O FUTURO DA CURA A E DA SAÚDE

A Ciência moderna vai curar o mundo? Será que as profecias bíblicas de Isaías e Revelação (Apocalipse) apontam para um tempo em que os próprios humanos conseguirão eliminar todas as doenças que há no mundo? 
Para alguns, isso não é impossível tendo em conta o que já se conseguiu realizar no campo dos tratamentos de saúde.

Os cientistas da Nova Era, sérios e engajados em uma causa, o da erradicação das doenças no mundo no entanto, querem proporcionar muito mais do que apenas o básico em relação a tratamentos de saúde. Tecnologia de ponta está revolucionando a medicina. 
Tem-se dito que a cada oito anos os cientistas duplicam seus conhecimentos médicos. Os exemplos que se seguem são apenas algumas das últimas consecuções tecnológicas e metas alcançadas na luta contra as doenças.
Raios X 

Por mais de 30 anos, os médicos e os hospitais têm usado o que é conhecido como TC (tomografia computadorizada)Os tomógrafos produzem imagens tridimensionais de raios X do interior do corpo humano. Essas imagens ajudam no diagnóstico de doenças e no exame de anomalias internas.

Embora haja controvérsias sobre os perigos envolvidos na exposição à radiação(sabemos que existem perigos grandes), especialistas em medicina estão otimistas com relação aos futuros benefícios dessa tecnologia em desenvolvimento. 

Michael Vannier, professor de radiologia do Hospital da Universidade de Chicago, EUA, diz: “Nos anos mais recentes o progresso foi tão rápido que mal conseguimos acompanhar!”Os tomógrafos agora são mais rápidos, mais precisos e menos dispendiosos. 

A velocidade desses novos aparelhos de exame é uma importante vantagem. Isso ocorre em especial ao se fazer uma tomografia do coração. Por causa dos constantes batimentos cardíacos, muitas das imagens ficavam turvas, dificultando uma análise exata. 

Como explica a revista New Scientist, os novos tomógrafos “levam apenas um terço de segundo para girar em volta do corpo, mais rápido que um único batimento cardíaco”, gerando assim imagens mais nítidas.

Com a ajuda dos tomógrafos mais novos, os médicos não só podem ver detalhes anatômicos do interior do corpo, mas também examinar a atividade bioquímica de áreas específicas. Esse procedimento pode tornar possível detectar a presença de câncer em seus estágios iniciais.

Cirurgia robótica 


Robôs sofisticados já não se restringem mais ao mundo da ficção científica — pelo menos no campo da medicina. Milhares de cirurgias já são realizadas com a ajuda de robôs. Em alguns casos, os cirurgiões operam por meio de um controle remoto que lhes permite manipular diferentes braços robóticos. 

Esses braços são equipados com bisturis, tesouras, câmeras, cautérios e outros instrumentos cirúrgicos. A tecnologia permite que os cirurgiões realizem operações extremamente complexas com incrível precisão. 

“Os cirurgiões que utilizam o sistema têm constatado que os pacientes perdem menos sangue, sentem menos dor, têm menor risco de complicações, ficam menos tempo no hospital e recuperam-se mais rapidamente do que os pacientes submetidos a uma cirurgia convencional”, relata a revista Newsweek.


Nanomedicina 

Nanomedicina é a aplicação da nanotecnologia no campo da medicina. Por sua vez, nanotecnologia é a ciência da manipulação e da criação de objetos microscópicos. A unidade de medida usada nessa tecnologia é chamada nanômetro, que equivale à bilionésima parte de um metro.

Para dar uma noção dessa medida, a página que você está lendo agora tem cerca de cem mil nanômetros de espessura, e um fio de cabelo humano tem cerca de 80 mil. Um glóbulo vermelho tem uns 2.500 nanômetros de diâmetro. 

Uma bactéria mede cerca de mil nanômetros de comprimento, e um vírus cerca de cem nanômetros. Seu DNA tem por volta de 2,5 nanômetros de diâmetro.

Os defensores dessa tecnologia acreditam que, num futuro próximo, os cientistas serão capazes de construir dispositivos minúsculos desenvolvidos para realizar procedimentos médicos dentro do corpo humano. Muitas vezes chamados de “nanomáquinas”, esses pequenos robôs possuirão computadores microscópicos programados com instruções bem específicas. 

O mais espantoso é que essas máquinas tão complexas serão construídas com componentes de cem nanômetros no máximo. Isso é 25 vezes menor do que o diâmetro de um glóbulo vermelho!

Por serem tão pequenos, espera-se que os nanodispositivos consigam um dia viajar através de minúsculos capilares e distribuir oxigênio a tecidos anêmicos, remover obstruções de vasos sanguíneos e placas nas células cerebrais, e até mesmo encontrar e destruir vírus, bactérias e outros agentes infecciosos. 

As nanomáquinas podem também ser usadas para levar os remédios diretamente a células específicas.

Os cientistas prevêem que, com o auxílio da nanomedicina, haverá uma grande melhora nos diagnósticos de câncer. 

O Dr. Samuel Wickline, professor de medicina, física e engenharia biomédica, disse: “Há enormes possibilidades de se diagnosticar pequenos cânceres bem mais cedo do que antes e de tratá-los com medicamentos fortes, aplicados apenas no local do tumor. Ao mesmo tempo reduziremos quaisquer efeitos colaterais.”


Embora possa parecer ficção futurística, a nanomedicina é algo bem real para alguns cientistas. Os que estão na dianteira da pesquisa desse campo da medicina esperam que, dentro da próxima década, a nanotecnologia esteja sendo usada no reparo e na reorganização da estrutura molecular das células vivas. 

Um defensor da nanotecnologia afirma: “A nanomedicina vai eliminar quase todas as doenças comuns do século 20, praticamente todo o tipo de dor e sofrimento relacionados à saúde, e possibilitar o aumento de certas capacidades do ser humano.” Mesmo agora, alguns cientistas já estão sendo bem-sucedidos em aplicar a nanomedicina em animais de laboratório.

Genômica 


O estudo da estrutura dos genes é chamado de genômica. Todas as células no corpo humano estão repletas de componentes essenciais para a vida. Um desses componentes é o gene. Cada um de nós tem cerca de 35 mil genes que determinam a cor e a textura do cabelo, a cor dos olhos e da pele, a altura e outros traços da nossa aparência física. 

Nossos genes também desempenham um importante papel em determinar a qualidade de nossos órgãos internos.Quando os genes estão defeituosos, eles podem afetar a nossa saúde. De fato, alguns pesquisadores acreditam que todas as doenças resultam de disfunções genéticas. Alguns genes defeituosos são herdados de nossos pais. Outros são danificados pela exposição a elementos nocivos do ambiente ao nosso redor.

Os cientistas esperam poder identificar em breve genes específicos que nos tornam propensos a doenças. Isso possibilitará que os médicos entendam, por exemplo, por que certos indivíduos têm mais predisposição a ter câncer do que outros, ou por que um tipo de câncer é mais agressivo em algumas pessoas do que em outras. 

O estudo dos genomas pode também revelar por que um medicamento é eficiente em alguns pacientes e em outros, não.Essas informações genéticas específicas podem dar origem ao que está sendo chamado de medicina personalizada. Como você talvez se beneficie dessa tecnologia? O conceito da medicina personalizada sugere que o tratamento médico pode ser adaptado ao seu perfil genético único. 

Por exemplo, se um estudo dos seus genes revelasse que você tem predisposição a desenvolver certa doença, os médicos poderiam detectá-la muito antes de aparecerem quaisquer sintomas. Os que defendem essa vertente da medicina afirmam que nos casos em que a doença ainda não está presente, o tratamento certo, a alimentação adequada e as mudanças de comportamento podem até mesmo evitar completamente a doença.

Os seus genes também podem alertar os médicos sobre a probabilidade de você ter alguma reação adversa a certos medicamentos. Essa informação dará a eles a capacidade de prescrever o tipo certo de medicação e a dosagem necessária no seu caso específico. 

O jornal The Boston Globe, declara: “Por volta de 2020, o impacto [da medicina personalizada] provavelmente será muito mais extenso do que qualquer um de nós possa prever hoje. Serão desenvolvidos novos medicamentos com base na genética individual para combater diabetes, doença cardíaca, mal de Alzheimer, esquizofrenia e diversas outras doenças que causam tantas mortes e tanto sofrimento na nossa sociedade.”

As tecnologias mencionadas acima são apenas uma amostra do que a ciência promete para o futuro. O conhecimento na área da medicina continua crescendo num grau sem precedentes. Mas os cientistas não esperam erradicar completamente todas as doenças em breve. Há muitos obstáculos que ainda parecem intransponíveis.

Obstáculos que parecem intransponíveis

O comportamento humano pode diminuir o processo de erradicação das doenças. Por exemplo, há cientistas que acreditam que os danos que o homem provoca em certos ecossistemas têm resultado no aparecimento de novas e perigosas doenças. 

Numa entrevista à revista Newsweek, Mary Pearl, presidente do Fundo para a Vida Selvagem, explicou: “Desde os meados da década de 70, mais de 30 novas doenças surgiram, incluindo aids, ebola, doença de Lyme e Sars (síndrome respiratória aguda severa). Acredita-se que muitas delas se tenham originado na vida selvagem e infiltrado nas populações humanas.”


Além disso, as pessoas estão comendo menos frutas e verduras frescas, e mais açúcar, sal e gordura saturada. Isso, junto com a diminuição das atividades físicas e outros hábitos prejudiciais à saúde, tem causado mais doenças cardiovasculares. 

O número de fumantes está aumentando entre os jovens e diminuindo entre os mais conscientes, mas ainda gera graves problemas de saúde e milhões de mortes em todo o mundo. 

Todo ano cerca de 20 milhões de pessoas ficam com graves lesões ou morrem em resultado de acidentes de automóvel. Guerras e outras formas de violência matam e mutilam um número incontável de pessoas. Milhões têm saúde fraca em resultado do abuso de álcool ou do uso de drogas.

O fato é que independentemente da causa, e mesmo com todos os avanços da tecnologia médica, ainda sofremos muito por causa de algumas doenças. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), ‘em qualquer época, mais de 150 milhões de pessoas sofrem de depressão, cerca de 25 milhões sofrem de esquizofrenia, e 38 milhões de epilepsia’. O vírus HIV/aids, doenças diarréicas, malária, sarampo, pneumonia e tuberculose infectam milhões, matando um número incontável de crianças e jovens.

Há outros obstáculos que parecem intransponíveis no caminho para a erradicação das doenças. A pobreza e governos ineficazes e corruptos são dois grandes obstáculos. Um relatório recente da OMS declarou que milhões de pessoas que morrem por doenças infecciosas poderiam ser salvas se não fossem as falhas governamentais e a falta de fundos.

Será que o conhecimento científico e os grandes avanços tecnológicos conseguirão ajudar a superar tais obstáculos? Teremos em breve um mundo sem doenças? É verdade que os aspectos mencionados não dão uma resposta clara.


Medicina alternativa em alta

Há uma grande variedade de tratamentos de saúde que em geral não é aceita por médicos que utilizam a medicina convencional. Tais métodos são muitas vezes conhecidos como medicina tradicional e medicina alternativa. 

Nos países em desenvolvimento, a maioria da população depende da medicina tradicional para tratar seus problemas de saúde. Em lugares pobres, muitos não podem pagar tratamentos convencionais, e ainda outras pessoas simplesmente preferem os métodos tradicionais.

Formas alternativas de medicina também estão aumentando de modo rápido em países ricos. Entre os métodos mais populares de medicina alternativa estão a acupuntura, a quiroprática, a homeopatia, a naturopatia e o uso de ervas medicinais. 

Algumas dessas práticas têm sido estudadas cientificamente e se mostram benéficas em certas condições. No entanto, ainda não existem conclusões definitivas sobre a eficácia de certas práticas alternativas. 

Sua crescente popularidade tem gerado algumas questões relacionadas à segurança. Em muitos países, tais terapias não são regulamentadas. Isso cria um ambiente no qual produtos falsificados, charlatões e a tão prejudicial automedicação conseguem prosperar. 

Amigos e parentes bem-intencionados podem às vezes querer fazer o papel de consultores médicos, embora não tenham formação suficiente para isso, resultando em efeitos colaterais e outros problemas de saúde.

Em muitos países onde a medicina alternativa é regulamentada, algumas de suas terapias têm sido cada vez mais aceitas entre a comunidade médica convencional, e alguns médicos estão fazendo uso delas.

A Visão Holística da Cura

Cada pessoa na Terra tem a capacidade de receber e de aceitar as vibrações de cura, seja de outro ser humano, de um ser do plano interno ou do universo do Criador. Receber a cura é um direito divino para todas as almas na Terra ou nos planos internos. 

É também importante compreender que é do direito divino e da capacidade natural de cada pessoa expressar as energias de cura dos seus seres para si ou para os outros. Isto significa que cada pessoa pode ser curada e pode ser o curador. Quando você percebe o seu direito divino e a sua capacidade natural, você se capacita. 

O universo do Criador está sempre liberando frequências de cura para você e através de você. É simplesmente a sua escolha quanto a se você deseja recebê-las apenas para se apoiar ou compartilhá-las com os outros que precisam.

Muitas pessoas também acreditam que a fim de ser um curador há uma necessidade de ser guiado ou instruído sobre como expressar as energias de cura. Há muitas organizações que irão apoiá-lo nesta questão na Terra e nos planos internos. 

Elas oferecem uma profunda compreensão enquanto o incentivam a assumir a responsabilidade pela sua habilidade de cura. Elas podem focar a sua atenção para determinadas energias de cura no universo do Criador, para que você possa pedir que trabalhem com você. 

Isto tem por algum tempo sido o caminho aceito para se tornar um curador, entretanto, neste momento da ascensão, muitas pessoas em seu próprio tempo e espaço, estão se tornando conscientes de sua capacidade de cura e das energias de cura que a sua alma deseja trazer. 

É semelhante a uma lembrança que desperta, ou a uma ativação do seu direito divino. A vibração da Terra e da Humanidade está se acelerando de forma significativa, levando muitos a se lembrarem de sua verdade, de suas habilidades naturais de cura e alinhamentos.

Se a sua habilidade natural de cura está se ativando, você pode estar experienciando calor ou uma sensação de formigamento em suas mãos, pés e até em seu peito, testa ou no coronário. Isto pode ocorrer em certos momentos ou mesmo continuamente ao longo do seu dia. 

Lembre-se de que cada parte de seu corpo tem a capacidade de expressar a energia de cura. Você pode sentir a energia fluindo através do seu corpo como uma corrente de eletricidade. Saiba que enquanto a sua habilidade de cura desperta, assim todo o seu ser e seu corpo físico se abre e se expande. 

Isto pode criar uma profunda limpeza em muitos níveis, o aumento da sensibilidade e dos sentidos intuitivos. Sua capacidade natural de cura não está despertando de uma vida passada ou simultânea. 

Estão sendo despertadas as suas energias originais, a verdade e a essência do seu ser, sua alma, que é uma expressão do Criador. Muitas pessoas podem se lembrar das técnicas de cura que elas usaram em outras vidas e elas podem ser guiadas a compartilhar estes dons mais uma vez. 

Entretanto, é a habilidade de cura de sua alma que está ativando e despertando neste momento da ascensão; uma habilidade de cura alinhada com a vibração da verdade de sua alma. Isto pode ser uma cura que você usou em muitas vidas. 

É a expressão mais pura disponível a você através de sua alma. Pode haver também muitas vibrações de cura que a sua alma canaliza através de você; cada uma terá um propósito específico e um significado para você, enquanto lhe permite servir os outros.

ATIVANDO A HABILIDADE DE CURA DE SUA ALMA

Se você já se reconhece como um curador ou não, reserve um tempo para se sentar tranquilamente em meditação, ou cercado por uma bela natureza. 

Repita: “Eu sou um curador. Eu incorporo e expresso as habilidades de cura da minha alma.” Concentre-se em seu chacra da estrela da alma, acima de sua cabeça, inspirando e expirando nesta área. Permita que a energia de sua alma e as habilidades naturais de cura de sua alma se desenvolvam como uma fonte de luz nesta área.

Em seguida, coloque o seu foco em seu chacra da estrela da terra, abaixo dos seus pés, inspire nesta área até que sinta a energia de sua alma se formar. Leve a atenção de sua mente para o seu chacra cardíaco, reconhecendo a energia de sua alma. Irradie esta energia em todas as direções, permitindo-se ser divinamente inspirado pela orientação de sua alma quanto a sua capacidade de cura.

Sua alma pode alinhá-lo instantaneamente com a freqüência de cura que ela deseja que você expresse, o que pode ser um aspecto de sua alma, ou uma frequência do universo do Criador. Sua alma pode compartilhar com você a maneira como você pode expressar a energia de cura, ou pode simplesmente fazer fluir a energia através do seu ser, convidando-o a observar. 

É importante compreender que quanto mais você praticar este exercício, maior irão se tornar a sua experiência e a compreensão. Você pode então usar a expressão da energia para apoiar a sua própria jornada de cura enquanto acessa maior compreensão de sua influência em seu ser. 

Assim, assuma a responsabilidade pela energia que você expressa. Uma crença manifestará que você tem a capacidade de curar qualquer situação em sua realidade com facilidade e perfeição.

Cada pessoa é um curador natural e cura de uma maneira perfeita alinhado ao Criador. Com as habilidades de cura de sua alma despertando, a sua alma irá torná-lo consciente de certas frequências de energia que ela deseja que você expresse. 

Isto se liga a uma mudança energética que está ocorrendo na Terra agora. Ao longo de várias civilizações e áreas da Terra, as pessoas estiveram praticando e expressando diversas técnicas de cura. As frequências de cura e as informações relativas ao método de cura ainda permanecem com a terra onde foram praticadas. 

