O STARGATE DA SUMÉRIA – IRAQUE

O QUE É UM STARGATE?
Um dos maiores paradigmas que foram escondidos da humanidade (entre muitos outros) é a existência de Portais Estelares ou Stargates.

Estas “portas” que nos comunicam essencialmente com outras faixas de freqüência sempre existiram no planeta Terra. Quando falamos de faixas de freqüência, falamos também de matéria,e esta matéria vai estar de acordo ao “campo de realidade” que esta sendo acessado, ou seja, pode também funcionar em um universo ou “matriz de tempo” de terceira dimensão.

Ao contrário do que pensam muitos místicos ou seguidores da nova era, estes portais, no caso da terceira dimensão, existem de uma forma real e são manipulados e controlados através de sofisticados sistemas eletrônicos e com tecnologia extraterrestre que foi revertida pelos muitos contatos que o governo oculto fez com diferentes tipos de ETs.

Em um nível mais sutil, (mas ainda físico) estes campos de energias ou Stargates, são verdadeiros caminhos ou vias que temos para navegar dentro da galáxia;estar no controle destes portais quando ainda não se tem uma evolução maior, traz conflitos e bloqueios para muitos mundos e civilizações.
ANNUNAKI NUM PORTAL?

Este relevo no Museu Britânico mostra o Rei  Anunnaki Ninurta em um Portal. 

Ele está claramente usando um dedo para empurrar algo na parede do Portal (3).
Ele está ativando o Portal? 
Sua pulseira é muito parecida com um relógio de pulso moderno (2) e o emblema em volta do pescoço corresponde ao projeto do Monte Meru e é muito semelhante ao nosso símbolo de radiação moderna. 

Estes símbolos tem sido identificados como também representando o poder do “Estrela Negra” ou planeta X.Leia o texto abaixo para entender esta história.

Ninurta

De acordo com textos bíblicos, há um portal escondido para o “Abyss” , o “abismo” nas proximidades do rio Eufrates, um portal estelar da sorte. Está lá, sepultado sob as ruínas da antiga Mesopotâmia cidade de Eridu, há milhares de anos. 

Este abismo mencionado na Bíblia, é também referido em textos sumérios como o “Abzu”, e é associado á um deus sumério conhecido como “Enki-Ea.”

O Abzu Engur, é ainda descrito como uma porta de entrada a partir do qual Enki-Ea chegou à Terra e sobre o qual ele construiu o Templo de E. ABZU em Eridu, para facilitar seu uso. Sim, foi isso que eu disse: o uso.

Em vez de uma cena de templo simples envolvendo o chefe Anunnaki dos sumérios, Anu e seus dois filhos, Enlil e Enki, o pesquisador William Henry propõe que a cena representa um dispositivo de transporte usado por Anu e outros seres da elite Anunnaki. 

Sendo assim, esse dispositivo tecnológico provavelmente seria localizado na cidade suméria de Uruk, que era a cidade de fundação da civilização suméria e a casa de Gilgamesh, o famoso rei da Epopéia de Gilgamesh.

Leia também, clique: A VERDADEIRA HISTÓRIA DA HUMANIDADE

 

Zecharia Sitchin, e alguns outros autores como David Childress que discutem as várias tecnologias usadas por extraterrestres e civilizações antigas, não percebeu a grande significância desse Stargate em suas próprias traduções dos textos e nas investigações do meio de transporte desses extraterrestres. 

Esses pesquisadores se basearam no velho paradigma convencional onde o meio de transporte seria realizado com  veículos lançados por foguetes. Sitchin foca sua pesquisa em sólidos foguetes e espaçonaves em sua descrição dos Anunnakis e suas várias viagens de ida e volta para a Terra. 

Por exemplo, para descrever o transporte usado pelos Anunnakis em mover-se entre a sua terra e outros locais de suas bases no espaço, Sitchin escreveu: 

“Os textos revelam que trezentos deles – O ‘ Anunnaki do Céu’ , ou Igig- eram verdadeiros astronautas que ficaram á bordo da espaçonave sem realmente desembarcar na Terra. Orbitando a Terra, estas espaçonaves lançavam e recebiam as naves menores  de/e para a Terra “.
Outras inscrições sumérias mostram claramente seres em frente de uma porta apertando algum botão. O mais famoso o painel em alto relevo do deus Anunnaki.
Nirurta, que se encontra atualmente exposto no Museu Britânico (ver gravura acima, evidenciando os artefatos), evidencia que ele está usando o dedo indicador para apertar um botão na frente dessa porta. 

Seria esse um Stargate ou a porta que permitiria ele viajar para outros locais? O intrigante ainda é a riqueza em detalhes dos acessórios, como uma espécie de cetro  na mão, um relógio de pulso, muitíssimo similar aos modernos e os símbolos de alguns astros como o sol e a lua e um outro planeta nessa porta, assim como os símbolos da vestimenta, inclusive um muito similar ao moderno símbolo de elemento radioativo, que se acredita ser o símbolo representativo dos 4 continentes da Terra.

Portanto,  pode-se concluir que houveram duas formas de transporte utilizados pelos Anunnakis. Uma delas era uma forma de tecnologia baseada em foguetes,  familiar para nós, que foi utilizado pelos Anunnakis que moravam  na Terra e administravam a Terra e a humanidade de acordo com os regras que seus companheiros espaciais ditavam.  

Outra tecnologia de transporte era o Stargate que presumivelmente foi utilizada apenas pela classe mais alta dos Anunnakis, que não realizavam as tarefas de recolher os recursos da Terra e enviá-las a base dos Anunnakis residentes no espaço. 

Interpretando o texto babilônico “Epopéia da Criação”,  podemos ter uma idéia da maneira como as tarefas eram distribuídas e a hierarquia dos Anunnakis funcionava  na maneira que o ‘deus supremo’ Marduk, delegava tarefas a seu subordinado Anu, que era o chefe dos Anunnakis.
Delegados por Anu, para executar suas ordens, foram designados trezentos Anunakis nos céus  estacionados como guardiões dos caminhos da Terra para o espaço ,e na Terra,  seiscentos que residiriam aqui.  

Assim, os Anunnakis operaram postos avançados na terra e no espaço para manter seu controle sobre o planeta. 

Dada a hierarquia rígida de autoridade descrita por Sitchin em sua análise detalhada dos Anunnakis e suas interações com os outros e com a humanidade, é provável que o Stargate teria sido venerado e um assunto temido pelos Anunnakis residentes na Terra e a humanidade, que ficaram apenas observando sua operação, mas não eram autorizados a usá-lo.

Dessa forma, teria existido um número limitado de Stargates em todo o planeta, como o  Stargate sumério localizado na mais importante das antigas cidades sumérias – sendo mais provável o da antiga capital de Uruk, lar dos reis antigos, que está localizado no sul do Iraque.
Significativamente, após um período de calmaria de 12 anos em escavações, uma equipe de pesquisadores alemães retomou em 2002  as escavações na cidade soterrada de Uruk. 

Usando um magnetômetro, que é capaz de detectar a presença de artefatos e objetos feitos pelo homem sob a terra, e um sistema poderoso de computadores na Alemanha, os geofísicos alemães foram capazes de mapear as estruturas enterradas que se alastravam 5,5 Km2 da antiga, que foi onde a civilização suméria começou.

Um evento importante nas descrições sumérias dos Anunnakis, foi a última saída para o planeta durante uma série de eventos cataclísmicos que culminaram no período 1800-1700 aC. 

Com efeito, os arqueólogos convencionais apoiam a visão de que havia um evento cataclísmico regional que ocorreu naquela época. 

Se, de fato, havia dois modos de transporte utilizados pelos Anunnakis, quando a maioria dos Anunnakis residentes/moradores deixaram a Terra usando foguetes convencionais, a elite Anunnaki provavelmente o fez usando o Stargate e o fechou. 

Previsivelmente, dada a reverência e temor em torno do Stargate, ele não teria sido deixados sem proteção no período de transição entre a sua saída e sua reativação com o retorno profetizado dos Anunnakis.
Em suma, as informações disponíveis sobre a “Profecia do retorno dos deuses” pode ser entendida que significam um marco importante no crescimento da civilização humana. 

‘Profecia do retorno’ pode ser interpretado literalmente ou metaforicamente para significar um retorno físico dos ‘deuses’ Anunnakis; o retorno de um décimo planeta misterioso para o sistema solar; ou um rápido crescimento na consciência da humanidade assim como o sistema solar entrando em alinhamento com o plano galáctico. 

Apesar da controvérsia sobre o que precisamente essa ‘Profecia do retorno’ significa, os fatores em tal retorno cuja maioria se referem à atual situação política mundial e a intervenção militar americana que ocorreu no Iraque ,podem ser identificados e analisados. 

O primeiro fator é que um artefato tecnológico para o transporte de ETs, um Stargate, ou algum outro artefato extraterrestre muito importante, que poderia estar enterrado no deserto do sul do Iraque, que, presumivelmente, iria desempenhar um papel na ‘Profecia do retorno dos deuses “. 

Em segundo lugar, é possível que haverá um retorno de um décimo planeta que desempenha um papel crítico no retorno dos Anunnakis e/ou que tem um impacto significativo sobre o ambiente global. 

Finalmente, existe o potencial para uma rápida aceleração da consciência humana como abordou o fim do calendário maia em 2012 .
AS OCULTAÇÕES E PESQUISAS GOVERNAMENTAIS SOBRE O STARGATE DO IRAQUE

De fato, a ação do governo americano em todas épocas da história conduzem a um ponto geográfico único. Isso foi nitidamente percebido desde a Primeira Guerra Mundial. Na época, os EUA convocaram milhares de americanos para irem batalhar contra outros países sem mesmo eles saberem o motivo do conflito, que somente foi revelado no pós-guerra.

A única exigência americana era ficar com a Palestina, uma região que em 1948 foi dividida em três partes: uma parte integra o Estado de Israel, a outra,  a atual Jordânia e duas outras a porção da Faixa de Gaza e da Cisjordânia, vizinhos do atual Iraque.

Se realmente existe um Stargate no sul do Iraque, que irá desempenhar um papel na tal ‘Profecia do retorno dos deuses “, então é mais provável que as organizações do governo oculto e secretas que influenciam grandemente (ou controlam) a administração dos EUA, estão cientes da existência e do papel deste Stargate. 

O Presidente do Iraque na época do conflito militar com os EUA, Sadam Hussein, (ver abaixo estudo do Dr Michael Salla) provavelmente também conhecia ou tinha ciência da existência de um Stargate como pode ser constatado por seus projetos arquitetônicos, todos com a intenção de reviver a grandeza das primeiras civilizações mesopotâmicas e cimentando o seu lugar como o restaurador da glória do passado do Iraque. 

Mais significativamente, a permissão que ele concedeu para um time alemão de arqueólogos poderem retomar escavações na cidade suméria de Uruk após o mapeamento subterrâneo detalhado, sugere que este pode ser o local do Stargate da Suméria. 

Este conhecimento de um Stargate enterrado, também pode ser parte da razão pela qual o governo alemão ter sido publicamente contrário de uma  intervenção no Iraque. 

Se de fato, tanto o antigo regime de Saddam Hussein e o governo dos EUA acreditam que um Stargate está enterrado nas areias do sul do Iraque, então existe provavelmente uma corrida para ter acesso a ele e para controlá-lo. 

A tese de William Henry é que este foi de fato a base política do conflito militar americano no Iraque.Acredita-se que, do ponto de vista da administração americana, o controle do Stargate Sumério  permitiria que as organizações de governo ocultas  continuassem a sua campanha global de ocultação da presença de Extraterrestres no planeta. 

O controle desse Stargate daria presumívelmente para as organizações do governo oculto, maior alavancagem com as raças de ETs que estão atualmente interagindo com o planeta, ou estão previstas para chegarem em algum evento relacionado com a ‘Profecia do retorno dos deuses ‘.

Zecharia Sitchin acreditava na tese de que a antiga presença de ETs na Suméria, combinada com a noção de uma variedade de dispositivos de transporte extraterrestres descritas por outros autores em suas pesquisas de antigas civilizações, e a retomada das escavações arqueológicas da primeira capital suméria – Uruk – em 2002, deu suporte na tese de William Henry de um Stargate que estaria enterrado nas areias do sul do Iraque. 

Isso fornece informação contextual importante que é útil para compreender as verdadeiras motivações das intenções militares na região, tanto de americanos como também, de outros países.
A VOLTA DOS ANUNNAKI?
Uma grande quantidade de fontes relevantes descrevem a presente era em termos de uma ‘Profecia do retorno dos deuses Anunnakis‘. A noção de uma ‘Profecia de retorno’ no contexto da antiga presença Anunnaki varia de significado de acordo com três diferentes perspectivas. 

A primeira perspectiva é baseada simplesmente na idéia dos deuses ou ‘Anunnakis‘ retornando fisicamente para retomar um papel de destaque em influenciar os assuntos humanos e fiscalizar o uso dos recursos do planeta. 

Em tal cenário, a primeira onda de Anunnakis chegaria para criar as condições favoráveis para o retorno antecipado da elite Anunnaki. 


Isso envolveria o primeiro Anunnaki morador  retornando e ativando o Stargate sumério que seria necessário para o retorno de seus líderes. Presumivelmente, isso seria anunciado como um evento sagrado e que deveria ser comemorado por toda a humanidade(?).

O PROJETO MONTAUK-CONTRUINDO UM STARGATE?

Essa imagem acima, é da parte externa de Projeto Montauk


O Projeto Montauk foi acusado de ser uma série de projetos secretos do governo dos Estados Unidos realizado em Camp Hero ou Air Force Station em Montauk, Long Island, com a finalidade de desenvolver técnicas de guerra psicológica e investigações exóticas, incluindo a viagem no tempo, viagem no hiperespaço, invisibilidade a luz visível, infravermelha e radar. Dizem(?) que foi fechado em 1983.

Vemos acima uma foto do Golfo de Adem; Agora, o que o Projeto Montauk e o Golfo de Adem tem em comum?
Um vórtex interdimensional ou seja…um STARGATE.
O que é a ficção e o que seria a realidade em nosso mundo? Muitos filmes de cinema retratam situações incríveis, como a invasão do nosso mundo por alienígenas, viagens no tempo e mesmo passagens para outra dimensão e época através de portais. 

Mas, e quando chegar o dia em que descobrirmos que os fenômenos expostos como ficção científica, ocorrerem de forma real, inclusive ameaçando o nosso mundo de uma forma verídica? A notícia a seguir é justamente sobre esse tipo de acontecimento, o qual mistura ficção com realidade, podendo ser inclusive mais um sinal de que uma grande mudança ocorrerá em nosso planeta. 

Então apareceu o Wikileaks. Um relatório do almirante da Frota do Norte russa Maksimov, do primeiro-ministro Vladimir Putin, disse que um misterioso vórtice magnético atualmente focando no Golfo de Aden desafiou todos os esforços combinados da Rússia, os Estados Unidos e a China a fechar e verificar a causa exata de sua origem. 

A especulação é que o vórtice do Golfo de Aden possa ser um Stargate, aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar ou uma dimensão paralela, por exemplo).

Segundo o relatório, os cientistas dos EUA começaram a notar a formação do vórtice no final de 2000, após o que os norte-americanos estabeleceram uma base de operações no Chifre da África, o Djibuti, a maior cidade da república da capital de Djibuti. 

Desde a sua descoberta em novembro de 2000, o centro de Aden começou a se expandir  e no final de 2008, incentivou os Estados Unidos a publicar um relatório especial alertando o mundo sobre este acontecimento misterioso; em resposta forças navais das seguintes nações se dirigiram à área: 

Marinha Real Australiana de Guerra,  Marinha belga,  Marinha do Canadá,  Marinha de Libertação do Povo (China), a frota de guerra da Marinha Real da Dinamarca, da Marinha Francesa, Marinha Alemã, Marinha grega, a Marinha da Índia, Marinha da República Islâmica do Irã, da Marinha italiana, as Forças Marítimas de Autodefesa do Japão, República da Marinha da Coréia (Coreia do Sul), a frota de guerra da Marinha Real da Malásia, Marinha Real Holandesa de guerra, a Marinha do Paquistão, da Marinha Portuguêsa, Arábia Royal Navy, a Marinha Russa, a Marinha da República de Singapura, da Marinha Espanhola, da Marinha sueca, a  marinha de guerra da Royal Navy tailandêsa, da Marinha turca,  a frota de guerra da Marinha Real Britânica e a Marinha dos Estados Unidos.

