanto mais você faz o que ama, mais a sua vida se torna da maneira que você deseja. Há muito mais na vida do que tentar ser a idéia que outra pessoa tem de quem você é. 
A vida se trata de ter divertimento, mas, em primeiro lugar, devemos deixar ir o julgamento pessoal e as falsas crenças do que devemos ser.
Ser o seu eu verdadeiro faz maravilhas para o seu próprio bem estar e lhe permite viver uma vida sem arrependimentos. Você se sentirá muito melhor em relação a si mesmo a cada dia. 
Quanto mais você se permitir permanecer em sua verdade, mais poder e força estarão disponíveis para você. Seja você mesmo e deixe a sua luz brilhar. Sei que você tem algo maravilhoso a oferecer neste mundo.

Vamos afirmar: “Eu sou a luz do mundo. Sigo a minha estrela interior e resplandeço na minha própria e original maneira. Tenho uma bela alma, corpo e personalidade.”

Amor,


Louise
“Tudo o que eu busco já está dentro de mim.” – Louise Hay
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

SEUS ERROS SÃO OPORTUNIDADES PARA O CRESCIMENTO – Mensagem de Louise Hay

Você já ouviu o ditado: “Quando você muda a forma como olha para as coisas, as coisas que você olha, mudam.”? 
Meu amigo Wayne Dyer dizia isto o tempo todo. Esta afirmação mantém muita verdade e eu quero compartilhar com você como saber disto e praticá-lo poderá mudar a sua vida.
Ao longo de toda a nossa vida, cometeremos erros. Acidentalmente escolheremos o caminho errado, diremos a coisa errada ou faremos algo que não deveríamos fazer. 
Os erros fazem parte da vida. Ninguém é perfeito e todos os fazem. Mas, às vezes, nós insistimos nestes erros. Permitimos que eles controlem os nossos pensamentos e as percepções de quem nós somos. Deixamos que eles definam o nosso valor e nos sentimos como fracassados.
Mas, querido, eu não quero que você se sinta assim. Os erros não definem quem nós somos. Se mudarmos a maneira com que pensamos sobre os nossos erros, eles podem realmente nos ajudar em nosso próprio crescimento e mudar as nossas vidas. 
Comecemos a pensar em nossos erros como lições. Não lições que nos deprimam ou que nos façam sentir mal sobre nós mesmos, mas uma lição para vermos como podemos melhorar a nossa vida ou o que podemos aprender para nos tornarmos seres humanos melhores durante o nosso tempo na Terra. 
É bom estar evoluindo constantemente, assim os nossos erros, não importa se grandes ou pequenos, podem nos ajudar a fazer isto. Quero que comece a pensar nestes, como experiências positivas.
Em qualquer situação onde sinta que cometeu um erro, pense no que pode aprender com ele e mudar da próxima vez. Este pensamento é um avanço na vida; um passo no crescimento pessoal. 
Não podemos ser bem sucedidos na vida sem falharmos um pouco, em primeiro lugar. Temos que continuar tentando até que sejamos bem sucedidos. 
Assim, quando começamos a pensar em nossos fracassos como pequenos sucessos na direção certa de onde queremos estar, a nossa visão da vida, muda. Tornamo-nos mais confiantes e coisas positivas começam constantemente a ocorrer.
Os erros são oportunidades maravilhosas para aprendermos e crescermos. 
Deixe ir os seus fracassos. 
Deixe ir os seus medos que o estão retendo. 
O pensamento positivo cria resultados positivos. Quando você tira o melhor proveito de suas experiências, as melhores coisas acontecem para você. 
E eu lhe prometo: tudo ficará bem. 
Você está seguro e tudo está bem, querido. As melhores lições da vida são aprendidas em momentos inesperados. 
Não tenha medo de prever estes erros. A verdadeira força está em superá-los e crescer através deles. 

Lembre-se: Você merece tudo o que realmente deseja, assim continue a avançar e a trabalhar em você.
Estamos no comando da criação da nossa própria felicidade. Assim, quanto mais cedo começarmos a encarar as coisas de uma forma positiva, mais cedo poderemos estar brilhando de felicidade. 
Por favor, não se prenda a erros passados. Reserve um segundo, aprenda com a lição, sorria e siga em frente. Ocasionalmente, eu ainda cometo erros e vejo estas oportunidades como bênçãos, porque isto significa que eu estou ainda aprendendo em minha idade! 
A vida é uma oportunidade contínua para aprender e progredir. E é isto o que a torna divertida! Perdoe-se e aos outros, mas não se esqueça… Aprenda com os seus erros, mas não se arrependa. Sua mentalidade está no centro do seu sucesso.
Vamos afirmar: 

“Eu assumo as coisas que penso que são “erradas” sobre mim e as transformo em afirmações positivas. A vida me apóia. Ela me traz apenas experiências boas e positivas.”