A Mãe Terra está agora enviando as suas próprias energias de cura através do seu corpo, com o propósito de ativar todas as frequências e métodos de cura apropriados ancorados na terra. Algumas das frequências de cura podem ter estado perdidas ou há muito tempo esquecidas. Existe agora uma oportunidade para as frequências de cura e compreensões antigas e muito necessárias retornarem à consciência da humanidade. 

Assim, o conhecimento da humanidade sobre a cura, especialmente a cura do corpo físico irá evoluir e se desenvolver imensamente. Isto poderia causar uma nova compreensão no que diz respeito ao apoio ao corpo físico na cura, o que se tornaria popular e mundialmente aceito.

A Mãe Terra o convida a expressar a energia de sua alma para envolver a Terra, com a intenção de ativar as frequências e métodos de cura apropriados, que são necessários para serem lembrados e são uma parte integrante do processo de ascensão de todos.
Você pode ser atraído energeticamente através da meditação a um local na Terra para receber e aceitar as frequências e os métodos de cura que foram uma vez usados lá. 

Você pode até ser inspirado a visitar fisicamente certas áreas da Terra ou descobrir que você está se tornando consciente de uma frequência de cura em um lugar na Terra que você não esperava. 

É importante se permitir estar aberto e receptivo, sabendo que você não pode forçar ou incentivar para que o processo ocorra. Isto irá se manifestar com o tempo e a perfeição divinos.Invoque simplesmente as minhas energias, Arcanjo Rafael para envolvê-lo. 

Seja visitando um local energeticamente ou fisicamente, saiba que a minha luz verde irá apoiá-lo e guiá-lo. Enquanto você existe em minha bolha de luz verde, permita-se ser guiado pela sua intuição que irá partilhar tudo o que é necessário e exigido.


O despertar dos antigos métodos e frequências de cura que estiveram protegidos na Mãe Terra juntamente com a sua alma, desejando guiá-lo na compreensão de suas habilidades naturais como um curador, significa uma grande mudança na consciência da humanidade. 

Coletivamente, muitos estão assumindo a responsabilidade, lembrando-se da verdade, percebendo os hábitos delirantes da humanidade e desejando retornar a um alinhamento mais puro com a verdade do Criador. 

Se a humanidade percebesse que ela pode receber a cura e expressar a cura do universo do Criador, isto instigaria uma mudança muito poderosa na percepção, pois muitos não mais buscariam fora de si mesmos para recuperar o equilíbrio e a saúde física, emocional e mental. 

Isto mudaria como todo o mundo experiencia o seu dia e a sua vida. Capacitação, liberdade e escolha seriam as experiências fundamentais que iriam acelerar tremendamente a ascensão. Isto levará tempo para se manifestar, entretanto, é um futuro para o qual a humanidade está se encaminhando. 

Um passo mais perto é dado por todos quando uma pessoa realmente se permite entrar em sintonia e acreditar em sua própria habilidade de receber e de expressar a cura. 

É o momento de desempenhar o seu papel no desenvolvimento, acreditar e confiar na magia da cura energética. Minha energia de cura está constantemente com você, apoiando-o e o amando

Arcanjo Rafael – Por Natalie Glasson

ALGUNS EXEMPLOS DE TERAPIAS ALTERNATIVAS  Á MEDICINA CONVENCIONAL:

1- Aromaterapia
2- Cromoterapia
3- Cristaloterapia
4- Terapia Floral
5- Homeopatia
6- Radiestesia
7- Acupuntura

O PODER DAS MUDRAS – Conheça a Mudra que equilibra cada sistema fisiológico do corpo


Mudras são gestos que nos permitem sintonizar com frequências específicas de energia do Universo. Segundo Yoga e Ayurveda, a saúde plena é o resultado dessa sintonia em que o ser individual, o microcosmo, sincroniza-se com o Universo, o macrocosmo.
Essa sincronia é a base do equilíbrio e da cura. Assim, os Mudras são ferramentas poderosas para otimizar a saúde.
Quando colocamos as mãos em Mudras, elas atuam como antenas canalizando as energias de cura para todos os aspectos de nosso Ser.
Isso funciona porque nosso corpo é composto de 5 elementos: terra, água, fogo, ar e espaço.
Cada um destes elementos está relacionado com um de nossos sistemas fisiológicos, e também com certas qualidades.
Por exemplo: o elemento terra está relacionado com o sistema esquelético e possui as qualidades de força, estabilidade e firmeza.
Quando estes elementos estão presentes na quantidade adequada, a saúde estará presente.
9_mudras-photoshopsized
Cada um dos dedos também está relacionado com um dos 5 elementos. O dedo mínimo representa a água, o anular a terra, o médio o espaço, o indicador o ar e o polegar o fogo. 

As combinações dos dedos, assim como a posição deles (esticado, flexionado, etc.), permitem uma grande variedade de opções de conexão com as energias primordiais do Universo.

Há milhares de anos atrás, os sábios da Índia desvendaram os códigos secretos destas inúmeras combinações observando os efeitos e benefícios de cada Mudra.
Hoje, os Mudras representam um tesouro que permite que o microcosmo de nosso corpo se harmonize com os ritmos do universo para facilitar a saúde e a cura.
Comece a praticar os mudras de um a cinco minutos. Caso sinta qualquer desconforto, descontinue a prática e consulte um professor de Yoga experiente nesta área.

Mudras para o ótimo funcionamento de cada sistema fisiológico do corpo:


Sistema Nervoso: Jnana Mudra

Equilibra os dois hemisférios cerebrais e acalma o sistema nervoso.

Junte a ponta do polegar com a ponta do dedo indicador formando um círculo e estique os outros dedos.


Sistema Muscular: Varun Mudra

Facilita a hidratação e flexibilidade dos músculos.

Toque a ponta do dedo mínimo com a ponta do polegar e estique os outros dedos.


Sistema Esquelético: Adhi Mudra 

Proporciona força e estabilidade para todo o sistema esquelético.

Com as mãos em punho, envolvendo os polegares, descanse as mãos nos joelhos.


Sistema Respiratório: Prana Mudra 

Facilita a expansão dos pulmões e de todo o sistema respiratório.

Junte o polegar com os dedos mínimo e anular e estique os dedos médio e indicador.


Sistema Gastro-intestinal: Pushan Mudra 

Estimula o fogo digestivo e a assimilação completa dos nutrientes. Mão Direita- polegar toca dedo médio e indicador, dedos mínimo e anular ficam esticados; Mão Esquerda- polegar toca dedo médio e anular, dedos mínimo e indicador ficam esticados.


Sistema Cardiovascular: Kapota Mudra

Gera um sentimento de bem-estar e abre o coração no nível emocional.

Junte as palmas das mãos e depois abra um espaço entre elas como o peito de um pombo.


Sistema Endócrino: Hakini Mudra

Facilita um estado de equilíbrio da glândula pituitária que consequentemente regula todo o sistema endócrino. Junte as pontas de todos os dedos.


Sistema imunológico: Uttarbodhi Mudra


Ativa a glândula timo e aumenta a auto-estima, promovendo a saúde do sistema imúnologico.

Entrelace so dedos para fora e estique os indicadores para cima e os polegares para baixo, colocando-os no esterno.

Mudras para condições de saúde específicas:


Dor lombar: Paschima Mudra


Alivia a tensão crônica dos músculos da região lombar, reduzindo a pressão sobre os discos e nervos.

Mão Direita – o polegar toca a ponta dos dedos médio e mínimo, os dedos indicador e anular permanecem esticados; 
Mão esquerda – o polegar pressiona a unha do indicador formando um círculo.


Constipação: Apana Mudra

Apana Mudra
Estimula e facilita a finalização do processo de digestão, equilibrando a eliminação.

As duas mãos – polegar toca dedos médio e anular.


Dor de cabeça: Mahasirs Mudra 

Elimina a tensão e equilibra a circulação na cabeça.

As duas mãos – dedo anular toca a palma da mão e polegar toca dedos indicador e médio. 
Dedo mínimo fica esticado.


Síndrome Pré-Menstrual: Yoni Mudra

Equilibra o sistema reprodutor feminino.

Entrelace os dedos para dentro e estique os indicadores para frente e os polegares para trás. 
Mãos a 4 dedos abaixo do umbigo.


Obesidade: Brahma Mudra

Acelera o metabolismo, estimulando a digestão de gorduras, com redução do tecido adiposo em excesso. Com as mãos unidas em punho, envolvendo os polegares, em frente ao plexo solar. 

Palmas para cima.


Ansiedade: Chinmaya Mudra

chinmaya 2
Acalma a mente e estabiliza as emoções.
Com as mãos em punho, toque o dedo indicador com o polegar, formando um círculo. Descanse as mãos nos joelhos.




SAL ROSA DO HIMALAIA

Os Benefícios Surpreendentes Do Sal Rosa Do Himalaia
Você já ouviu falar sobre o incrível cristal de sal que vem diretamente das montanhas do Himalaia?

É embalado com alguns benefícios bastante surpreendentes e é um novo ingrediente surpreendente para adicionar a sua despensa. É uma alternativa absolutamente maravilhosa ao sal de mesa, e logo explicarei o porquê.

A história
Primeiro de tudo, o que faz o sal de cristal do Himalaia ser tão incrível? Cerca de 200 milhões de anos atrás, havia camas cristalizadas de sal que foram cobertas com lava.
Sendo mantidas nesse ambiente intocado e imaculado que foi cercado por neve e gelo durante tantos anos significa que o sal foi protegido da poluição moderna. Muitas pessoas acreditam que este sal rosa é o mais puro sal que pode ser encontrado no planeta.

Minerais e energia
O sal do Himalaia contém os mesmos 84 minerais e elementos que são encontrados no corpo humano, que por si só é bastante impressionante! Alguns destes minerais incluem: o cloreto de sódio, sulfato de cálcio, potássio e magnésio.

Ao utilizar este sal, na verdade você está recebendo menos ingestão de sódio por porção do que o sal de mesa regular, porque é menos refinado e as peças são maiores.

Portanto o sal do Himalaia tem menos sódio por porção, porque os cristais ou flocos ocupam menos espaço do que o sal de mesa que é uma variedade altamente processada.

Outra coisa legal sobre este sal é que por causa de sua estrutura celular ele armazena energia vibracional.

Os minerais deste sal existem na forma coloidal, o que significa que eles são pequenos o suficiente para as nossas células para os absorver facilmente.


Quais são exatamente os benefícios?
Alguns dos benefícios que você pode esperar por consumir este sal no lugar do sal de mesa regular incluem:
* Auxilia na saúde vascular;
* Ajuda pulmões saudáveis e função respiratória;
* Promove o equilíbrio do pH estável dentro das células;
* Reduz os sinais de envelhecimento;
* Promove padrões de sono saudável;
* Aumenta a libido;
* Previne cãibras musculares;
* Aumenta a hidratação;
* Fortalece os ossos;
* Reduz a pressão arterial;
* Melhora a circulação;
* Desintoxica o corpo de metais pesados.
Sal marinho
Enquanto ainda é uma escolha melhor do que o sal de cozinha ou mesa, o sal marinho está se tornando cada vez mais processado e admitamos, nossos oceanos estão se tornando cada vez mais poluídos a cada ano, apenas pense sobre os enormes vazamentos de óleos que ocorreram.

Devido às condições originais de que o sal rosa do himalaia é mantido, diz-se ser o mais puro sal disponível hoje.

Sal de mesa
Regularmente, do sal de mesa comercial é completamente retirada a maioria dos seus minérios com a exceção de sódio e cloreto. Ele é, em seguida, branqueado, limpo com produtos químicos e, em seguida, aquecido à temperaturas extremamente altas.

O iodo que é adicionado ao sal de mesa é quase sempre sintético que é difícil para os nossos corpos absorver corretamente. Depois ele é tratado com agentes anti-aglomerantes, impedindo que o sal se dissolva no depósito.

Estes agentes, em seguida, evitam que o sal seja absorvido em nossos próprios corpos, o que leva a uma acumulação e depósito dentro dos órgãos.

Isso pode causar problemas de saúde graves. 

Estudos têm mostrado que, para cada grama de sal de mesa consumida e que o corpo não pode processar, ele vai utilizar 20 VEZES a quantidade de água celular para neutralizar a quantidade de cloreto de sódio, que está presente no sal tratado quimicamente.


Esta é em parte, a causa do porquê da má reputação do sal. Não é necessariamente o sal que não é saudável para nós, mas o  processo de refinamento dele que não é saudável. 

Afora isso, muitos de nós consumimos muitas comidas processadas. Estes alimentos contêm quantidades astronômicas de sal, e não do tipo bom. Não se trata de limitar o nosso consumo de sal, e sim consumir mais alimentos naturais, caseiros e integrais. Desta forma, optamos por qualidade.

Autor: Alanna Ketler
Fonte: http://forum.noticiasnaturais.com/

KAVALA GANDUSHA – Terapia Ayurveda – Detox com Óleos Vegetais

Kavala Gandusha ou Kavala Graha ” é utilizada na medicina Ayurveda há mais de 5.000 anos, embora só recentemente tenha se tornado popular nas culturas ocidentais.

“Kavala” está relacionada com a cavidade oral e “Gandusha” é gargarejo ou bochecho. 

“Kavala Graha” é um medicamento que pode ser mantido na cavidade oral.
Tanto a Medicina Tradicional Chinesa, como a ciência Ayurvedica, mapeiam a língua em diferentes setores, que estão ligados aos rins, pulmões, baço, fígado, coração, pâncreas, intestino delgado, estômago, cólon, e coluna vertebral. Assim, pode-­se eliminar toxinas de todo o organismo através da língua.
A língua é um órgão de desintoxicação. Uma língua branca indica que o corpo quer desintoxicar; e o bochecho com óleo acelera e ativa a desintoxicação.
Os praticantes de Ayurveda fazem higiene oral com óleo vegetal. Não só com o intuito de higiene bucal, mas também para manter a saúde do corpo, pois o foco principal desta terapia, é ajudar na desintoxicação do organismo.
O bochecho com óleo vegetal ajuda o corpo a desintoxicar, por “puxar” o muco, bactérias e outras toxinas para fora, através de sua saliva. 
Assim como a pele excreta resíduos e toxinas do corpo, a língua também elimina toxinas e micróbios.
Além disso, o alívio de vários outros problemas de saúde foram relatados por aqueles que praticam o bochecho com óleo diariamente, incluindo o alívio de alergias, dores de cabeça, problemas respiratórios, problemas de pele, digestão, doenças cardíacas, pressão alta e diabetes, entre outros.
No ocidente, essa terapia ganhou o termo de OIL PULLING, ÓLEO DE PUXAR, e ÓLEO SIBILANTE, por auxiliar no processo de puxar para fora as toxinas orais.

As origens
As origens desta técnica vêm provavelmente da antiga Índia. A técnica milenar consiste na prevenção e tratamento de doenças, descrito no Panchakarma – uma parte do Ayurveda que se dedica a purificação do corpo, utilizando diferentes métodos para descarregar resíduos do metabolismo, como componentes alimentares não digeridos (mala) e toxinas ambientais (ama). 
Traduzido livremente, Panchakarma significa “cinco ações”, indicando que o corpo pode ser purificado de cinco formas diferentes. 
Kavala Gandusha é um desses cinco processos de purificação e consiste no bochechar de óleos selecionados (“Kavala” em Sânscrito significa “Tratamento de Óleo”).
O Óleo na higiene oral:
Nossas bocas são o lar de milhares de milhões de bactérias, vírus, fungos e outros parasitas e suas toxinas.
Candida e Estreptococos são residentes comuns em nossas bocas. 
São esses tipos de germes e seus resíduos tóxicos que causam gengivite e cáries e contribuem para muitos outros problemas de saúde, incluindo artrite e doenças cardíacas.
Nosso sistema imunológico está constantemente lutando contra esses arruaceiros. Se o nosso sistema imunológico fica sobrecarregado por estresse excessivo, má alimentação, toxinas ambientais e etc, estes organismos podem se espalhar pelo corpo todo, causando infecções secundárias e inflamações crônicas, levando a uma série de problemas de saúde.
Hipócrates já sugeriu que a artrite pode ser curada, arrancando um dente ruim. A endocardite, é quando os estreptococos (bactérias) atacam as válvulas do coração. Quando as bactérias atacam juntas, pode se transformar em artrite, ou nefrite quando afetar os rins.
A relação entre a inflamação das gengivas e dentes, e infecções dos pulmões e vias aéreas, tem sido
extensivamente demonstrada.
As mulheres grávidas com doença periodontal são 7,5 vezes mais propensas a dar à luz a bebês prematuros ou de baixo peso. A gengivite pode causar problemas intestinais. Mais de 200 estudos têm demonstrado a relação entre diabetes e doenças gengivais. Escovar os dentes não é suficiente.
Quando escovamos os dentes, apenas 60% da superfície dos dentes e 10% de toda a cavidade oral ficam efetivamente limpos.
Logo, uma boa higiene bucal irá reduzir drasticamente as chances de infecções focais e, assim, evitar as graves consequências de uma infecção.
Os benefícios de “bochechar com óleo”:
Como a gordura vegetal é um emulsionante, por natureza, o bochecho com óleo cria um ambiente de
“detergente”, que limpa a boca, pois os óleos tem a capacidade de eliminar as bactérias prejudiciais, bem como reduzir o crescimento de fungos.
Os óleos também podem ajudar na reestruturação celular, e estão relacionados com o bom funcionamento dos gânglios linfáticos e outros órgãos internos.
Quando os óleos misturam-­se com a saliva, transformam-­se em um líquido fino, branco; e são os lipídios dos óleos que retiram as toxinas da saliva.
Por mais simples que seja, o bochecho com óleo tem um poderoso efeito desintoxicante.
Benefícios do bochecho com óleo para a saúde oral incluem:
Fortalecimento geral dos dentes, gengivas e mandíbula.
Prevenção de doenças das gengivas e boca, como cáries e gengivite
Prevenção para o mau hálito
Remédio potente para sangramento nas gengivas
Prevenção de secura dos lábios, boca e garganta
Tratamento para ATM e dores em geral na região da mandíbula

Benefícios além da boca:
Atualmente, muitos terapeutas holísticos fazem uso desta terapia para uma variedade de problemas de
saúde.
O bochecho com óleo tem sido utilizado como uma medida preventiva para a saúde de muitas outras condições, como:
Alívio de enxaquecas
Corrigir os desequilíbrios hormonais
Redução da artrite
Pode ajudar com gastro­enterite
Redução de eczemas
Redução da acne
Redução dos sintomas de bronquite
Estabilização da função renal
Redução da congestão nasal
Melhora da visão
Redução da insônia
Redução de ressaca após o consumo de álcool
Redução de dores
Redução dos sintomas de alergias
Desintoxicação do corpo de metais e organismos prejudiciais 
A maioria das pessoas começam a sentir os benefícios orais dentro de algumas semanas fazendo o bochecho. Benefícios mais significativos e visíveis se manifestarão meses depois.