Usando o pretexto de que estas forças navais eram necessárias para proteger o golfo de Aden de piratas da Somália (que não são realmente nada mais do que jovens homens armados à procura de alimentos, pois este vórtice misterioso destruiu suas zonas de pesca), o Almirante Maksimov relata que esse acúmulo é o maior de seu tipo na história humana. Importante notar é que os 40-60 terremotos que ocorreram no Golfo de Aden, no últimos tempos,também são os primeiros a ter ocorrido na região na história moderna. 

Na manhã de 15 de novembro de 2010, 43 abalos sísmicos consecutivos foram registrados. Mais importante ainda é lembrar que o Sol registrou uma erupção  solar no dia 14 de novembro do mesmo ano e pode ter conexão. O relatório afirma que todos esses abalos sísmicos variam entre 4,5 e 5,4 graus na escala Richter e quase todos são em profundidade de cerca de 10 km.


Golfo de Aden
Portal Estelar no Golfo de Áden

“Estamos colocando extratos de mensagens de Mark Huber sobre os acontecimentos do Golfo de Áden, para ciência e para a nossa avaliação, visto que notícias desta natureza não chegarão tão cedo através de nossos jornais e televisão, totalmente censurados e controlados pelas forças escuras. Para aqueles despertos que acreditam.”

Mensagem atualizada de Mark Huber sobre os últimos acontecimentos:

Há 300 navios no Golfo do Áden ao redor de uma porta estelar que se tornou visível. Nenhum meio de comunicação divulgou ainda esta atividade sem precedentes-’ Domingo 4 de janeiro de 2.009. 

No Golfo de Áden, uns trezentos navios de “amigos e inimigos” estão situados em círculo ao redor de uma porta estelar localizada no mar profundo que se ativou sobre as águas e possui anéis metálicos visíveis suspensos no céu. 

Esse evento marca a abertura de um portal interdimensional e multidimensional através do qual estiveram transitando grandes naves com forma de charuto. Quando atravessam uma porta estelar fazem-se visíveis momentaneamente. 

Considerem a possibilidade de que se trate de uma escalada maciça dos acontecimentos nessa zona e que se fecharam e selaram todos os portais negativos. Isso significa que estas naves em forma de charuto têm que vir de forças galácticas positivas. 

Um dos pontos de origem mais evidentes é a Rede de Agartha e acredito que estas naves formam parte da Frota de Prata do Senhor Atón, das dimensões mais altas da Terra Interna.Nenhum meio de comunicação falou ainda desta atividade sem precedentes que muda de forma direta nossa história oficial sobre a vida neste Universo – dentro e por cima de nosso planeta. 

Novo relatório atualizado de Mark Huber sobre os últimos acontecimentos:

”Trezentos navios de diferentes países colocam-se ao redor de uma grande anomalia no Golfo de Áden\’ \’Este acontecimento acaba completamente com a ocultação galáctica dos últimos sessenta anos\’ \’Não há nada que as Marinhas possam fazer para deter isto, mas impuseram um blecaute informativo mundial quase total\’ Segunda-feira 5 de janeiro de 2.009.

Há uns trezentos navios das Marinhas armadas de diferentes países, (EUA, China, Japão, Irã, Reino Unido, etc.) colocados em círculo ao redor de uma ‘anomalia’ descrita como saída do fundo do mar e que criou um vórtice com “anéis metálicos” suspensos, que faz parte de uma antiga tecnologia de porta estelar que esteve inativa durante eons de tempo e que agora se ativou e fez um buraco na atmosfera que não diminuiu durante várias semanas.
Vórtice no Golfo de Aden visto do espaço
Veremos ao longo do post , as provas, fotos de outros Stargates ao redor do mundo e de civilizações antigas ,esquemas e também, uma análise do CERN ser um projeto de um portal Stargate,com tecnologia extraterrestre e para viagens através da galáxia e no Tempo.



SERIA A VIA LÁCTEA UM ENORME “STARGATE”?
Uma retrospectiva da nossa galáxia – antigas afirmações e recentes descobertas
Em março de 2005, o físico e astrônomo Professor Scott Hyman de Sweet Briar College, tinha feito um anúncio surpreendente. Dr. Hyman e seus colegas, tinham revelado pela revista científica Nature, de que algo extraordinário estava no centro da nossa galáxia, a Via Láctea.

Ao analisar as ondas de rádio de baixa freqüência coletados pelo telescópio VLA (Very Large Array), em Socorro, Novo México, em 2002, Dr. Hyman e seus colegas pesquisadores haviam detectado um sinal intermitente que parecia enviado de forma inteligente. 

O sinal era composto por cinco emissões de rádio altamente energéticas de igual intensidade que duraram 10 minutos cada e apareceram a cada 77 minutos ao longo de um período de sete horas, de 30 Setembro a 1 de Outubro. 

A descoberta deixou Professor Hyman e toda a comunidade de astrônomos com uma verdadeira dor de cabeça.Os antigos maias, por astrônomos e matemáticos soberbos que eram , também refletiram sobre o que poderia existir no centro da nossa Galáxia. 

O Maias sabiam exatamente onde ele estava localizado no centro do céu e tinha um glifo/Crop Circle que o representa, chamado Hunab’Ku. 

Dr. José Arguelles, da Universidade de Princeton, notável estudioso da astronomia Maia, sabia que Hunab’Ku foi descrito como “The Butterfly Galactic” ou Cósmica, onde nasce a vida, onde tudo se origina. 

Além disso, os Maias, em toda a sua cosmologia e calendários extremamente precisos foram baseadas na existência e localização de Hunab’Ku e eles acreditavam que o futuro da humanidade, no final estaria acontecendo lá, dentro da borboleta Galáctica.
O crop circle apareceu na Inglaterra, em 1996, é o símbolo  Maia “Hunab Ku”, ou do centro galáctico. 

Para os maias, Hunab’Ku era o Deus supremo e o maior Criador,representando a porta de entrada para outras galáxias além do nosso Sol, e toda a consciência que já existiu nesta galáxia. Hunab Ku, de acordo com os Maias, é também a consciência que organizou toda a matéria, a partir de um “disco girando”, em estrelas, planetas e sistemas solares. 

Hunab’Ku é a “Mãe Womb”, que constantemente dá à luz novas estrelas e deu à luz o nosso próprio Sol e Planeta Terra. Eles acreditavam que o “Criador” tudo dirige­ e que acontece em nossa galáxia a partir de seu centro, através da promulgação de explosões periódicas de “Consciência Energia”(superondas galácticas)

Hoje, os astrônomos modernos descobriram que o centro da nossa galáxia é um “disco girando”, com um “buraco negro” no seu centro que é absorvente, que dá luz ás estrelas, ou a vida. Os rumores do que Dr. Scott Hyman e seus colegas observaram no início de 2005, no centro de nossa galáxia, pode ser conectado com o que eles, os Maias, acreditavam?
Parece haver uma convergência entre o que os maias acreditavam e entendiam e o que os cientistas modernos estão descobrindo sobre a nossa Galáxia hoje. Uma grande diferença é a maneira pela qual os físicos modernos olham, e da maneira com que os antigos maias viam a “Tempo”. 

Hoje, físicos olham o tempo como uma estrutura linear. O tempo, nas regras modernas, flui em uma linha direta. O tempo pode diminuir o ritmo, de acordo com Albert Einstein, mas sempre vai fluir em uma direção.

Em contraste, os maias acreditavam que essencialmente ,o Tempo flui em um círculo. Há um princípio e um fim as coisas, mas há uma renovação no final do ciclo de tempo . Existe uma “periodicidade” para todos os fenômenos que se manifestam. 

O calendário maia, muito preciso, é baseado nesta regra. Os maias também acreditava que o tempo tinha originado em Hunab’Ku e era controlado por ele. 

É muito difícil julgar a Mayan Cosmology porque eles deixaram evidências extraordinárias de que os seus métodos de contagem do “Tempo” dão resultados extremamente precisos. 

Suas pirâmides, como a de Chichen­Itza, no México, são precisamente alinhadas com os solstícios e equinócios anuais, que são causados pela precessão da Terra enquanto estava em órbita do Sol. 

A Pirâmide de Kukulcan em Chichen­Itza é essencialmente um instrumento para medir o tempo excelente e muito preciso, que nunca deixa de marcar a “precessão dos equinócios” anual.
Astrônomos maias tinham previsto com precisão, mais de 1500 anos atrás, o alinhamento exato da Terra, do Sol, das Plêiades- conjunto de estrelas ,com o centro de nossa galáxia, que teve lugar no final de um ciclo longo, no ano de 2012 na Gregoriana. 

No calendário maia o dia designado como 4 Ahau 3 Kankin (13.0.0.0.0) caiu em 21 de dezembro de 2012 e este dia marcou o “El Fin de los Tiempos” ou o fim de um longo ciclo, ou o fim de um ciclo ou Um mundo (e não o fim do mundo) em que a humanidade irá experimentar um novo começo. Este dia, de acordo com a civilização Maia e secessão Meso-americano, será o retorno de Kukulcan (Quetzalcoatl), marcado pelo regresso dos senhores das estrelas. 

The Lords of the Stars serão aqueles que irão trazer equilíbrio para a Terra pela vontade da Fonte (Deus ou Kukulcan). Ela vai mostrar para os povos da terra, vai fazer tremer de forma pacífica os poderosos senhores da guerra (Cabal­Illuminati). Os Maias tinham dito no final do ciclo galáctico e o início do novo ciclo,que a humanidade vai entrar numa nova Idade da Consciência elevada.
A Via Láctea pode ser um  Stargate/ buraco de minhoca. Um  buraco de minhoca, representaria um atalho no espaço/­tempo, um verdadeiro Stargate. 

Neste túnel, poderíamos nos dar ao luxo de viajar entre dois pontos no universo a uma velocidade maior que a da luz. Em um estudo publicado no “Annals of Physics” e realizado por cientistas internacionais,essa hipótese avançou e é muito atraente. Não só existem os buracos de minhoca, mas todos nós vivemos em um deles: a Via Láctea seria, de fato, um imenso buraco de minhoca. 

“Se combinar o mapa de matéria escura na Via Láctea com o mais recente modelo do Big Bang para explicar o universo, e assumimos a existência de buracos de minhoca, o que temos é que a nossa galáxia pode realmente conter um  desses túneis, e que o túnel pode também ser do tamanho da própria galáxia “, diz Paolo Salucci, astrofísico de SISSA, um dos autores do estudo. 

“Nós também poderíamos viajar por este túnel, já que, de acordo com os nossos cálculos,ele poderia ser navegável, assim como o que vimos no filme Stargate ou Interstelar. 

Obviamente, não estamos dizendo que a nossa galáxia é, definitivamente, um buraco de minhoca, mas simplesmente que, de acordo com os modelos teóricos, esta hipótese é uma possibilidade. Além da ficção científica, nossa pesquisa é interessante porque oferece uma teoria mais complexa do que é a matéria escura “. 

Apenas a matéria escura ainda é um dos maiores mistérios da astrofísica: ao mesmo tempo que nunca foi observada diretamente, mas apenas através dos efeitos gravitacionais sobre a matéria visível, acredita­-se que a matéria escura constitui cerca de 84% do Universo. 

Como explicado por Salucci,  os cientistas tentam explicar a matéria escura, assumindo a existência de uma partícula chamada neutralino. 

A matéria escura – continua Salucci – poderia ser “outra dimensão”, talvez mesmo um grande sistema de transporte galáctico, semelhante a um verdadeiro Stargate. Em qualquer caso, devemos realmente começar a nos perguntar o que é .

A IMPORTÂNCIA DA EXOPOLÍTICA NESTE CONTEXTO – Dr Michael Salla Ph.D

A Exopolitica é como um campo emergindo da política pública, que está principalmente baseado na evidência provida por uma gama de fontes que apoiam a ideia de uma presença de ETs, que é conhecida por organizações de governo clandestinas que suprimem isto do público geral e líderes políticos eleitos. 

A evidência mais importante vem de exército de funcionários do governo que avançaram em dar o testemunho em várias iniciativas não governamentais para promover a revelação da presença de ETs. 

Enquanto muitos discordam em cima da plausibilidade da evidência disponível e /ou tomam várias posições ,a favor ou contra a existência de uma presença de ETs, sobre a não-revelação do governo desta presença, a  Exopolitica está baseada na premissa que tal debate não deve impedir a discussão das implicações de uma tal presença entre os políticos e o público em geral. 

Então, quando examinamos um assunto internacional contemporâneo, como os EUA conduziram a guerra  no Iraque,  podemos explorar os pontos de vista oferecidos por eles, usando uma análise exopolítica, e considerar a plausibilidade destes por um entender mais inclusivo de política externa, independente do debate contínuo em cima da persuasão da evidência disponível.  

O que segue é uma análise de exopolitica das dimensões de uma política de uma presença de ETs histórica, que é pertinente para o Iraque e o EUA conduzindo um ataque preventivo no antigo regime de Saddam Hussein. 

Administrando esta análise, eu examinarei a evidência disponível de uma presença de ET histórica primeiro no Iraque; então apliquemos esta evidência para entender melhor a situação política contemporânea no Iraque; analisemos as  motivações dos  políticos principais, então no EUA ,previdentemente conduziram  a guerra preventiva contra o Iraque e finalmente concluíram fazendo algumas “recomendações políticas”. 

O que é  Evidência para uma presença de ETs histórica no Iraque? A evidência disponível mais forte para uma presença de ETs histórica no Iraque vem de tábuas de  escritas cuneiformes ,que registram as convicções e atividades dos Sumérios antigos, cuja civilização começou em 3800  AC. 

A maioria destas tábuas  cuneiformes relacionam histórias do Sumérios, que interagem com os deuses “deles”(ETs). A maioria dos arqueólogos aceitaram inicialmente que isto eram sómente mitos e pouca importância foi dada á  eles, dando crédito ás convicções míticas-religiosas do Sumérios antigos. 

Aquele ponto de vista recebeu um desafio principal em 1976 quando o estudante de civilização Suméria, Zecharia Sitchin, publicou a primeira de umas séries de livros, e nas traduções dele  haviam milhares de tábuas sumérias que, em lugar de tratar as histórias dos deuses como mitos, tiveram grande relevância empírica.
ASSISTAM AO VÍDEO  DUBLADO EM PORTUGUÊS DA HISTORY CHANNEL SOBRE AS DESCOBERTAS DE CIVILIZAÇÕES NA REGIÃO DO STARGATE – UBAR 

Muitas coisas sobre a história da humanidade e da raça humana ainda  não conhecemos-neste documentário tomamos conhecimento de como temos que reescrever nossa história. Todos os depoimentos são feitos por estudiosos e especialistas na arqueologia, paleontologia e antropologia; Civilizações foram descobertas mais antigas que os egípcios,de até 7000 anos antes, com tecnologia superior; Construções altamente organizadas e construções extremamente difíceis de serem edificadas com o conhecimento da época; 

STARGATES – PORTAIS DIMENSIONAIS DE VIAGEM NO TEMPO?
PORTA DE ENTRADA PARA OUTRAS CIVILIZAÇÕES?

Em nossa procura pela verdade sobre o tema encontramos paralelos impressionantes, que ligaram civilizações desaparecidas separadas por continentes à milhares de quilômetros. 

Perguntamos, se seria possível que se comunicassem tais sábios da antiguidade por portais conhecidos como Stargates?

Peru, conjunto rochoso de Hayu-Marca, “A Cidade dos Espíritos”, próximo do lago Titicaca, há uns 35 Km da cidade de Puno, no Peru, localiza-se este incrível portal, povos locais dizem ser um portal dimensional.