Amor,

Resultado de imagem para despertar de gaia louise hay

Louise
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

COMO ACOLHER A MUDANÇA DE UMA FORMA POSITIVA – Louise Hay

  “Estou no processo de fazer mudanças positivas em todas as áreas de minha vida.”  
Louise Hay
Mudança. Uma simples palavra. No entanto, uma coisa tão poderosa. 
Os seres humanos, em sua maioria, são criaturas de hábito.

Fazemos as mesmas coisas e temos a mesma rotina quase todos os dias. Repetimos os mesmos pensamentos e mantemos as mesmas crenças.

Mudança. Como esta palavra o faz se sentir?

Muitos resistem à mudança na vida, no local de trabalho, na criação dos filhos e até mesmos nos próprios pensamentos e emoções.

Carregamos crenças que criam a nossa resistência à mudança. 
Talvez, você diga a si mesmo: “Não consigo fazer isto”, ou “É muito trabalho e o tempo não é adequado.” 
Às vezes, podemos até usar os outros como a nossa desculpa para não mudarmos ou melhorarmos as nossas vidas. Damos-lhes o nosso poder. 
Podemos dizer: “Meu marido ou esposa não irá me permitir”, ou “As cartas estão contra mim”, ou até mesmo: “Eles têm que mudar antes que eu possa.” Nossas desculpas realmente se acumulam.
Resultado de imagemNão permita que o seu medo ou desculpas o retenham. 

A mudança não é ruim. Entendo que a mudança é um desafio. 
Você está certo, ela não é fácil, mas vale a pena, querido. 
Ela é desconfortável, no início, mas você se acostuma à mudança e começa a se sentir melhor a cada dia. 
Estes medos e a sua resistência à mudança são essencialmente o mesmo que dizer a si mesmo que você não é suficientemente bom.
Opte por não mais ficar preso. 
Diga: “Estou disposto a liberar o padrão em minha consciência que está criando esta condição.” 
Comece a resgatar o seu poder, dissolvendo o problema que você ajudou a criar.
Se você não estiver preparado para fazer grandes mudanças, não há problema. Eu quero que você comece a pensar pequeno. 
No mês passado, eu me desafiei a tentar algo novo a cada dia. Nada grande, mas apenas algo que normalmente eu não faço. 
Poderia ser chegar até um velho amigo com quem você não tem falado, ou fazer uma caminhada por uma trilha ou um caminho diferente do que você está acostumado. 
Você pode experimentar uma nova receita que nunca fez ou ir a um novo curso ou até mesmo fazer a promessa de não reclamar o dia inteiro. 
Apenas ao fazer estas pequenas mudanças em nossas vidas, nós religamos o cérebro e trazemos novos pensamentos. Estas pequenas mudanças positivas nos fazem ver o nosso mundo sob uma nova luz.
Assim, para o mês de Setembro eu quero que você tente fazer algo novo ou faça uma pequena mudança a cada dia. 

Resultado de imagem para diário tumblr
Escreva em seu diário sobre o que você fez e como se sentiu em relação a sua experiência e o seu dia. 
Quanto mais aceitarmos a mudança e não combatê-la, mais nós permitimos que a felicidade entre em nossas vidas.
Vamos afirmar: “A vida me traz somente experiências boas. Estou aberto a novas e maravilhosas mudanças.”
Amor,

Resultado de imagem para louise hay

Louise
Louise Hay
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br

A GRATIDÃO É UMA FORMA DE VIDA – Louise Hay

Mensagem de Louise Hay
Agosto de 2016
 
“Aguardo ansiosamente cada dia. Sou grata por cada momento.” – Louise Hay

O Universo gosta de pessoas gratas. Quanto mais momentos nós passamos sendo gratos, mais o bem entra em nossas vidas. 

Se você tem pouco em sua vida agora, isto irá aumentar.

Se você tem uma vida abundante, continuará a crescer.

Você é feliz, o Universo é feliz.

A Gratidão aumenta a abundância em sua vida. Por favor, não se concentre no que você não tem e comece a se concentrar em todas as coisas que você tem, querido. Seja grato por estes preciosos momentos a cada manhã.

Eu o incentivo a começar um diário de gratidão. Escreva algo pelo qual é grato a cada dia. Em uma base diária, diga a alguém como você é grato por algo.

Expresse esta gratidão com os balconistas, garçons, funcionários dos correios, empregados e empregadores, amigos, família e estranhos. 

Compartilhe o segredo da gratidão. 