Como fazer a terapia de Bochechar Óleo
O processo é extremamente simples e pode ser feito em casa seguindo apenas três passos:
Primeiro passo:
Na parte da manhã, antes de tomar qualquer sólido ou líquido, coloque uma colher de sopa de óleo vegetal de alta qualidade na boca.
Segundo passo:
Imediatamente bocheche o óleo em sua boca e em volta dos dentes. Continue limpando o interior da boca, chupando e puxando-o através dos dentes, mantendo o óleo sempre em movimento, pode até mastigar um pouco. Isso deve ser feito sem pressa, sem tensão ou espasmo muscular, por tipicamente 15 a 20 minutos, como se fosse um colutório.
A duração de 15 a 20 minutos é apenas uma orientação. Nas primeiras aplicações pode acontecer, após poucos minutos, o desejo de cuspir o óleo. Então preste atenção nestes impulsos do seu corpo e comece devagar.
Importante: o óleo não deve ser engolido de jeito algum. 
Portanto, não incline a cabeça para trás para gargarejar, pois isso aumentaria a possibilidade de novamente ingerir os poluentes que você quer eliminar do corpo. Mantenha então a cabeça elevada ou levemente inclinada para frente.
Se algo der errado, ou seja, óleo poluído desceu acidentalmente pela garganta, também não é tão grave assim. Isso não vai causar nenhum dano, você simplesmente não conseguirá a desintoxicação com a mesma eficiência. Os poluentes vão descer pelo trato digestivo e assim podem parcialmente entrar novamente na circulação sanguínea.
Se os seus músculos maxilares ficarem doloridos enquanto você está bochechando, é um sinal de que você está colocando demasiada força neste processo.

Relaxe os maxilares, e utilize a sua língua para ajudar a mover o líquido no interior da sua boca. Fazendo isso corretamente, logo virá uma sensação confortável. Com um pouquinho de prática este procedimento irá se tornar natural.

Não estranhe se no princípio o óleo estiver pastoso. Ao longo do bochechar e puxar entre os dentes ele vai ficando mais fluido. O óleo começa a ficar aguado e depois líquido.
O óleo sendo movimentado na boca vai criando uma emulsão que absorve toxinas e bactérias dessa área. Após o tratamento, o líquido contém uma quantidade imensa de bactérias, vários tipos de micróbios e outras substâncias nocivas. Um exame deste líquido mostra inclusive micróbios em estágio inicial de desenvolvimento.
Terceiro passo:
Ao terminar, cuspa o líquido para fora e enxágue a boca com água, ou água morna com sal.
A lavagem com água salgada não é necessária, mas é muito útil como antimicrobiano que alivia qualquer inflamação. Também provou ser eficaz para retirar toxinas que ainda podem ter permanecido na boca.
O líquido que sai deve estar branco como leite. Se ainda estiver amarelo é sinal de que se bochechou por pouco tempo.
Cuspa o resíduo no vaso sanitário ou na pia. Realmente é bom lembrar que que este líquido está cheio de bactérias, assim após cuspir na pia é bom limpar a mesma com um bactericida.
Logo depois, escove os dentes normalmente.
Eventuais efeitos do procedimento
É bom salientar que no princípio deste tratamento pode aparecer alguns sintomas típicos de desintoxicação (irritação na área do nariz ou garganta, sensação de leve resfriado, etc.). 
Especialmente em pessoas que sofrem de várias doenças e contam com uma imunologia baixa, isso pode acontecer. Este sintomas aparecem principalmente quando os focos de infecção começam a desaparecer.
Por esta razão geralmente é indicado continuar o tratamento, inclusive se nos primeiros dias os sintomas piorarem. É o mesmo processo que geralmente acontece com um tratamento homeopático. Uma piora significa apenas que a doença está desaparecendo e o organismo está reagindo e se recuperando.
Se você está nesta situação por mais de quatro dias, o melhor é entrar em contato com um médico ou naturopata de sua confiança e pedir uma orientação.
O melhor Momento para o procedimento
Basicamente o método pode ser iniciado a qualquer momento em que o estômago estiver vazio. Idealmente o melhor momento é pela manhã, logo depois de se levantar, pois durante a noite o corpo está eliminando toxinas e resíduos pela mucosa oral. 
Assim, podem ser descartados facilmente com uma “bochechada” simples! Para reforçar o efeito, e em casos graves, o tratamento pode ser feito três vezes ao dia, mas sempre antes das refeições.
Abra mão do chá, suco ou até do costume de tomar água ao se levantar. 
Caso contrário estará levando uma boa parte do que você quer se livrar de volta ao seu corpo. O primeiro passo na higiene da manhã é Bochechar Óleo, antes de colocar qualquer outra coisa na boca.
Como este método é um tratamento muito suave e completamente natural, o mesmo pode ser integrado na sua higiene diária, sem um limite máximo de tempo para usá-lo. 
Qual óleo usar
Podem ser usados uma grande variedade de óleos vegetais. Os recomendados clássicos, da medicina Ayurveda, são: 

Óleo de Gergelim e Óleo de Semente de Girassol. 

Autores mais recentes estão citando outros óleos também. Preste atenção no uso de óleos de alta qualidade e prensados a frio, de preferência. Certamente estes óleos são mais caros do que óleos comuns, mais pense sobre isso como um investimento na sua saúde.
Outro aspecto importante na seleção do óleo é a sua própria sensação. Pode acontecer que o sabor do Óleo de Semente de Girassol seja altamente desconfortável para você, mas o Óleo de Gergelim caia muito bem. Então, confie na sua percepção!
A literatura atual menciona outros óleos que podem ser utilizados, como o Óleo de Coco, Óleo de Amêndoa Doce, Azeite de Oliva, etc. 

A respeito deste assunto, a fonte “A Small Book on Oil Pulling, A Universar Remedy”, publicado por oilpulling.org conta que unicamente os Óleos de Gergelim e de Semente de Girassóis promovem os efeitos positivos sobre a saúde, descrito neste artigo.

O que intensifica os efeitos
  • Limpar a sua língua (com raspador de língua)
  • Limpeza da área nasal ou Jala Neti Kriya
  • 2 a 3 litros de água natural sem gás ou chá de ervas, por dia
  • Alimentação saudável (alimentos frescos, nutrientes suficientes, rica em fibras, evitar a acidificação, etc.).
  • Muito exercício físico.
  • Minimizar o estresse negativo.
  • Dormir cedo e o suficiente.
  • Meditação e Kundalini Yoga
Fonte: http://www.yogavital.net/

MACONHA, A CURA DO CÂNCER – Documentário Revelador

No último dia 16 de dezembro, foi publicada no Diário Oficial da União uma resolução que autoriza médicos brasileiros a prescreverem o canabidiol para seus pacientes. 

A substância derivada da maconha pode ser receitada apenas para o tratamento de epilepsias em crianças e adolescentes. Mas há ainda mais restrições nessa permissão.

Além de não autorizar o tratamento com canabidiol (CBD) para adultos, a resolução do Conselho Federal de Medicina exige que os pacientes já tenham antes tentado usar medicamentos convencionais e não conseguido melhoras.

Outra restrição é que somente neurologistas, neurocirurgiões e psiquiatras podem receitar o CBD. 

E que fique claro: a resolução proíbe expressamente o uso medicinal da Cannabis in natura, assim como de qualquer outro derivado dela que não seja o canabidiol. Só daqui a dois anos essa norma será revista, quando os resultados de até então serão avaliados.

Por um lado, a permissão é um importante passo rumo ao fim do tabu que envolve a maconha no Brasil. Por outro, é ainda um avanço tímido. 

Porque, trocando em miúdos, a resolução é permitida apenas para um tipo de enfermidade, apenas para crianças e adolescentes, o CBD pode ser receitado apenas por alguns especialistas e apenas em último caso. 

Muito pouco quando comparamos à experiência internacional já acumulada no uso medicinal da erva, que envolve inclusive o tratamento para câncer com resultados excepcionais.

No YouTube é possível assistir a dois documentários que mostram isso. O primeiro se chama“Run From the Cure”, e conta a história de Rick Simpson.

Rick é um canadense nascido em 1949 que sempre trabalhou na área de saúde. No ano de 1997, ele sofreu um ferimento na cabeça e os médicos receitaram uma série de remédios, que Rick começou prontamente a tomar.

Passado algum tempo, ele não percebeu melhoras. Muito pelo contrário: sentia que os efeitos colaterais dos medicamentos estavam piorando sua situação. Já era 1999 quando Rick assistiu a um programa na TV sobre maconha medicinal e decidiu tentar a sorte. 

Um amigo conseguiu ilegalmente um cigarro de maconha e o resultado foi que ele se sentiu muito melhor do que com as doses cavalares de comprimidos que vinha tomando. Mas, ao solicitar uma prescrição de maconha para seu médico, teve o pedido recusado.

Nos anos seguintes, o canadense vivenciou uma piora nos sintomas. Foi quando decidiu produzir o próprio remédio por sua conta e risco. 

Assim, Rick começou a plantar maconha, já com a ideia de produzir um óleo concentrado que potencializasse os efeitos medicinais da erva.




O óleo é feito cozinhando as flores da planta misturadas a solvente. No processo, a mistura vai sendo reduzida até ficar bem concentrada e com uma cor semelhante à da gasolina. Em média, 500 gramas de Cannabis produzem 56 gramas de óleo.




Consumindo pequenas doses diárias do remédio caseiro, logo Rick viu sua vida retornar à normalidade. 

A pressão sanguínea caiu, o sono voltou, as dores foram embora. Mas o mais incrível viria a acontecer no ano de 2003, quando ele teve que retirar um câncer de pele. 

Algumas semanas após a cirurgia, o tumor voltou. Rick aplicou o óleo de maconha medicinal direto na área afetada e cobriu apenas com um band-aid. 

Poucos dias depois, o câncer simplesmente tinha desaparecido.

Percebendo que tinha nas mãos um remédio poderoso, barato e sem efeitos colaterais que a maioria das pessoas desconhecia, Rick decidiu compartilhar gratuitamente sua descoberta com o mundo. No primeiro ano, foram tratadas cerca de 50 pessoas com problemas de pele diversos. 

No ano seguinte, o óleo produzido por Rick foi bem sucedido no tratamento de um homem com um melanoma inoperável. 

E, de 2003 até hoje, já foram mais de 5 mil pacientes medicados com o óleo da maconha, que sofriam de tipos diversos de câncer, diabetes, epilepsia, dores crônicas, glaucoma, úlceras, enxaqueca, ansiedade, depressão e outros males.



A história de Rick Simpson se soma ao documentário 
Maconha, a Cura do Câncer


O filme faz um apanhado geral sobre a história do uso da maconha pelo homem e de como a sua proibição foi uma invenção recente. 

Até então, remédios baseados na Cannabis faziam parte da maleta dos médicos, sendo usados para tratar dores do parto, reumatismo e transtornos nervosos. Eram inclusive receitados a bebês, para que parassem de chorar por conta das dores de dente.



Foi no início do século XX que a maconha passou a ser perseguida. Com o surgimento das drogas criadas quimicamente, a indústria farmacêutica começou o lobby anti-cannabis para eliminar a concorrência. 

Em 1937, uma lei aprovada pelo congresso dos EUA proibiu médicos de receitar maconha. Em 1942, já não existia mais nenhum remédio baseado no cânhamo nas farmácias do país.

A guerra contra a maconha durou décadas. Até que a pressão popular fez com que alguns estados norte-americanos revertessem esse cenário, aprovando legislações próprias para oferecer tratamentos alternativos a seus habitantes. 

A Califórnia foi o primeiro, com sua lei sobre maconha medicinal que data de 1996. De lá para cá, mais de 20 outros estados aprovaram leis semelhantes.




A sequência do filme foca nas várias descobertas científicas dos anos recentes envolvendo o uso terapêutico da erva. 

Entre elas está o trabalho do pneumologista Donald Tashkin, da Universidade da Califórnia. Em um estudo realizado com 600 pessoas, o pesquisador demonstrou que a incidência de câncer pulmonar em quem fuma maconha diariamente é menor do que a que ocorre em quem não fuma nada.

A tese levantada pelo filme é a de que os canabinoides promovem a morte de células cancerígenas, deixando as saudáveis intocadas. 

Isso porque, ao longo da evolução, nosso sistema nervoso desenvolveu um processo interno que regula uma porção de funções fisiológicas (fome, sono, relaxamento, etc), de forma muito parecida à ação da maconha. 

Por conta da semelhança, a ele foi dado o nome de sistema endocanabinoide. O que a erva medicinal faz é estimular e reforçar esse sistema natural que já está lá no corpo humano.


Algumas estatísticas apontam que uma em cada três pessoas pode vir a ter câncer durante a vida. 

E se a cura já existe, mas não está acessível por ser considerada crime? 

Que direito alguém tem de dizer a uma pessoa com câncer se ela pode ou não tentar determinado tratamento?

O CBD, que acaba de ser regulamentado pelo Conselho Federal de Medicina, é apenas um entre os mais de 420 ativos químicos com propriedades medicinais encontrados na Cannabis

Será que cada paciente brasileiro que pode ser tratado com maconha terá de viver a mesma epopeia que o canadense Rick Simpson?

Contra o tabu e o preconceito, nós do Hypeness temos apenas uma coisa a dizer: pessoas estão sofrendo, pessoas estão morrendo. Já passou da hora de mudar o status da relação com a Cannabis.

 Assista aos documentários e tire suas conclusões.

CÂNCER – Causa e Prevenção (Alimentos Ácidos e Alcalinos)

 

Você sabia que no ano de 1931 um cientista recebeu o Prêmio Nobel por descobrir a CAUSA PRIMÁRIA DO CÂNCER?

Mas, se a causa foi descoberta, por que ainda não descobriram a cura? 

Bela pergunta e motivo para nossa reflexão. (*)

causaprimaria1O Dr. Otto Heinrich Warburg (1883-1970) recebeu este prêmio por sua tese “A causa primária e a prevenção do câncer”.
Segundo o Dr. Otto, o câncer é a consequência de uma alimentação e um estilo de vida ANTIFISIOLÓGICOS (antivida). 

Tradução: dieta baseada em alimentos acidificantes + sedentarismo, gera no organismo humano um ambiente ÁCIDO.
Este ambiente por sua vez, EXPULSA o OXIGÊNIO das células! 

Elas sufocam…
Ele afirmou: “A falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro.” Ou seja, se você tem excesso de acidez, então automaticamente falta oxigênio em suas células, em seu organismo!
Outra afirmação interessante: “As substâncias acidificantes repelem o oxigênio; em oposto, as substâncias alcalinizantes atraem e fixam o oxigênio.” Ou seja, um ambiente ácido será rico em prótons e pobre de oxigênio.
E ele afirmava que: “Privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena.”
Ainda segundo o Dr. Otto: “Todas as células normais tem como requisito absoluto o oxigênio (respiração celular = ciclo de krebs = ciclo do ácido cítrico), porém as células cancerosas podem viver sem oxigênio – uma regra sem exceção.” Ou seja, todas as células vivas desejam vida, que é respirAR, inspirAR.

E também: “Os tecidos cancerosos são tecidos ácidos (pobres em oxigênio), enquanto que os tecidos saudáveis são levemente alcalinos (ricos em oxigênio).”

Em sua obra “O metabolismo dos tumores”, Warburg demonstrou que todas as formas de câncer se caracterizamn por duas condições básicas: a acidose (acidez do sangue) e a hipoxia (falta de oxigênio). 

Também descobriu que as células cancerosas são anaeróbias (não respiram oxigênio, afinal são células da morte) e NÃO PODEM sobreviver na presença de altos níveis de oxigênio; em troca, sobrevivem graças a GLICOSE sempre que o ambiente está livre de oxigênio… 
Portanto, o câncer não seria nada mais que um mecanismo de defesa que tem certas células do organismo para continuar com vida em um ambiente ácido e carente de oxigênio.
Resumindo:
– Células sadias vivem em um ambiente levemente alcalino e oxigenado, o qual permite seu funcionamento vital e sano.
– Lembrar que somente uma alimentação sadia fornece o tanto de antioxidantes para lidar com a potência da vida (respirAR, inspirAR, expirAR), que depende desta boa oxigenação.
– Células cancerosas vivem em um ambiente extremamente ácido e carente de oxigênio. Mas, o ambiente ácido facilita a degeneração e transmutação das células saudáveis.
O ideal:
Uma vez finalizado o processo da digestão, os alimentos de acordo com a sua qualidade qualidade nutricional (fisiológica), gerarão uma condição metabólica de acidez ou alcalinidade. Ou seja, a saúde celular depende massivamente da alimentação! Aliás, você come ou se alimenta?
O resultado acidificante ou alcalinizante se mede através de uma escala chamada pH, cujos valores vão de 0 a 14, sendo pH 7, o ponto neutro. Para as células funcionarem de forma adequada a um metabolismo sano, o pH dos líquidos corporais deverá ser ligeiramente alcalino: entre 7,36 a 7,42.