Aqui um close do portal de Hayu-Marca, e a sua forma peculiar, visivelmente uma porta que aparentemente não dá acesso a nada, perguntamos o porque os antigos realizariam tal construção sem sentido? também é perceptível um desgaste estranho bem ao centro de tal construção seria o ponto Xda onde alguém através de uma tecnologia desconhecida poderia se converter nesse ponto e viajar através de outros portais?

Aqui veremos algo inusitado, um sacerdote local queima incensos em uma das linhas laterais do misterioso portal e demonstra que os vincos laterais do portal canalizam o ar, o fazendo a fumaça subir por ali sem se perder, funciona como um sistema de fluxo de ar, para algum fim, relacionado ao misterioso portal dimensional.

O Conhecido Stargate The Clues,(abaixo) nestas gravuras onde especialistas e estudiosos do tema apontam se tratar da descrição de um Stargate pelos antigos egípcios;  já percebemos algo similar?

Aqui abaixo, lado á lado, para melhor visualização, descobrimos que se trata da mesma tecnologia, que possívelmente possibilitava a visita de altos sábios desde o Egito aos altiplanos peruanos, percebam o mesmo formato misterioso de ambas gravuras.

Mais outra imagem(abaixo) que vem do Antigo Egito, a centenas de milhares de km de distância do Peru, de acordo com a história oficial, são civilizações que nunca tiveram contato.

Nesta imagem abaixo vemos uma ave representando o elemento ar(que poderia ter referencia a tecnologia que era usada nestes portais) vemos o portal tendo a forma equivalente a do Peru, 7 serpentes um numero mistico e algo que realmente é bem conhecido pelos estudiosos de ufologia trata-se de um OVNI ou UFO.

Aqui mais outra imagem abaixo, nesta não vemos um, mais sim três disco voadores, representado inclusive o seu domo superior ao lado do misterioso portal, vemos também a representação de algum tipo de energia.

Novamente o “portal” e seu formato similar ao do PERU na América do Sul. Seriam as instruções de como funcionaria essa antiga tecnologia? 

As imagens falam por si só, certamente os antigos sabiam muito bem da existência de outras civilizações do mundo antigo;já eram conhecidos estes portais que interligavam as antigas civilizações e muitos mistérios ainda estão sendo desvelados nessa época em que vivemos. Poderíamos chamar isso de simples coincidências?Claro que não.

Os documentos publicados no site Wikileaks entram no jogo. E o que é revelado é aterrorizante. 

De acordo com o relatório supostamente preparado pelo Almirante Maksimov da Frota Norte da Rússia, no fim do ano de 2000 um vórtex magnético foi descoberto na área do Golfo de Aden. 

A Rússia, China e os EUA juntaram esforços para estudar o que ele era, mas descobriram que ele desafiava a lógica e as leis da física. 

Os EUA monitoraram o vórtex, que permaneceu estável,até que no fim de 2008 começou a se expandir. Isto levou os EUA a enviar um alerta ao resto do mundo, e em resposta maior força naval já reunida na história humana foi reunida. Para lutar contra meia dúzia de jovens escassamente armados em lanchas baratas?”. Claro que não.

A descoberta mais recente de outro Stargate foi noticiada sob o mar perto do país do Iêmen no Golfo de Aden,no dia  5 de janeiro de 2010 (foto acima). 

No entanto, não foi amplamente divulgado no site de notícias alternativas e vídeos do YouTube, até algumas semanas após o fato.

No entanto, várias fontes de informação afirmam que centenas de navios de guerra de uma multiplicidade de governos, incluindo os EUA, Grã-Bretanha, Rússia, China, Japão, juntamente com as forças armadas das nações de muitos outros, estão no Golfo de Aden observando esse stargate agora.

Aparentemente, há uma anomalia que parece ser como um redemoinho gigante que se abriu nas águas do Golfo de Aden, talvez criado por algum tipo de vórtice magnético. Este vórtice, acredita-se ser um stargate. 

Seja o que for, ele certamente tem chamado a atenção demasiada de quase todas as forças armadas do mundo.A justificativa para a descarga de toda essa presença militar em torno do Iêmen, é o mesmo de costume: mais uma célula terrorista da Al-Qaeda. 

No entanto, juntamente com a ameaça de piratas somalis, esta é apenas a cobertura falsa de uma história para algo muito maior,  podemos estar certos.Parece também que houve recentemente um forte terremoto no Iêmen. Poderia o Stargate e o terremoto de alguma forma estarem relacionados? Provávelmente.

Um Stargate (portal) no sul do Iraque, ele teria um papel de alguém que ‘profetizou o retorno dos deuses “, então é provável que as organizações de governo clandestinas que influenciam grandemente ou controlam a administração mundial (EUA), estão cientes da existência e do papel deste Stargate (portal). 


É provável que Saddan Hussein, presidente deposto e assassinado do Iraque, também tivesse conhecimento da existência do Stargate, como pode ser inferida por seus projetos arquitetônicos para reavivar a grandeza das primeiras civilizações da Mesopotâmia e consolidar o seu lugar como o restaurador da glória passada do Iraque (?). 

Mais significativamente, a concessão de permissão para um time alemão de arqueólogos que retomaram as escavações na cidade suméria de Uruk após o mapeamento subterrâneo detalhado, sugere que este poderia ser o local para o stargate sumério. 

Este conhecimento sobre um Stargate estar enterrado, também poderia ser parte da razão pela qual o governo alemão se opôs públicamente a “guerra preventiva “contra o Iraque e os Estados Unidos.

Se, de fato, tanto o antigo regime de Hussein e a administração dos EUA acreditasse que um Stargate está enterrado nas areias do sul do Iraque, então é muito provável que houve uma corrida para ter acesso a ele e controlá-lo. 

A tese de William Henry esta é, de fato, o que apóia a política de continuar o conflito militar no Iraque, mesmo que veladamente com um “governo provisório”instalado e indicado pelos EUA.
Do ponto de vista da administração dos EUA, o controle do Stargate sumério, permitiria organizações de governo clandestinas para continuar a sua campanha global de não-divulgação da presença Extraterrestre. 

Este é um indício fortemente implicado pela administração dos EUA, de sigilo e para anular  muitos sobre a Liberdade de iniciativa de informação da administração EUA. 

O controle do Stargate, além de quaisquer outros Stargates que foram estabelecidos nas capitais de outras civilizações, ou seja, Egípcio, Inca e Asteca, supostamente dá às organizações de governo clandestinas, muito mais força á essas raças de ETs que estão atualmente interagindo com o planeta, ou que tenham sido previstas para voltar à cena em um evento associado com a ‘profecia do retorno dos deuses “. 

Pelo menos, o controle sobre o Stargate sumério, permitiria às organizações de governo clandestinas (Elite /Cabala), ditarem o ritmo das transformações globais que as raças de ETs prometeram enviar para a Terra com sua avançada tecnologia, o seu conhecimento superior e aumento de habilidades psíquicas. 

Pelo antigo regime de Hussein, o controle do Stargate lhe permitiria ativar e cumprir a profecia, facilitando o retorno de uma raça avançada de Et, ou a Elite Anunnaki. 

O presidente Hussein provávelmente imaginava que, em troca de sua lealdade para com a elite Anunnaki, ele seria recompensado com uma posição de autoridade global (?). 

Talvez ele mesmo se via como uma espécie de “salvador humano”,o que facilitaria o regresso dos deuses e iria resolver todos os problemas da humanidade, e que terminaria então o sistema de organizações de governos clandestinos que perpetuam com a não-revelação da presença dos extraterrestres. 

Significativamente, os governos europeus, como a Alemanha, e talvez até mesmo a França e a Rússia, poderiam exercer uma maior influência sobre o futuro controle do Stargate, proporcionando cobertura diplomática para o governo Hussein, como um quid pro quo que permitiria a retomada das Escavações arqueológicas em Uruk .
Estes governos e as organizações clandestinas associadas a eles, teriam acesso ao conhecimento sobre a presença extraterrestres; o mais provável é que possuíssem uma profunda desconfiança sobre a disposição dos Estados Unidos para compartilhar informações(?!) e controle sobre o futuro do Stargate sumério e qualquer outra tecnologia ET descoberta no Iraque. 

A tese de Sitchin de uma presença extraterrestre na antiga Suméria, combinada com a noção de uma variedade de dispositivos de transporte extraterrestres descritas por outros autores, em sua investigação das antigas civilizações, e da retomada das escavações na primeira capital Uruk, na Suméria em 2002 , dá apoio à tese de William Henry de um Stargate que está enterrado nas areias do sul do Iraque.

Isso fornece informação contextual importante, que é útil para entender as verdadeiras motivações do governo dos EUA, ao lançar um ataque preventivo contra o Iraque.

OS ACORDOS E CONCHAVOS
Pode-se argumentar que a administração dos EUA e o  antigo regime Hussein estavam em uma corrida contra o tempo para obter acesso e controle sobre o Stargate nas ruínas de Uruk, ou algum outro local no Iraque, antes do retorno profetizado do Anunnaki.

Havia um impasse; Hussein controlava o território no sul do Iraque, e permitiu  as escavações conduzidas pelos alemães em Uruk, enquanto a coalizão liderada pelos EUA controlava o céu e estava monitorando a situação. 

A administração dos EUA queria (e sempre quer ainda) o controle do território do Iraque para assumir o controle de escavações de Uruk para descobrir o enterrado Stargate, acompanhá-lo de perto e controlá-lo. 

Em contraste, Hussein queria encontrar e ativar o Stargate para sua maior glória e presumivelmente (segundo ele??) o benefício da humanidade. A principal evidência que apóia a discussão acima, é muito fraca para os especialistas em políticas públicas convencionais, e pode parecer mais apropriada, fazendo parte de um livro de ficção policial do que um sério debate público. 

Do ponto de vista convencional, a dispersão dos autores arqueológicos de independentes interpretações exegéticas radicais de textos bíblicos, os escritos de “canais” de conhecimento extraterrestre e papéis especulativos de astrônomos, dificilmente constituem uma fonte persuasiva de informações para entender as motivações da política externa norte americana.

As explicações prevalecentes da administração dos EUA, eram de que invadiram o Iraque, para erradicar as Armas de Destruição em Massa, e / ou sendo conduzido por interesses petrolíferos e ambições imperiais que prevaleceriam previsivelmente para aqueles que estivessem insatisfeitos com as fontes acima. 

Há, no entanto, alguns indícios importantes que empresta credibilidade à tese de Henry de um Stargate como o verdadeiro objetivo do governo amaricano ou pelo menos, das principais partes interessadas detrás dele.

EVIDÊNCIAS CIRCUNSTÂNCIAIS

O primeiro tópico de evidência circunstancial é a grande quantidade de testemunhos denunciantes que confirmam a existência de um responsável pela supressão do conhecimento público da presença de extraterrestres nas organizações de governo clandestinas, e controlando toda a interação oficial com raças de ETs.

De uma perspectiva exopolÍtica, então, a supressão clandestina de uma presença de ET contemporânea,é a conclusão de que há também uma supressão clandestina de uma presença antiga de extraterrestres que também tem implicações significativas para as políticas públicas.


O segundo tópico de evidência circunstancial, é o poderoso apôio diplomático que foi dado pela Alemanha e França,na época, para o regime de Saddam Hussein, evitando um ataque militar e preventivo.

Tão poderoso foi esse apôio que o Secretário de Defesa dos EUA na época, Donald Rumsfeld, depreciativamente referiu-se á  eles como “Velha Europa”, em resposta a um repórter, em 22 de janeiro de 2003:

CITAÇÃO: “Você está pensando na Europa, como se ela fosse apenas a Alemanha e França. Eu não. Eu acho que elas são a “velha Europa”. Se você olhar para toda a Nação Européia atualmente (na época), o centro de gravidade está se mudando para lá. E há muitos novos membros. E se você olhar a lista de todos os membros da Europa e de todos aqueles que foram recentemente convidados – que são 26, pode ser que esteja certo. A Alemanha tem sido um problema e a França também tem sido um problema”. 

Em vez de se ater para o que foi uma bomba diplomática, a administração dos EUA continua fazendo esforços extraordinários para isolar as posições alemãs e francesas em Urak. 

Por exemplo, o governo encorajou os líderes da Espanha, Portugal, Itália, Reino Unido, Hungria, Polónia, Dinamarca e República Checa para escrever uma carta para o jornal, Wall Street na época, dizendo que “o regime iraquiano e suas armas de destruição em massa representam uma clara ameaça à segurança mundial “.  

Em vez de estar limitado a um intenso debate sobre as diferentes posições políticas no Iraque, golpeando o que foi tomado neste debate, sugere-se um conflito mais fundamental sobre questões escondidas da vista do público. 

É muito provável que estamos falando da luta de facções entre os vários órgãos do governo clandestino (elite/cabala), criados para lidar com a presença ET nos Estados Unidos, com organizações rivais criados na Alemanha, França e Rússia.

A terceira evidencia circunstancial é a retomada de escavações na primeira capital da Suméria, Uruk, por uma equipe de arqueólogos alemães em 2002. 

Dada a importância de Uruk e sua probabilidade de ser o local do Stargate, a retomada das escavações levantam questões sobre por que elas foram retomadas no momento e o que estão procurando (?).

Enquanto as tensões políticas no Iraque não diminuem significativamente,mesmo com a queda e assassinato de Husseim, sendo esta uma fonte provável de futuro conflito militar com os Estados Unidos, pode ser sugerido que existem poderosas motivações ocultas de que aparentemente (??), parece ser uma escavação puramente científica de um antiga capital suméria.

  


A quarta evidência circunstancial era a destruição do ônibus espacial Columbia durante sua descida em final de 1 de Fevereiro de 2003, á uma altitude de 38 milhas e uma velocidade. 

Um dos tripulantes foi o primeiro astronauta israelense no espaço, O coronel Ilan Ramon Força Aérea de Israel.

O coronel Ramon, teria desempenhado um papel crucial no ataque israelense às instalações nucleares do Iraque em Osirak em junho de 1981, e tem havido especulação de que a sua missão envolveu a coleta de informações sobre o Iraque durante as órbitas da Columbia. 

A destruição do Columbia ocorreu 16 minutos antes de tocar embaixo quando seus tanques de combustível teria sido esvaziados. 

A provável fonte de destruição do ônibus, dada a velocidade e altura da Columbia, deveria ter sido uma espécie de ataque de uma organização ou estado que possui capacidades militares bem além de qualquer grupo terrorista e, de fato, maiores do que muitas nações. 

A causa provável pode ter sido uma organização de governo clandestina que queria enviar uma mensagem importante para os seus rivais norte-americanos sobre a ameaça de um ataque preventivo contra o Iraque.
    Quando toda a evidência primária e circunstancial é colocada em conjunto, o que emerge é um caso muito plausível que apóia a tese de uma luta de poder que vai ao cerne do assunto sobre a presença extraterrestre e a supressão clandestina continuada de informações de ETs relacionados e tudo coincide nas implicações e consequências que Henry disse.

    As interpretações das motivações da administração dos EUA, lançam uma guerra preventiva no Iraque em termos das preocupações levantadas pelo tom dos discursos sobre o Estado da União  ou os interesses imperiais e/ ou corporativos sugeridos por seus críticos, tais como Robert Fisk e Michael Lind, tudo pode ser descrito como parte de uma camada superficial de motivos por trás da administração dos EUA. 

    Num nível mais profundo, há provavelmente uma grande ansiedade das organizações de governo clandestinas em termos do que poderia acontecer se o atual governo do Iraque, com o apoio dos governos europeus alemães e outros, ganhassem acesso ao Stargate Sumério ou outra tecnologia extraterrestre enterrada em Uruk; ou se o Stargate poderia de alguma forma ser reativado sem a presença de organizações governamentais  clandestinas para monitorar e controlar o Stargate. 

     
     
     
     


    Em reuniões secretas de estado na época, o presidente Bush delineou a necessidade de um ataque preventivo no Iraque, provavelmente para mascarar uma “agenda escondida” para ganhar acesso ao Stargate ou outra tecnologia alienígena em Uruk e em outros lugares no Iraque. 