Vamos ajudar a fazer deste um mundo de gratidão, recebendo e dando… para todos!

Resultado de imagem para gratidãoCada pensamento que temos e cada palavra que expressamos estão criando o nosso futuro.

Expressar gratidão diminui o nosso pensamento tóxico e nos permite atrair mais para a nossa vida.

Você não quer sempre se sentir totalmente à vontade? Quando acordamos a cada manhã com pensamentos de gratidão, nós nos sentimos ótimos.

Você é amado e pode se conceder a dádiva de ser amado a cada dia.

Você pode acordar pela manhã muito entusiasmado ao perceber e sentir a alegria passando outro dia com você. Comece a ser grato por você e por todas as coisas maravilhosas que você tem.

Há muitos benefícios maravilhosos para praticar a gratidão.

Quando praticamos regularmente a gratidão, experienciamos emoções mais positivas, sentimo-nos mais estimulados, dormimos melhor, expressamos mais compaixão e bondade e construímos um sistema imunológico mais forte.

Isto não lhe parece adorável? É tão fácil ser grato!

Você pode ser grato pelo carro que o leva ao trabalho, independentemente da marca e do modelo.

Você pode ser grato pelo alimento que come no jantar todas as noites, ou até mesmo pelo travesseiro em que você descansa a sua cabeça.

Eu acordo todas as manhãs e agradeço por tudo em minha casa.

Isto me faz apreciar como eu sou afortunada neste mundo.

Incorporar a gratidão em sua vida é fácil e divertido. 
Vamos afirmar:

Percebo todas as boas experiências que surgem hoje em meu caminho.

Expresso infinito amor e gratidão. Falo amorosamente para mim mesma. Atraio respeito.

Estou criando constantemente mais bem em minha vida.

Tudo se encaixa hoje.

Tudo está bem!


Resultado de imagem para louise hay

Amor,

Louise
Louise Hay
Tradução: Regina Drumond – reginamadrumond@yahoo.com.br
Leia também, clique:

21 DIAS DE GRATIDÃO

QUANTO MAIS VOCÊ SE CONHECER, MAIS SABERÁ O QUE O TORNA FELIZ – Louise Hay

Mensagem em 24 de Agosto de 2016 –  Louise Hay

“Eu sou uma expressão individual da Vida.”

A coisa mais importante que você pode fazer na vida é apenas ser você mesmo. Quando você praticar o amor próprio isto começará a ficar mais fácil ao longo do tempo. 
Você é único e você é amor. Não se preocupe com o que as outras pessoas esperam de você. A cada momento ouça como você se sente e viva nesta verdade.
Você é um ser precioso e deveria se expressar todos os dias. Você perceberá que a cada vez que você seguir apenas o seu coração irá criar a felicidade e a tranquilidade. 
Quando você passa o tempo tentando se encaixar no molde da versão que outra pessoa faz de você, isto cria stress e tristeza.
A individualidade é importante em nossa sociedade e em nosso mundo. Quando aceitamos as nossas características únicas, ficamos confortáveis com nós mesmos e muito mais tranquilos. Ser o nosso eu autêntico abre muitas oportunidades em nossas vidas, também. 
Crenças limitantes sobre o que somos capazes de fazer podem nos impedir de criarmos algo magnífico ou de aprendermos coisas novas.
Não somos também influenciados pelos medos de outras pessoas quando somos os nossos eus verdadeiros. Quando alguém lhe disser que você não pode fazer algo, por favor, não deixe que isto o retenha. Você está seguro em si mesmo e pode alcançar qualquer coisa a que se determinar.
Viver em sua autenticidade lhe permite ter fé nos riscos que assume. Você nunca sabe, até tentar. Quanto mais permanecemos em nossa verdade, abrimos o caminho para que outros façam o mesmo. 
A confiança é contagiosa, querido. Quando você expressa o amor próprio e tem orgulho de si mesmo, outras pessoas percebem isto. Podemos espalhar esta alegria juntos.
Quanto mais você se conhecer, mais saberá o que o torna feliz. E quanto mais você faz o que ama, mais a sua vida se torna da maneira que você deseja. Há muito mais na vida do que tentar ser a ideia que outra pessoa tem de quem você é. 
A vida se trata de ter divertimento, mas, em primeiro lugar, devemos deixar ir o julgamento pessoal e as falsas crenças do que devemos ser.
Ser o seu eu verdadeiro faz maravilhas para o seu próprio bem estar e lhe permite viver uma vida sem arrependimentos. Você se sentirá muito melhor em relação a si mesmo a cada dia. 