Vamos conhecer os vilões?

Os Vilões = Alimentos Acidificantes = 
ANTIFISIOLÓGICOS
(o organismo humano não foi projetado para digeri-los)
– Açúcar refinado.
– Carnes e todas as proteínas de origem animal como os leites e todos os seus derivados: queijos, requeijão, iogurtes, etc.
– Sal refinado.
– Farinhas refinadas e todos os seus derivados: massas, bolos, biscoitos, etc.
– Produtos de padaria: contém margarina, sal, açúcar e conservantes.
– Margarinas.
– Refrigerantes, sucos industrializados (líquidos e em pó).
– Cafeína – café, chás pretos, chocolate.
– Álcool.
– Tabaco.
– Remédios sintéticos, antibióticos…
– Qualquer alimento cozido – o cozimento elimina o oxigênio e o transforma em alimento indigesto e acidificante – inclusive as verduras cozidas.
– Tudo que contenha sintéticos como adoçantes, conservantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes, etc. Enfim: todos os alimentos enlatados e industrializados.
Constantemente o sangue se encontra autorregulando-se para não entrar em acidez metabólica, para garantir o bom funcionamento celular e dos sistemas. 

O organismo DEVERIA obter dos alimentos as bases enzimáticas e minerais para neutralizar a acidez dos meios. Porém todos os alimentos citados acima, ao contrário, desmineralizarão (sobretudo os refinados) e causam atrasos e/ou impedimentos digestivos.
Há que se levar em conta que no estilo de vida moderno, os antifisiológicos são consumidos em quantidade elevada e pelo menos 3 vezes/dia, 365 dias/ano.

Os Heróis = Alimentos Alcalinizantes:
– Todas as verduras CRUAS (algumas são ácidas ao paladar, porém dentro do organismo têm ação alcalinizante, outras são levemente acidificantes porém trazem consigo as bases necessárias para seu correto equilíbrio); cruas produzem oxigênio, cozidas não.
– Frutas frescas, maduras, da estação e cruas (máximo desidratadas ao sol). Não se deixe enganar pelo seu gosto ácido, ok? As frutas são alcalinizantes e produzem quantidades saudáveis de oxigênio!
– Sementes: além de todos os seus benefícios, são altamente mineralizantes e alcalinizantes, como por exemplo as sementes oleaginosas: girassol, linhaça, gergelim, nozes, amêndoas e castanhas brasileiras (caju e Pará).
– Cereais integrais: O único cereal integral alcalinizante é o milho, todos os demais são ligeiramente acidificantes, porém muito saudáveis! Lembre-se que nossa alimentação ideal necessita de uma porcentagem de acidificantes saudáveis. Alguns cereiais podem ser consumidos germinados (tornam-se alcalinizantes) e outros só podem ser consumidos cozidos, portanto evite excesso destes.
– A clorofila das plantas (de qualquer planta) é altamente alcalinizante. Bons exemplos são as folhas verdes, a aloe vera e as ramas de tubérculos.
– Á água é importantíssima para a produção de oxigênio. “A desidratação crônica é o estressante principal do corpo e a raiz da maior parte de todas as enfermidades degenerativas”, afirma o Dr. Feydoon Batmanghelidj.
– A atividade física moderada oxigena todo o organismo. Já o sedentarismo o desgasta, desvitaliza e causa danos a todo o sistema cardiovascular e respiratório.
causaprimaria4O Dr. George W. Crile (Cleveland/EUA), um dos cirurgiões mais importantes do mundo declara abertamente: 

“Todas as mortes mal chamadas de “naturais”, são na verdade o ponto terminal de uma saturação de ácidos no organismo.”
Concluindo, será impossível a manifestação e proliferação de um câncer em uma pessoa que libera seu organismo da acidez, nutrindo-se com alimentos que produzam reações metabólicas alcalinizantes. 

Como?

– Maior consumo de água estruturada e alimentos FISIOLÓGICOS
– Menor consumo, ou melhor, zerar o consumo dos ANTIFISIOLÓGICOS, que são acidificantes, portanto intoxicantes.
Em geral o câncer não se contrai nem se herda… o que se herda são os maus hábitos alimentares, péssimas condições ambientais e o estilo de vida que produz o câncer.
Mencken escreveu: “A luta da vida é contra a retenção de ácido”… “O envelhecimento, a falta de energia, o estresse, as dores de cabeça, as enfermidades do coração, as alergias, os problemas de pele, os problemas respiratórios, renais entre outros, não são nada mais que a acumulação de ácidos.”
causaprimaria5
O Dr. Theodore A. Baroody em seu livro “Alkalize or Die” (Alcalinizar ou Morrer) escreveu: 

“Na realidade não importa o sem-número de nomes de enfermidades. 

O que importa sim é que todas elas provém da mesma causa básica: muito lixo ácido no organismo!”
causaprimaria6O Dr. Robert O. Young disse: 

“O excesso de acidificação no organismo é a causa de todas as enfermidades degenerativas. 

Quando se rompe o equilíbrio e o organismo começa a produzir e armazenar mais acidez e lixo tóxico do que pode eliminar, então se manifestam as diversas doenças.”





E a quimioterapia?
Sem entrar em detalhes, a quimioterapia acidifica o organismo a tal extremo, que este recorre às reservas alcalinas do corpo para neutralizar tanta acidez, sacrificando assim bases minerais (cálcio, magnésio, potássio) depositadas nos ossos, dentes, articulações, unhas e cabelos. 

É por esse motivo que se observa semelhante degradação nas pessoas que recebem este tratamento, e entre tantas outras coisas, se lhes cai o cabelo. Para o organismo não significa nada ficar sem cabelo, porém um pH ácido significaria a morte.
Eis a resposta da reflexão inicial: existe sim a indústria do câncer, do pânico, do medo. 

Leia-se indústria alimentícia + indústria farmacêutica. 

E a quimioterapia, nos moldes da indústria farmacêutica, é um dos negócios mais multimilionários que existem hoje em dia.
É necessário dizer que a indústria farmacêutica e a indústria alimentícia são uma só entidade? 

Você se dá conta do que significa isto?

 
Quanto mais gente doente, mais a indústria farmacêutica no mundo vai lucrar! 


E para fabricar tanta gente doente, é necessário muito alimento industrializado, muita embalagem (que acidifica o planeta, nossas águas, solos e ares), muita propaganda… 

Money, money!

Ou seja, um produz para dar lucro ao outro e vice-versa, é uma corrente. Esta é uma equação bem fácil de entender, certo?
Mas, essa corrente só pode ser interrompida pelo consumidor que é a grande vítima, mas também a engrenagem fundamental deste fluxo. 

Se o consumidor não consumir destas indústrias terão que rever suas estratégias. 

Porque JAMAIS serão os que lucram que vão interromper esta corrente, concorda?
Quantos de nós temos escutado a notícia de alguém que tem câncer e sempre alguém diz: “É…. poderia acontecer com qualquer um…” 

Com qualquer um? 

Passivamente assim?
Essa é a corrente que alimenta o poder e fragiliza a vítima: O MEDO, que aliás é ACIDIFICANTE.
Agora que você já sabe, o que você vai fazer a respeito?
A ignorância justifica, o saber condena. O saber (praticado) liberta… Portanto, praticar é essencial!
Você conhece a quimioterapia da VIDA?
Investir seu tempo, seus estudos, suas reflexões e dinheiro nos alimentos FISIOLÓGICOS. Aliás, eles já contêm no seu pacote alquímico e natural a melhor água estruturada do mundo.
E, um dever de casa desta quimio da vida é praticar atividade física, ócio criativo, ler, informar-se para praticar melhor e mais consciente a Alimentação da VIDA: Não podemos ser ácidos!
“Que teu alimento seja teu remédio, que teu remédio seja teu alimento.” 
Hipócrates


Se você quiser dar um impulso na alcalinização, aí vão duas ótimas receitas:

RECEITA 1

INGREDIENTES

1/3 colher (chá) de bicarbonato de sódio (use o vendido em farmácias)
2 colheres (sopa) de suco de limão espremido na hora

Como preparar: coloque o suco de limão no copo e vá adicionando o bicarbonato de sódio aos poucos.

A combinação de ácido/base começará imediatamente e fará um “fizz”, aquela reação típica de efervescentes.
Continue adicionando bicarbonato de sódio até que o fizz pare.
Em seguida, encha o copo com 200mL de água.
Hipertensos, por causa do bicarbonato, não devem consumir esta bebida alcalina.
Para eles, o melhor é a receita seguinte.

RECEITA 2

Veja o vídeo abaixo e, a seguir, a explicação com texto:


INGREDIENTES

2 litros de água
1 limão

Como preparar: ponha 2 litros de água numa jarra.

Corte 1 limão em 8 partes, sem espremer e sem tirar a casca.
Deixe descansar durante 8 horas.

Fontes:

NÚMEROS QUE CURAM – Códigos de Grabovoi

AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS DE CURA
Lei da Atração
Em “Números que curam” Grigori Grabovoi reúne mais de mil doenças, e a cada uma é atribuído um número de 7, 8 ou 9 dígitos. Ao se concentrar em uma dessas sequências numéricas, a cura começa.

Como algo tão simples pode ser tão eficaz?
A doença é um desvio por parte do organismo e cura supõe o retorno ao natural. Os números geram vibrações que podem ajudar o corpo a tomar o caminho de volta à normalidade.
A base do sistema é formada pelas sequências de números de sete dígitos. Para problemas mais específicos podem ser usados oito e nove dígitos.
A concentração no número ou números apropriados deve ser realizada pelo próprio paciente. Quando não tem um diagnóstico específico deve se concentrar na sequência numérica do capítulo que inclui doenças do mesmo tipo.
A concentração pode ser feita em qualquer momento e só pode ser realizada pelo paciente. Este, pode ver, imaginar ou escrever o número em questão, ou utilizar qualquer outro método que imaginar.

A compreensão do papel que a mente desempenha no desenvolvimento e na eliminação da doença é vital neste momento.

Código  1888948 -Transformar Negativo em Positivo
Crie o seu próprio método de concentração
Você pode se concentrar em um dígito após o outro, por exemplo, do primeiro para o último número ou selecionar determinados números ou seções da sequência.

Isto vai dar variedade a sua concentração.

O método de concentração na sequência numérica apropriada (após o diagnóstico prévio) oferece uma oportunidade para curar a pessoa ou profilaticamente melhorar sua situação.

Você também pode cobrir as interdependências entre várias doenças.

Se você comparar a sequência de sete dígitos de uma doença com outra de uma doença diferente pode capturar informações sobre o significado das sequências, o que conecta essas doenças e seus métodos de tratamento.

É importante entender a importância de ter em mente a eliminação desenvolvimento e doença.
O conhecimento apresentado neste livro pode ser aplicado tanto para o homem quanto para a natureza, na prevenção de catástrofes. E quanto mais rápido for divulgado, antes se obterão os resultados, tanto à nível individual como coletivo.
grigori-1
Grigory Petrovich Grabovoy (nascido em 14 de novembro de 1963 no Cazaquistão) é um médium russo que afirma a possibilidade de abolir a morte, ressuscitar mortos, curar o câncer e AIDS, teletransporte, e identificar e resolver a distância mecânica e problemas eletrônicos em aviões, estações espaciais, estações de energia elétrica atômicas e quaisquer outras construções técnicas. 

Ele discute suas habilidades em seu livro de três volumes, “A Prática do Controle, o caminho para a salvação”. Doutor em Ciências,  e acadêmico graduou-se na Faculdade de Matemática Aplicada e Mecânica da Universidade Estadual de Tashkent – com especialidade em mecânica, em 1986.

Possui uma formação em saúde. Ele é também um acadêmico da Academia Internacional de Informatização. Membro Correspondente da Academia de Ciências da Rússia. Conselheiro do Federal Aviation Service da Rússia.

Seus livros explicam como a descoberta do campo criativo da informação ou da energia da consciência, podem manifestar fisicamente qualquer informação ou objeto que você desejar, assim como também aqueles que não estão sujeitos ao continuum espaço-tempo, ao converter essa informação em forma geométrica conhecida.

Isto é por que os números de “Grabovoi” podem ser usados para diagnóstico remoto, regeneração da matéria, dentro de qualquer período de tempo por meio da transformação do tempo em forma de espaço.

O objetivo do ensino de Grabovoi, segundo o próprio, é transmitir o conhecimento do Senhor para as pessoas de todo o mundo, a fim de salvá-los de uma possível catástrofe global e possibilitar que cada um possa alcançar saúde perfeita, imortalidade física, ressuscitar em seus corpos físicos todos os que se já se foram e proporcionar o desenvolvimento construtivo, harmonioso e eterno de toda a humanidade.

Ele alega habilidades pessoais de controle remoto da matéria física a qualquer distância, cura de centenas de pessoas doentes, incluindo câncer e aids, sem mesmo estar presente no local. Esses fatos são certificados pela medicina tradicional e comprovada por declaração autenticada de pessoas curadas.

Usando sua clarividência ele consegue examinar remotamente aeronaves, para descobrir possíveis defeitos, trabalha com materialização, desmaterialização e teletransporte.

Ele regenera até matéria destruida. Ele quer que essas habilidades sejam aprendidas por todos, para que assim possam usar esses dons para evitar catástrofes, através da criação, sem destruição.

Ele também afirma-se como um segundo advento de Cristo na Terra.

Gobovoi, é uma força tão grande e desconhecida que as autoridades russas, receosas das implicações que seus ensinamentos e práticas poderiam ter sobre a população local, o colocaram na prisão por 11 anos com acusações falsas de charlatanismo, de onde foi liberado há menos de 6 meses.

Grabovoi, através dos seus livros, liberou uma série enorme de sequências numéricas para serem utilizadas como “remédios” para os principais males que afetam a humanidade, sejam eles na área da saúde, do comportamento, da sorte e do destino de cada ser humano.

Grabovoi trabalha somente com documentos registrados em cartório. Se alguém chega com um problema de saúde, ele pede laudos médicos, os registra e trabalha a pessoa. Depois ele pede que a pessoa retorne ao seu médico, refaça os exames e os traga de volta para que sejam registrados. Ele tem um livro só com registros de casos.

As sequências numéricas de 7, 8, 9 e 11 dígitos são encontradas nos livros de Grabovoi.

Infelizmente ainda não há nenhum traduzido em português.

Para usar sem conhecer o método, a melhor forma é mentalizar as sequências, sempre visualizando a situação em perfeição… a coisa já realizada. 

Pode escrever e colar no corpo , em garrafas de água e ir bebendo durante o dia, colocar em agenda, carteira… enfim ser criativo.

No caso de querer tratar de vários assuntos simultaneamente, ela afirma que é possível, mas é preferível tratar de um assunto de cada vez, para facilitar que a pessoa tenha a percepção do movimento que está acontecendo.

A seguir algumas sequências numéricas a para assuntos genéricos, porém de interesse de grande número de pessoas.

Amor – 888 412 1289018

Amor eterno (incondicional) – 888 912 818848

Paz – 1001105010

Prosperidade – 71427321893

Abundância Financeira – 318 798

Harmonização Universal – 14854232190

Sustentabilidade ambiental – 97318541218

Emagrecer – 4812412

Depressão – 519514 319891

Desemprego – 318514517618

Consciência Elevada – 519 377898 997

Problemas de Pele (e também venéreos) – 18584321

Rejuvenescer – 2145432

Preguiça – 318 41791844

Queda de cabelo (calvície) – 5484121

Problemas nos dentes – 1488514

Cárie – 5148584

Esmalte do Dente – 618 374 898 161

Carisma – 491718594817

Determinação – 498518498

Proteção – 9187756981818

Escudo – 814418719

Talismã – 817219738

Dependência química – 5333353

Alcoolismo – 148543292

Vício em Nicotina – 1414551

Determinação e foco para aprendizagem – 212585212

Empreendedorismo – 71974131981

Compreensão – 39119488061

Para se Apaixonar – 515889

Para atrair a pessoa ressonante (Regra Dourada) – 591 718 9181419

Tudo é possível – 519 7148

MENTALIZE AGORA UM DESEJO

Vídeo com Códigos de Grigori Grabovoi: 

Tudo é possível – Presença do Criador
Mentalizar o desejo realizado ao visualizar os números
Música em 528 Hz: Frequência dos Milagres


Desabilite a Playmusical do Blog

1 – Situações críticas de saúde – 1258912
Ataque cardíaco – 8915678
Choque traumático e similares – 1895132
Insuficiência aguda cardiovascular – 1895678
Insuficiência respiratória aguda – 1257814

2 – Tumores – 8214351
Boca e garganta CÂNCER –  1235689
Câncer colorretal – 5821435
ESOFÁGICA – 8912567
O câncer de estômago – 8912534
CÂNCER DE FÍGADO – 5891248
Câncer nos ossos – 1234589
CÂNCER papila DUODENAL MAYOR – 8912345
LIPS câncer – 1567812
CÂNCER DE GLANDULAS SALIVARES – 9854321
Extrahepatic BILIAR câncer do trato – 5789154
Cancro do ovário – 4851923
CÂNCER DE MAMA – 5432189
CÂNCER DE PÊNIS – 8514921
Câncer de pele – 8148957
CÂNCER DE PRÓSTATA – 4321890
CÂNCER DE PULMÃO -4541589
CÂNCER RENAL – 56789108
O cancro de tireóide – 5814542
Câncer uretral – 5891856
Cancro de bexiga – 89123459
VESÍCULA BILIAR CÂNCER – 8912453
Câncer de intestino – 5485143
CÂNCER PANCREÁTICO- 8125891
CÂNCER TESTICULAR- 5814321
CÂNCER vaginal e Genital Externo – 2589121
HEMATOSARCOMA E Linfoma – 54321451
Linfogranuloma (doença de Hodgkin) – 4.845.714
LINFOMA DA PELE 5891243
Melanoma – 5674321
Mesotelioma – 58912434
Neuroblastoma – 8914567
Plasmacitoma, mieloma múltiplo, linfoma
NO HODGKIANO – 8432184
Rabdomiossarcoma CRIANÇA – 5671254
SARCOMA Kaposi – 8214382
SOFT sarcoma de tecido – 54321891
Tumor cerebral ou medular – 5431547
TUMOR cavidade nasal e seios paranasais – 8514256
Tumoral na nasofaringe – 5678910
Tumor de células de ilhas – 8951432
TUMOR ÚTERO -9817453
Tumor da paratireóide – 1548910
TUMOR SUPRARRENAL- 5678123