    Esse acesso presumivelmente perpetua o controle do governo clandestino sobre os recursos globais e informações, em um momento de aumento da atividade e influência alienígena,bem como a iminência de uma Divulgação da presença Et no planeta.

    ASSISTAM AO FILME “STARGATE” 

    Implicações de Política e Recomendações

    Se a perspectiva exopolitica é uma descrição mais precisa das motivações que dirigem a administração americana para manter sempre uma presença preventiva contra o Iraque, justifica  as recomendações de políticas a seguir:

    1- Em primeiro lugar, a qualidade das evidências confirmadas sobre uma presença alienígena na histórica, encobrem o governo clandestino(cabala /elite) e tem um grau significativo de credibilidade e poder de persuasão. Isso apóia a criação de um novo campo de políticas públicas, a Exopolitica,que iria estudar a presença na nossa história de ETs ,nos termos de suas implicações para a política pública contemporânea. 

    2- Em segundo lugar, há uma necessidade de promover a divulgação do governo oficial, com a presença alien histórica e / ou o retorno iminente desses ETs; e tornar mais representativo o processo político que foi desenvolvido em resposta ao ARGUMENTO: Os governos e suas  informações ocultadas do público. 

    3- Em terceiro lugar, a evidência sugere que as manutenções militares atuais na região do Iraque têm muito pouco a ver com armas de destruição em massa, mas são projetados para perpetuar o controle da informação clandestina do governo dos EUA sobre a presença ET histórica e atual. Essa “mantenção de domínio preventiva” deve, portanto, ser interrompida, e deve ser fomentada uma resolução entre os EUA, o Iraque e os governos europeus interessados. 

    4- Em quarto lugar, a evidência sugere que o conflito no Iraque e a destruição das máscaras do acidente com a Space Shuttle Columbia,  foi uma luta  profunda entre organizações de governo clandestinos associados com governos nacionais diferentes que foram inicialmente criados para lidar com a presença de ET. Recomenda-se que há uma divulgação pública dessas organizações e os seus esforços para monitorar e responder à presença ET, e que estas organizações tem como responsáveis ​​, funcionários públicos eleitos. 

    A última recomendação é que a política tem de fazer um esforço maior na determinação de uma medida em que a supervisão pelo Congresso e Legislação são necessárias para organizações criadas em diferentes países, para lidar com todos os aspectos da presença ET, do passado e do presente, e as implicações de um retorno esperado de uma raça de ETs associados com o nascimento da civilização humana. 

    Esta análise da situação Et, do Stargate e das descobertas arqueológicas na região, sugere que o melhor mecanismo para responder à existência de tecnologia antiga ET na antiga capital suméria de Uruk e / em outros lugares, é uma vontade pelos principais governos do mundo e organizações clandestinas associadas, em compartilhar informações e controle sobre estas questões ET. 

    A manutenção da presença preventiva conduzida principalmente para ganhar o controle de um ‘Stargate em Uruk, que enfrentam os Estados Unidos e seus aliados contra o Iraque, é tacitamente apoiada por Nações europeias chaves,  e poderia ser desastroso se de fato a “profecia de um  retorno“, fosse um evento físico real envolvendo uma antiga raça ET que desempenhou um papel no início da civilização humana. 

    Competindo com organizações de governo clandestinas que lutam através de uma guerra pelo controle de uma tecnologia alien antiga, preparar-se para esses eventos que “profetizaram o retorno dos deuses “,não seria o melhor exemplo de maturidade por parte da humanidade provar-se ser responsável o suficiente para continuar a exercer a soberania sobre os recursos da Terra? 

    O Space Shuttle Columbia pode muito bem ter sido vítima da alta motivação desta guerra, e com a intenção de enviar uma mensagem para organizações clandestinas com bases nos Estados Unidos, acerca de uma guerra, na época contra o Iraque e agora a manutenção preventiva,que já dura anos. 

    Portanto, a soberania humana poderia estar em jogo, ao mesmo tempo em que há uma oportunidade para um movimento rápido em direção ao crescimento/aumento significativo/ evolutivo da consciência humana.Cabe a humanidade decidir como responder ao desafio colocado por organizações clandestinas que lutam por recursos históricos do Iraque, para promover suas agendas ocultas.

    JÁ PODEMOS AFIRMAR QUE TEMOS UM PORTAL STARGATE DE TECNOLOGIA EXTRATERRESTRE?
    Existe sim e já está até patenteado.


    Analisando os dados da patente existe uma coincidência: A correlação com o diagrama de realidades supersimétricas:

    Informações antigas dizem que o modelo orbitava entre as frequências 1-13Hz, alcançando em 7.83Hz o ponto “0” ou o cenário do “não tempo”, representado pela equação acima, temos o momento no qual se produz uma transferência ao plano da realidade supersimétrica desejada.

    Devido a que as linhas de tempo: t1;t0:t-1 interatuam com diferentes segmentos da realidade, não é possível mudar o passado nem o futuro na linha de tempo do observador, mas sim nas diversas linhas de tempo das realidades supersimétricas, pelo que o resultado sempre será neutro ou seja:

    “Qualquer alteração nas linhas de tempo, unicamente terá consequências para o que o altera, sem afetar ao resto dos que não participam na alteração da simetria dos planos”.

    Portanto, o viajante no tempo/espaço, se desloca em realidades supersimétricas de sua escolha, que não terão consequências para os que não participam da dita escolha, já que a abertura dimensional se produzirá únicamente nas realidades supersimétricas daquele que realiza a escolha. 

    Entretanto, manter-se de forma aleatória e casual, ao “azar” (a não escolha consciente) pode implicar o desenvolvimento de qualquer dos cenários prováveis da intervenção espaço/tempo.

    Atualmente há uma extensa literatura sobre as anomalias detectadas no Golfo do Aden. A questão é de especial importância do ponto de vista científico e geopolítico estratégico, tanto como geofísico, e em qualquer caso, é um desafio interessante para o estudo da morfologia geomagnética e sua relação com a Rádio Frequência Quânticadiferencial.



    Henry Deacon em entrevista ao Projeto Camelot, confirmou que Al Bielek estava certo e que há inúmeros tipos de stargates, mas os mais comuns são:

    (a) O tipo onde você caminha por um portal e deixa o dispositivo para trás e,

    (b) O tipo que você leva o dispositivo com você.


    Ele diz que o último é um pouco como “Pense aonde você quer ir, e você estará lá.” A interface mental é aparentemente significante. 

    Ele confirmou que tanto quanto sabia a informação de Dan Burisch sobre os stargates era 95% correta, mas os 5% que faltavam era porque ele não tinha nenhum conhecimento de larga escala dos Looking Glasses que Dan descreveu. 

    (Mostramos a ele os diagramas de Dan e, também, os textos originais de Bill Hamilton.) 

    Henry enfatizou que isso não significa que eles existam, porque havia tanta compartimentalização – mas, simplesmente, que ele não tinha nenhum conhecimento ou experiência com aqueles dispositivos.

    Mostramos a ele os diagramas de Dan pessoalmente. Olhávamos para ele enquanto ele os examinava cuidadosamente. 

    Então, ele disse subitamente: “Ele disse a vocês sobre o que está no Iraque?” 

    Perguntamos a ele se ele não tinha ouvido aquela parte da entrevista de Dan. Henry nos disse que não tinha terminado de olhar os vídeos. 

    Perguntamos a ele o que ele sabia. Ele disse que o stargate, no Iraque, era o motivo real da guerra do Iraque, que sua localização era um dos grandes segredos, e que a guerra foi, pelo menos parcialmente, sobre o controle dele.

    Perguntamos a ele como ele sabia de tudo isso – ele tinha lido isso num documento informativo? Não, ele disse, não em um documento informativo. A única coisa que diria era que era um “conhecimento de primeira mão”

    Henry Deacon Fonte: Project Camelot

      Na primeira entrevista ao projeto Camelot, Henry Deacon foi questionado:

      Montauk era real? “Sim. Isso foi uma verdadeira bagunça. Eles criaram uma divisão temporal que ainda não conseguiram consertar. Agora, entender isso também diz respeito ao projeto arco-íris, aos Portais … eles também estavam trabalhando nisso lá. 

      Mas alguns dos relatórios de Montauk na rede não são convincentes para mim. Eu vi algumas das fotos do equipamento que supostamente estavam sendo usados, e isso é lixo, apenas uma pilha de lixo.

      Nos últimos anos, muita evidência veio à tona o que indica que as instalações subterrâneas lá fora em Montauk ainda são usadas ​​para projetos ultra-secretos de pesquisa e experimentação em: 

      1. tecnologia interdimensional
      2. quântica e física de partículas
      3. simulação de buraco negro
      4. psicotrônica
      5. super-poderosos campos elétricos e eletromagnéticos
      6. controle do tempo
      7. controle da mente com base em eletrônica e drogas
      8. genética
      9. tecnologia de feixe de partículas
      Fontes:

      CERN: o LHC poderia ser um Portal Estelar Moderno, baseado em uma Tecnologia Antiga?
      O complexo sistema de CERN ,podemos comparar a “Osiris Ta-Wer”? Um stargate máquina moderna que foi inspirado por uma tecnologia antiga?

      Segundo o pesquisador William Henry, o dispositivo egípcio antigo nomeado Ta-Wer dispositivo conhecido como “Osiris”, na realidade, nada mais do que um portal estelar pode abrir buracos ou aberturas multidimensionais usado pelos deuses Osiris e Seth através do qual eles poderiam “viajar através do submundo.”
      COMO FUNCIONA O CERN

      O LHC no CERN é um impulsionador de partículas, construído para emitir feixes de prótons em velocidades muito altas em sentidos opostos, até que eles colidem criando uma enorme quantidade de energia capaz de reproduzir condições cósmicas semelhantes a da criação de tais fenômenos ,como matéria escura, a antimatéria e, finalmente, a criação de universo bilhões de anos atrás. 

      Ele também tem sido especulados,que talvez tenha sido criado para ser um dispositivo que pode dobrar o espaço /tempo, ou seja,portais dimensionais abertos.
      Esses rumores são de fato uma realidade e as evidências são esmagadoras. O CERN é um instrumento científico enorme que foi na verdade projetado para ser um “Stargate”, ou uma MÁQUINA DE SATURNO” (espaço / tempo) com a intenção de abrir os portais inter-dimensionais. 

      Ao longo da história antiga tem havido muitos relatos de deuses que viajam de local para local utilizando instrumentos complexos que iria levá-los a partir de uma dimensão para outra. 

      Há relatos da antiga Suméria falando sobre os chamados “deuses” chegando através de um portal estelar duplo com pilares e tem havido esculturas que representaram tal façanha. 

      É incrível pensar que os antigos tinham dominado a capacidade de viajar utilizando a tecnologia de” buraco de minhoca” que agora estamos ouvindo/lendo/vendo sobre isto em lugares como o Large Hadron Collider do CERN, mas é verdade. 

      Mais uma vez, deve ser indicado que o CERN está localizado em Genebra.Coincidentemente, Genebra e “Santo Geniis” são semelhantes à palavra “Gênesis”. O objetivo do CERN é encontrar as origens do homem e do universo. Eles afirmaram que desejam abrir uma porta para outra dimensão e encontrar um “Deus”.
      GLOSSÁRIO PARA A COMPREENSÃO DOS TERMOS USADOS NO CERN COMO CÓDIGOS:

      Cernunnos – a divindade com chifres dos Celtas / gauleses mais tarde se tornaria Pan. Pan-dimensional.

      Cronos – o derivado do grego Seb ou Geb do Ennead egípcio, a “um cornudo ‘mais tarde se tornaria o deus romano Saturno – Satanás.

      Kroni – antigo demônio  do leste indiano – manifestação primordial do mal  – compartilha muitas características com Kali, o Destruidor.

      O CERN está ligado á vários projetos secretos sendo realizados pela União Européia e pela Comissão Européia Trilateral. 

      CERN também é responsável pela internet e feito investigações para os governos, no que diz respeito à sustentabilidade global. Também foi relatado que em 1999, O CERN realizou experimentos quânticos de  Vórtex procurando Axions. 

      Axions são partículas hipotéticas que são componentes da matéria escura. A fim de encontrar estes Axions,o CERN propôs o uso de um ímã. 

      Ele era um acrônimo para uma antena telescópica para atrair Axions.Uma das tentativas de criação de uma âncora/ portal aconteceu em uma área onde há rumores de ser um Stargate antigo na antiga Babilônia real,o Iraque. 

      Mesmo um físico superior no CERN admitiu que ” Algo pode vir através de  portas dimensionais no LHC “. E “Por essa porta pode vir alguma coisa, ou podemos enviar algo por ele”, disse Sergio Bertolucci, Diretor de Pesquisa e Computação Científica no CERN.
      As capacidades do CERN e evidências que sugerem que ele está sendo usado como uma máquina do tempo literal é uma realidade. 

      Este é o lugar onde SATURNO (tempo) entra em jogo. Se o culto da elite/ Saturno ,que é o deus do tempo e espaço, então certamente o CERN está conectado a este “deus”, certo?  

      O CERN entre outros locais, é um local chave central para uma porta de entrada para abrir  caminho para coisas ainda desconhecidas (?) ou conhecidas pelos nossos ancestrais (??).

      Pesquisador William Henry

      O PONTO DE VISTA DO PESQUISADOR WILLIAM HENRY

      O Dispositivo “Osíris”, na realidade, nada mais é do que um portal estelar,que pode abrir buracos ou aberturas multidimensionais utilizados pelos deuses Osíris e Seth, através do qual eles poderiam “viajar através do submundo.”

      Ao contrário da matéria primordial, a matéria escura não interage com a força eletromagnética. Isso significa que ele absorve, reflete ou emite luz, tornando-os extremamente difícil de detectar.

      Na verdade, os cientistas foram capazes de inferir a existência de matéria escura com apenas o efeito gravitacional,e parece ter alguma influência sobre a matéria visível. 

      A matéria escura parece prevalecer sobre a matéria visível na proporção de 5-1, que constituem mais de 80% de toda a matéria nouniverso.

      Os cientistas acreditam que partículas de matéria escura estão entre as poucas partículas a terem criado o Big Bang devido às suas características nos experimentos. O CERN ​​/Large Hadron Collider (LHC), pode fornecer mais pistas diretas sobre a matéria escura.

      Esta é a estátua de Shiva que esta na entrada  do CERN, em Genebra. Shiva Nataraja, o dançarino cósmico, cria um som que se espalha pelo éter, agitando a realização do tambor na mão direita, a mão da criação.

      O que poderia ser a matéria escura ,tem sido freqüentemente discutida e teorizada, através de numerosas conferências científicas sugerindo que a física como a conhecemos muitas vezes se desvia para além do Modelo Padrão, ao abordar a questão da supersimetria e dimensões paralelas. 

      Os autores de dois dos trabalhos mais citados em física na última década, é a teórica Lisa Randall, da Universidade de Harvard e Raman Sundrum, da Universidade de Maryland, que junto com os físicos do CERN pretendem observar os resultados obtidos á partir de experimentos realizados no interior do LHC , para investigar  a questão de uma possível existência de dimensões paralelas além da nossa (oficialmente).

      A  DATA DE 23 DE SETEMBRO DE 2015
      Por toda a internet, uma enorme quantidade de energia está sendo colocada na data de 23 de Setembro de 2015.

      Seria de consenso geral, não colocar datas potenciais sobre possíveis eventos futuros, mas desde a data de 23 de setembro, ela está recebendo tanta atenção, e por tantas razões diferentes, que um monte de pessoas estão se perguntando se este é mais um “sinal” do que está por vir.
      Em 2013, o canal SciFi colocou no ar  o piloto de uma série chamada “Rewind”, um filme de 2 horas sobre uma operação das Forças Especiais que se juntam á uma divisão secreta do governo que usa a tecnologia de viagem no tempo experimental para tentar desfazer grandes catástrofes mundiais.