Quanto mais você se permitir permanecer em sua verdade, mais poder e força estarão disponíveis para você. Seja você mesmo e deixe a sua luz brilhar. Sei que você tem algo maravilhoso a oferecer neste mundo.
Vamos afirmar: 

“Eu sou a luz do mundo. Sigo a minha estrela interior e resplandeço na minha própria e original maneira. Tenho uma bela alma, corpo e personalidade.”

Amor, Louise

“Tudo o que eu busco já está dentro de mim.” – Louise Hay
Tradução –  reginamadrumond@yahoo.com.br

DEZ PASSOS PARA SE AMAR – Por Louise Hay

1 – Parem com toda a crítica
A crítica nunca muda coisa alguma. 
Recusem criticar-se.
Aceitem-se exatamente como vocês são. 
Todos mudam.
Quando vocês se criticam, suas mudanças são negativas.
Quando se aprovam, suas mudanças são positivas.
2 – Não se alarmem
Parem de se aterrorizar com seus pensamentos.
Encontrem uma imagem mental que lhes dê prazer e imediatamente desviem os seus pensamentos para algo agradável.
3 – Sejam gentis, bondosos e pacientes
Tratem-se com paciência, gentileza e bondade.
Tratem-se como fariam com alguém a quem amassem.
4 – Sejam gentis com sua mente.
Odiar-se é somente odiar os seus próprios pensamentos.
Mudem gentilmente os seus pensamentos para pensamentos mais amorosos.
5 – Elogiem-se.
A autocrítica deprime o espírito interior.
A exaltação o edifica.
Afirmem a vocês mesmos como é apropriado o que estão fazendo com tudo.
6 – Apoiem-se.
Aproximem-se dos amigos e permitam com que eles os ajudem.
Ser forte é pedir por ajuda quando mais precisam.
7 – Sejam amorosos com seus pontos negativos
Reconheçam que os criaram para satisfazer uma necessidade.
Agora estão encontrando novas maneiras positivas de preencherem estas necessidades.
Liberem os velhos padrões.
8 – Cuidem do seu corpo 
Aprendam sobre nutrição.
O que o seu corpo necessita para ter a energia e a vitalidade ideal?
Aprendam sobre exercícios.
Estimem o templo em que vocês vivem.
9 – Trabalho do Espelho
Olhem dentro dos seus olhos freqüentemente.
Expressem o sentido crescente do amor que sentem por vocês mesmos. 
Perdoem-se por tudo, enquanto se fitam no espelho.
Uma vez ao dia digam: “Eu amo você” para vocês mesmos no espelho.
10- Façam-no Agora
Não esperem até que vocês fiquem bem, percam peso ou recebam um novo emprego.
Comecem agora, façam o melhor que puderem.
Extraído do Livro “Criando uma Abordagem Positiva” 
por Louise Hay

O CORPO É UM ESPELHO DAS NOSSAS CRENÇAS – Louise Hay

Por Louise L. Hay
Embora muitas pessoas me vejam como alguém com o poder de curar os outros, eu não curo ninguém.
Meu trabalho é ajudar as pessoas a compreenderem como seus pensamentos criam, constantemente, suas próprias experiências de vida – todas elas, tanto as boas quanto as que chamamos de más experiências.
Você já se viu indo para o trabalho remoendo ressentimentos em relação a um colega ou alimentando sua insegurança por causa de uma tarefa que lhe foi solicitada?
É um exemplo simples, mas que ajuda a entender o que afirmo. Se, em vez de pensar negativamente, você procurasse pensar nas razões que poderiam ter levado o companheiro de escritório à atitude agressiva, e imaginasse formas afetuosas de resolver o conflito, seu encontro com ele poderia gerar uma aproximação feliz para ambos.
Se, em vez de inventariar suas próprias falhas, você tomasse consciência de sua capacidade e repetisse para si que poderia realizar a tarefa solicitada com sucesso – pedindo ajuda se precisasse, provavelmente você a desempenharia com outro ânimo e competência.
Nossos pensamentos podem, da mesma forma, estar contribuindo para o bem-estar ou para o mal-estar de nossos corpos.
Não queremos ficar doentes e, no entanto, precisamos de cada doença que contraímos.
É a maneira que nossos corpos encontram para nos dizerem que estamos com uma idéia errada, com uma percepção falsa, e que precisamos mudar nossa forma de pensar.
Tenho uma amiga que precisou passar por uma pneumonia grave para concluir que era indispensável mudar seu ritmo de vida e fazer uma terapia que a ajudasse a rever seus relacionamentos.
Há pessoas que usam a doença como forma de não assumir compromissos, mantendo-se permanentemente numa situação fragilizada.
Cada doença é uma lição que precisamos aprender.
Por favor, não fique só reclamando: “quero me livrar desta doença.”
Isso não vai trazer a cura que você deseja e você não vai aprender a lição de que necessita.
Não se coloque também numa atitude defensiva, como se a doença fosse uma espécie de acusação. 
Não se trata de condenar nem de sentir nenhuma culpa.
Tanto na doença quanto em qualquer situação de vida, o importante é observar o que está acontecendo conosco para entender o que precisa ser libertado e transformado.
Então eu lhe digo: é hora de se curar, de tornar sua vida e seu corpo íntegros, que significa que você deseja investir na sua saúde.
Eu sei que você tem, dentro de si, tudo de que precisa para conseguir isso.
Quando você começar a compreender o processo que leva à saúde ou à doença, será capaz de assumir o controle consciente das mudanças que deseja fazer.
É um processo muito emocionante que vai se tornar uma das aventuras mais felizes da sua vida.
Acredito que existe um centro de sabedoria dentro de cada um de nós e que, quando estamos prontos para fazer mudanças positivas, atraímos o que é necessário para nos ajudar.
Pode ter certeza de que alguma coisa dentro de você se transformou e o processo de cura já começou.