3 – Sepse – 58143212
A sepse (envenenamento do sangue) crônica – 8145421
A sepse (envenenamento do sangue) aguda – 8914321

4 – Síndrome de Cid – 5148142
A coagulação intravascular disseminada (DIC SÍNDROME,
Coagulopatia de consumo) – 8123454

5 – As doenças do aparelho cardiovascular – 1289435
Aneurisma da aorta – 48543218
ANEURYSM CARDÍACA – 9187549
Arritmia (arritmia cardíaca) – 8543210
Aterosclerose – 543 21898
Asma cardíaca – 8543214
Coração pára – 9874321
Azia – 8124567
Cardiomiopatias (cardiomiopatia) – 8421432
CARDIOSCLERIOSIS – 4891067
COLAPSO-8914320
Cor pulmonale (congestão pulmonar) – 5432111
Crise hipertensiva – 5679102
CRISE vascularização 8543218
ADQUIRIDO defeito cardíaco – 8124569
Cardiopatia congênita – 9995437
DISTONIA Neuroci RCULATORIA – 5432150
EDEMA PULMONAR- 543 211 12
Endocardite – 8145999
Doença isquêmica do coração – ECI (DOENÇA
Coronária) – 1454210
Angina (angina de peito) – 8.145.999
FALHA CARDIOVASCULAR- 85432102
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA – 8542196
HIPERTENSÃO – 8145432
HIPOTENSIÓN- 8143546
Infarto (ataque cardíaco) -8914325
FALHA vascularização – 8668888
MIOCARDIODISTROFIA – 30 8432110 (07)
Miocardite – 85432104
Neuropatia Autonômica (DISTONIA VEGETOVASCULAR) – 8432910
MAJOR oclusão da artéria – 8153213
Pericardite – 9996127
VASCULITE sistemicamente 1894238

6 – Doenças Reumáticas – 8148888
Doenças articulares – 5421891
Artrite de células gigantes (arterite craniana, ARTERITE
TEMPORÁRIA DOENÇA DE HORTON) – 9998102
Takayasu ARTRITE – 8945432 artrite degenerativa (osteoartrite, osteoartrose, artrose deformante, degenerativas DOENÇA COMUM) – 8145812
ARTRITE INFECCIOSA- 8111110
A artrite psoriásica – 0145421
Artrite reativa – (REITER SÍNDROME) – 4848111
ARTRITE REUMATÓIDE – 8914201
Dermatomiosite (polimiosite) – doença articular 5.481.234 tecido conjuntivo (DESORDEM
SHARP) – 34 1484019 (26)
CORAÇÃO doença reumática (febreReumática) – 5481543
Difusa Doenças do Tecido Conjuntivo – 5485812
SCLERODERMA O ESCLEROSE sistemicamente 1110006 espondilite anquilosante (doença de Bechterew,
STRUEMPELL-MARIE DOENÇA) – 4891201
Granulomatose – 8943568
Lupus Eritematoso Sistêmico – 8543148
Periartrite – 4548145
Gout (GOTA) – 8.543.215
POLIARTERITE KNOTTY (periarteritis KNOTTY, DOENÇA KUSSMAUL) – 54321894
Rheumatism, perto do tecido mole JUNTAS – 1489123
Goodpasture (GLOMERULONEFRITE, pneumonia Hemorrágica) – 8491454
SÍNDROME DE TANQUES DE VIDRO – 0014235
síndrome Sjoegren (Síndrome SICCA DOENÇA SÍNDROME Mikulicz) – 4891456
Tenossinovite – 1489154
Tromboangeíte obliterante (doença Buerger) – 8945482
Hemorrágica vasculites (vasculite alérgica, ROXO Henoch-Schonlein) – 8491234
A vasculite sistémica (VS) – 1894238

7 – Doenças Respiratórias – 5823214
Antracose – 5843214
ASBESTOSE – 4814321
A asma brônquica – 8943548
Aspergilose – 481543271
BRONQUIOLITE (inflamação aguda DE Brônquios) – 89143215
Bronquite aguda – 4812567
Bronquite Crônica – 4218910
CÂNCER DE PULMÃO – 4541589
Candidíase pulmonar (pulmão CANDIDIASIS) – 4891444
Enfisema PULMONAR- 54321892
Fibrose pulmonar (NEUMOESCLEROSIS) – 9871234
89143 211 MIOCÁRDICO PULMONAR-
METACOLOCONIOSIS – 4845584
Pneumoconiose – 8423457
Pneumoconiose ORGÂNICO DUST – 4548912
PNEUMONIA – 4814489
Aguda intersticial pneumonite (SÍNDROME Hamman-Rich) – 4814578
Pleurite (pleurisia) – 4854444
DEI pneumoconiose. MINEIRO DE CARVÃO (CARBOCONIOSIS,
PRETO doença pulmonar) – 8148545
SARCOIDOSE -4589123
Silicose (doença de POTTER) -4818912
Silicatose -2224698
Talcose – 4845145
TUBERCULOSE PULMONAR – 8941234

8 – Doenças Digestivas – 5321482
Cárdia acalasia (cardioespasmo, espasmo de hiato,
Megaesôfago EXPANSÃO DO ESÔFAGO idiopática) – 4895132
As alergias alimentares – 2841482
Amiloidose – 5432185
Amebíase -1289145
GÁSTRICA Aquilia – 8432157
Lentidão do esôfago e do estômago – 8123457
BERIBÉRI – 3489112
CANDIDA (fungos na infecção na boca MUSHROOM) – 54842148
Cardiospasm – 4895132
Cirrose Hepática – 4812345
Colecistite crônica – 5481245
COLITE – 8454321
Colite aguda – 5432145
Colite crônica – 5481238
DOENÇA FIEPATOLENTICULAR Degeneration (Wilson Konowalow) – 5438912
DIABETES TANNED – 5454589
DIARRÉIA – 5843218
DIARRÉIA FUNCIONAL – 812 34574
Dispepsia (indigestão) – 1112223
Dispepsia Funcional (ESTÔMAGO hiperacidez) -5484214
Discinesia BILIAR- TRATO DIGESTIVO discinesia 58432144 (Dispepsia, gastroptose,
DIARRÉIA FUNCIONAL) – 81234574
Discinesia INTESTINAL – 54321893
FÍGADO Distrofia – 9876512
Duodenite – 5432114
Duodenite aguda – 481543288
Duodenite crônica 8432154
Disbiose intestinal (INTESTINAL Disbacteriose) – 5432101
EDEMA fome (edema de fome, hidropisia A fome, FOOD DISTROFIA) – 5456784
A doença de Whipple’S – 4814548
Enterite – 8431287
Enterite CRÔNICA – 5432140
Enterocolite – 8454321
Enteropatia do intestino – 8432150
Enteropatia exsudativa – 4812 3454
Enteropatia induzida por glúten (espru celíaco, sprue NO TROPICAL Idiopática esteatorréia) – 4891483
Enteropatia, DEFICIÊNCIA dissacaridades – 4845432
ESCORBUTO – 5432190
ESOFAGUISMO – 5481248
Esofagite – 54321489
SPASM ESOFÁGUICO – 8123457
Espasmo intestinal (INTESTINAL CÓLICA) – 8123457
Nontropical – 8432150
Sprue tropical (DIARRÉIA TROPICAL) – 5481215
PRISÃO DE VENTRE – 5484548
Fleimão ESTÔMAGO – 4567891
Gastrite – 5485674
Gastrite aguda – 4567 891
Gastrite crônica – 5489120
Gastroenterite – 5485674
Gastroenterocolite – 5485674
Gastroparesia (AGUDA GÁSTRICA folga) – 5485671
Gastroptose – 812 34574
Hemocromatose (Cirrose pigmentado, DIABETES bronzeada, DOENÇA DE FERRO SOBRECARGA, SIDEROFILIA SÍNDROME
TROISIER- HANOT- Chauffard) – 5454589
HEPATITE-5814243
HEPATITE estridentes 58432141
HEPATITE CRÔNICA – 5123891
Hepatosis – 9876512
Hepatosis AGUDA (TÓXICO danos no fígado) – 1234576
Hepatosis colestática (COLESTASE) – 5421548
Hepatosis CRÔNICA (fígado gordo, esteatose
FÍGADO) – 5143214
Hiperbilirrubinemia Benigna – 845 148 51
Hiperbilirrubinemia Congênita – 8432180
Posthepatic hiperbilirrubinemia (icterícia OBSTRUTIVA) – 54 8214321 (17)
Idiopática hiperlipidemia (hyperliproteinemia, LIPOIDIS HEPATOSPLENOMEGALICA) – 4851888
HIPERTENSÃO portal- 8143218
Icterícia – 5432148
Icterícia FUNCIONAL – 845 148 51
Ileíte – 8431287
Indigestão-9988771
FLASH ILEOCECAL VÁLVULA (BAUHINITIS) – 58432148
INSUFICIÊNCIA CARDÍACA ESFÍNCTER – 8545142
Insuficiência hepática – 8143214
Lymphangiectasia COLON – 5214321
Lipidosis HEPATOSPLENOMEGALICA – 4851888
INTESTINAL LIPODOSTROFIA (doença de Whipple) – 4814548
Má absorção -48543215
Pneumatose GÁSTRICA – 54321455
Crônica Pancreatite-5891432
PARALISIA DUODENAL – 8123457
Cirrose PIGMENTO – 5454589
Síndrome carcinóide – 4848145
Hepatoesplenomegalia SÍNDROME (DESORDEM HEPATOLIENALICO) -845 148
SÍNDROME Superior artéria mesentérica (AMS) – 5891234
GASTROCARDIAL SÍNDROME (TRANSTORNO ROEMHELD) – 5458914
POSTHEPATÍTICO SÍNDROME – 4812819
TUBERCULOSE GASTROINTESTINAL – 8143215
Úlcera péptica do esôfago – 8432182
Úlcera péptica de estômago e duodeno – 8125432
SIMPLES ÚLCERA Intestino NÃO ESPECÍFICAS – 48481452
Úlcera de estômago, SINTOMÁTICO – 9671428
Jejunite – 8431287
Zinga – 54321481

9 – Doenças dos rins e do trato urinário – 8941254
Amiloidose – 4512345
Anomalias do sistema urinário – 1234571
Cistite-48543211
Cólica renal – 4321054
ECLÂMPSIA Renal 8149141
DOENÇA RENAL CRÔNICA (insuficiência renal CRÔNICA) – 5488821
Doença renal policística (ERP) – 5421451
INSUFICIÊNCIA RENAL – 4321843
Insuficiência renal aguda – 8218882
GLOMERULONEFRITE (GN proliferativa difusa) – 4812351
Glomerulonefrite aguda – 4285614
Hidronefrose – 5432154
RENAL-4321843
Nefrolitíase (pedras nos rins) – 5432143
Pielite – 61 5432110 (10) PIELONEFRITIS – 58143213
TB renal 5814543
UREMIA AGUDA – 5421822
UREMIA CRÔNICA – 8914381
Uretrite – 1387549

10 – Doenças do Sangue – 1843214
Agranulocitose – 4856742
Anemia aplástica (hipoplasia) – 5481541
Anemia hemolítica auto-imune – 5814311
ANEMIA CONGÊNITA, com a alteração da síntese Porfirina – 4581254
Anemia Falciforme – 7891017
Anemia Hemolítica – 5484813
Anemia megaloblástica – 5481254
ANEMIA POR CHUMBO ENVENENAMENTO – 1237819
Aguda pós-hemorrágica Anemia (perda de sangue, AGUDA) – 9481232
Diátese HEMORRÁGICA- 5148543
DOENÇA diátese hemorrágica causada por um de THE
NAVIOS DE SANGUE – 54815438
A doença de Gaucher (lipidosis cerebrósido) – 5145432
Doença de radiação aguda – 481543294
CRÔNICA DE RADIAÇÃO DOENÇA – 4812453
Stomatocytosis HEREDITÁRIA – 4814581
Favismo – 54321457
Hemoblastose OUT da Medula Espinal, HEMATOSARCOMA
E linfoma (linfocitoma) – 54321451
Hemoglobinúria paroxística noturna (HPN) – 5481455
HIPOPROTROMBINEMIA- 5481542
LEUCEMIA-5481347
Linfogranuloma (doença de Hodgkin) – 4845714
MIELOCITOSIS (LEUCEMIA Mielóide Crônica) – 5142357
Neutropenia congênita – 8432145
Ovalocytosis HEREDITÁRIA (eliptocitose HEREDITÁRIA) – 51454323
Paraproteinemia TUMORES PRODUTORES – 0432184
Quimioterapia, EFEITOS COLATERAIS – 4812813
REAÇÕES leucêmicas – 5814321
TALASSEMIA – 7765437
Trombocitopatia – 5418 541
TROMBOFILIA hematogênica – 4814543

11 – Transtornos Endócrinos e Metabólicas – 1823451
ACROMEGALIA- 1854321
Bócio endêmico – 5432178
Bócio difuso tóxico (doença grave) – 5143218
Deficiência de hormônio do crescimento (nanismo Hipofisário) -4141414
Desenvolvimento sexual precoce – 4814312
Distúrbios congênitos de diferenciação GÊNERO – 5451432
Diabetes insípido – 4818888
DIABETES MELLITUS – 8819977
A doença de Addison (adrenocortical FALHA PRIMÁRIA) – 4812314
FEOCROMOCITOMA- 4818145
HIPERINSULINEMIA (DISINSULINISMO) – 48454322
HIPERPROLACTINEMIA – 4812454
HIPOGONADISMO (MAN) – 48143121
Hipoparatireoidismo (TETANOPARATIROIDAL) -4514321
Hipopituitarismo (PANIPOPITUITARISMO, DOENÇA Simmonds) – 48143214
O hipotireoidismo (mixedema) – 4812415
OBESIDADE – 4812412
Osteíte fibrosa cística – 5481412
Síndrome de Cushing – 54321458
DISPITUITARISMO SÍNDROME PUBERALJUVENIL -4145412
TIREOIDITE – 4811111
TUMORES (VEJA TAMBÉM – Acromegalia, virilismo, HIPERINSU- LINEMIA, hiperparatireoidismo, FEOCROMOCITOMA) – 4541548
Virilismo – 89143212

12 – doenças ocupacionais – 4185481
AGENTES doenças ocupacionais
PRODUTOS QUÍMICOS – 9916515
DOENÇAS PROFISSIONAIS DE ESGOTAMENTO – 4814542
Doença profissional fatores de exposição FÍSICA (DOENÇA VIBRATIONAL) -4514541
Doença profissional agentes de influência BIOLÓGICA – 81432184

13 -Intoxicação aguda – 4185412
CHOQUE exotoxic – 4185421
RINS PREJUÍZO (NEFROPATÍA TÓXICO) -5412123
Dano hepático (fígado tóxico) – 48145428
TRANSTORNO psychoneurotic PELA EXPOSIÇÃO TÓXICO – 9977881
AGUDA INTOXICAÇÃO – A intoxicação contato – 4814823
Venenos ingeridos – 5142154
VENENO DE INALAÇÃO – 4548142
POISON INJECTADO – 4818142
Envenenamento causado pelo SNAKE mordidas e
OUTROS animais peçonhentos – 4812521
Picada de escorpião – 4188888
SNAKE BITES – 4114111
BITES TARANTULA – 8181818
Vespa e picada de abelha – 9189189