      Coincidentemente, com o CERN, mais uma vez ele vai ser posto em plena potência em 23 de setembro e 24 de 2015.

      Temos que admitir, as semelhanças entre o CERN e imagem da “máquina de viagem no tempo“, comparando-a aos Stargates antigos (??)

      Este filme foi outro incidente de programação preditiva ou uma possível advertência para o futuro? Será que este vídeos abaixo, vão nos mostrar por que essa série foi cancelada, para nunca obter qualquer atenção das massas?
      ASSISTAM AOS VÍDEOS LEGENDADOS EM PORTUGUES;


      Cern, LHC – parte 1

      Cern ,LHC -parte 2

      O CERN atingirá sua potência máxima em 23-24 de setembro de 2015, o que alguns na comunidade científica têm destacado a possibilidade de abertura de “universos paralelos e dimensões extras.”; também observa-se que para ver a programação do site CERN, agora, é preciso credenciais de login, onde antes era de acesso aberto; também destaca-se a referência a “Sesame”, onde a frase “abre-te sésamo” aparece e como ela se relaciona com as especulações á respeito.
      CONCLUSÃO:

      Shiva é o destruidor,o transformador, aquele que vem para “construir algo novo”. É o Mahadeva dos Hindus….mas transformar o que? E “no que”? Depois da descoberta do Bóson de Higgs, esse acelerador de partículas CERN virou a “menina dos olhos de todas as grandes potências do mundo”. 

      Rios de dinheiro, que poderiam estar ajudando a solucionar graves problemas mundiais ,efeitos que estão já sendo sentidos pela população do planeta inteiro,estão sendo usados para financiar este projeto que pretende-se descobrir de onde viemos, o que aconteceu “antes” de tudo que está aqui(?).

      Vão descobrir que existe sim, uma física nova, que não conhecemos, que tudo que sabemos vai virar poeira cósmica, já que o Universo corre o risco de desintegrar-se com essas experiências sem controle(?).

      Os físicos sabem que para cada partícula conhecida, há outra de matéria escura,que, se houver uma colisão, pode começar a fazer o universo literalmente “ferver”. Para o acelerador de partículas funcionar , sua temperatura deve ser de 217 graus centígrados abaixo de zero(!) o que se conseguiu no final do ano passado. 

      O fato de que esta máquina volte a funcionar após dois anos de minuciosa manutenção técnica, gerou muita expectativa na” comunidade científica”(?) sobre as descobertas a que pode levar. 

      Na realidade eles querem dividir, e continuar dividindo a matéria incessantemente, até chegarem na Origem.Quantos interesses estão envolvidos nisso que não sabemos?

      Os cientistas justificam que o gasto para essa empreitada se justifica á nível de benefícios para a Humanidade.Benefícios para quem?Aí vem a outra parte da história.

      Quando foi descoberta a “partícula de Deus”,muito se falou nos meios acadêmicos sobre isso, foi um “Must” para todos os mestres e doutores em física.

      Mas, só para alguns atentos e pessoas que estão envolvidas nos assuntos da Transição Planetária e conspirações governamentais a coisa fez um sentido diferente, porque já estão sabendo “o porque desta falsa animação”.

      Estas organizações secretas da Elite/Cabala manipularam o LHC (o acelerador de partículas) para outras experiências; portanto, o fato dele ser um Stargate, construído com tecnologia extraterrestre não nos espanta ;estenderam uma massa, até a realização de um mini buraco negro afim de gerar uma curvatura no espaço-tempo.

      E o que eles viram? Eles viram então o futuro da humanidade, o Ser Humano em que todos nós deveremos nos transformar, o nosso destino como seres evoluídos.

      Eles viram o homem adquirir novos sentidos ultra-complexos (ou extra-físicos como a telepatia, intuição, clarividência, etc.).

      A amplitude destes novos sentidos e a sua chegada súbita (com a aceleração do processo da Transição Planetária) fizeram as “autoridades” Elite/Cabala perderem o controle.

      Eles viram novos homens testando-se, sem ainda ter o controle sobre os seus poderes. Eles viram o mundo tomar conhecimento de coisas novas (com a descoberta das verdades sempre ocultadas, principalmente a verdade sobre a presença de extraterrestres). 

      Viram nas ruas uma histeria coletiva–isso é sempre o maior problema em toda mudança radical – Já que todos ficam subitamente incontroláveis (numa rebelião contra as elites, razão deles estarem criando as polícias especiais anti-motim com armas sofisticadas, nos EUA, Europa e em todos os lugares do mundo).

      Essas informações, muitos cientistas e pessoas do meio acadêmico não comprometidas com o sistema já sabem, contratadas para trabalhar em áreas fora do país especializadas nisso,sem contar que os Pleiadianos já confirmaram todas essas informações em várias canalizações de Bárbara Marciniak e Hand Clow, inclusive em publicações recentes.

      Nos incríveis livros de David Icke, ele consegue nos dar uma ideia desta conexão extraterrestre reptiliana-draconiana, que há milênios entraram no planeta, muitos pelos Stargates espalhados por muitos lugares e civilizações, e que estão no controle através da NOM.

      Se você deseja controlar uma grande quantidade de pessoas, você tem que desconectá-las do verdadeiro conhecimento de quem elas são e do próprio potencial infinito delas para manifestar o seu próprio destino e controlar suas próprias vidas. 

      Você tem que convencê-las de que elas são insignificantes e impotentes: assim elas viverão as suas vidas de acordo com isso.

      Esse é o principal ponto, todos os outros partem deste. Uma população completamente acordada e mentalmente afiada é a última coisa de que esta Elite quer, o que evita de sermos controlados,daí a necessidade de informação não comprometida com a mídia tradicional.

      A verdadeira guerra está no despertar humano que é inadiável, não pode ser mais impedido e vai haver um choque muito grande nesta transformação; é um choque de forças espirituais, intergalácticas interagindo conosco aqui no planeta.

      Por isso a nossa parte tem de ser muito bem feita e de uma forma consciente. O CERN é só a ponta deste imenso Iceberg.

      Pensamos que este evento com o acelerador de partículas do CERN não levará ao resultado final que poderia (Criação de Buracos Negros). 

      Este programa está sendo monitorado pelas hierarquias e extraterrestres do bem e os resultados naturais serão impedidos de acontecer.

      Os Pleiadianos garantem contudo, que nada disto irá mudar os planos divinos para a Terra e que nenhuma artimanha ou tecnologia usada por estes seres vai impedir que as forças divinas cumpram o seu papel de promoverem as transformações em nosso planeta. 

      Eles sempre concluem dizendo que as forças da luz são como as águas de um córrego correndo por entre as pedras; nada vai impedi-las de chegar ao mar.

      Quanto às ondas cósmicas de setembro,cujas informações estão abundando na internet e falada por todos os canalizadores e estudiosos de metafísica e Transição Planetária, podemos considerar que seja um modelo científico abrangente para o “motor energético de Evolução” que foi proposto por David Wilcock, um cientista altamente talentoso, psíquico e especulativo, cuja teoria da “Evolução como Design Inteligente” merece consideração. 

      Citando uma vanguarda de pesquisadores, Wilcock oferece várias críticas e apresenta um modelo que une muitas disciplinas e as peças do quebra-cabeça evolutivo. Em suas próprias palavras, este modelo provocante “sugere que a humanidade está à beira de uma metamorfose quase espontânea para um estado mais evoluído da consciência”.

      Baseando sua análise sobre a realização, abraçada por muitos dos cientistas de hoje, que a teoria da evolução darwiniana está “extinta”, Wilcock observa que as probabilidades “de que o DNA poderia evoluir por mutação através de energias cósmicas,devido á radiações solares,é uma das hipóteses.

      Dr. Paul La Violette, outro cientista da Nova Era, também fala das” superondas”, que também mudam a conformação do sistema solar e seus mecanismos de transformação,também são ainda de certa maneira desconhecidos para nós.

      Teorizando uma relação “harmônica” entre os 26.000 anos-calendário maia e 26 milhões de anos entre extinções e saltos evolutivos nas notas de registros fósseis, Wilcock diz que todas as espécies da Terra, de repente evoluem, ou passam por uma metamorfose, a cada 26 milhões de anos, tornando um forte argumento para “uma influência externa energética que atua de forma regular e cíclica”.

      Para responder à pergunta que a influência energética externa é responsável por estas revoluções rítmicas evolutivas, é necessário levar em consideração o conceito de energia de torção ou universal da consciência criativa. 

      Alguns escritores, principalmente Barbara Hand Clow (outra cientista da Nova Era), chamaram a atenção para algo denominado Cinturão de Fótons ou Photon Band, que pode ser visualizada como uma” torção onda”, que liga a Terra através de nosso Sol ao centro galáctico que serve como um orientador de dados de rede de comunicação para a evolução humana e planetária.

      Dr Paul La Violette chama de “superondas galácticas”.

      Enquanto alguns astrônomos e cientistas céticos ridicularizaram a ideia de um Cinturão de Fótons ou Photon Band e de superondas, outros cientistas se agarraram a maior natureza multidimensional da luz desta rede para compreender que não só existe, mas desempenha um papel crucial na evolução cósmica. 

      Wilcock pesquisa e indica que algo muito parecido com um Cinturão de Fótons/ondas energéticas vindas do sol central, definitivamente existe mas como linhas de maior radiação, torção dimensional que emanam do Centro Galáctico.

      Esse mecanismo de torção em espiral de energia como o Cinturão de Fótons da consciência criativa, no centro do nosso universo segundo Wilcock é a “Energética da Evolução”.

      Devido à sua forma curva, o Photon Band é composto por trechos de menor densidade e maior de ondas de torção manifestando-se como maior luz-dimensional. 

      Como o nosso sistema solar orbita periodicamente em regiões galácticas caracterizada por uma maior densidade de ondas de torção (ou seja, mais luz ou consciência), isso está fazendo atualmente com que a vida no nosso planeta, incluindo o organismo vivo que é a Terra que é inteligente, seja estimulado a evoluir de um modo espetacular, não só fisicamente mas também mentalmente, emocionalmente e espiritualmente.

      Ao combinar os efeitos da mudança geo-cósmica com o florescimento geral da humanidade, no sentido cultural e espiritual”, observa Wilcock, “vemos que, como o ciclo continua a acelerar exponencialmente a sua taxa de vibração energética para a singularidade , nós podemos esperar um rápido aumento da consciência humana. “Este ciclo centrípeto conduz inexorávelmente a um ” mega-evento” onde a descontinuidade do tempo e espaço entra em colapso. 

      Wilcock conclui então,que a espécie humana, um pouco como as lagartas entram em metamorfose, estamos “sendo programados pelo centro galáctico para nos tornarmos mais avançados, enquanto estamos aqui em nossos corpos”.

      Quanto aos Stargates, eles existem e estão aí para servirem de “porta interdimensonal” para outros seres de outros mundos, que já vieram através desta tecnologia e podem retornar através dela, já que eles estão ativados, mediante segredos ainda ocultos nas areias do tempo.

      Só nos resta aguardar a Divulgação oficial da presença de Ets nos planeta,que poderemos ver então, finalmente alguns destes portais em funcionamento, quem sabe…
      Links para consultas – Bibliografia
       2. Robert Fisk: 
      Esta guerra iminente não é Acerca ogivas químicas ou de direitos humanos : trata-se de óleo , o jornal Independent, 18 de janeiro, 2003.
       3. Ver Michael Lind, Made in Texas: George W. Bush e decisão políticas de controle do sul dos EUA (Editorial Basic Books, 2002) 
      4. Para uma introdução Exopolitics, ver Michael Salla, 
      A Necessidade de Exopolitics: Implicações das teorias da conspiração extraterrestre para os decisores políticos e Paz Mundial 20 ​​de janeiro de 2003 .. 
      5. Para uma discussão mais aprofundada sobre Exopolitics, ver Michael Salla, “A Necessidade para Exopolitics” A Necessidade de Exopolitics 
      6. 100 desses oficiais têm testemunhado, com outros 300 querer fazer o mesmo. Veja Stephen Geer, Sumário Executivo do Projeto de Divulgação (Crozet, VA: Disclosure Project, abril de 2001 
      7. O Livro de EnoqueO Livro de Enoque )
      8. Jelaila Starr, We Are the Nibiruanos: O Retorno do 12º Planeta (New Leaf Distributing Co., 1999). 
      9. Sheldan Nidle, First Contact (Vancouver: Impressão Loja Azul, 2000). 
      10. Henry explica sua tese em seu artigo, ” Saddam Hussein, A Escada para o Céu eo Retorno de Planeta X “, baseado em seu livro A Arca de Cristo: a Mitologia, Simbolismo e Profecia do Retorno de Planeta X e o Age of Terror. 
      11. Sitchin, Quando o tempo começou : Livro V das Crônicas da Terra (Avon, 1993) 113-14
      12. Para uma descrição do resumo das escavações arqueológicas no Iraque, veja o Charlers Recknagel, ” Iraque: Expedição Arqueológica Mapping Antiga Cidade de Uruk , “Iraque: Mapping Expedition aarqueológica da Cidade Velha de Uruk” Radio Free Europe .
      13. Sitchin descreve esses eventos no terceiro volume de sua série, As Crônicas da TerraAs Guerras de Deuses e Homens (Avon, 1999) 
      14. Para referência a este desastre regional, veja um artigo pelo Chefe de arqueólogos da Universidade de Chicago, Prof. Maguire Gibson, ” Nippur – Cidade Sagrada de Enlil Deus Supremo de Sumer e Akkad 
      15. SitchinO 12º Planeta 
      16. Uma visão é descrita por uma série de “canalização” incluindo Sheldan Nidle , o primeiro contato; e Jelaila Estrela , Nós somos os Nibiruanos. 
      19. Ver Mark Hazlewood, Blindsided: Planeta X Passes em 2003 , First Publishing LLC, 2001). Hazlewood mantém um site com citações delineando  repressão do governo clandestino da chegada do Planeta X. 
      20. Para mais informações ver Dr Michael Salla, “A Necessidade para Exopolitics – A Necessidade de Exopolitics e “Teoria stargate Iraque Dr. Salla

      DESVENDANDO A ORIGEM DA RAÇA HUMANA

      O surgimento e a evolução do homo sapiens sempre foi um assunto controverso. Por um lado a teoria evolucionista nos empurra a idéia de que a raça humana descende de um ancestral primata. De outro lado, a Igreja, com a teoria do criacionismo, fala da criação do homem por um “Deus”. 

      Mas até a que ponto um ou outro representa a verdade, ou melhor, se aproxima da verdade ? Na verdade devemos desconsiderar tudo o que aprendemos sobre criacionismo ou evolucionismo.

      Tudo que nos é ensinado, seja pelo o que a ciência  ou o que a religião nos impõe, são informações falsas para nos manter ignorantes da verdade e submissos aos interesses nefastos das grandes corporações globais político-econômicas-religiosas.

      Salientamos que o conteúdo desta pesquisa é baseado em pesquisas sérias de pesquisadores e cientistas de renome de fama internacional.

      Não é um conto de ficção científica, nem obra de canalização espiritual ou invenção de “mentes férteis”, mas sim um trabalho de várias décadas de pesquisa em vestígios arqueológicos em todo o planeta e de traduções de  antigos registros deixados por civiliações antigas.

      Ou seja, não se trata de ficção nem fantasia, nem mesmo de teorias conspiratórias sem nenhum embasamento,  é a pura verdade, que infelizmente é oculta pelas corporações que tem interesse em manter o controle da população.

      A civilização Suméria deixou um grande legado sobre a história da raça humana

      A mais completa fonte de informações à respeito da nossa origem, se encontra entre os achados arqueológicos deixados pela civilização Suméria. 

      Os sumérios foram os co-fundadores da primeira grande civilização da Mesopotâmia, como era chamada à região compreendida entre os rios Tigre e Eufrates, que nascem nas montanhas da Turquia e desembocam no Golfo Pérsico, onde atualmente está situado o Iraque.

      Sua organização social foi literalmente responsável pelo mundo como conhecemos hoje.