Pare um instante a leitura e diga em voz alta: Eu já comecei o meu processo de cura.
O corpo é um espelho das nossas crenças e dos nossos pensamentos mais íntimos.
O corpo está sempre conversando conosco. É preciso aprender a escutar o que ele tem a dizer.
Cada célula reage a cada pensamento seu, a cada palavra que você pronuncia.
Por isso, se prolongamos durante muito tempo determinadas formas de pensar e de falar, elas irão produzir comportamentos e posturas corporais, assim como um maior ou menor bem-estar.
Suas palavras e pensamentos contribuem para sua saúde ou sua doença.
Uma pessoa que está sempre com o rosto fechado provavelmente não tem muitos pensamentos alegres e amorosos. Os rostos e corpos dos mais velhos mostram claramente como foi sua vida e seus comportamentos.
Pare um pouco e pense: que aparência eu vou ter quando entrar na terceira idade?
Como acredito que todos nós nascemos com o direito de ser completamente saudáveis e satisfeitos em todas as áreas de nossas vidas, quero ajudar você a conquistar esse direito agora.
Algumas das coisas que vou sugerir talvez pareçam simples demais, mas fique sabendo que estas idéias foram testadas muitas vezes com enorme sucesso.
Elas funcionam de verdade.
Antes de continuar a ler este texto, repare no seu corpo.
Coloque-se numa posição confortável, respire fundo e procure relaxar.
Abra-se para acolher todas as idéias, aceitando apenas as que se aplicam ou fazem sentido para você.
Acredito que toda doença é uma criação própria.
É claro que não dizemos quero ter tal doença, mas criamos um Ambiente mental que faz com que a doença apareça e se desenvolva.
Volto a repetir: nossos diálogos interiores provocam reações em cada célula do corpo.
Ouvi um médico dizer recentemente: “Se um cirurgião operar um paciente sem fazer coisa alguma para ajudar a descobrir e curar a causa da doença, ele estará apenas adiando o problema, pois o paciente criará um outro mal-estar.”
Não basta tratar o sintoma. Precisamos eliminar a causa da doença.
E para isso precisamos penetrar no lugar, dentro de nós mesmos, onde o processo teve início.
Somos profundamente responsáveis por quase todas as experiências por que passamos em nossas vidas.
Tanto as melhores quanto as piores.
Porque, como já disse, somos nós que criamos nossas experiências através dos pensamentos que temos e das palavras que pronunciamos.
O universo apóia completamente nosso diálogo interior.

Nosso subconsciente aceita como verdade aquilo em que escolhemos acreditar.
Isto significa que o que acredito ser verdade a meu próprio respeito e a respeito da vida se tornará verdade para mim.
Essa é uma escolha que você faz.
É claro que os pensamentos vêm à cabeça sem nosso controle, mas, ao reconhecê-los, você pode alimentá-los ou procurar desapegar-se deles, tentando olhar a realidade de outra perspectiva.
Temos também o impulso de pronunciar certas palavras, mas somos capazes de silenciá-las ou substituí-las por outras mais amorosas, impregnadas de compreensão e tolerância.
O que pensamos e sentimos a respeito de nós mesmos e de nossa vida formou-se desde criança, pelas reações e comportamentos dos adultos que nos rodeavam.
Assim, se você viveu com pessoas assustadas ou com pessoas extremamente infelizes, aprendeu uma porção de coisas negativas a seu próprio respeito e a respeito da vida.
E é possível que ainda acredite nelas.
Não estou dizendo isso para que culpemos nossos pais. Eles provavelmente foram vítimas de seus próprios pais e não podiam nos ensinar o que não sabiam.
Se sua mãe não gostava dela mesma e se seu pai não sabia ser carinhoso e atento, eles não teriam condições de ensinar você a se amar e a se tratar com carinho e atenção.
Por mais bem intencionados que fossem.
Acredito que escolhemos nossos pais. Cada um de nós decide encarnar neste planeta em épocas e locais específicos. Fazemos assim porque estamos neste mundo para aprender as lições que nos farão avançar em nosso caminho espiritual.
Para isso, escolhemos nosso sexo, nossa cor, nosso país e as pessoas que nos farão ter as experiências de que precisamos para evoluir.
Muitas vezes, quando crescemos, acusamos nossos pais e nos queixamos: “foi você quem fez isto comigo, a culpa é sua”.
Mas, na verdade, nós os escolhemos, porque era com eles que podíamos viver aquilo que queríamos aprender a superar.
Passamos a vida criando experiências que combinem com as crenças adquiridas na infância.
Olhe para trás e observe quantas vezes você passou pelo mesmo tipo de relacionamento e pela mesma qualidade de problema.
É bem possível que você tenha criado essas experiências repetidamente porque elas refletem o que você pensa a seu respeito.
Mas não adianta ficar remoendo os problemas do passado, porque é o momento presente que importa.
O que aconteceu no passado, até este momento, foi criado por você, com seus próprios pensamentos e antigas crenças, sem que você se desse conta.
Mas o que você escolhe pensar, acreditar e dizer hoje, neste exato lugar, neste exato momento, está criando o seu futuro.
Seu diálogo interior de agora está criando o seu amanhã, a semana que vem, o próximo mês e o ano que vem.
Então, preste atenção no que você está pensando neste instante. Você quer que este pensamento crie o seu futuro?
Ele é negativo ou é positivo? Observe, preste atenção.
Não existe certo ou errado no que pensamos, e volto a dizer que não quero nunca explorar o sentimento de culpa. Pelo contrário, quero eliminá-lo, porque ele paralisa e não faz crescer.
Estou querendo apenas que você entre em contato com o que está pensando, porque, em geral nós tomamos muito pouca consciência do que se passa em nossas mentes e em nossos corpos.
Só prestamos atenção quando ficamos doentes ou quando sentimos dor.

E, se não sabemos o que está se passando dentro de nós, como poderemos mudar?


Louise Hay

APRENDENDO A GOSTAR DE SI MESMO – Por Louise Hay

Amar a nós mesmos parece simples, mas às vezes é muito difícil.
Eu gostaria de ensinar algumas maneiras que descobri para aprendermos a nos amar melhor.
E quero insistir carinhosamente para que vocês as pratiquem sempre, porque as mudanças que elas podem proporcionar são impressionantes.
O amor é respeitoso, generoso, solidário e cheio de compaixão.
Quem ama a si mesmo entra em sintonia com o universo no que ele tem de melhor, e tudo flui em sua vida.
Jesus nos diz: Ama a teu próximo como a ti mesmo.
Por mais simples e clara que esta afirmação possa parecer, levei muito tempo para me dar conta do que significa “amar a si mesmo” e para saber que se não amarmos e respeitarmos a nós mesmos seremos incapazes de qualquer amor verdadeiro pelos outros.
Alguns talvez digam que amar a si mesmo é vaidade, egoísmo e arrogância.

Talvez seja por isso que esse amor por nós mesmos não é despertado e estimulado em nós desde pequenos.
Pelo contrário, somos formados para atender o desejo alheio, a expectativa dos pais, as exigências dos professores, as ordens dos adultos.

Lutamos desesperadamente para atender o desejo dos outros, achando que assim seremos amados por eles.
E nesse esforço perdemos de vista o incrível milagre que cada um de nós é como centelha divina e esplêndida expressão da vida.
As atitudes de vaidade, egoísmo ou arrogância não revelam amor por nós mesmos.

Revelam medo, insegurança, necessidade de afirmação.
Essas atitudes são disfarces, são escudos para ocultar as carências que incomodam e fazem sofrer.

Pense nisso sempre que uma pessoa arrogante intimidar ou procurar diminuir você.
O amor é respeitoso, generoso, solidário e cheio de compaixão.

Quem ama a si mesmo entra em sintonia com o universo no que ele tem de melhor, e tudo flui em sua vida.
Como é que amamos um filho querido para que ele cresça e se desenvolva dentro de suas características próprias?
É procurando conhecê-lo tal como ele é, e não como gostaríamos que ele fosse.

É acolhendo suas necessidades e estimulando suas capacidades.

É ajudando-o a superar suas dificuldades e colocando limites para que ele se dê conta dos direitos dos outros.
É tendo para ele um olhar de amor que reconhece, respeita, valoriza, levando-o a descobrir a pessoa única e especial que ele é.

Levando-o a amar a si mesmo.

Por que então não fazemos o mesmo conosco?
Somos adultos, está na hora de cuidarmos de nós como o faríamos com um filho querido.

Está na hora de aprender a amar a nós mesmos.
Louise Hay

MANEIRAS DE AUMENTAR A SUA VIBRAÇÃO

De acordo com os inúmeros ensinamentos de sabedoria, Lao Tzu, Edison, Gregg Braden, Carl Jung, Joseph Campbell, Buda, Ken Wilber, Louis Hay, Dalai Lama, Paramahansa Yogananda, o Dr. Wayne Dyer, e mil outros especialistas, tanto modernos como os de antigamente, revelam que o nosso mundo interior afecta o mundo exterior. 

Esse é o grande segredo que todas as outras culturas conhecem, excepto o Ocidente – Egito, Bolívia, Tibet, Polinésia, China, Japão, Peru, aldeias nas montanhas dos Andes, etc – até agora.
As nossas suposições científicas do passado estiveram erradas mais do que uma vez.

O primeiro pressuposto errado é que o espaço que nos rodeia está vazio. Não está.

Ele é cheio de uma essência viva, que estamos apenas a começar a entender. Esta essência é como um canal que é afetado pelos nossos pensamentos. As freiras e os monges sabem disso. É o que eles usam para oração e meditação.

Ele carrega o pensamento para interagir com essa essência. Nós chamamos de milagres, mas é entrar em contato com este canal – esse espaço vazio, que carrega as nossas frequências mentais para o campo da possibilidade.
O segundo pressuposto errado é que as nossas circunstâncias externas simplesmente acontecem. Está errado.

Nós criamos essas circunstâncias. Como oscilações de uma nota musical…aquelas com que interagimos interessam.

Você tem-na ouvido em todo o lado. A sua vibração, ou o padrão dos seus pensamentos, atitudes e ações, é o que cria a sua realidade.

Se você quer mudar aquilo que vive, as suas experiências, então precisa de mudar a sua vibração. Existe um milhão de maneiras de fazer isso, mas aqui estão algumas delas:

Existe algo que tem que se aprender. Você não pode desistir ao tentar mudar os seus pensamentos, e, assim, a sua vibração, nunca!

Você tem que praticar – uma e outra vez.

Use um diário para registar todo esse processo, os seus pensamentos novos – aqueles que refletem as suas experiências como você gostaria de vê-las acontecer, não necessariamente o que a sua vibração atual está a criar.

Existem milhares de neurónios, que são recrutados para escrever um pensamento fisicamente, ao invés de apenas digitando-o num computador.

Encontre algo com beleza aprecie. Pode ser uma flor que cresce de uma racha na calçada. Pode ser o brilho nos olhos de um amante. Pode ser o sorriso do seu filho, ou uma prateleira de livros recém-organizada.

Basta apenas uma coisa. É tudo o que você precisa.


Faça uma lista de tudo o que você é grato. 

A razão pela qual diários ou lista de gratidão resulta é porque, assim como o treino cognitivo-comportamental, você pode fazer alterações neuro-farmacológico e neuro-biológico com uma mudança focada na gratidão.

Comece com pequenas coisas: Eu posso respirar. Eu estou aqui, agora. Eu tenho pelo menos um amigo. Eu sou capaz de mudar com a minha própria vontade. Em seguida, expanda estas tarefas ao fazer a sua própria lista.

Medite – Pense em nada. Isto é mais do que provável um lugar mais neutro e, portanto, mais positivo para elevar a sua vibração.
Ajude alguém – Ajudar outra pessoa muda o seu pensamento de “Eu não tenho o suficiente, para, eu tenho mais do que suficiente para dar aos outros.” Abundância é uma vibração elevada.
Mude o seu DNA – Também tem uma vibração. Existem frequências de som que quando ouvidas frequentemente, mudam a sua vibração para 528hz. Existem gravações pela internet fora.
Ouça a música que você ama – A música muda sua frequência, fazendo-o feliz.

Pare de reclamar e de mexericar – As coisas de que você fala traz-lhe mais do que você quer? Pare de reclamar e começe a encontrar maneiras para se alegrar.
Mova-se – Exercício. Seja ativo. Dance! Não só o movimento muda a sua perspectiva, ele também cria endorfinas, que o ajudam a sentir-se feliz. Quanto mais feliz você se sente, mais vai atrair experiências felizes para si mesmo, porque você está a operar numa frequência diferente.
Faça algo um pouco louco – Sempre quis fazer pára-quedismo? Que tal aprender a dançar? Você sempre quis tentar falar em público? Provavelmente sente que não tem nada a perder – então arrisque. Basta fazer algo novo para reestruturar o seu cérebro.

Ouça os antigos cânticos de monges budistas e gregorianos – Eles são projetados para mudar a sua frequência.

Não sabe onde você está a vibrar? – Avalie-se a si mesmo. Como você se sente agora? Basta avaliar e, em seguida, você pode mudá-lo. A percepção começa com a consciência.
Faça repetições mentais – Diga a si mesmo 100 vezes por dia. Estou feliz ou eu sou próspero, ou eu não tenho medo da mudança. Você pode não acreditar ainda, mas com a prática você vai. As suas 100 repetições poderiam ser apenas, eu posso mudar a minha mente.
Faça Yoga, Reiki, Qigong ou outra arte marcial – Todas essas práticas visam mudar a sua vibração mental e aumentar o seu QI.

Perceba que tem mais controle sobre a sua vida – Você não é uma vítima da circunstância, passado, educação familiar, trauma ou qualquer outra coisa. Você pode mudar a sua vida num instante. Basta perceber isso. Em muitas tradições de sabedoria isso é chamado de “responsabilidade total”. Ninguém é responsável pela forma como se sente agora, se não você mesmo. Não é uma maldição. É uma bênção, pois dá-lhe o seu poder de volta.
Respire – Basta sentar-se e tentar tornar a sua respiração mais longa, mais completa e mais relaxante. Isto tem um efeito direto sobre o sistema nervoso e ajuda a acalmá-lo. A vibração calma é uma vibração elevada.

Beba água carregada de energia – Dr. Masaru Emoto tornou esta prática viral com as suas imagens em mensagens de água. Mas também é uma prática de curandeiros chineses de antigas linhagens. Você pode segurar a água com os polegares e dedos médios tocando em ambos os lados da garrafa (coração Mudra) e enviar amor para a água.
Pratique Mudra – Mudras são gestos antigos que redirecionam a energia, ou a prana, de volta para o corpo, da mesma forma que a luz é reflectida de um penhasco ou parede glacial. Ao aprender maneiras específicas sobre o posicionamento dos seus dedos, você pode direcionar a energia positiva no seu corpo.
Pular – Diz-se que o simples ato de saltar excita as células do corpo e torna-as mais saudáveis. Divirta-se num trampolim.
Pratique Ho’oponopono – Os antigos havaianos acreditavam que a tristeza, a depressão e a doença só ocorriam quando havia percepção de estarmos separados da nossa fonte, o Divino. Um dos principais temas da prática do Divino. Uma das práticas mais conhecidas é o perdão. Perdoe-se a si mesmo ou a outra pessoa e eleve a sua vibração.
Abrace alguém – A “American Psychosomatic Society” publicou um estudo afirmando que apenas 10 minutos de contacto físico positivo com outro ser humano pode reduzir muito o stress.

O CÍRCULO DO AMOR

Por Louise Hay

Cada um de nós é uma peça única do quebra-cabeça que se encaixa perfeitamente na Vida. Não temos que nos justificar ou sermos diferentes do que somos, pois o que estamos fazendo é perfeito para a nossa evolução. 
Não podemos nos julgar ou julgarmos outra pessoa, pois nunca sabemos onde ela está em seu caminho.
Podemos amar a nós mesmos. Podemos despertar para o amor e nos permitirmos viver no espaço da alegria, onde as mudanças positivas acontecem automaticamente. Somos perfeitos exatamente como somos.
Cada um de nós tem uma enorme fonte de amor interior, e quando permitimos que ela se manifeste, ela flui de nós. É uma fonte inesgotável. 
Pense em todos que você encontrou hoje, ou pense nas pessoas que são especiais a você. 
Deixe o amor fluir do seu coração para estas pessoas. 
Sinta o seu coração se abrindo agora. E ainda que ele esteja aberto, deixe-o abrir mais.
Lembre-se: o coração trabalha de duas maneiras. 
Você não somente dá amor, mas também o recebe. Deixe o amor entrar. Permita-se sentir pleno. Mova-o em sua mente, de coração a coração, de mão a mão. Enquanto ele circula mais, mais e mais, sinta este círculo de amor.
Diga a si mesmo todas as manhãs ao se levantar: Hoje eu dou amor e hoje eu recebo amor. Que este seja a chama que possa carregar em seu coração. E assim é.
Com Amor,
Louise Hay
Louise Hay é uma autora motivacional e fundadora da Casa Hay, uma casa de publicações literárias. Louise lançou vários livros de auto-ajuda, sendo considerada uma das fundadoras deste tipo de literatura.
Traduzido por: Regina Drumond