14 – Doenças infecciosas – 5421427
ALVEOLOCOCOSIS (EQUINOCOCOSE ALVEOLAR, ECHINOCOCCUS Multilocular) – 5481454
Amebíase – 79 1289145 (17) ANQU eu LOSTOMIAISIS – 4815454
ÁN’T’RAX – 9998991
Ascaridíase (lombrigas infecção) – 4814812
Bacterioses E. COLI (ESQUERIQUIOSIS) – 1.238.888
Balantidiasis – 1543218
Botulismo de origem alimentar – 5481252
A brucelose (doença Bang, FEBRE DE MALTA) – 4122222
Campylobacter jejuni – 4815421
CISTICERCOSE – 4512824
CLONORQUTASIS (fígado fluke PEST CHINÊS) – 5412348
RAIVA – 4891491
Difilobotríase (FISH tinham infecção ou grande) – 4812354
difteria 5556679
Disenteria (shigelose) – 4812148
Encefalite transmitida por carrapatos – 7891010
DOENÇA Botkin – 5412514
PARRACHO DOENÇA-ZINSSER- 514854299
Marburg vírus da doença (FEBRE HEMORRÁGICA DA Marburg, Ebola) – 5184599
Doença da arranhadura do gato (linfadenite subaguda REGIONAL) – 48145421
Enterobíase – 5123542
ENTEROVIRUS – 8123456
EQUINOCOCOSE – 5481235
Erisipela – 4123548
SCARLET (escarlatina) – 5142485
A esquistossomose (bilharziose) – 48125428
ESTRONGOLOIDIASIS – 54812527
FASCIOLIOSIS (Fasciolíase) – 4812542
PÉ – 9912399
FEBRE HEMORRÁGICA com síndrome renal – 5124567
Febre Q 5148542
Tifóide e paratifóide febre (tifo abdominal) – 1411111
GIARDÍASE (giardia) – 5189148
GRIPE SAZONAL – 4814212
Helmintíase – 5124548
VIRAL hepatite A e B (doença Botkin) – 5412514
Herpes Simplex – 2312489
Hydrophobia – 4812543
Himenolepíase – 54812548
Infecção por Mycoplasma (atípicas PNEUMONIA, PNEUMONIA WALKER) – 5481111
Infecções respiratórias agudas (FRIO COMUM) – 48145488
A infecção meningocócica – 5891423
INTOXICAÇÃO ALIMENTAR – 5184231
Legionelose (doença do legionário) – 5142122
Leishmaniose – 5184321
Leptospirose (doença de Weil) – 5128432
Listeriose – 5812438
MALÁRIA – 5189999
Metagonimiasis – 54812541
Mononucleose infecciosa (doença Pfeiffer, BEIJO ILL) – 5142548
OPISTORQUTASIS – 5124542
ORNITOSIS (psitacose) – 5812435
Parapertussis – 2222221
PAROTIS EPIDEMIA (MUMPS) – 3218421
Pediculose (infestação por piolhos) – 48148121
A coqueluche (tosse convulsa) – 4812548
FEBRE – 8998888
Pseudotuberculosis YERSINIA- 514854212
RAIVA (hidrofobia, RAGE) – 4812543
Rotavírus – 5148567
RUBÉOLA (SARAMPO ALEMÃO) – 4218547
SALMONELOSIS- 5142189
SARAMPO-4214825
TENIARRINCOSIS – 4514444
TENÍASE – 4855555
TÉTANO – 5671454
Tifo Epidemia – 1444444
Tifo TICK de Queensland (COLORIDO FEVER) – 5189499
Toxoplasmose – 8914755
Whipworm (tricuríase) – 4125432
TRICOSTRONGILOSIS – 9998888
TRIQUINELOSE – 7777778
A tularemia – 4819489
CHICKEN POX – 48154215
Varíola – 4848148
Varíola minor – 4848148
Imunodeficiência SÍNDROME DE VÍRUS (HIV, AIDS) – 5148555
Lersiniose – 5123851

15 – Doenças deficiência de vitamina – 1234895
Deficiência de Vitaminas – 5451234
Deficiência de vitamina A (deficiência de retinol) -4154812
Deficiência de vitamina B1 (tiamina) – 1234578
Deficiência de vitamina B2 (deficiência Riboflavina) – 1485421
A deficiência de vitamina PP B3 (deficiência de vitamina, NIACINA DEFICIÊNCIA) – 1842157
A deficiência de vitamina B6 (piridoxina deficiência) – 9785621
Deficiência de vitamina C (ácido DEFICIÊNCIA ASCÓRBICO) – 4141255
Deficiência de vitamina D – 5421432
Deficiência de vitamina K – 4845414
FIIPOVITAMINOSIS – 5154231
POLIAVITAMINOSIS – 4815432

16 – As doenças infantis – 18543218
Alergia respiratória – 45143212
Anemia – 48543212
Anemia ferropriva – 1458421
ANEMIA eu IEMOLÍTICATÓXICA -45481424
A asma brônquica 58145428
ARTEFATOS vácuo (asfixia) – 4821543
Bronquite aguda – 5482145
Bronquite alérgica – 5481432
Defeito congênito CORAÇÃO (CRIANÇAS) – 14891548
Antitripsina, Alpha 1- 1454545
DIABETES FOSFATO – 5148432
Diabetes insipidus – 5121111
DIABETES MELLITUS – 4851421
DIABETES renal (rim glicosúria) – 5142585
Diátese alérgica (predisposição a alergias) -0195451
Diátese hemorrágica – 0480421
Dispepsia PARENTAL – 8124321
Dispepsia SIMPLES – 5142188
Dispepsia TÓXICA- 514218821
DISTONIA VEGETATIVE-circulatório – 514218838
A doença celíaca – 4154548
Doença Hemolítica RECÉM-NASCIDO (DOENÇA Rhesus fetal eritroblastose) – 5125432
Doença hemorrágica do recém-nascido – 5128543
A cardiopatia reumática – 5481543
Dores nas canelas (cólicas) – 51245424
Enteropatia exsudativa (enteropatia, PERDIDA PROTEÍNA) – 4548123
CRIANÇAS DO ESTADO Subfebrile – 5128514
Estenose do piloro (estenose hipertrófica do piloro INFANTIL) – 5154321
Fenilcetonúria – 5148321
A fibrose cística (mucoviscidose) – 9154321
GALACTOSEMIA – 48125421
CRIANÇAS EM GLOMERULONEFRITE – 5145488
HEMOFILIA- 548214514
Hiperplasia Adrenal Congênita – 54143213
HIPERTENSÃO portal- 45143211
Hipervitaminose D – 5148547
Hipotireoidismo-4512333
HISTIOCITOSE TIPO X – 5484321
Icterícia neonatal (icterícia neonatal) -4815457
STAPHYLOCOCCUS INFECÇÃO – 5189542
LARINGITE ALÉRGICA- 58143214
PSEUDO LARINGITE SUBGLÓTICA- 5148523
Garupa (laringite subglótica, Garupa) – 1489542
Nefrite hereditária (síndrome de Alport) – 5854312
PNEUMONIA INTERSTICIAL- 4814489
PNEUMONIA para neonatal 5151421
PNEUMONIA cronicamente 51421543
Pneumonite de hipersensibilidade (alveolite alérgica) – 51843215
Piloroespasmo – 5141482
NÃO POLIARTERITE CRÔNICA ESPECIFICAMENTE 8914201
VONTADE LINFÁTICA- 5148548
Reumática PURPLE (Henoch-Schoenlein, PURPLE SCHOENLEIN- Henoch) – 5128421
Raquitismo (deficiência de vitamina D, raquitismo) – 5481232
Rinite Alérgica e Sinusite – 5814325
Sepsis neonatal – 4514821
ESTRESSE EM BEBÊS SÍNDROME RESPIRATÓRIA – 5148284
Síndrome de má absorção – 4518999
SALT PERDA síndrome renal (PSEUDOHIPOALDOSTE- RONISMO) -3245678
TONI-Debré SÍNDROME-FANKONI – 4514848
Síndrome Alcoólica Fetal – 4845421
Síndrome tóxica (COM EXICOSIS intoxicação) – 5148256
SUBSEPSIS alérgica (síndrome. Wissler) -5421238
TÉTANO INFANTIL (espasticidade) – 5148999
Traqueíte REAÇÃO – 514854218
Intracraniana trauma do nascimento – 518999981
TUBERCULOSE – 5148214
Tuberculose latente (TB assintomática) – 1284345
Vômitos – 1454215
Angioma (HEMANGIOMA) – 4812 599
Apendicite na Infância-9999911
Atresia retal 6555557
A atresia biliar-9191918
ATRESIA Intestino delgado – 9188888
Atresia do esôfago – 8194321
Atresia duodenal e estenose – 5557777
Cephalhematoma (subperiostal sangramento) – 48543214
Divertículo de Meckel – 4815475
Esôfago, queimaduras químicas – 5148 599
Estenose pilórica – 5154321
Fleimão RECÉM-NASCIDO – 51485433
SANGRAMENTO gastrointestinais – 5121432
Hérnia diafragmática – 5189412
Intussuscepção, intussuscepção – 5148231
OSTEOMIELITE epifisária – 12345895
Fenda palatina (lábio leporino) – 5151515
Onfalocele (AMNIOCELE) – 5143248
Teratoma SACROCOXIGEAL REGIÃO – 481543238

Capítulo 17 Obstetrícia, doenças femininas – 1489145
Amenorreia – 514354832
Anestesia durante o parto – 5421555
Anexite (inflamação do ovário) – 5143548
Anomalias durante o parto – 14891543
Apoplexia dos anexos – 1238543
Asfixia do feto e recém-nascido – 4812348
Bartolinite – 58143215
Câncer nos órgãos femininos – 5148914
Ciclo anovulatório – 4813542
Cistoma nos anexos (ovário) (tumor epitelial) – 58432143
Cistos nos anexos (cistos nos ovários) – 5148538
Climatério, neuroses no climatério – 4851548
Coceira na vulva – 5414845
Colpite – 5148533
Corioepitelioma (córion carcinoma) – 4854123
Corte asséptico do cordão umbilical – 0123455
Craurose da vulva – 58143218
Descolamento precoce da placenta – 1111155
Determinação da data do nascimento – 1888711
Dismenorreia, hemorragia menstrual com dor – 4815812
Doenças das glândulas mamárias (pouca produção de leite) – 48123147
Doenças femininas – 1854312
Embolia do líquido amniótico – 5123412
Endocervicite – 4857148
Endometriose – 5481489
Endometrite – 8142522
Erosão do colo uterino – 54321459
Esclerocistose no ovário (Stein-Leventhal) – 518543248
Excesso de líquido amniótico – 5123481
Flúor genital (corrimento) – 5128999
Gonorreia em mulheres – 5148314
Gravidez – 1899911
Gravidez extrauterina – 4812311
Gravidez múltipla – 123457854
Gravidez prolongada – 5142148
Hemorragias ginecológicas – 4814821
Hemorragia uterina disfuncional – 4853541
Infertilidade – 9918755
Leucoplasia da vulva, no colo uterino – 5185321
Mioma no útero – 51843216
Mola cística – 4121543
Ooforite (inflamação dos ovários) – 5143548
Nascimento precoce – 1284321
Parametrite – 5143215
Pelve anatomicamente estreita – 4812312
Pelve patológica estreita – 4858543
Pelve estreita – 2148543
Período pós-natal normal – 12891451
Período pós-natal patológico – 41854218
Placenta prévia – 1481855
Pólipos no colo e corpo uterino – 518999973
Prolapso do cordão umbilical – 1485432
Prolapso do útero e da vagina e útero caído – 514832183
Rompimento nos órgãos sexuais – 148543291
Salpingite – 5148914
Síndrome adrenogenital – 148542121
Síndrome pré-menstrual – 9917891
Toxicose durante a gravidez – 1848542
Tuberculose nos órgãos sexuais – 8431485
Vaginite (colpite) – 5148533
Vulvite – 5185432
Vulvovaginite – 5814513

Capítulo 18 Doenças neurológicas – 148543293
Abcesso cerebral – 1894811
Amiotrofia espinhal – 5483312
Amiotrofia peroneal (Charcot-Marie) – 4814512
Aneurisma nos vasos que abastecem o cérebro – 1485999
Aracnoidite – 4567549
Atetose – 1454891
Cefaleias – 4818543
Coma – 1111012
Corea – 4831485
Danificação nervosa por causa de reumatismo – 8185432
Desmaio (síncope) – 4854548
Distrofia hepatocerebral – 48143212
Distrofia muscular progressiva – 85432183
Distúrbios do sono – 514248538
Encefalite viral – 48188884
Enxaqueca – 4851485
Enxaqueca na metade da cabeça – 4831421
Epidurite – 888888149
Esclerose Lateral Amiotrófica – 5148910
Esclerose Múltipla – 51843218
Facomatose – 5142314
Herpes zoster – 5144322
Hidroencefalia – 81432143
Insulto cerebrovascular – 4818542
Insulto espinhal – 8888881
Meningite – 51485431
Miastenia – 9987542
Mielite – 4891543
Mielopatia – 51843219
Mielose funicular – 518543251
Miotonia congênita (Síndrome de Thomsen) – 4848514
Miotonia distrófica (Síndrome de Kischmann-Balter-Steiner) – 481543244
Mononeuropatia – 4541421
Narcolepsia – 48543216
Neurosífilis – 5482148
Nevralgia do nervo trigêmeo – 5148485
Oftalmoplegia – 4848532
Paralisia facial / neuropatia dos nervos faciais – 518999955
Paralisia familiar periódica – 5123488
Parkinson – 5481421
PC Paralisia cerebral infantil – 4818521
Poliomielite epidêmica aguda – 2223214
Polineuropatia – 4838514
Radiculite banal (radiculopatia dos discos intervertebrais) – 5481321
Síndrome astênico – 1891013
Síndrome de Eidi – 18543211
Síndrome de Guillain-Barre (poliradiculite) – 4548128
Síndrome diencefálica (hipotalâmica) – 514854215
Síndrome pós-punção (ex. Após punção do liquor) – 818543231
Siringomielia – 1777771
Tontura – 514854217
Trauma crânio-cerebral – 51843213
Tremor – 3148567
Tumores cerebrais – 5451214
Tumores na medula espinhal – 51843210
Tumores no sistema nervoso periférico (neurinomas) – 514832182

Capítulo 19 Doenças psíquicas – 8345444
Alcoolismo – 148543292
Alucinações, obsessões – 8142543
Consciência nebulosa – 4518533
Defeito psíquico – 8885512
Encefalopatia traumática – 18543217
Epilepsia – 1484855
Esquizofrenia – 1858541
Estados negativos – 5418538
Hipocondríaco – 1488588
Ideias hipervalorizadas – 148454283
Narcomania (toxicomania – vício de drogas) – 5333353
Neurose – 48154211
Oligofrenia – 1857422
Paralisias progressivas – 512143223
Psicopatias – 4182546
Psicose depressiva-maníaca (bipolaridade) – 514218857
Psicose pré-senil – 18543219
Psicose reativa (por toxinas) – 1142351
Psicose senil – 481854383
Psicose sintomático – 8148581
Psicoses reativas – 0101255
Síndrome afetiva – 548142182
Síndrome amnéstica (Korsakow) – 4185432
Síndrome catatônica – 51843214
Síndrome de delusão (ilusão) – 8142351
Síndrome de alucinação (Halucinose) – 4815428
Síndrome histérica – 5154891
Síndrome psico-orgânica – 51843212
Toxicomania e narcomania (álcool) – 1414551

Capítulo 20 Problemas sexuais – 1456891
Distúrbios de ejaculação – 1482541
Distúrbios de ereção – 184854281
Distúrbios sexuais – 1818191
Distúrbios sexuais neuro-humorais – 1888991
Distúrbios sexuais psíquicos – 2148222
Frigidez – 5148222
Hipersexualidade – 5414855
Impotência – 8851464
Onanismo (masturbação) – 0021421
Perversão sexual – 0001112
Problemas sexuais criadas na imaginação – 1484811
Vaginismo – 5142388

Capítulo 21 Doenças da pele e doenças venéreas – 18584321
Actinomicose na pele (pseudomicose profunda)- 148542156
Alopécia – 5484121
Angiite da pele, vasculite – 1454231
Balanite – 5814231
Cancro venéreo mole – 4815451
Candidíase – 9876591
Coceira na pele – 1249812
Condiloma acuminado – 1489543
Cravo simples – 514832185
Dermatite atópica – 5484215
Dermatites – 1853121
Dermatofitose – 5148532
Dermatomicose (microsporia) – 1858321
Eczema – 548132151
Epizoonose (causada por sarna) – 5189123 / 8132548
Eritema exsudativo multiforme – 548142137
Eritema nodoso – 15184321
Eritrasma (pseudo-micose) – 4821521
Gonorreia masculina – 2225488
Hanseníase – 148543294
Ictiose (pele escamada) – 9996789
Linfogranulomatose inguinal – 1482348
Mastocitose – 148542171
Micose com aspecto de fungo (linfoma benigno da pele) – 4814588
Molusco contagioso – 514321532
Neurodermite – 1484857
Piodermia – 51432149 / 8145321
Pitiríase rosada (eritematoscamose) – 5148315
Pitiríase versicolor – 18543214
Psoríase – 999899181
Rosácea – 518914891
Sarna – 5189123 / 8132548
Seborreia – 1234512
Sífilis – 1484999
Síndrome de Lyell (epidermólise tóxica aguda) – 4891521
Síndrome de Stevens-Johnson (eritema exsudativo multiforme maior) – 9814753
Tínea (micose no pé) – 4518481
Tinha favosa – 4851481
Toxicodermia – 514832184
Tricofitose – 4858415 / 4851482
Tuberculose da pele – 148543296
Tumores na pele – 1458914
Urticária – 1858432
Vasculite na pele – 5142544
Verrugas – 5148521
Vitiligo – 4812588