      São de origens Sumérias os elementos que influenciaram na formação das sociedades greco-romanas, que por sua vez influenciaram todo o mundo ocidental e estão fortemente presentes até os dias de hoje.

      Os sumérios desenvolveram avançadas técnicas de medicina, arquitetura, engenharia e hidráulica, baseados em magníficos conhecimentos em matemática, química, física e astronomia.

      Seus conhecimentos astronômicos eram incrivelmente avançados: seus observatórios obtinham cálculos do ciclo lunar que diferiam em apenas 0,4 segundos dos cálculos atuais.

      Na colina de Kuyundjick, antiga Nínive, foi encontrado um cálculo, cujo resultado final, em nossa numeração, corresponde a 195.955.200.000.000. Um número de quinze casas!… 

      Os gregos, no auge do saber, não passaram do número 10.000, o resto seria o “infinito”. Imagine isso ser possível naquela época. Conforme a arqueologia e a ciência tradicional, isso não seria possível, pois a milhares de anos antes de Cristo, a civilização Suméria, composta de meros “agricultores e pastores” não detinha este conhecimento.

      Pois aqui está uma prova inquestionável que a ciência tradicional está redondamente enganada disso:

      Os Sumérios tinham um avançado conhecimento matemático, comprovado pelos cálculos que deixaram em suas escritas cuneiformes.

      Os Sumérios tinham um avançado conhecimento ao redor do mundo:
      Desenvolveram a agricultura com técnicas de irrigação e drenagem de solo, construção de canais, diques e reservatórios;
      Sistema de leis baseados nos costumes;
      Habilidosas práticas comerciais;
      Sistema de escrita cuneiforme, assim chamado porque escreviam em plaquetas de argila com um estilete em forma de cunha;
      Sistema de unidade política das Cidades-Estados ou Estados soberanos, como Ur, Nipur e Lagash;
      Sistema de hierarquias sacerdotais para organização religiosa;
      Fundaram as primeiras bibliotecas. Na cidade de Nipur, 150 km ao sul de Bagdá, foi encontrada uma biblioteca sumeriana inteira, contendo cerca de 60.000 tabletes de barro com inscrições cuneiformes sobre a origem da humanidade.
      Criaram os fenomenais projetos arquitetônicos denominados zigurates. Verdadeiros complexos piramidais que englobavam vários módulos de edifícios, abrigando desde templos religiosos até plenários políticos, construídos ao redor de um bloco-célula central e interligados por rampas espirais desde a base até o topo.

      Obs.: Zecharia Sitchin faleceu em 09 de Outubro de 2010

      O maior especialista em cultura suméria, é o historiador e arqueólogo Zecharia Sitchin nascido na Rússia e criado na Palestina, onde adquiriu profundos conhecimentos de arqueologia e história oriental. 

      Sitchin é formado em história pela Universidade de Londres, e é um dos poucos estudiosos do mundo capacitados a traduzir a escrita cuneiforme dos Sumérios. A escrita cuneiforme é característica das civilizações mesopotâmicas e é a especialidade de Sitchin. Sitchin trabalhou como jornalista e editor em Israel e atualmente é escritor e consultor da NASA.

      Sitchin tem traduzido massivamente, ao longo de, sua vida, os escritos de mais de 2000 placas sumérias encontradas em suas pesquisas arqueológicas. Sitchin ainda escreveu inúmeros livros contendo as traduções e sua interpretação sobre o assunto.

      Perceba que estaremos trabalhando em cima de fatos reais provenientes de  traduções de antigas tabuletas de barro deixadas pelos Sumérios, contendo preciosas informações sobre a origem do homem na terra. Essas informações podem chocar algumas pessoas, por ir em desacordo com o que aprendemos na escola ou na igreja, mas representam a realidade, pois são corroboradas com achados arqueológicos em todo o planeta, que fecham praticamente todo o quebra cabeças.

      Perceba que essas pesquisas são consideradas na maior parte das vezes pela elite global que comanda o planeta como inverdades ou falsa ciência. Em uma recente entrevista, Zecharia Sitchin admite que não pôde revelar a totalidade do conteúdo das traduções e dos achados Sumérios, por pressão da elite global que tenta de qualquer forma ocultar a verdade.

      Porém, as informações que Sitchin e outros pesquisadores nos deixam já é assombrosa e revela o nosso verdadeiro passado… e a verdadeira origem da raça humana.

      Conforme Sitchin, basicamente, o legado do conhecimento sumério revela que a Terra teve origem através da colisão de dois gigantescos corpos celestes, Nibiru e Tiamat. Os escritos afirmam que Nibiru, um planeta avermelhado (Que já foi avistado pela NASA e atualmente vem sendo chamado de “planeta X”) foi desviado de um sistema binário, há milhões de anos, e capturado pela gravidade do nosso Sol. 

      Esse planeta viajou em nosso sistema solar, abaixo da elíptica, passando por Netuno e Urano. Como seu campo magnético era muito intenso, ele deslocou Urano para seu lado quando passou por ele. Naquela época não havia o planeta Terra, mas sim um outro planeta, muito maior, Tiamat, coberto quase que só de água.

      Durante a trajetória, as luas de Nibiru atingiram Tiamat dividindo-no em duas partes, pulverizando a metade onde ele foi atingido, criando o cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter, e empurrando a outra metade para uma órbita mais baixa, a atual órbita da Terra. Durante esse processo, uma das luas de Nibiru foi capturada pela gravidade da Terra, e se tornou o nosso satélite.

      A primeira passagem de Nibiru foi responsável pela atual configuração do nosso sistema solar. Plutão era uma lua de Saturno que foi arrancada de sua gravidade e empurrada para a sua atual órbita. Em Fevereiro de 2000, chegava ao fim a “Missão Near” (sonda Near) da NASA, chefiada pelo Dr. Cheng, confirmando esta gigantesca trombada celeste no início do nosso sistema solar (catastrofismo).


      Nibiru tem um período orbital de 3600 anos se comparado com a Terra e orbita dois sóis. Coincidentemente 3600 anos correspondem a 1 Shar, perído de Tempo Sumério que corresponde ao tempo de 1 período orbital de Nibiru, ou seja, 1 ano de Nibiru equivale a 3600 anos na Terra.

      Os sumérios descreveram-no como sendo quatro vezes maior do que a Terra, de cor avermelhada, e responsável por grandes catástrofes, no nosso planeta, durante suas passagens através de nosso sistema solar.

      Eles explicam que a aproximação desse planeta foi a causa do dilúvio citado na Bíblia, devido a um deslocamento dos pólos na Terra.

      Os estudiosos do legado sumério, têm se questionado como seria possível que uma civilização tão antiga tivesse informações tão precisas sobre astronomia, numa época onde supostamente não havia equipamentos tecnológicos?

      Isso é o que os pesquisadores da ciência tradicional se questionam, mas não buscaram as respostas na fonte: A resposta está no trabalho de Zecharia Sitchin. O conhecimento sumério, sobre o sistema solar, só poderia ser obtido por meio de uma fonte externa. Que fosse capaz de viajar pelo espaço e observar esses eventos.

      General norte-americanos Colin Powell - arquivo de pesquisa urandir 2015,A dimensão do trabalho de Sitchin é tão importante que ele foi consultor pessoal dos generais norte-americanos Colin Powell e Norman Schwarzkopf, durante a guerra do Golfo.

      Powell, que posteriormente se tornou Secretário de Estado, tinha um particular interesse na organização militar dos sumérios.

      Pode parecer coincidência (mas claro, tenha certeza que não !) mas no último século, o interesse militar norte-americano nas regiões onde foi o berço da civilização Suméria foi muito grande. Alías praticamente quase todas intervenções (desde a 1a Guerra Mundial, inclusive) tiveram por trás interesse nessas áreas.

      Será mera coincidência ou busca de artefatos deixados por essa civilização ?

      As tabuletas deixadas pelos sumérios tem informações precisas sobre os planetas do sistema solar.

      O mais impresionante são os dados precisos sobre Plutão, o planeta que só foi descoberto em 1930 com modernos telescópios. 
      Eles sabiam o tamanho de Plutão, sua composição química e orgânica e afirmavam que Plutão era na verdade um satélite de Saturno que se “desprendeu” e ganhou uma nova órbita.

      Como poderiam simples “agricultores” saberem dessas informações a ponto de as registra-las em tabuletas para a eternidade ? 

      Salienta-se que a composição química e orgânica de Plutão só pode ser conseguida pela nossa atual tecnologia nas últimas 2 décadas quando foi enviada uma sonda para Plutão. Mas os Sumérios já sabiam disso e deixaram registrado. Aí perguntamos, porquê essas informações não são divulgadas para a população, alías, porque essas informações são ocultadas da população pois mostram que uma avançada tecnologia floresceu sobre a Terra milenios antes de Cristo, e possuem informações preciosíssimas?

      Bom, as resposta já citamos acima, a elite global manipuladora não tem interesse algum em divulgar a verdade para a população, por isso oculta a verdade .

      Os Sumérios chamavam a Lua de pote de chumbo e diziam que seu núcleo era uma ‘cabaça’ de ferro.

      Durante o programa Apolo, a NASA confirmou esses dados… Esse conhecimento seria possível há 3.000 anos atrás?

      Em 1983, o Satélite Astronômico Infravermelho (IRAS) fotografou um grande objeto na imensidão do espaço. O astro seria tão grande quanto Júpiter e provavelmente poderia fazer parte do nosso Sistema Solar.

      Em 1987, a Agência Espacial Norte-Americana (NASA) anunciou oficialmente que admitia a provável existência do chamado Planeta X. Em uma conferência realizada no Centro de Pesquisas Ames, na Califórnia, o pesquisador John Anderson declarou:

      “Um décimo segundo planeta pode estar orbitando o Sol. Sua localização seria três vezes a distância entre o Sol e Plutão”.

      Depois dessa informação a NASA desmentiu o fato e não se falou mais nada sobre o assunto. 

      Porque ? Simples, porque não querem mostrar a verdade para a população.

      A questão se torna então bastante complexa, pois de um lado temos escritos indiscutíveis de milhares de anos falando sobre a formação da Terra, com informações precisas e com riquezas de detalhes que em muitos casos, nem temos tecnologia atualmente para saber, traduzidos pelo maior especialista em civilização suméria; de outro lado temos a ocultação escancarada e “sem vergonha”  dessas informações pela maior agência espacial do mundo.

      A questão da origem do planeta Terra e da raça humana é, de fato, extremamente delicada, porque ameaça completamente o mainstream social moderno.
      A humanidade é guiada pela ciência e pela religião. Pelo empirismo e  pela fé. Entretanto, tanto um como o outro se tornaram instrumentos de poder para grupos poderosos interessados em dominar as grandes massas populares.

      Sistematicamente, os dois extremos têm ocultado ou distorcido, ao longo da historia, informações sobre a origem do homem no planeta. Isso se deve a fatores que abordaremos mais adiante, mas importantes de serem considerados no todo.

      No campo científico, homens como Charles Darwin induziram a humanidade à acreditar que o homem evoluiu progressivamente e naturalmente de um tipo de primata. 

      Essas afirmações foram baseadas nas observações e pressuposições de Darwin, feitas em suas viagens de estudos pelo mundo, onde desenvolveu a idéia de que um processo de seleção natural foi responsável pelas mutações das diversas espécies de animais, para se adaptarem as mudanças geofísicas sofridas pela Terra no passado.

      Até aí tudo coerente, porém Darwin, precipitadamente concluiu que os seres poderiam sofrer qualquer transformação para se adaptarem.

      Para ele um lêmur voador poderia se transformar em um morcego, sobre uma determinada circunstância: – “Não vejo qualquer dificuldade em acreditar na possibilidade de que a seleção natural possa desenvolver a membrana no lêmur voador, até transformá-la num verdadeiro membro alado, à semelhança do que deve ter ocorrido com o morcego”.

      Seguindo essa linha de pensamento ele concluiu que um símio poderia ter perdido os pêlos, a cauda, ter erguido a coluna vertebral, ficado inteligente e se tornado homem de maneira natural.

      Mas quem honestamente ainda acredita que “o homem veio do macaco” ? com inúmeras evidências arqueológicas surgindo a cada dia de novas espécies de humanóides, inclusive coexistindo entre si e se cruzando mostra que a história não é bem assim. 

      E com as informações relevantes deixadas pelos Sumérios veremos que tudo que aprendemos está absurdamente errado.

      Atualmente o Darwinismo também tem sido chamado de “teoria da origem inferior das espécies”. A antítese ao “evolucionismo” de Darwin é a “teoria da origem superior das espécies”, uma variação da teoria criacionista, baseada nas descobertas de fósseis humanos descomunais e ruínas de construções megalíticas, encontrados em várias partes do mundo.


      O pesquisador suiço Erich Von Däniken foi um dos primeiros defensores modernos, da teoria da origem superior.

      Tendo viajado meio mundo e dedicado boa parte de sua vida ao estudo das civilizações antigas, como os sumérios, babilônios, hindus, incas, maias e astecas, Däniken é pioneiro na abordagem técnica sobre a influência de seres extraterrestres no desenvolvimento da vida na Terra.

      Daniken sofreu, inúmeras difamações, retaliações e ataques, em função de expor suas teorias. Claro que ele estava mostrando a pontinha do gigantesco Iceberg e estava  confrontando os interesses das elites globais.

      Mesmo com as inúmeras difamações e ataques sofridos, Daniken escreveu diversos livros, entre os quais salienta-se o clássico “Eram os Deuses Astronautas?”, enfatizando sistematicamente que as mutações fisiológicas, além do fator “inteligência”, foram introduzidos no hominídeo ancestral, via engenharia genética, resultando no homo-sapiens.

      E todo o processo civilizatório foi igualmente, introduzido pelos mesmos seres, supostamente superiores, gradativamente. Däniken, através de seminários e palestras, foi o primeiro pesquisador a confrontar o sistema e expor publicamente essa linha de pensamento.

      Seus trabalhos, muito ricos em detalhes, são referências obrigatórias para quem estuda esse assunto, sendo, inclusive mencionados e referenciados por Sitchin.

      Nesse momento você deve estar apavorado com essas informações que parecem história de ficção científica. Homo Sapiens sendo criado por extraterrestres com uso de engenharia genética.

      Concordamos, isso parece uma história fantástica. Mas não é!  É a verdade e temos provas concretas disso, aliás provas de sobra que deixam qualquer um sem fôlego, e que a todo custo querem esconder da população.

      Conforme os registros Sumérios, essa raça de extraterrestres eram os Anunnakis (Os Do Céu Que estão Na Terra), que mais tarde foram chamados de Elohim (Senhores do Céu). 
      Humanóides gigantes vindos do planeta Nibiru e que devido à problemas no seu ecossistema, decidiram iniciar um processo de colonização no nosso planeta, por volta de 450 mil anos atrás.

      Expetacular não é? pois é, isso tudo está registrado nas tabuletas de barro Sumérias.

      A primeira expedição Anunnaki, liderada pelo mega-cientista ENKI (Senhor da Terra) , aterrisou na região do Golfo Pérsico, onde estabeleceu a primeira base de operações: ERIDU (Lar Longínquo Construído).

      O plano original era extrair ouro do mar, o que de fato foi feito, mas à medida que esse processo foi ficando inviável, a única alternativa foi extrair o minério do sudeste da África, que já havia sido explorada por ENKI. Sem perda de tempo ele partiu para o continente africano com uma equipe e ergueu o complexo ABZU.

      Cita-se aqui as pesquisas e descobertas recentes do pesquisador Michael tellinger na África. Tellinger descobriu, catalogou e pesquisou centenas de formações de pedra ao lado de antiguíssimas minas de ouro, datadas em mais de 200 mil anos (exato, 200.000 anos)

      Essas minas eram usadas na extração de Ouro e as construções associadas possivelmente usadas como fontes de energia, eram perfeitamente alinhadas com os pontos cardeais e marcavam todos os dias do ano, assim como os equinócios. Imagine isso tudo a 200 mil anos atrás, toda essa tecnologia usada na extração de ouro.

      Mais adiante abordaremos essa importantíssima pesquisa de Tellinger, que claro, como qualquer outro que tenta mostrar a verdade é perseguido e tentam ocultar sua pesquisa a qualquer custo.

      Voltando a essas minas, o ouro obtido nas minas da região iria ser transportado em embarcações até a Mesopotâmia, para derretimento e refinamento. Em seguida os lingotes eram enviados, através de uma nave de carga até uma outra nave que ficava orbitando a Terra, aguardando a chegada periódica de uma nave-mãe que levava o precioso metal para Nibiru, para ser usado como partículas suspensas, na atmosfera, a fim de conter o avanço de um fenômeno semelhante ao efeito estufa. Estonteante né, mas não acaba aqui ….

      A ampliação das atividades de mineração, trouxe uma segunda expedição liderada pelo comandante ENLIL (Senhor do Comando), meio-irmão de ENKI e logo os Anunnaki ergueram um gigantesco complexo logístico nas imediações do Monte Ararat. ENKI e ENLIL eram filhos do governante de Nibiru, ANU (Senhor das Alturas) e rivais, devido ao fato de que, mesmo sendo primogênito, ENKI não era o primeiro na linha de sucessão do trono nibiruano, mas sim ENLIL.

      Posteriormente uma terceira missão foi enviada, liderada pela médica-geneticista NINTI (Senhora da Vida), meia-irmã dos dois líderes, acirrando a disputa entre eles. Contudo, ao longo do trabalho dos Anunnaki, que já eram aproximadamente 600 na Terra, além de mais 300 em órbita, uma série de conflitos culminaram em um motim, durante uma inspeção de rotina, nas minas africanas.

      Os Anunnaki, astronautas e cientistas, improvisados como operários mineradores, reclamavam das tarefas designadas. Pressionado, ENLIL informou a ANU sobre a revolta e se dispôs à abandonar o comando da missão e retornar ao seu planeta. Uma corte marcial foi instaurada e ANU, tendo vindo à Terra, exigia que os líderes do motim se revelassem.

      Ouvindo os depoimentos, ANU concluiu que o trabalho era realmente muito duro e as reivindicações dos Anunnaki eram justas. Mas como interromper a mineração do ouro? O equilíbrio do ecossistema de Nibiru dependia do metal. O Ouro era fundamental para Nibiru. ENKI, imediatamente ofereceu uma solução genial.

      Ele informou que no sudeste africano, vagava um ser que poderia ser treinado para executar o trabalho de mineração e desde que a “marca dos Anunnaki” (DNA) pudesse ser colocada nele. ENKI se referia à uma espécie de hominídeo que tinha evoluído naturalmente na Terra, mas que ainda estava num nível evolucionário extremamente distante do atingido pelos habitantes de Nibiru, não obstante ENKI sabia que esse primata, assim como todos os seres da Terra, possuíam material genético compatível com os de Nibiru, porque aqui a vida teria se iniciado com esporos orgânicos trazidos de lá, após a colisão com Tiamat.

      Esse tipo de fenômeno, denominado de Panspermia Cósmica, segundo cientistas de vanguarda, é comum nas galáxias, podendo ocorrer de forma acidental ou dirigida, como fizeram os Anunnakis.

      Perceba o grande interesse e valor que o ouro tinha (e com certeza tem ainda) para eles e para o planeta deles.

      Coincidentemente (ou não, podemos garantir), o ouro tem um valor imenso na Terra, até os dias de hoje, é o metal mais valioso no nosso planeta. E porquê o grande interesse pelos governos e pela Igreja nele ? bom … vamos continuar a história do passado pois já está ficando bastante complexa, depois abordamos o presente…

      Então, os Anunnakis decidiram criar uma nova espécie na Terra, com inteligência suficiente para utilizar ferramentas e executar as difíceis tarefas de mineração, na categoria de “escravos”.

      Na unidade médica de ABZU, ENKI e NINTI concluíram que poderiam extrair o óvulo de uma fêmea primata, fertilizá-lo, in vitru, com o espermatozóide de um macho Anunnaki e implantá-lo no útero de uma fêmea Anunnaki. Após muitas tentativas e erros, estava criado o modelo perfeito do homo-sapiens.

      O processo foi repetido várias vezes, formando a primeira geração de híbridos humano-alienígenas, na Terra, que contudo eram estéreis. E à medida que os LULU (Trabalhadores Primitivos) eram desenvolvidos e encarregados no trabalho de mineração na África, os Anunnaki que trabalhavam na Mesopotâmia começaram a invejar os seus colegas e a clamar pela presença de humanos naquela região. Apesar das objeções de ENKI, ENLIL apoderou-se de um grupo de terráqueos e os levou para a principal base do Golfo Pérsico, ERIDU.

      “Iahweh (ENLIL) tomou o homem e o colocou no Jardim do Éden para cultivar e guardar”. Gênesis

      A característica de longevidade do relógio biológico dos Anunnaki, onde 1 ano de Nibiru (1 shar) corresponde à 3.600 anos terráqueos, não foi inicialmente introduzida no material genético da primeira geração de humanos, que envelhecia rapidamente  e tinha vida curta, o que levou ENKI a aperfeiçoar a manipulação genética dos híbridos, usando seu próprio esperma.

      Ele e NINTI desenvolveram um outro “modelo perfeito” de terráqueo, um macho que foi o primeiro representante da raça adâmica. Foi chamado de ADAMU ou ADAPA (Aquele Nascido na Terra) e que possuía alto grau de inteligência e longevidade maior. Em princípio, os primeiros híbridos machos e fêmeas eram estéreis e foram gerados no útero de NINTI e das enfermeiras voluntárias de sua equipe médica.

      Sitchin ressalta que nas traduções Sumérias, que durante as muitas tentativas e erros dos dois cientistas nibiruanos, para a criação do “humano ideal”, várias espécies de mamíferos, anfíbios, répteis, aves e peixes, foram utilizados como doadores de material genético.

      O resultado dessas ousadas experiências foram seres antropomórficos, de aspecto exótico ou monstruosos, que ficaram conhecidos, ao longo da história, como quimeras (centauros, cíclopes, hárpias, tritões, sereias, minotauros, hidras, górgonas, sátiros, etc).

      Criaturas que possuíam cabeça e tronco humanos e membros inferiores de animais ou as vezes, o inverso, ou uma bizarra combinação de ambos ou de vários animais, ou ainda seres humanos com dois pares de membros superiores.

      Algumas placas sumérias com anotações de ENKI, à respeito dessas experiências, revelam que muitos tinham sérias disfunções biológicas, mas outros se adaptavam bem e desenvolviam, inclusive alto grau de inteligência.

      Ao contrário do que se pensa, esses seres não eram meros mitos, mas sim resultado de avançada engenharia genética. Perceba aqui que lendas e mitologia antiga, quase sempre são considerados simples contos e “imaginação” mas realmente são, em praticamente todos os casos, verdadeiros e revelavam uma realidade que existiu, ou seja, as mitologias antigas de diferentes origens na Terra que relatam seres exóticos e aberrações realmente contam algo que existiu.

      Até então são consideradas histórias para “crianças dormir”.  Interessante isso, porque segundo Sitchin, experiências como as Sereias e os golfinhos (que ainda hoje existem e é comprovada uma inteligência diferente de outros animais) foram experiências dessa época.

      Nota: Assista o documentário Sereias – Novos Indícios

      A ciência moderna, secretamente, claro,  tem dado os primeiros passos em direção à essas atividades (Por exemplo: Transplante de órgãos de animais em seres humanos).

      O fato é que esses seres fantásticos conviviam com os humanos criados pelos Anunnaki, e foram citados em muitos textos de civilizações antigas, principalmente as greco-romanas e indo-européias.

      Alguns deles ficaram famosos em seus tempos, como a górgona Medusa, o sátiro Pan e o ser minotauro, da ilha de Creta, ou o homem-pássaro hindu Garuda. Inicialmente eram considerados semi-deuses, mas à medida que as civilizações iam ficando mais sofisticadas, esses seres passaram a ser vistos como ameaças e foram perseguidos e combatidos por homens como Gilgamesh, Perseu e Hércules.

      Ao contrário das quimeras, o projeto do homo-sapiens foi bem sucedido, mas a primeira geração de híbridos não procriava, então ENKI decidiu criar clones modificados, utilizando o DNA mitocondrial de sua esposa NINKI (Senhora da Terra) combinado com o DNA do tecido retirado de ADAMU, criou uma fêmea apta para procriação.

      Essa é a famosa parte da criação que é citada no livro do Gênesis como  “Adão e Eva” e que receberam o “fruto do conhecimento”, ou seja foram iniciados no conhecimento sobre procriação, além de outros assuntos. 

      Salientamos aqui o conceito da palavra grega “conhecer” que significa procriar, ou seja, o fruto do conhecimento é sinônimo de fruto da procriação, ou seja, quando os criadores da raça Adâmica a dotaram do poder de procriar, deixando de ser estéreis.

      Observe que toda essa informação não é fruto de imaginação nem ficção, está devidamente registrada nas tabuletas de barro sumérias. 

      Sitchin diz ainda, que o mito da “serpente tentadora” do Éden, se refere ao termo “Nahash” (Portador do Conhecimento), um dos muitos epítetos de ENKI, que enalteciam suas habilidades científicas.

      O brilhante Anunnaki possuía um cajado de metal, em forma de haste circundado por duas serpentes, em referência a dupla hélice do DNA humano. Esse artefato (que tinha uma função que veremos mais adiante)  era chamado de Caduceu e, coincidentemente (ou não, claro que coincidências demais não existem né), foi adotado pela Medicina em todas as épocas da humanidade.

      O fato é que ENKI e NINTI eram brilhantes cientistas e dominavam plenamente a ciência da manipulação genética, se referindo à ela como a ciência da “Árvore da Vida”. Sitchin revela ainda mais uma curiosidade interessante: A palavra “mãe” se originou de MAMI, um dos epítetos suméricos de NINTI, a Senhora da Vida.

      “Com amplo entendimento ele o aperfeiçoara…
      Para ele dera o Conhecer…
      A vida eterna não lhe concedeu.” Gênesis

      ENLIL, além de comandante e administrador, também tinha profundos conhecimentos científicos em engenharia genética mas era totalmente contra a sua aplicação em seres humanos e animais, só tendo permitido as experiências de ENKI porque o ecossistema de Nibiru dependia do sucesso delas.

      ENLIL fazia uso dos seus conhecimentos somente para modificação de sementes e grãos de vegetais (milho, batata, etc, comprovado cientificamente que foram modificados geneticamente na antiguidade) e ENKI, além das experiências com os humanos, modificava animais que seriam usados para a alimentação ou produção, como vacas e ovelhas.

      Conforme os registro Sumérios, não é possível afirmar se ENLIL realmente era contra as experiências com humanos, por valores morais ou somente para rivalizar o irmão. Ele sempre mantinha ANU informado sobre tudo que ocorria na Terra, que curioso para ver o resultado do trabalho de ENKI e NINTI, ordenou que ADAPA fosse levado à sua presença.

      ENKI, temia que este consumisse alguma substância, que aumentasse o seu ciclo biológico e o induziu à evitar os alimentos que lhe fossem oferecidos, contudo, ANU, surpreso com a perfeição da “criação”, quis que o ADAPA fosse mantido em Nibiru, mas ele acabou sendo trazido de volta à Terra e ficou temporariamente sob a guarda de ENLIL, na base chamada EDIN/Éden (Lar dos Justos), no Oriente Médio.

      Eventualmente ADAPA e sua fêmea começaram a amadurecer sexualmente e esse fato irritou profundamente ENLIL que sempre se opunha aos planos de ENKI e tomado pela ira, os expulsou da base.

      Esse fato lembra algum que você já leu na Bíblia ? quando Deus expulsou Adão e Eva do Paraíso ? Pois é, pode parecer bizarro tudo isso, mas é a verdade nua e crua contada pelos Sumérios e pelos próprios criadores da raça humana – a raça Adâmica. 

      Continuando, após expulsos, eles retornaram para a base africana ABZU e começaram a reproduzir. Sua prole era então clonada por ENKI p/ acelerar e ampliar a descendência e as gerações futuras geravam mais e mais humanos de agradável aparência física e portadores do gen de longevidade Anunnaki, embora vivessem bem menos que eles. Mas ainda assim atingiam idades fantásticas para os padrões biológicos atuais.

      Os textos do Antigo Testamento falam que os homens das primeiras gerações adâmicas, viviam centenas de anos e em alguns casos quase atingiam a idade de 1000 anos, como exemplo, Matusalém, Noé e Enoque, que foram alguns dos principais patriarcas pre-diluvianos.

      Realmente os estudiosos da Biblia sempre questionaram essa grande longevidade  no Antigo Testamento, o que se explica com as informações Sumérias.

      Mas Sitchin traz mais uma revelação perturbadora:

      Segundo ele as primeiras civilizações humanas aprenderam a fazer cálculos baseados numa média orbital entre Nibiru e a Terra.

      Como os Anunnaki controlavam o seu tempo baseado na órbita do seu planeta, os homens foram instruídos a fazer cálculos usando esse referencial. A primeira grande civilização pós-diluviana, a Sumérica, dominava o complexo sistema matemático elaborado pelos Anunnakis, para aplicação na Terra, onde o dígito 1 correspondia à 60 unidades (o atual sistema cronográfico onde 1 h. = 60 min. = 3.600 seg. é baseado nesse modelo).

      Lembre que 1 ano de Nibiru (1 shar) equivalia a 3600 anos na Terra. Coincidência isso ? claro que não …

      Portanto o ciclo de vida dos primeiros homens adâmicos, seguindo esse padrão, poderia ter durado alguns milhares de anos(o que foi registrado nas escrituras bíblicas do Antigo Testamento).

      Essa característica genética foi mantida até as primeiras dinastias egípcias, quando então começou a se deteriorar, porque o próprio relógio biológico dos Anunnaki ficou debilitado pela vida neste planeta (esse foi o motivo que eles ficavam uma temporada aqui e tinham que retornar a Nibiru, pois a Terra tinha – e tem ainda – um elemento químico que acelera seu envelhecimento).

      Sitchin faz outra observação em seus livros, à respeito da raça adâmica e da origem do nome Adão:

      Ele reconhece que possivelmente não havia um indivíduo assim chamado, mas de fato o primeiro modelo ideal do homo-sapiens ficou famoso entre os Anunnaki e os homens da Terra, porque foi a primeira matriz biológica e porque gozava da proteção de ENKI, que o chamava de ADAPA (Nascido na Terra).

      Se de fato ele foi clonado (e claro que foi conforme o próprio relato afirma), é possível que em determinado momento o termo passou a se referir a toda a primeira geração de homens. Sendo assim, é provável que algumas citações históricas distorceram o termo ADÃO/ADAM/ADAMU/ADAPA p/ o singular, assim como foi feito com a palavra Elohim (“deuses” e não “Deus”).

      E então ? difícil de acreditar ? bom, contra evidências e provas físicas evidentes é bem difícil poder negar. Fomos acostumados a acreditar e ter como verdade absoluta aquilo que aprendemos na escola e nos ensinam. Mas cada um de nós pode ser um pesquisador em potencial com a mente aberta para novas descobertas. Então seguiremos, pois ainda não acabou, a história continua …

      Um detalhe interessante sobre a descendência de Adão e Eva, pode ser observado no incidente bíblico de Caim e Abel.

      Sitchin tem uma teoria muito interessante: conforme as traduções Sumérias, ENKI teria ensinado a pecuária aos homens e ENLIL, a agricultura.

      Conforme a Bíblia, Caim e Abel eram respectivamente agricultor e pastor e lideravam grupos de trabalhadores nessas atividades.

      Com Enki e Enlil, as constantes disputas entre os dois líderes Anunnaki, acabaram influenciando o comportamento dos humanos. E desentendimentos e ciúmes entre os trabalhadores acabaram culminando no assassinato de Abel.