Capítulo 22 Doenças cirúrgicas – 18574321
Abcesso – 8148321
Actinomicose – 4832514
Adenoma na próstata – 51432144
Amputação traumática – 5451891
Aneurisma – 48543218
Aneurisma no coração – 9187549
Anquilose – 1848522
Apendicite – 54321484
Ateroma – 888888179
Atresia congênita das vias biliares em recém-nascidos – 948514211
Atresia do esôfago – 518543157
Broncoectasias – 4812578
Bursite – 75184321
Carbúnculo – 483854381
Choque traumático – 1454814
Cisto na glândula mamária – 4851432
Cistos e fístulas no pescoço lateral – 514854214
Cistos e fístulas no pescoço do meio – 4548541
Cisto epidermoidal no cóccix – 9018532
Cisto pulmonar congênito – 4851484
Colangite – 8431548
Colecistolitíase – 0148012
Colecistite aguda – 4154382
Colite ulcerosa não específica – 48143211
Congelamentos – 4858514
Contraturas das articulações – 8144855
Contratura Dupuytren – 5185421
Contusão – 0156912
Corpo estranho no esôfago – 14854321
Corpo estranho no estômago – 8184321
Corpo estranho nos brônquios – 5485432
Corpo estranho nos tecidos moles – 148543297
Criptorquismo – 485143287
Decúbito – 6743514
Deformação do hálux para fora – 5418521
Distorções – 5148517
Divertículos – 48543217
Divertículos intestinais – 4851614
Doença de Crohn – 94854321
Doenças cirúrgicas dos órgãos abdominais – 5184311
Doenças cirúrgicas dos órgãos torácicas – 5184312
Doenças cirúrgicas em adulto – 5843215
Doenças cirúrgicas em recém-nascidos – 514218871
Doenças cirúrgicas agudas dos órgãos abdominais – 5484543
Doenças do aparelho motor e de sustentação – 514218873
Doenças inflamatórias com pus – 514852171
Doenças traumáticas e ortopédicas – 1418518
Empiema pleural – 514854223
Endarterite obliterante – 4518521
Estenose no piloro – 81543211
Feridas – 5148912
Ferimento dos órgãos internos – 8914319 / 5432188
Fibroadenoma na glândula mamária – 4854312
Fimose e parafimose – 0180010
Fissura anal – 81454321
Fístula no reto – 5189421
Fístula traqueoesofágica – 514854714
Flebotrombose – 1454580
Fleimões – 48143128
Fleimões necróticos em recém-nascidos – 514852173
Fratura – 7776551
Furúnculo – 5148385
Gangrena gasosa – 45143218
Gangrena no pulmão – 4838543
Ginecomastia – 4831514
Hemartrose – 4857543 / 7184321
Hemorragias externas – 4321511
Hemorragias internas – 5142543
Hemorroidas – 58143219
Hepatite (icterícia) mecânica – 8012001
Hérnia diafragmática congênita – 518543257
Hérnias – 95184321
Hidrocele no testículo e no canal seminífero – 481543255
Inflamação das glândulas sudoríparas (hidroadenite) – 4851348
Leiomioma – 5514214
Linfadenite – 4542143
Linfangite – 484851482
Lipoma – 4814842
Mastite – 8152142
Mastite em recém-nascido – 514854238
Mastopatia – 84854321
Mediastinite – 4985432
Megacólon – 4851543
Oclusão das artérias mesenteriais – 81543213
Oclusão intestinal – 4548148
Orquite – 818432151
Osteomielite hematôgena aguda – 5141542
Osteomielite traumática – 514854221
Panarício – 8999999
Pancreatite aguda – 4881431
Paraproctite aguda – 4842118
Pé chato – 1891432
Pé equino – 485143241
Peritonite – 1428543 / 4184321
Piopneumotórax – 148543299
Pneumotórax – 5142147
Pneumotórax espontâneo – 481854221
Pólipo – 4819491
Prolapso do anus – 514832187
Prostatite – 9718961
Pseudoartrose – 4814214 / 8214231
Queimações térmicas – 8191111
Retenção urinária aguda – 0144444
Rompimento do menisco – 8435482
Síndrome de Dumping (estômago pequeno) – 4184214
Síndrome de Zollinger-Ellison – 148543295
Síndrome pós-colecistectomia – 4518421
Torção – 5123145
Torcicolo – 4548512
Trauma causado por eletrochoque – 5185431
Tromboangeíte – 5432142
Tromboflebite – 1454580
Tuberculose nos ossos – 148543281
Úlcera penetrante – 9148532
Úlcera perfurante – 8143291
Úlcera trófica – 514852154
Unha encravada – 4548547
Uretrite – 1387549
Varizes nas extremidades inferiores – 4831388
Varizes no canal seminífero – 81432151 

23 – Doenças do ouvido, nariz e garganta – 1851432
Adenóides (tonsila faríngea) – 5189514
Abscesso RETROFARINGEAL- 1554321
Aerosinusitis (SINUS barotrauma) – 514 854 237
Tonsillaris angina (aguda amigdalite) – 1999999
Angiofibroma nasofaríngeo juvenil 1111122
Atresia coanal (sinéquias nasais) – 1989142
A cera (cerume) – 48145814
Coriza (rinite, resfriado comum) – 5189912
DISTORÇÃO DA PARTIÇÃO NASAL – 148543285
Doença de Ménière – 514854233
Epistaxe (sangramento nasal) – 65184321

24 – Doenças do olho – 1891014
A ambliopia (olho preguiçoso) – 1899999
Astenopia (fadiga ocular) – 9814214
ASTIGMATISM – 1421543
NERVO ÓPTICO ATROFIA – 5182432
Blefarite – 5142589
FALLS – 5189142
Calázio (cisto das pálpebras) – 5148582
Conjuntivite-5184314
CORIOIDITIS – 5182584 170 (11) DACRIOCISFITIS – 45184321
DESAPEGO retina 1851760
Subluxação do cristalino (deslocamento da lente) – 25184321
ECTRÓPIO (menor inclinação da pálpebra) – 5142321
ENDOFTALMITE – 514254842
Esclerite, episclerite – 514854248
Estrabismo (Tropia, estrabismo) – 518 543 254
Exoftalmia (proptose, olhos esbugalhados) – 5454311
FOTO OFTALMIA (Fotoqueratite, NEVE BLIND) – 5841321
GLAUCOMA (hipertensão ocular) – 5131482
Hipermetropia (visão de longo) – 5189988
Irite – 5891231
BALÃO LESÃO OCULAR- 518432118
Miopia (miopia) – 548 132 198
NEURITE óptica – 5451589
Nyctalopia (cegueira noturna) – 5142842
Oclusão da central da retina VEIA – 7777788
Oclusão da artéria central da retina – 514852178
OFTALMIA simpatica-8185321
STY-514854249
PANOFTALMIA – 5141588
PAPILEDEMA (edema do disco óptico) – 145 432 152
Hipermetropia (hipermetropia ENVELHECIMENTO) – 1481854
PTERIGIO- 18543212
Ptose (queda pálpebras superiores) – 18543121
BURN OLHO (BURN THE EYE) – 8881112
ceratite -518 432 114
QUERATOCONJUNTIVIS VERNAL (FRIO, SPRING) – 514 258 951
RETINITE-5484512
Tracoma – 5189523
Úlcera de córnea – 548432194
UVEÍTE – 548432198

25 – Doenças dos dentes e da cavidade oral – 1488514
Abscesso do PREMAXILAR- 518231415
Alveolite DENTAL- 5848188
Anquilose da Articulação Temporomandibular – 5 1 4852 179
Artrite Articulação Temporomandibular – 548432174
CÁLCULOS PARA DENTISTAS (ESCALA) – 514 852 182
DETERIORAÇÃO DENTAL- 5148584
Queilite (lábios rachados) – 518 431 482
Articulação temporomandibular DESLOCAMENTO
(Lockjaw) – 5484311
TOOTHACHE SHARP – 5182544
Doença Periodontal (paradontitis) – 58145421
ESTOMATITE-4814854
Fleimão DE MAXILOFACIAL REGIÃO – 5148312
QUEBRANDO (quebra) DENTE – 814 454 251
JAW QUEBRA – 5182148
GENGIVITE-548432123
Glossalgia (linguagem da dor) – 514 852 181
Glossite (LÍNGUA FLASH) – 1484542
Sangramento após Extração do dente – 8144542
Hiperestesia DENTES – 1484312
Hipoplasia do esmalte dentário – 74854321
DENTAL Infecção Focal – 514854814
LEUCOPLAQUTA – 485148151
DESLOCAMENTO DE DENTES – 485143277
OSTEOMIELITE JAW – 5414214
Papilite INTERDENTAL- 5844522
PERICORONITIS- 5188888
PERIODONTITE – 5182821
PFRIODONTITIS APICAL – 3124601
Pulpite – 1468550
Cisto no maxilar – 514218877
XEROSTOMIA (boca seca) – 5814514

Capítulo 26 Doenças e estados desconhecidos – 1884321
Cabeça – 1819999
Pescoço – 18548321
Braço e mão direito – 1854322
Braço e mão esquerda – 4851484t
Tronco – 5185213
Perna e pé direito – 4812531
Perna e pé esquerdo – 485148291
Coluna vertebral 214 217 000 819
Coluna cervical – 312 218 212 918
Coluna torácica – 214 217 814 717
Coluna lombar – 498 217 218 227
Sacro – 213 819 222 218
Cóccix – 218 312 248 228

Capítulo 27 Normalização de exames laboratoriais – 1489999
Atividade sistêmica da regulação neuroendócrina – 518432121
Bile – 514852188
Bioquímica do sangue – 514832189
Conteúdo intestinal – 1485458
Saliva – 514821441
Sistema sanguíneo – 148542139
Suco gástrico – 5148210
Urina – 1852155
Sistema sanguíneo – 148542139
Sangue periférico – 4181521
Hemoglobina – 4218543
– homens – 81432142
− mulheres – 2154321
Eritrócitos – 518432129
− homens – 81543212
− mulheres – 2143215
Conteúdo dos pigmentos – 81432152
Leucócitos – 514854240
− homens – 514852187
− mulheres – 8231454

CÓDIGOS SOBRE ALIMENTOS

Escreva em papeis e coloque na geladeira, armários de alimentos .
Abençoar os alimentos – 258041 818 (através deste número, é gerado o controle para alcançar a vida eterna de qualquer um que consumir este alimento). 
Do livro “Zahlen-Konzentration auf Lebensmittel” – Por Grigori Grabovoi
Pão branco – 54931749871
Pão integral – 54961831754
Batatas – 494891519
alho poro- 479894317
Couve-flor – 318567491
Cenouras – 489716318
Tomates – 591318549
Maçãs – 694897548
Pera – 497514894
Bananas – 516498518
Espinafre – 4897183194
Salada – 549649894
Gordura, margarina, manteiga: 5496418911
Pão, farinha, produtos de panificação: 31961871481
Leite e produtos lácteos: 91471831949181
Cereais: 51481631971
Vegetais: 319681398
Frutas e bagaços: 5619494319
Frutas secas: 5496181979
Cogumelos: 56489131849718
Carnes e produtos derivados: 498517494168491894718
Ovos: 3148964971981
Peixes e moluscos: 51849459758961
Carne de porco: 5498197
Açúcar e produtos doces: 598714221
Cebolas – 648541919
Cebolinha – 491894851
Salsa – 548741318
Beterraba – 371894548
Berinjela – 149714319
Abobrinha – 361851368
Abacaxi – 984417319
Pêssego – 894108494
Caqui – 896748516
DICAS DE COMO USAR AS SEQUÊNCIAS NUMÉRICAS

Concentração das Sequências Numéricas

Concentre-se nos números, apenas olhando uma sequência. Se forem várias sequências, concentre-se em uma de cada vez.

Também é bom memorizar a seqüência de números, para que você possa se concentrar a qualquer hora.

Ou escrevê-la em um pedaço de papel várias vezes.

Você pode, também, recitar os números ou cantar. Sempre número por número. Exemplo: 48154211 (quatro, oito, um, cinco, quatro, dois, um, um).

Visualizações são também recomendadas

A sequência numérica saindo de um raio de luz e se iluminar.
Imagine as sequências numéricas em 3D e, de preferência, na cor prata.

O trabalho com as cores também é indicado. Imagine os números na sua cor predileta ou naquela cor que vier à mente.

Você pode também trazer movimento aos números, no qual eles se esticam, separam e em seguida juntam-se em um ponto, etc.

Você pode também imaginar os números em uma esfera/bola. A seguir, introduzir a pequena esfera no corpo, no lugar onde dói, por exemplo.

Imagine as sequências numéricas sobre sua cabeça e, a seguir, caindo sobre você como a chuva. Se quiser colorir em luz prateada, ainda melhor!

Você pode escrever mentalmente sobre uma nuvem. Este modo de concentração é muito bom, porque aqui você se concentra nas sequências numéricas e em áreas distantes da consciência ao mesmo tempo. Concentrando-se em áreas distantes da consciência os resultados serão ainda mais rápidos.

Nota: Se se concentra em áreas distantes da consciência, o resultado é muito mais rápido e, portanto, a cura pode acontecer ainda mais rápida. Concentre-se, por exemplo: Nuvem, lua, sol, outros planetas, no infinito…

Também muito bom:

Se você escrever em um pedaço de papel e, sobre ele, por um copo com água por alguns minutos. Pode também escrever na garrafa.

Você pode colocá-lo no bolso do casaco, bolsa etc. Levando sempre consigo para sempre dar uma olhada.

Distribuir vários pedaços de papel com os números no lar, escritório, no carro…

Você pode pendurar os números, por exemplo: 

Nas paredes, nas portas, na geladeira etc. Enfim, POR TODOS OS LUGARES!

Escreva num papel os números e ponha embaixo do travesseiro ou cama, deixando-os „trabalhar“ durante a noite.

Escrever os números numa folha de papel juntamente com a mais positiva formulação de seus objetivos. Ter esta folha sempre consigo para que possa sempre se concentrar nela.

Escrever os números na pele apenas com o dedo ou com caneta. Próximo ou em cima do local afetado. Nota: Use, de preferência, canetas com tinta especial, como para tatuagem falsa. Lápis de cor ou corante para comida.

Você pode escrever em um pedaço de papel e, em seguida, por um esparadrapo, de modo que os números fiquem para baixo, quando você colocar sobre a pele.

Nota 1: Se você precisar de várias sequências de números, concentre-se numa após a outra.

Nota 2: Se usar várias sequências, escreva-as uma embaixo da outra.

Nota 3: Se for escrever num local do corpo que esteja dolorido ou ferido, escreva diretamente em cima onde dói ou próximo ao local ferido.

Nota 4: Visualize apenas o resultado, e näo como vai ser resolvido!

Importante: Enquanto se concentra em uma sequência numérica, tente visualizar o resultado desejado e formular o mais positivamente possível.

Por exemplo: 

“Padrão absoluto de saúde”
“Padrão da coluna vertebral”
“Norma absoluta da alma, espírito e corpo”
“Harmonização de eventos“.

Desabilite a Playmusical do Blog


APOSTILA

Atenção utilize a busca para pesquisar os Códigos de seu interesse desta postagem. 

Não farei pesquisa para ninguém, pois a quantidade de solicitações é grande, não disponho de tempo para atender a todos.

Então afim de agilizar sua procura:

Por gentileza, leia o texto todo, pesquise você mesmo, boa sorte. 

Comentários solicitando pesquisa de Códigos serão excluídos.

Paz e Luz.

RELAÇÃO ENTRE ALIMENTAÇÃO E VIBRAÇÃO ENERGÉTICA


Entenda porque certos alimentos baixam nossa energia, comprometendo a longevidade e dificultando nossos esforços de elevação espiritual

A certa altura do caminho espiritual, todos nós somos avisados que alimentos industrializados, artificiais e de origem animal, assim como bebidas alcoólicas, drogas e guloseimas devem ser evitados porque deixam muitas toxinas em nosso organismo. A justificativa para essa indicação é que a intoxicação do corpo baixa nossa vibração energética.
Para quem deseja compreender melhor a relação entre alimentação e nível vibratório, transcrevemos uma passagem do livro O Segredo de Shamballa, de James Redfield (Editora Objetiva). Autor do clássico A Profecia Celestina, Redfield é espiritualista e pesquisador. Para escrever o texto a seguir, ele baseou-se no trabalho do médico Phd Theodore A. Baroody, um especialista em medicina preventiva e nutrição.

Aqui, Redfield explica com grande clareza e simplicidade como a dieta influi no nível de energia dos seres humanos.

A maioria das pessoas é cheia de energia e entusiasmo durante a juventude, mas, depois, na meia-idade, começa a escorregar lentamente ladeira abaixo e finge não perceber. Afinal, todos os amigos estão na mesma situação e seus filhos são ativos, então eles passam cada vez mais tempo sentados, comendo as coisas que têm gosto bom.

Não demora até que comecem a ter queixas e problemas crônicos tais como dificuldades digestivas e irritações da pele que atribuem à idade, e então, um dia, contraem uma doença grave, de cura difícil.

Geralmente procuram um médico que não ensina prevenção, e se põem a tomar remédios; às vezes o problema é resolvido, às vezes não é.

E então, com o passar dos anos, elas pegam uma doença que piora progressivamente, e percebem que estão morrendo; seu único consolo é pensarem que o que está acontecendo com elas ocorre com todo mundo, que é inevitável. E o pior é que esse colapso de energia acontece, até certo ponto, até mesmo com quem pretende ser espiritualizado.

Se procuramos ampliar nossa energia e ao mesmo tempo consumimos alimentos que nos roubam essa energia, não chegamos a lugar algum. Temos de avaliar todas as energias que rotineiramente permitimos que entrem em nosso campo de energia, especialmente os alimentos, e evitar tudo que não seja o melhor para que nosso campo continue forte. 
Sei que por aqui existem muitas informações conflitantes a respeito dos alimentos. Mas a verdade está aqui também. Cada um de nós precisa pesquisar, tentar ter uma visão mais ampla.

Somos seres espirituais que viemos a este mundo para aumentar a nossa energia. No entanto, grande parte do que encontramos aqui destina-se simplesmente ao prazer sensual e à distração, e grande parte mina a nossa energia e nos empurra para a desintegração física.

Se realmente acreditamos que somos seres energéticos, devemos seguir o caminho estreito por entre essas tentações. Estudando a evolução, você verá que, desde o início, tivemos de escolher nosso alimento experimentando e errando, apenas para descobrir quais eram bons para nós e quais nos matariam.

Se comer esta planta, você sobrevive; se comer aquela ali, morrerá. Hoje, já sabemos o que nos mata, mas só agora estamos aprendendo quais são os alimentos que aumentam a nossa longevidade e mantêm alta a nossa energia, e quais nos prejudicam. 

Parecemos ser de matéria, carne e sangue, mas somos átomos! Energia pura! A ciência já provou esse fato. Quando nos aprofundamos no estudo dos átomos, vemos primeiro partículas e depois, em níveis mais profundos, as próprias partículas se transformam em padrões de energia pura vibrando em certo nível.

E se olharmos desta perspectiva para aquilo que comemos, veremos que o que colocamos em nosso corpo como alimentos afeta o nosso estado vibratório, ao passo que outros diminuem.

A verdade é simples. Todas as doenças resultam de uma queda na energia vibratória; quando a nossa energia cai até determinado ponto, existem forças naturais no mundo que se destinam a desintegrar o nosso corpo.

Quando alguma coisa morre, como por exemplo um cachorro atropelado por um carro ou uma pessoa depois de longa doença, as células do corpo imediatamente perdem a vibração e se tornam muito ácidas quimicamente.

Esse estado ácido é o sinal para os micróbios do mundo, os vírus, as bactérias e os fungos, de que está na hora de decompor aquele tecido morto. Esse é o trabalho deles no universo físico; devolver um corpo à terra.

Já lhe disse que quando a energia em nosso corpo diminui por causa do tipo de alimento que comemos, isso nos torna suscetível às doenças.

Eis como funciona: quando comemos, o alimento é metabolizado e deixa resíduos ou cinzas em nosso corpo. Esses resíduos são de natureza ácida ou alcalina, dependendo da comida; se ela for alcalina, então pode ser rapidamente extraída de nosso corpo com pouca energia.

No entanto, se esses produtos residuais são ácidos, fica muito difícil para o sangue e o sistema linfático os eliminarem, e eles são depositados em nossos órgãos e tecidos como sólidos, formas cristalinas de baixa vibração que criam bloqueios ou rupturas nos níveis vibratórios das nossas células.

Quanto mais desses subprodutos ácidos são depositados em nosso corpo, mais ácidos os tecidos se tornam… e adivinhe o que acontece?

Um micróbio aparece, sente todo esse ácido e diz: “Ah, este corpo está pronto para ser decomposto.”

Está entendendo? Quando um organismo morre, o corpo muda rapidamente para um ambiente altamente ácido e é consumido pelos micróbios bem depressa. Se começarmos a aparentar esse estado muito ácido, ou estado de morte, então começamos a sofrer o ataque de micróbios. Todas as doenças humanas resultam de um ataque desses. 

Todas as doenças surgem por meio da ação microbiana. Vários micróbios foram associados às lesões arteriais da doença coronária, assim como à produção de tumores cancerígenos. Mas, lembre-se, os micróbios estão apenas fazendo a sua função; a verdadeira causa é a alimentação que provoca o ambiente ácido.
Nós, humanos, estamos em um dos dois estados: ou no alcalino, de alta energia, ou no ácido, que avisa os micróbios que habitam em nós ou que surgem que estamos prontos para sermos decompostos. A doença é literalmente uma decomposição de alguma parte do nosso corpo, porque os micróbios perto de nós receberam o sinal de que já estamos mortos. 
Geralmente, os alimentos que deixam resíduos ácidos em nosso corpo são pesados, cozidos demais, industrializados demais, e doces – como carnes, farinhas, balas, álcool, café e as frutas mais doces; os alimentos alcalinos são mais verdes, mais frescos, mais vivos, tais como legumes frescos e seu suco, verduras, brotos e frutas como abacate, tomate, grapefruit e limão. 

É muito simples. Somos seres espirituais num mundo espiritual e energético. Vocês no Ocidente podem ter crescido achando que a carne cozida e os alimentos industrializados são bons; mas agora sabemos que eles criam um ambiente de lenta decomposição que ao longo do tempo cobra seu preço.

Todas as doenças debilitantes que afligem a humanidade, como aterosclerose, enfarte, artrite, aids e especialmente os vários tipos de câncer, existem porque poluímos nosso corpo, o que avisa aos micróbios dentro de nós que estamos prontos para nos decompor, morrer.

Sempre nos perguntamos por que certas pessoas expostas aos mesmos micróbios não sofrem o contágio de uma doença; a diferença é o ambiente do interior do organismo.

A boa notícia é que, mesmo se tivermos excesso de acidez no corpo e começarmos a nos decompor, a situação pode ser revertida se melhorarmos nossa nutrição e passarmos para um estado alcalino e de energia mais alta. 

Estamos vivendo na idade das trevas no que refere aos princípios de um corpo vibrante e altamente energético. Os seres humanos deveriam viver mais de 150 anos.

Mas a nossa alimentação é tal que imediatamente começa a nos destruir. Em toda parte vemos pessoas que estão se decompondo diante dos nossos olhos. Mas não precisa ser assim.

Extraído do livro O Segredo de Shambahla, de James Redfield, Editora Objetiva.

AS 20 MELHORES DICAS DE SAÚDE

01- Um copo de suco de laranja
Diariamente, para aumentar o Ferro e repor a vitamina C.
(se não tiver problemas de acidez no estômago)
02- Salpicar canela no café
 (mantém baixo o colesterol e estáveis os níveis de açúcar no sangue).
03- Trocar o pãozinho tradicional pelo pão integral
O pão integral tem 4 vezes mais fibra, 3 vezes mais zinco e quase 2 vezes mais Ferro que tem o pão branco.
04- Mastigar os vegetais por mais tempo.
Isto aumenta a quantidade de químicos anticancerígenos liberados no corpo. Mastigar libera sinigrina. E quanto menos se cozinham os vegetais, melhor efeito preventivo têm.

05- TER UM ANIMAL DE ESTIMAÇÃO.
As pessoas que não têm animais domésticos sofrem mais de estresse e visitam o médico regularmente.  Os mascotes fazem você sentir-se otimista, relaxado e isso baixa a pressão do sangue.

06- Laranja o futuro está na laranja,  que reduz em 30% o risco de câncer de pulmão.
07- Fazer refeições coloridas como o arco-íris .  
Comer DIARIAMENTE, uma variedade de vermelho, laranja, amarelo, Verde, roxo e branco em frutas e vegetais, cria uma melhor mistura de antioxidantes, vitaminas e minerais.
08- Comer pizza, macarronada ou qualquer outra coisa com molho de tomate.
Mas escolha as pizzas de massa fininha.  O Licopeno, um antioxidante dos tomates pode inibir e ainda reverter o crescimento dos tumores; e ademais é melhor absorvido pelo corpo quando os tomates estão em molhos para massas ou para pizza .
09- Limpar sua escova de dentes e trocá-la regularmente .
As escovas podem espalhar gripes e resfriados e outros germes. Assim, é recomendado lavá-las com água quente pelo menos quatro vezes à semana (aproveite o banho no chuveiro), sobretudo após doenças, quando devem ser mantidas separadas de outras escovas.
10- Realizar atividades que estimulem a mente e fortaleçam sua memória.
Faça alguns testes ou quebra-cabeças, palavras-cruzadas, aprenda um idioma, alguma habilidade nova…  Leia um livro e memorize parágrafos; escreva, estude, aprenda. Sua mente agradece e seus amigos também, pois é interessante conversar com alguém que tem assunto.
11- Usar fio dental e não mastigar chicletes .  
Acreditem ou não, uma pesquisa deu como resultado que as pessoas que mastigam chicletes têm mais possibilidade de sofrer de arteriosclerose, pois tem os vasos sanguíneos mais estreitos, o que pode preceder a um ataque do coração.  Usar fio dental pode acrescentar seis anos a sua idade biológica porque remove as bactérias que atacam aos dentes e o corpo.
12- Rir.  
Uma boa gargalhada é um ‘mini-workout’, um pequeno exercício físico: 100 a 200 gargalhadas equivalem a 10 minutos de corrida. Baixa o estresse e acorda células naturais de defesa e os anticorpos.
13- Não descascar com antecipação.  
Os vegetais ou frutas, sempre frescos, devem ser cortados e descascados na hora em que forem consumidos.  Isso aumenta os níveis de nutrientes contra o câncer. Sucos de fruta têm que ser tomados assim que são preparados.
14- Ligar para seus parentes/pais de vez em quando.
Um estudo da Faculdade de Medicina de Harvard concluiu que 91% das pessoas que não mantém um laço afetivo com seus entes queridos, particularmente com a mãe, desenvolvem alta pressão, alcoolismo ou doenças cardíacas em idade temporã .
15- Desfrutar de uma xícara de chá.   
O chá comum contém menos níveis de antioxidantes que o chá Verde, e beber só uma xícara diária desta infusão diminui o risco de doenças coronárias.  Cientistas israelenses também concluíram que beber chá aumenta a sobrevida depois de ataques ao coração.

16- Adotar a regra dos 80%:
Servir-se menos 20% DA comida que costuma comer, evita transtornos gastrintestinais, prolonga a vida e reduz o risco de diabetes e ataques de coração.

17- Colocar tomate ou verdura frescas no sanduíche.
Uma porção de tomate por dia baixa o risco de doença coronária em 30%, vantagens outras são conseguidas através de verduras frescas.
18- Reorganizar a geladeira.  
As verduras em qualquer lugar de sua geladeira perdem substâncias nutritivas, porque a luz artificial do equipamento destrói Os flavonóides que combatem o câncer que todo vegetal tem.  Por isso, é melhor usar á área reservada a ela, aquela caixa bem embaixo ou guardar em um tapeware escuro e bem fechado.
19- Comer como um passarinho.  
A semente de girassol e as sementes de sésamo nas saladas e cereais são nutrientes e antioxidantes.  E comer nozes entre as refeições reduz o risco de diabetes.
20- Uma banana por dia quase dispensa o médico, veja:  
“Pesquisa da Universidade de Bekeley”. A banana previne a anemia, a tensão arterial alta, melhora a capacidade mental, cura ressacas, alivia azia, acalma o sistema nervoso, alivia TPM, reduz risco de infarto, e tantas outras coisas mais, então, é ou não é um remédio natural contra várias doenças?
E por último, um mix de pequenas dicas para alongar a vida:  
 Comer chocolate amargo. Duas barras por semana estendem um ano a vida. O amargo é fonte de ferro, magnésio e potássio..
 Pensar positivamente. Pessoas otimistas podem viver até 12 anos mais que os pessimistas,  que, além disso, pegam gripes e resfriados mais facilmente, são menos queridos e mais amargos.
 Ser sociável. Pessoas com fortes laços sociais ou redes de amigos têm vidas mais saudáveis que as pessoas solitárias ou que só têm contato com a família.
 Conhecer a si mesmo. Os verdadeiros crentes e aqueles que priorizam o ‘ser’ sobre o ‘ter’  têm 35% de probabilidade de viver mais tempo, e de ter qualidade de vida…
Não parece tão sacrificante, não é verdade?  Uma vez incorporados, os conselhos, facilmente tornam-se hábitos…  
‘Escolha a melhor forma de viver e o costume a tornará agradável’!
“Crie bons hábitos e torne-se escravo deles, como costumamos ser dos maus hábitos”.

A SAÚDE DO CORPO É REFLEXO DA HARMONIA ESPIRITUAL

Do livro “Falando à Terra” 
Espíritos Diversos – Psicografia: Francisco Cândido Xavier 

Se o homem compreendesse que a saúde do corpo é reflexo da harmonia espiritual, e se pudesse abranger a complexidade dos fenômenos íntimos que o aguardam além da morte, certo se consagraria à vida simples, com o trabalho ativo e a fraternidade legítima por normas de verdadeira felicidade. 
A escravização aos sintomas e aos remédios não passa, na maioria das ocasiões, de fruto dos desequilíbrios a que nos impusemos. Quanto maior o desvio, mais dispendioso o esforço de recuperação. 
Assim, também, cresce o número das enfermidades à proporção que se nos multiplicam os desacertos, e, exacerbadas as doenças, tornam-se cada vez mais difíceis e complicados os processos de tratamento, levando milhões de criaturas a se algemarem a preocupações e atividades que adiam, indefinidamente, a verdadeira obra de educação que o mundo necessita. 

O homem é inquilino da carne, com obrigações naturais de preservação e defesa do patrimônio que temporariamente usufrui. 
Não se compreende que uma pessoa instruída amontoe lixo e lama, ou crie insetos patogênicos no próprio âmbito doméstico. Existe, no entanto, muita gente de boa leitura e de hábitos respeitáveis que não se lhe dá atochar dos mais vários tóxicos a residência corpórea e que não acha mal no libertar a cólera e a irritação, de minuto a minuto, dando pasto a pensamentos aviltantes, cujos efeitos por muito tempo se fazem sentir na vida diária. 
Sirvamo-nos deste símbolo, para estender-nos em mais simples considerações. Se sabemos imprescindível a higiene interna da casa, por que não movermos o espanador da atividade benéfica, desmanchando as teias escuras das ideias tristes? 
Por que não fazer ato salutar do uso da água pura, em vasta escala, beneficiando os mais íntimos escaninhos do edifício celular e atendendo igualmente ao banho diário, no escrúpulo do asseio? Se nos desvelamos em conservar o domicílio suficientemente arejado, por que não respirar, a longos haustos, o oxigênio tão puro quanto possível, de modo a facilitar a vida dos pulmões? 
Quem construa uma habitação, cogita, não somente bases sólidas, que a suportem, senão da orientação, de tal jeito que a luz do sol a envolva e penetre profundamente; jamais voltaria esse alguém a situar o ambiente doméstico numa caverna de troglodita. 
Analogamente, deve o homem assentar fundamentos morais seguros, que lhe garantam a verdadeira felicidade, colocando-se, no quadro social onde vive, de frente voltada para os ideais luminosos e santificantes, de modo que a divina inspiração lhe inunde as profundezas da alma. 
Frequentemente a moradia das pessoas cuidadosas e educadas se exorna, em seu derredor, de plantas e de flores que encantam o transeunte, convidando-o à contemplação repousante e aos bons pensamentos. Por que não multiplicar em torno de nós os gestos de gentileza e de solidariedade, que simbolizam as flores do coração?

Ninguém é tentado a descansar ou a edificar-se em recintos empedrados ou espinhosos. Assim também, a palavra agradável que proferimos ou recebemos, as manifestações de simpatia, as atitudes fraternais e a compreensão sempre disposta a auxiliar, constituem recursos medicamentosos dos mais eficientes, porque a saúde, na essência, é harmonia de vibrações. 

Quando nossa alma se encontra realmente tranquila, o veículo que lhe obedece está em paz. 
A mente aflita despede raios de energia desordenada que se precipitam sobre os órgãos à guisa de dardos ferinos, de consequências deploráveis para as funções orgânicas. 
O homem comumente apenas registra efeitos, sem consignar as causas profundas. 
E que dizer das paixões insopitadas, das enormes crises de ódio e de ciúme, dos martírios ocultos do remorso, que rasgam feridas e semeiam padecimentos inomináveis na delicada constituição da alma? 
Que dizer relativamente à terrível multidão dos pensamentos agressivos duma razão desorientada, os quais tanto malefício trazem, não só ao indivíduo, mas, igualmente, aos que se achem com ele sintonizados? 
O nosso lar de curas na vida espiritual vive repleto de enfermos desencarnados. Desencarnados embora, revelam psicoses de trato difícil.

A gravitação é lei universal, e o pensamento ainda é matéria em fase diferentes daquelas que nos são habituais. 
Quando o centro de interesses da alma permanece na Terra, embalde se lhe indicará o caminha das alturas. 
Caracteriza-se a mente também, por peso específico, e é na própria massa do Planeta que o homem enrodilhado em pensamentos inferiores se demorará, depois da morte, no serviço de purificação. 
Os instrutores religiosos, mais do que doutrinadores, são Médicos do Espírito que raramente ouvimos com a devida atenção, enquanto na carne. 
Os ensinamentos da fé constituem receituário permanente para a cura positiva das antigas enfermidades que acompanham a alma, século trás séculos.

Todos os sentimentos que nos ponham em desarmonia com o ambiente, onde fomos chamados a viver, geram emoções que desorganizam, não só as colônias celulares do corpo físico, mas também o tecido sutil da alma, agravando a anarquia do psiquismo. 
Qualquer criatura, conscientemente ou não, mobiliza as faculdades magnéticas que lhe são peculiares nas atividades do meio em que vive. Atrai e repele. 
Do modo pelo qual se utiliza de semelhantes forças depende, em grande parte, a conservação dos fatores naturais de saúde. 
O espírito rebelde ou impulsivo que foge às necessidades de adaptação, assemelha-se a um molinete elétrico, armado de pontas, cuja energia carrega e, simultaneamente, repele as moléculas do ar ambiente; assim, esse espírito cria em torno de si um campo magnético sem dúvida adverso, o qual, a seu turno, há de repeli-lo, precipitando-o numa roda-viva por ele mesmo forjada. 
Transformando-se em núcleo de correntes irregulares, a mente perturbada emite linhas de força, que interferirão como tóxicos invisíveis sobre o sistema endocrínico, comprometendo-se a normalidade das funções. 
Mas não são somente a hipófise, a tireóide ou as cápsulas supra-renais as únicas vítimas da viciação. Múltiplas doenças surgem para a infelicidade do espírito desavisado que as invoca. 
Moléstias como o aborto; a encefalite letárgica, a esplenite, a apoplexia cerebral, a loucura, a nevralgia, a tuberculose, a coréia, a epilepsia, a paralisia, as afecções do coração, as úlceras gástricas e as duodenais, a cirrose, a icterícia, a histeria e todas as formas de câncer podem nascer dos desequilíbrios do pensamento. 
Em muitos casos, são inúteis quaisquer recursos medicamentosos, porquanto só a modificação do movimento vibratório da mente, à base de ondas simpáticas, poderá oferecer ao doente as necessárias condições de harmonia. 
Geralmente, a desencarnação prematura é o resultado do longo duelo vivido pela alma invigilante; esses conflitos prosseguem na profundeza da consciência, dificultando a ligação entre a alma e os poderes restauradores que governam a vida. 
A extrema vibratilidade da alma produz estados de hipersensibilidade, os quais, em muitas circunstâncias, se fazem seguir de verdadeiros desastres organopsíquicos. 
O pensamento, qualquer que seja a sua natureza, é uma energia, tendo, conseguintemente, seus efeitos. Se o homem cultivasse a cautela, selecionando inclinações e reconhecendo o caráter positivo das leis morais, outras condições, menos dolorosas e mais elevadas, lhe presidiriam à evolução. 
É imprescindível, porém, que a experiência nos instrua individualmente. Cada qual em seu roteiro, em sua prova, em sua lição. 
Com o tempo aprenderemos que se pode considerar o corpo como o prolongamento do espírito, e aceitaremos no Evangelho do Cristo o melhor tratado de imunologia contra todas as espécies de enfermidade. 
Até alcançarmos, no entanto, esse período áureo da existência na Terra, continuemos estudando, trabalhando e esperando. 

http://despertardegaia.blogspot.com/