      Então Caim foi condenado ao exílio por ENLIL, que ficara perplexo diante da primeira demonstração de violência entre os homens e pretendia evitar que aquilo gerasse uma reação em cadeia. Tomado de pavor de uma vingança, Caim teria implorado a ENLIL que o protegesse.

      O comandante Anunnaki, irado pelo crime contra seu pupilo, Abel, se manteve irredutível na sua decisão, mas pediu a NINTI que lhe fizesse uma modificação genética p/ que os outros homens soubessem que ele carregava um “sinal de Deus” e não o molestassem.

      A famosa “marca de Caim”, citada no Antigo Testamento, consistia numa alteração cromossômica para que os seus descendentes não tivessem pêlos faciais.

      Banido, Caim teria vagado com sua família e seguidores por longas distâncias e Sitchin sugere que eles teriam chegado até a América Central e se fixado lá.

      Sua descendência, ignorada pela história, teria sido a base genética dos ameríndios, que têm com característica principal a ausência de pêlos faciais. 

      História incrível, não ? mas porque a Bíblia conta apenas uma parte da história ? Será que para ocultar ou manipular a verdade da população? perceba que o “Deus” da Bíblia eram na verdade os “Deuses” que criaram a raça humana em laboratório.

      Bom, vamos deixar essa parte para mais tarde …

      Ao longo dos milênios as gerações de humanos, deixavam de ser apenas trabalhadores ou escravos nas minas. Eventualmente aprendiam novas tarefas e logo cozinhavam, dançavam, tocavam músicas, eram instruídos em todas as ciências e até construíam “casas” para os “deuses”, que eles chamavam de “templos” (temos alguma similaridade com o que ocorre hoje ?).

      Logo o objetivo central da missão, foi desaparecendo e os Anunnaki pareciam se agradar daquela excelente vida na Terra. Porém, como havia poucas mulheres nibiruanas na Terra, muitos Anunnaki se sentiram atraídos pelas fêmeas humanas (que eram lindas e sensuais) e começaram à tomá-las por suas mulheres:

      “Quando os filhos dos deuses viram que as filhas dos homens eram bonitas, as tomaram como esposas”.  

      Isso aparece muito bem registrado no livro do Gênesis:

      Gênesis 6,2 “Viram os filhos de Deus que as filhas dos homens eram formosas; e tomaram para si mulheres de todas as que escolheram” e em Gênesis 6,4  “Havia naqueles dias, gigantes na Terra; e também depois, quando os filhos de Deus entraram às filhas dos Homens e delas geraram filhos; este eram os valentes que houve na antiguidade, os homens de fama.”

      Desse cruzamento nasceram os híbridos gigantes, os chamados nefilins, anakins, refains ou titãs (lembre-se das famosas lendas mitológicas sobre seres gigantes e valentes? pois bem, descobrimos que não são apenas lendas…).

      Sitchin afirma que, segundo os sumérios, a estatura média dos Anunnaki é de 3,5 a 4m atingindo até 7m e que seus descendentes titãs mantiveram esse nível. O fato é que em alguns milênios eles acabaram organizando os homens em centros urbanos e os instruíam em todos os seguimentos possíveis, gerando então poderosas civilizações.

      Däniken, em seus estudos, cogita a possibilidade das lendárias civilizações da Lemúria e Atlântida, terem sido as primeiras erguidas por esses seres, que conviviam com a humanidade, e foram adorados como deuses e semi-deuses (hipótese claramente plausível, lembrando os antigos contos mitológicos que já pecebemos que não são apenas historinhas…)

      annunaki nephilim giant humans:

      Bom, continuemos nas traduções dos registros Sumérios: 
      Porém, em certo momento as relações entre homens e Anunnaki ficaram comprometidas por ódios e paixões, levando-os à toda sorte de comportamentos bizarros, que se agravavam mais ainda pela aproximação do planeta gigante Nibiru, que já estava causando terríveis mudanças no clima agradável do planeta e logo os flagelos naturais somados às perturbações sociais, causaram a deterioração moral daquela sociedade híbrida.

      Esses fatos irritavam seriamente ENLIL que estimulava cada vez mais a desconfiança em ANU e nas altas hierarquias Anunnaki, que já repudiavam o comportamento dos alienígenas nesse planeta.

      Cedendo a pressão de ENLIL, ANU ordenou que os chefes Anunnaki se reunissem em conselho para julgarem a humanidade e decidirem o que deveria ser feito, como punição. Aproveitando a nova passagem de Nibiru, pelo nosso sistema solar, que causaria um cataclisma na Terra, ENLIL e ANU votaram por deixar a humanidade ser dizimada.

      Essa decisão acabou aceita pela maioria do conselho, mas sob protestos veementes de NINTI e ENKI. O fato é que preveleceu a pressão e o poder de persuasão de ENLIL sobre ANU que obrigou o conselho à prestar juramento de que não alertaria os homens quanto à catástrofe iminente. A grande verdade é que o transtorno planetário, foi usado por ENLIL para fazer uma “limpeza racial” na Terra porque não admitia a miscigenação entre os Anunnaki e os terráqueos. Coincidentemente, mais uma vez, temos uma referência bíblica no Livro do Gênesis para o mesmo fato:

      “Viu o Senhor que era grande a maldade do homem na terra, e que toda a imaginação dos pensamentos de seu coração era má continuamente. Então arrependeu-se o Senhor de haver feito o homem na terra, e isso lhe pesou no coração. E disse o Senhor: Destruirei da face da terra o homem que criei, tanto o homem como o animal, os répteis e as aves do céu; porque me arrependo de os haver feito.” Gênesis 6:1, 7.

      Inconformado e temendo pela sua obra, ENKI designou, secretamente, um homem, de nome sumério ZIUSUDRA (Noé ou Noah, em hebraico), para reunir grupos de humanos e espécies animais diferentes, que seriam salvas das inundações do planeta causadas pelo deslocamento dos pólos, devido à aproximação de Nibiru, em uma espécie de nave submarina submergível desenvolvida por ele, para essa finalidade. ENKI elaborou ocultamente um plano de sobrevivência para os seres selecionados por ZIUSUDRA, pois não ousava desafiar seu pai ANU, nem as hierarquias de Nibiru.

      Sem tomar conhecimento do seu plano, os Anunnaki evacuaram a Terra e de suas naves estacionadas na órbita do planeta, observaram o desastre e se entristeceram, sofrendo pela destruição daquela grandiosa obra e amargurados por terem abandonado os humanos ao terrível cataclisma. Com a passagem de Nibiru, duros tempos se iniciaram na Terra.

      Um detalhe curioso, revela o grau de comprometimento de ENKI com a humanidade naquele momento: 

      Tendo sido obrigado a prestar juramento, ele não podia revelar aos homens sobre o perigo iminente e nem ajudá-los, mas inconformado com a situação encontrou uma peculiar maneira de alertar pelo menos um pequeno grupo.

      Nos tabletes sumérios, referentes ao episódio do dilúvio, é mencionado que ENKI tinha ciência que não podia contar aos homens, mas nada o impedia de “falar com as paredes”.

      Uma noite ele se aproximou da casa onde morava ZIUSUDRA, se detendo do lado de fora perto do aposento onde este dormia, e falando alto ou através de algum aparelho, propagou sua voz pelo local dizendo: “Parede, o teu senhor ENKI te ordena que construa uma embarcação, reúna quantos familiares e agregados puderes, abandona tuas posses e salva tua vida, pois os elohim condenaram a humanidade à morte…”

      ENKI teria deixado um tipo de relógio regressivo, sensível à oscilações geodésicas e um projeto de construção de um submergível à cargo de um Anunnaki de sua confiança designado para ajudar Noé, além de ter feito uma seleção de animais e espécies de plantas para redistribuir pelo planeta após o holocausto.

      Alguma coincidência dessa informação com as escrituras da Biblia Sagrada ? pois é , não existem coincidências. Existem diversos textos sagrados de culturas diversas em várias partes do planeta que retratam um dilúvio e que alguém teria sido avisado disso.

      Mitos ? Lendas? lembramos que a ciência já comprovou que um dilúvio ocorreu milhares de anos antes de Cristo através da análise de camadas geológicas. Todos os fatos comprovam que toda gigantesca história é realmente verdade…

      Entre muitos pontos em comum, nos textos de Däniken, nas traduções de Sitchin entre outros autores e pesquisadores do assunto, um particular chama a atenção: Muitos afirmam que no processo de exploração do nosso sistema solar, os Anunnaki teriam construído bases de operações em Marte, nas luas de Marte e também na nossa lua.

      Curiosa contrução em forma de túneis capturada em Marte pela sonda Mariner - arquivo de pesquisa urandir 2015   Relevos em Marte capturados pela sonda Mariner, onde se ve uma formação não natural - arquivo de pesquisa urandir 2015

      Interessante que nos últimos anos, com as sondas lunares, e também com a Mariner que explorou Marte, várias imagens vazaram antes de serem escondidas da população (lembre-se que as elites globais escondem a verdade a  todo o custo).

      Essas imagens mostram construções nesses astros. Conforme as referencias, nos primeiros milênios após sua chegada à Terra, essas bases teriam servido de “escalas” até Nibiru, durante o período de transporte do ouro extraído aqui e além da mineração na Terra, os Anunnaki também extraíam silício na nossa lua.

      Sendo assim, Sitchin argumenta que essas bases teriam servido de refúgio para os extraterrestres durante os anos pós-diluvianos, quando o elevado nível dos oceanos não permitia o retorno à Terra.

      Quando o nível das águas cedeu e as camadas de lama que cobriam a Mesopotâmia secaram, o suficiente para permitir o repovoamento, os Anunnaki retornaram à Terra e se surpreenderam quando viram os sobreviventes do cataclisma.

      E num primeiro momento se indignaram quando ENKI revelou ter elaborado o plano de sobrevivência das espécies terráqueas. Contudo, a revolta cedeu lugar ao contentamento, pela possibilidade de reconstruir a humanidade.

      NANNAR, um dos filhos de ENLIL, recebeu uma extensão de terra que ia do oeste até o Mediterrâneo e ficou encarregado de reconstruir ERIDU, que viria a se tornar Summer ou Suméria e fundando outras, como Ur, a cidade onde nasceu Abraão.

      Ao filho mais novo de ENLIL, ISHKUR (Senhor das Montanhas Distantes), coube as terras a noroeste. Ásia menor e as ilhas do Mediterrâneo, onde a “realeza” Anunnaki se espalhou, dando origem ao panteão dos deuses greco-romanos.

      ENKI e seus descendentes, entre eles seu filho NINGISHSIDA (Senhor da Árvore da Vida) ficaram encarregados de reconstruir ABZU, nas terras africanas.

      De fato, todo planeta foi repartido entre os Anunnaki, que se tornaram as deidades das mitologias indo-européias, asiáticas e andinas. Däniken, menciona que em determinado momento, NINGISHSIDA (chamado de TOTH pelos egípcios), teria ido para a América Central explorar a região dos Andes, juntamente com um grupo de sobreviventes africanos e teria erguido a civilização dos olmecas, que seriam os mentores dos astecas (segundo Däniken, a palavra asteca deriva da raiz az-tlan e se refere aos sobreviventes que vieram das terras da Atlântida).

      Ele ainda expecula que a base do povo asteca era formada pela descendência de Caim misturada com os exilados atlantes. Sitchin não faz menções sobre a Lemúria e Atlântida, mas as peças acabam se encaixando.

      No comando dos olmecas e dos astecas, o hábil e engenhoso NINGISHSIDA teria ficado conhecido, como o deus Quetzalcoatl (A grande Serpente Emplumada).

      ISHKUR, posteriormente, também teria ocupado as terras da península de Yucatán, no México, e ficou conhecido como o deus Viracocha.

      As civilizações reerguidas na Mesopotâmia, fizeram várias citações aos Anunnaki e a mais peculiar é a que deu base para a referência bíblica dos “Nefilins, os anjos caídos!

      Aqueles que desceram dos céus para cruzarem com as mulheres dos homens!”

      Zecharia Sitchin relata que na sua juventude, durante uma aula de hebraico, sobre o capítulo VI do livro do Gênesis, ousadamente questionou seu professor sobre o termo “gigantes” ser o significado da palavra Nefilim.

      Sitchin enfaticamente afirmou que mesmo derivando da raiz “nefal” (queda), o significado real seria “aqueles que foram lançados” ou “aqueles que aterrisaram na Terra”, esse era o verdadeiro significado de caídos e não o significado que a Igreja coloca, como “Anjos Maus”.

      Nos anos que se seguirarm, à medida que aprendia a língua, a história e a arqueologia do antigo Oriente Médio, os Nefilins tornaram-se uma obsessão para Sitchin.

      Os achados arqueológicos e a decifração dos textos sumérios, babilônicos, assírios, hitititas, cananitas e outros textos antigos e contos épicos foram progressivamente confirmando a precisão das referências bíblicas à reinos, cidades, governos e culturas na antiguidade.

      Não havia mais dúvidas de que os Nefilins foram os visitantes da Terra, vindos do céu, num passado distante.

      “Esses Nefilins eram os valentes, os homens de renome, que houveram na antigüidade.” Gênesis 6.4″

      “Antes haviam habitado nela os Emins, povo grande e numeroso, e alto como os Anaquins; eles também são considerados Refains como os Anaquins; mas os moabitas lhes chamam Emins.” Deuteronômio 2.10-11

      “Porque só Ogue, rei de Basã, ficou de resto dos refains; eis que o seu leito, um leito de ferro, não está porventura em Rabá dos amonitas? O seu comprimento é de nove côvados [4 metros], e de quatro côvados [1,78 metros] a sua largura, segundo o côvado em uso.” Deutoronômio 3.11

      “Também vimos ali os Nefilins, isto é, os filhos de Anaque e éramos aos vossos olhos como gafanhotos.” Números 13.33

      “Então saiu do arraial dos filisteus um campeão, cujo nome era Goliah, de Gate, que tinha de altura seis côvados e um palmo [2,89 metros].” 1 Samuel 17.4

      Os relatos das civilizações antigas estão repletos de referências à seres de tamanho gigantesco, força descomunal e portadores de tecnologias avançadíssimas, participando direta ou indiretamente nas sociedades humanas.

      Devido às suas potencialidades, eles foram sistematicamente considerados divindades:

      Os nefilins da mitologia hebraica, o panteão egípcio, os deuses do Olimpo, cíclopes e titãs da mitologia greco-romana; os suras, asuras e devas da mitologia hindu; os guerreiros do Valhalla da mitologia escandinava não eram outros senão os Anunnaki (lembre-se mais uma vez, mitologia não são historinhas, mas histórias reais).

      Esses seres eram os gigantes astronautas de tempos imemoriais, vindos do planeta Nibiru.

      Particularmente, os sumérios, sempre foram pragmáticos ao explicar de onde eles vieram, porque estavam aqui e porque agiam como agiam.

      E sem sombra de dúvida, as gritantes marcas das atividades desses seres estão, definitivamente, espalhadas pelo mundo.

      Em monumentos, monolitos e ruínas milenares espalhadas pelos continentes e mesmo no fundo dos oceanos e certamente na estrutura genética dos seres humanos (gens recessivos), desafiando à nossa medíocre compreensão.

      Não admitir tal verdade é uma tolice, que pode ter um custo muito alto para a humanidade!

      Quem ainda honestamente acredita que as gigantescas construções milimetricamente projetadas, calculadas e construídas, que inclusive hoje em dia não temos tecnologia para replica-las,  espalhadas em diversos lugares pelo mundo são atribuídas a operários e indígenas esculpindo com ferramentas rústicas?

      Vamos pensar friamente, estruturas de 200 mil anos construídas com perfeição , numa época onde a ciência acredita que o home estaria nas cavernas?

      Tudo isso pode ter sido capaz com uma tecnologia que veio de fora.

      Evidências não faltam, sejam escritas, achados arqueológicos ou artefatos.

      Vamos abrir nossa mente e ver a realidade que está a nossa frente

      Busquemos conhecimento …

      Fonte: http://portalpesquisa.com/
      http://despertardegaia.blogspot.com/

      LEIA TAMBÉM, CLIQUE: