NATIVOS AMERICANOS FALAM SOBRE SUA ORIGEM EXTRATERRESTRE

Indígenas de todo o mundo têm mantido pacífica e longeva relação com ETs, mas poucos são os líderes tribais que admitem isso. O silêncio, explicam, é em respeito aos seus “amigos cósmicos”.

A cidade de Wagner, em Dakota do Sul, Estados Unidos, é palco de um acontecimento de importância histórica.

Por 15 anos seguidos a reserva Yankton dos índios Sioux tem sediado um dos mais concorridos eventos na área ufológica dos EUA. Trata-se de um grande encontro entre os líderes de tribos indígenas norte-americanas e de todo o mundo, chamado Star Knowledge, a conferência sobre o conhecimento das estrelas. 

O evento é organizado por uma comitiva de índios chefiada pelo líder místico Standing Elk [Alce em Pé], da tribo Lakota. Standing Elk teve a ideia do encontro após uma visão em que lhe foi revelado que o conhecimento espiritual dos índios nativos dos EUA tinha grande relação com o que chama de “Nações das Estrelas”, os seres extraterrestres.

O chefe Lakota crê ainda que tal conhecimento deva ser compartilhado com outros povos da Terra e por isso convoca, a cada ano, indígenas de todo o planeta para trocarem informações e experiências.

A conferência é sempre organizada em obediência às profecias dos sábios das tribos Lakota e Hopi, mas até hoje não recebeu nenhum enviado das tribos brasileiras. 

Nos últimos eventos estiveram presentes indígenas místicos e espirituais da facção denominada Plains [Habitantes das Planícies], que compreende as tribos dos Lakota, Oglala, Dakota, Black Foot e Nakota, assim como os representantes orientais das nações Iroquoi, Oneida, Seneca e Choctaw, e os líderes dos grupos que habitam a faixa meridional dos Estados Unidos, Hopi, Yaqui e Mayan.
Standing Elk

Dentre os chefes das tribos que compareceram anualmente ao encontro é importante destacar a presença do místico Maori, da Nova Zelândia, e da líder espiritual do povo Sammi, do Lapão. 

Standing Elk [Alce em Pé], líder místico da tribo Lakota Também participam ativamente do evento pesquisadores, antropólogos e ufólogos norte-americanos e europeus.

Entre eles está o ex-sargento da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) Robert O. Dean, o contatado e escritor Whitley Strieber, o psicólogo Richard Boylan, os professores universitários Leo Sprinkle e Courtney Brown, o contatado e estigmatizado Giorgio Bongiovanni, o investigador alemão Michael Hesemann, o ex-funcionário da CIA Derrel Sims, a contatada Marylin Carlson e o investigador Randolph Winters, entre vários outros curiosos e interessados na temática. O psiquiatra da Universidade de Harvard doutor John Mack, recentemente falecido, era figura constante nos eventos indígenas. 
O objetivo das conferências é divulgar de maneira mais clara e ampla as tradições e os conhecimentos indígenas dos nativos norte-americanos – os peles-vermelhas –, que até o início dessa série de eventos somente eram mencionadas dentro do próprio grupo.

Todos os participantes deste acontecimento, ao longo dos 15 anos em que vem sendo realizado, têm plena consciência de que os desastrosos acontecimentos que ocorrem hoje em várias partes do mundo já haviam sido anunciados aos nativos através de antigas profecias de suas tribos.
Se já era conhecimento deles as mudanças pelas quais a Terra irá passar, decidiu-se através destes eventos difundir as profecias indígenas para o restante da população planetária. De acordo com o que foi discutido no último evento, por exemplo, a origem de vários grupos nativos dos EUA é considerada pelos próprios como de procedência extraterrestre, pois suas culturas são fortemente influenciadas pelos ensinamentos transmitidos pelo que chamam de “Povos das Estrelas”, quando em “visitas” aos peles-vermelhas. 

A mais importante das profecias é seguramente a que se refere à iminente manifestação sobre a Terra das civilizações alienígenas, o que os indígenas acreditam que deverá acontecer muito brevemente. 

O idealizador do evento e guardião do chamado “altar da nação da estrela de seis pontos”, Standing Elk, revelou em sua apresentação que “os homens remediadores” – uma espécie de líderes místicos de cada tribo –, têm a capacidade de comunicar-se com entidades espirituais da Mãe-Terra, como a águia, o alce, o coiote e principalmente com seres provenientes das Nações das Estrelas.

Este poder de transmissão constituiria, segundo ele, uma séria ameaça para as instituições religiosas, econômicas, políticas e governamentais do planeta, pois civilizações do Universo estariam entrando em contato com os peles-vermelhas através de métodos espirituais – o que é abominado pelo governo dos EUA.

Segundo Standing, as Nações das Estrelas, como se sabe há milênios, não adotam qualquer sistema monetário em seus planetas, porque sua estrutura social é baseada em práticas mentais, espirituais e universais. Ele vê com apreensão o risco de colapso nos métodos financeiros mundiais, especialmente dentro dos Estados Unidos, e das instituições religiosas.

Este é o motivo principal que induziu os donos do poder a considerar ilegal o credo das tribos Lakota e Dakota, banindo suas tradições culturais seculares. 

A censura valeu até o momento em que o ex-presidente Jimmy Carter promulgou, em agosto de 1978, uma lei que reconhecia a capacidade de os nativos terem suas próprias formas de religiosidade – conhecida como Ato para a Liberdade de Religião.

Nos anos que precederam a promulgação da lei, o governo dos Estados Unidos punia os líderes espirituais com severidade, chegando a condená-los a mais de trinta anos de detenção caso fossem vistos ou se realizassem atos de prece às Nações das Estrelas durante as cerimônias tradicionais celebradas em sua língua original.
“Para cristianizar os pagãos, os EUA cortavam as rações de comida necessárias à sobrevivência dos peles-vermelhas. Usavam este meio para constranger os nativos a aprender o modo do viver de um cristão”, explicou Standing. Com isso, impediam que se alastrasse sua cultura tradicional, que os levou a crer que eram descendentes de seres não-terrestres.

Por do Sol nas Montanhas Rochosas, no Grand Teton, em Jackson Hole, Wyoming e o rio Snake (Serpente). Local onde fica o “TEMPLO DO ROYAL TETON” da Grande Fraternidade Branca.

De acordo com o líder da nação Lakota, as pessoas que se esforçavam para preservar seus ritos místicos e sua cultura eram privadas do fornecimento de comida por vários meses. 
“E quem realmente executava essas barbaridades, inclusive com crianças” – conforme declarou em cerimônia durante um dos últimos eventos da série – “eram chefes religiosos e não propriamente as autoridades do governo norte-americano”.

Por estes motivos e pela tentativa do homem branco em explorar o conhecimento dos homens das estrelas apenas por interesses de caráter econômico, os líderes espirituais das tribos indígenas decidiram manter a mais total discrição em relação aos seus conhecimentos cósmicos, informando aos seus descendentes somente o que fosse necessário para a construção de seu espírito. Isso vem acontecendo gradativamente, há muitos anos.

A Degradação ambiental atual, segundo Standing Elk: “chegou-se a um nível de degradação ambiental suficiente para induzir os povos das estrelas a instruírem os homens remediadores a defenderem a mensagem que representa a chave da salvação da humanidade. Ele citou como exemplo de confirmação desta realidade que, quando criança, foi testemunha de avistamento de UFOs variadas vezes, “mas sempre com um propósito”, declarou. 

Num desses casos, viu quatro esferas luminosas de cor verde sobrevoarem por alguns instantes a área próxima ao Rio Missouri e, de dentro delas, saírem seres alienígenas.
Em uma outra ocasião, teve a extraordinária oportunidade de ver bem de perto uma destas entidades. 

O ET vestia-se de branco, tinha cerca de 2,10 m de altura e o seu aspecto recordava um homem de origem caucasiana (um ariano branco). 

O líder espiritual dos Lakota relatou também que uma vez visitou o interior de um disco voador. 

A aeronave era cheia de luz e continha aparatos similares aos computadores atuais. Como esse, os lakotas têm tido inúmeras experiências de contatos com seres extraterrestres. 
Povos das Plêiades

Standing Elk cita em suas palestras vários depoimentos por ele obtidos através de outros líderes espirituais. De acordo com sua pesquisa, existiriam e existem no universo inúmeras raças alienígenas. As lendas dos índios da nação Sioux falam de civilizações provenientes das Plêiades e dos sistemas estelares de Sírius e Órion.

Um homem mediador da tribo dos Sioux relatou a Standing Elk um encontro que teve com um ser pertencente à raça por nós definida como Greys, os cinzas. O fato teria ocorrido durante um rito de purificação e iniciação que se desenvolve no interior de uma tenda indígena, onde são exaltados os quatro elementos da natureza – terra, ar, água e fogo. 

Outro detalhe interessante mencionado pelo líder dos Lakotas diz respeito aos símbolos encontrados nos destroços do UFO acidentado em Roswell.

Segundo ele, cada um daqueles criptogramas tinha dois significados, referindo-se um às lendas universais e, o outro, às espirituais. 

“Vários de nossos irmãos nativos estiveram próximos do local (Roswell) da queda das espaçonaves e se sensibilizaram com os mortos”, disse.

O nosso sistema solar orbita o Sol Central das Plêiades, Alcyone (estrela maior e mais brilhante na foto) dando uma volta completa (um ANO SOLAR) a cada 25.920 anos, sendo que a data de 21 de dezembro de 2012, FINAL do Calendário MAIA marca o final de um desses anos solares e do 13º Baktun. Em astronomia também é conhecida como o Aglomerado estelar aberto M-45, as Sete Irmãs, a Constelação das Plêiades, com os sóis/estrelas principais de Alcyone, Maia, Electra, Taygeta, Atlas, Pleyone, Celaeno, Asterope e Merope.

A exposição dos pensamentos de Standing Elk é seguida pela do conselheiro espiritual da nação Oglala, Floyd Hand já plenamente aculturado, que fala dos seres denominados de avatares. Tais figuras, semelhantes aos mestres Jesus, Buddha e Maomé, seriam entidades de proveniência extraterrestre que assumiriam vários formatos. A lenda da Mulher Búfalo Branco, por exemplo, é um deles. Ela sempre se manifestou aos peles-vermelhas em diversos momentos históricos, dando-lhes ciência de fatos a acontecer no futuro, a maioria dos quais foram confirmados depois.

Resultado de imagem para A lenda do Búfalo Branco

A lenda do Búfalo Branco fala de um ser feminino, uma mulher  que apareceu em épocas antigas e que instruiu o povo nativo através de um meio de conhecimento do tipo universal. Sua presença entre os peles-vermelhas veio a influenciar de maneira notável seus modelos de vida social. Hand explica que os indígenas da Terra provêm de sete diferentes raças extraterrestres.


Segundo ele, o povo das estrelas retornará à Terra brevemente e tal acontecimento será precedido por algumas mudanças. A primeira delas está estreitamente ligada aos fenômenos naturais, como as inundações, terremotos e incêndios florestais. 

Os índios Xikrin, uma das muitas facções da nação Kayapó, do Alto Xingu, no Brasil, eles acreditam ser descendentes de seres espaciais e ainda realizam rituais em homenagem a eles. “Nos próximos anos, grande parte do território mundial sofrerá uma seca extremamente intensa e se registrará um considerável aumento de mortes devido à falta de alimentos”, declarou Hand. 

Os fenômenos El Niño e La Niña são confirmações indiretas de tal profecia e voltarão a se repetir no futuro, cada vez com mais intensidade. A morte de milhares de africanos, todos os dias, pelas doenças e pela fome há tantos anos, também se mostra como uma verificação da terrível previsão. 


Hand disse que os nativos peles-vermelhas chamam os Estados Unidos de “Ilha das Tartarugas”, pois este animal é considerado sagrado pela maior parte das antigas culturas centro-americanas.


Os índios HOPI, por exemplo, celebram até hoje um ritual denominado Festa da Dança das Tartarugas, durante o qual são entoados cantos em honra de dois Katchinas, seres celestiais provenientes das estrelas à Terra montados em uma enorme tartaruga, segundo os nativos. 

Também em outros países encontramos nações indígenas que crêem que a Terra tem o formato de uma grande tartaruga.

De maneira geral, todos os líderes espirituais que participam anualmente do Star Knowledge enfatizam a importância em se acreditar nos UFOs. Harry Charger, ancião Lakota, concentra seus ensinamentos aos presentes explicando a tradição do seu povo. Charger falou de numerosas visitas que extraterrestres teriam feito aos índios durante os rituais de iniciação – chamados de Sweat Lodge.

Ele declara abertamente que as Nações das Estrelas estão preocupadas com a situação desastrosa pela qual atravessa o planeta Terra, devido às operações destrutivas do homem branco. O ancião afirma também que os irmãos estelares visitam sua tribo indígena há tempos, e que ele se habituou desde pequeno com a ideia de que o homem não era o único habitante do universo. 

Charger narra ainda uma lenda que tem como protagonista uma jovem e belíssima mulher, que aparecera a dois exploradores Lakota e transmitiu a eles seus preciosos ensinamentos espirituais.

Um dos homens, entretanto, tentou seduzir a misteriosa mulher e acabou morrendo. O outro, pelo contrário, prestou respeitosa atenção e divulgou ao seu povo as inestimáveis pérolas de conhecimento recebidas. 

Charger faz questão de deixar no ar uma pergunta: “Qual será a reação de cada um de nós quando o povo das estrelas retornar à Terra?

Mas não foram somente os chefes místicos das tribos que se pronunciam no competido evento. O nativo Lakota Steve Red Buffalo, um estudioso que não participa do grupo espiritual de seu povo ativamente, defende que os Lakota provêm da Constelação das Plêiades. Fala também do Chanupa, o sagrado cachimbo que simboliza a união entre a Terra e o céu. 

“A Terra é representada pela cavidade do cachimbo e o céu é o canal oco do mesmo, através do qual a fumaça é aspirada para depois ser expirada na direção do espaço”, comparou Red Buffalo.

Com essa linha de abordagem, no último evento da Star Knowledge, o líder espiritual dos Dakota, Wambdi Wicasa [Homem Cervo], despertou o interesse de todos fornecendo uma interpretação totalmente nova para os círculos ingleses nas plantações (Crop Circles), em especial a um encontrado a 120 km de Londres, em junho de 1995.

Segundo ele, a formação tratava-se de um pictograma composto por cinco círculos concêntricos que representam a vida. A circunferência externa correspondia às Nações das Estrelas, enquanto que as mais internas representavam os quatro povos da Terra. 

Segundo a cultura dos indígenas norte-americanos, cada raça do planeta representa um dos quatro elementos da natureza. A branca simboliza o fogo e a negra, a água.

Os povos amarelos são representados pelo ar e os vermelhos, pela terra. Wicasa acredita que as quatro raças primordiais terrestres, esquecendo-se quais foram seus papéis e quais elementos representavam, cometeram graves erros e geraram a desastrosa situação de degradação ambiental em que estamos vivendo.  

“O espírito que me encontrou disse que toda a humanidade deveria ter recebido a mesma cultura que os povos indígenas. Como isto não aconteceu, os homens das estrelas estarão coagidos a intervir para restabelecer o equilíbrio físico e espiritual do planeta. Nosso tempo está desde já alcançando seu término. Logo não mais existirão automóveis, televisores ou qualquer outro bem industrial. A Terra está prestes a entrar na quinta era. Mas antes de unir-se à dimensão espiritual, deverá viver novas e diversas épocas”, garante Wicasa.

Descendentes de extraterrestres a tribo dos Choctaw também se pronuncia com energia nas edições do Star Knowledge e da última vez o fez através de seu representante Preston Scott, que também defende que os nativos do planeta sejam descendentes de povos extraterrestres. Scott conta a história de um jovem índio que recebeu energia de um raio de luz, fazendo a indicação de que se tratava de uma nave.

Para o povo Heyoka, aliado secular dos índios Choctaw, tal acontecimento é visto como uma espécie de batismo espiritual – que, para o homem branco, é a chamada abdução. 

Scott narra abertamente um encontro que teve com três seres extraplanetários quando escalava uma montanha próxima à sua aldeia. 

As criaturas lhe instruíram a ir para a terra dos Lakota, onde receberia lições espirituais para transmitir ao seu povo.

“Graças a estes ensinamentos, os Choctaw superaram o momento de crise pelo qual estavam atravessando e reencontraram o caminho correto”, afirma. 

Os Lakota são os que mais se pronunciam durante o evento anual, talvez por terem elos mais fortes com os povos das estrelas. Outro homem remediador da tribo, Holly Bull [Touro Sagrado], relatou ter visto um UFO sobrevoar o Bear Butte, um pico vulcânico das Montanhas Negras, considerado sagrado pelos Sioux.

Bull fala amplamente dos altares que existem “na terra das Nações das Estrelas”, segundo sua expressão, descrevendo-os como lugares repletos de objetos de inestimável valor espiritual, pertencentes aos líderes místicos de cada tribo. 

Ele também, como outros, teve o extraordinário privilégio de encontrar um ser proveniente do céu, que se declarou profundamente preocupado com a Mãe-Terra, gravemente ferida devido à ambição humana. 

Para representar a tremenda importância e magnitude de nosso planeta, Holly Bull cita as palavras pronunciadas em 1854 pelo líder Seattle, da tribo Swamish: 

“Esta Terra é preciosa para Deus e tratá-la mal é desprezar seu Criador. Contaminais vosso leito e uma noite sufocareis nos vossos dejetos. A Terra não pertence ao homem, mas o homem pertence à Terra. Todas as coisas estão ligadas. Qualquer coisa que se sucede à Terra, acontece aos filhos da Terra. O homem não teceu a trama da vida, ele é apenas um fio. Qualquer coisa que faça à trama, faz a si mesmo. O fim da vida é o início da sobrevivência”.

No entanto, para Bull, a humanidade, aprisionada em sua própria e presunçosa ignorância, não segue estas palavras. No término do último congresso realizado em Wagner, durante a cerimônia da Dança do Sol, Standing Elk explicou que o povo das estrelas está aqui para encorajar o crescimento espiritual do ser humano. 

Disse que, num futuro próximo, deverá acontecer uma aproximação de raças em direção à Terra.“Este período será de grandes provas e virá seguido por mil anos de paz”, fala o sábio guerreiro.
Ainda de acordo com ele, existiriam entidades e forças que não desejam a tranqüilidade e que a verdade seja revelada, o que faria finalmente do homem um ser livre. 

Mas os peles-vermelhas estão convictos de que as profecias já estão acontecendo, graças a um relacionamento milenar entre eles e seres extraterrestres. Standing Elk não hesita em declamar o que chama de a derradeira mensagem:

“Depois que a última árvore tenha sido derrubada. Depois que o último rio tenha sido envenenado. Depois que o último peixe tenha sido capturado. Então, o homem branco descobrirá que o dinheiro não pode ser comido”.

Autor: Sonia Cordella
Fonte: Revista UFO Especial 31


LIMPEZA E HARMONIZAÇÃO DOS CHAKRAS – Método Xamânico

Limpando:
Existe uma prática de limpeza dos Chakras que podemos fazer durante o nosso banho matinal. Nas Montanhas Andinas Peruanas, os Chakras são chamados de Pukios, ou Olhos de Luz, pelos xamãs.
A técnica é bem simples:
a) durante o banho colocamos nossa mão esquerda na base da nossa coluna e a direita a 10 centímetros do 1º Chakra;
b) imagine que uma espiral passa por um túnel de uma mão para outra no sentido horário;
c) depois de 1 minuto, enxaque suas mãos eliminando toda energia pesada que estava no seu Chakra;
d) repita em cada um dos outros Chakras, lembrando que a mão esquerda deve permanecer sempre na base da coluna e não esquecendo de enxaguar as mãos após a limpeza de cada um dos Chakras;
e) depois retorne ao 1º Chakra e sinta uma energia fluindo, e vá subindo por cada um deles, caso sinta um entupido, lave-o novamente.
Harmonizando:
Procure um lugar tranqüilo, no qual não possa ser incomodado durante a prática. Ao encontrar o local sente-se numa posição confortável. 
Respire sete vezes profundamente e sinta o ar entrar e sair de seu corpo físico. 
Coloque suas mãos juntas, palma com palma, no centro do peito. Inspire profundamente, enquanto eleva suas mãos acima da cabeça. 
Com as palmas das mãos voltadas uma para a outra, visualize uma luz branca radiante. 
Traga-a através do 7º chakra, no topo da cabeça. 
Desça com as mãos unidas pela frente dos chakras até o 1º, tocando-o por alguns segundos. A luz branca irá limpar, clarear e ativar o 1º chakra, mantendo-o em conexão com os outros.
Agora eleve as mãos unidas, subindo em frente aos chakras até o alto da cabeça. Repita a mentalização do 1º chakra para os seis restantes. 
Termine trazendo as mãos unidas pelo coronário até o chakra do coração. Desta forma, após a limpeza e ativação, alinhamos e unificamos todos os centros espirituais em um só. 
Permanecemos assim por alguns minutos, para sentir o esplendor da energia que emana deste chakra, visualizando a luz dourada e dentro dela uma chama de três cores, formada pela luz rosa (do amor), a dourada (do conhecimento) e a azul (do poder) se expandindo por todo seu ser.
Fonte: http://www.xamanismo.com/
Leia também, clique:

GUIAS ESPIRITUAIS – Como Fazer Contato

Você já sentiu a presença de algo mágico ou espiritual em algum momento da sua vida?

Pois é, embora não nos damos conta, devido a correria do dia a dia e da programação cética a que fomos submetidos, estamos SEMPRE acompanhados de amigos invisíveis, nos momentos tristes e felizes.

Basta um pouquinho de abertura para a sensibilidade e você perceberá com razoável facilidade essa presença amistosa e pacificadora.

Eles são nossos espíritos guias.
Os espíritos guias estão entre nós desde que os seres humanos apareceram na Terra. Algumas pessoas podem sentir seus espíritos guias e outros não, ou não entender o que é exatamente um espírito guia. 

Mas eles estão conosco, nos momentos bons e ruins, e possuem uma ligação cármica com nossa jornada aqui pela Terra. Fonte de informações e aprendizado, os guias espirituais podem auxiliá-lo a seguir pela vida com mais consciência e desfrutando de maior prosperidade.

Os guias espirituais residem em diferentes dimensões, como o plano astral. Eles operam numa alta frequência vibracional e podem ser contatados por meio da meditação, hipnose, rituais ou qualquer outra atividade que eleve o nosso campo vibracional. 

Os espíritos guias estão conosco para nos ajudar ao longo da vida. Eles não estão aqui para nos servir ou para que nós sirvamos a eles; na verdade, trata-se de uma relação simbiótica ou parceria.

Se nós gentilmente pedirmos a eles por respostas, eles normalmente nós fornecerão. Afinal, você estará conversando com o seu Eu Superior.

Muitas crianças tiveram experiências com espíritos guias por meio de amigos imaginários. Muitos psicólogos dirão que os amigos imaginários são criações mentais da criança que ocorre porque ela se sente sozinha ou sem vivências de brincadeiras.

Mas psicólogos também afirmam que algumas crianças com amigos imaginários, muitas vezes dão a eles traços de personalidade que lhes faltam ou conversarão com o amigo imaginário sobre coisas que a essas crianças são estressantes ou aborrecedoras.

A medida que a criança cresce para a vida adulta, os amigos imaginários vão se tornando cada vez menos importantes embora eles ainda possam estar presentes, mas aprendem a “esquecê-los” devido a influência dos adultos e, também, para se ajustarem às pressões sociais.

Os guias espirituais estão próximos de nós o tempo todo, mesmo que você escolha ignorá-los ou perde o hábito de se dirigir a eles.

Eles tendem a se aproximar de um modo que nos seja familiar e confortável, tal como num sonho, durante a meditação, hipnose, podendo se apresentar em forma humana ou animal.

Alguns acreditam que os espíritos guias são almas que viveram vidas semelhantes a que vivemos agora. Como eles já pertenceram ao reino humano, eles possuem personalidade própria e um jeito peculiar de fazerem as coisas.

De uma certa forma, existe uma relação antiga entre você e seus guias espirituais e todos juntos vibram numa frequência semelhante e compartilham informações diferentes do Universo.
Por exemplo, pessoas mais devotadas possuem guias espirituais que a auxiliam a absorver as energias amorosas e informações intuitivas que as auxiliem a prestar serviços e socorro a outras pessoas.
Em algumas crenças religiosas, os espíritos guias são chamados anjos da guarda. Nós podemos ter muitos espíritos guias dependendo da situação e também temos um Mestre Guia, como um arcanjo que nos auxilia quando necessitamos, e que se une a nós no momento do nascimento, acompanhando-nos por toda a vida.
COMO ENTRAR EM CONTATO COM SEU GUIA ESPIRITUAL
Para entrar em contato com seu espírito guia você precisa sentar-se em silêncio, sem distrações, relaxado, com a mente serena e focada.

Isso pode ser feito antes de dormir.

Não é necessário falar alto. Espíritos guias geralmente usam a telepatia para se comunicar, quando eles entram em sintonia com a vibração dos seus pensamentos.

Mentalmente diga olá. Espere por uma resposta ou saudação, mas não espere que isso ocorra imediatamente.

É algo que necessita treino, tempo e paciência. Permaneça relaxado e continue com seu questionamento.

Fica mais fácil se você fizer perguntas que podem ser respondidas com “sim” ou “não”.

Por exemplo: “devo aceitar mudar de emprego?”, “Será benéfico para mim  fazer isso?”, “O médico que procurei é o mais adequado para resolver o meu problema?”. 

A resposta virá clara na forma de um sentimento, imagem mental, sonho ou tempos depois, numa conversa com alguém. Assim que começar a receber as respostas, sua conexão com eles se tornará mais efetiva.


RECEBENDO ORIENTAÇÃO
Todos nós temos espíritos guias, mesmo que você sequer saiba disso.
Nossos guias estão aqui para nos ajudar a navegar pelo mundo físico e aprender as lições que nos propusemos aprender nesta encarnação.
Aqui está um exemplo de “lição” que se pode ter com um guia espiritual:
Enquanto estava em profunda meditação, Cristina foi visitada por Dave, um guia nativo americano. Ele puxou Cristina e a fez montar em seu garanhão branco. Galoparam pelo deserto e colinas vermelhas do Novo México. Dave disse a ela: “Eu estou aqui para ensiná-la a seguir os sinais como um índio faz”. Eles pararam e desceram do cavalo. Ele mostrou a ela como ler os sinais observando de perto a forma como os pedregulhos estavam espalhados e os galhos de cactos quebrados. Disse que ela deveria trazer esse conhecimento consigo e ensinar os outros como ler os sinais em suas vidas também. Depois da meditação, Cristina permaneceu quieta, em silêncio, pensando na viagem prazerosa a qual foi levada pelos seu espírito guia. A mensagem dele permaneceu ressoando no seu íntimo e, finalmente, ela entendeu que deveria ensinar os outros a seguir os sinais. Ela entendeu que sinais significavam intuição. A partir daquele momento, Cristina decidiu-se pela carreira de conselheira e terapeuta, um missão que sem dúvida escolhera desenvolver nesta encarnação e que cuja lembrança foi resgatada pelo seu guia espiritual Dave.
Você também pode entrar em contato com seus guias espirituais e obter informações intuitivas para você e para auxiliar outras pessoas.

Para se conectar com seus guias espirituais, siga os seguintes passos:
1. Relaxe num local quieto. Faça algumas respirações profundas, inspirando pelo nariz e expirando pela boca. Tente silenciar sua mente.
2. Quando o ritmo da respiração profunda se tornar natural, fale com seus guias espirituais. Silenciosamente diga-lhes que você quer entrar em contato com eles e que está aberto para receber a orientação deles.
3. Silenciosamente, peça que venha a você o espírito guia que você necessita, com a informação que possa melhor orientá-lo no momento.
4. Imagine (veja nos olhos da mente) que você está subindo uma agradável colina num campo bonito. Está quente e ensolarado lá fora. Você sente o calor do sol nos seus braços e na sua face. Quando você atinge o topo da colina, ao longe você vê uma figura caminhando numa trilha, vindo  em sua direção. É o seu guia espiritual.
5. O espírito guia acena para você e você também acena para ele. Ele está bastante longe para saber se o espírito é homem ou mulher. Não tenha expectativas. O seu espírito guia pode ser de qualquer sexo, ou assumir qualquer forma. Apenas deixe acontecer, sem julgamentos.
Artigo relacionado: 7 tipos de guias espirituais
6. Você continua caminhando, passando pelas árvores e por um riacho murmurante, enquanto seu guia vai ficando mais distinguível.
7. Em algum momento você será capaz de se certificar se a figura vindo em sua direção é um homem ou mulher, embora ainda não consiga definir a qual raça ele pretende. Você vê o que ele veste e observa as cores da sua vestimenta.
8. Agora, você está face a face com ele. Você pode vê-lo claramente. Vocês se abraçam. Você acaba de se encontrar com uma entidade que se importa muito com você e cujo propósito é guardar o seu bem-estar. Você sente o amor emanando do seu guia espiritual.
9. Agora, o espírito guia lhe diz o seu nome. O nome dele é… Você ouve sua voz amiga e gentil.
10. Ele lhe explicará como poderá lhe ajudar e qual o seu propósito nesta encarnação. Não fique desapontado se num primeiro encontro, tudo o que acontecer for apenas uma apresentação. Ele sempre entrará em contato com você quando necessitar. Tudo o que você tem a fazer é praticar.
11. Permanece com ele o quanto achar necessário, então volte para sua consciência de vigília.
Não se esqueça de escrever toda a experiência, registrar as informações que receber do contato com seus guias espirituais. Você poderá, eventualmente, encontrar-se com outros tipos de guias espirituais.
Faça da primeira sessão algo apenas introdutório. Não bombardeie seu guia com perguntas diversas. Apenas ouça o que ele tem a lhe dizer nesse primeiro encontro.
Também não queria entrar em contato de início com diferentes guias. Trabalhe com um primeiro até você ganhar experiência. Senão, pode ser que você fique confuso em ouvir tantas vozes distintas dentro de você e perderá o conhecimento e orientação que estão sendo passados.

7 TIPOS DE GUIAS ESPIRITUAIS
Para muitas pessoas, os guias espirituais são entidades que escolhemos , ou são auxiliares que são atribuídos a nós antes do nascimento.

Para outros, guias espirituais são elementos da nossa mente subconsciente que se apresentam com a imagem de arquétipos milenares.

Ou ainda, os guias espirituais podem ser considerados também como representações de nosso próprio eu superior em dimensões superiores.

Seja lá qual for a definição que se dê sobre os guias espirituais, não há dúvida de que todos nós necessitamos de orientação, direção e apoio na vida a fim de que possamos nos autorrealizar e cumprir com nossos compromissos propostos para esta encarnação.
Os guias espirituais, bem como outros elementos da espiritualidade, têm sido mal interpretados, usados de formas equivocadas e rentabilizados como produtos comerciais na internet e na vida real. Apesar das distorções promovidas por pessoas ingênuas ou mal intencionadas, os guias espirituais constituem uma classe de experiência humana que pode trazer muita evolução pessoal.
Fato é que os guias espirituais são entidades que norteiam nosso espírito em sua jornada por este mundo tão cheio de contradições e conflitos. A meta deles é nos conduzir a um estado final de clareza, liberdade,alegria e paz.
Para começarmos uma boa conexão com seu guia espiritual é interessante  aprender sobre os diversos tipos de guias que existem invisíveis a nós.
A tendência comum é imaginar que guias espirituais são anjos. Toda a iconografia cristã está repleta de imagens angélicas. Entretanto, existem outras possibilidades inusitadas que podem ser consideradas sobre as formas como os guias espirituais podem se apresentar e exercer suas diferentes funções.
Eles possuem formas ilimitadas e se adaptam facilmente à cultura e época, sempre usando representações que façam ressonância positiva dentro das pessoas,criando confiança e um sentido de amparo vindo de uma plano superior. Um guia espiritual pode ser o canto de um pássaro, uma rajada de vento, um cristal que emita algum tipo de vibração reconhecível, etc.
Existem tantas possibilidades no universo e você pode ter em seu auxílio mais de uma dessas formas. Vamos conhecer algumas delas:
1) Meio homem, meio animal
Muitos guias espirituais se apresentam como metade homem/mulher e metade animal.

Podemos citar como exemplos: centauros, faunos, harpias, sereias, esfinges, fadas e minotauros.

Muitas divindades também aparecem como guias espirituais,por exemplo, Anúbis (deus egípcio com cabeça de chacal), Ganesha (deus com cabeça de elefante indiano), Ra (cabeça de falcão, corpo humano) etc.

Um guia espiritual que se manifeste como o Minotauro, por exemplo, pode ser a revelação do próprio eu-sombra da pessoa, um elemento capaz de levá-la a embarcar numa jornada de cura de antigas e profundas feridas da alma.

2) Animais de poder ou totems
Nas culturas indígenas e xamânicas, os animais ganham grande representação como guias espirituais e pontos de contato com o mundo espiritual.

Normalmente eles estão associados aos anseios e necessidades internas de uma pessoa.

Normalmente uma pessoa fica associada a um determinado tipo de energia numa fase da vida e essa energia é representada pela imagem de um animal.

A águia, a serpente, o leão, o touro são representações comuns e vale lembrar que a Astrologia utiliza os símbolos animais no Zodíaco.

Com exceção de Gêmeos, Virgem, Libra e Aquário, todos os demais signos são animais.

3) Seres de luz
Para muitas pessoas, os guias espirituais são imaginados como seres de luz, também conhecidos como anjos da guarda.

Normalmente os seres de luz estão relacionados aos processos traumáticos, exercendo proteção e condução em momentos de doenças, perdas e luto.

Eles são ditos seres de luz porque sua representação milenar é de criaturas celestes envoltas em uma áurea brilhante,incandescente, cheia de luz.

4) Ancestrais

Há quem acredite que os guias espirituais são ancestrais, pessoas desta ou de outra encarnação, com as quais se teve um vínculo de sangue ou que estão ligadas direta ou indiretamente à linhagem de uma pessoa.

Pode ser um parente recém falecido (pai, mãe, tia, avô) ou um parente morto há muito tempo que provavelmente a pessoa sequer chegou a conhecer.

Nos trabalhos com Constelação Familiar, a influência oculta de parentes desconhecidos ou apartados da família pode ser esclarecida e uma cura sistêmica se processa, alterando o destino da pessoa e da própria família em questão.

Mensagem dos antepassados podem gerar mudanças incríveis nos encarnados. Há inúmeras histórias no Kardecismo e não podemos nos esquecer do enorme bem que o trabalho de Chico Xavier fez a muitas pessoas com as mensagens de entes desencarnados.

5) Plantas
O xamanismo prega que tudo que existe é consciência viva e energia vibrante.

Isto inclui as plantas. Umas das formas mais conhecidas de guia espiritual relacionado aos vegetais é a Ayahuasca – uma bebida psicoativa de efeito enteógeno feita a partir de uma planta de origem peruana.

Curiosamente, o cipó Banisteriopsis caapi é conhecido como “a videira das almas”, e aqueles que a tomam se dizem levados para os reinos da existência interior e exterior.

As plantas podem ser tanto simbólicas (Palmeira do Domingo de Ramos, a oliveira de Noé, a Maçã do Jardim das Hespérides, etc) ou experimentais,na qual a ingestão da planta estimula a expansão mental, física e emocional.

6) Deuses e deusas
As imagens de divindades existem desde os princípios da História.

Adorados, temidos e fonte de ensinamentos e castigos, os deuses povoam o imaginário coletivo e são arquétipos antiquíssimos no banco de memória da humanidade.

As diferentes culturas ao longo dos milênios nos deram diversos deuses e deusas e, dentre eles, podemos citar alguns que são considerados guias espirituais:

Atena, Quan Yin, Apolo, Lakshmi, Lugh, Kali, Hathor, Hórus e Selene.

7) Mestres Ascensionados
Segundo os crentes da Fraternidade Branca, os mestres ascensionados são seres que já viveram na Terra, tornaram-se iluminados, e agora operam de planos superiores auxiliando a humanidade no cumprimento do seu Carma.

São professores e portais para o divino. Acredita-se que eles atendem a qualquer pessoa que clame por seus nomes solicitando orientação para atingir a plenitude.

Exemplos de mestres ascensionados a quem se pode recorrer: Krishna, Jesus, Confúcio, Kuthumi, Melquisedeque, Maria, Babaji, Buda e muitos outros que compõem a Fraternidade Branca.

A diversidade é uma lei do universo e os guias espirituais não fogem a essa regra. São tão variados como os seres humanos. 

É provável que durante a vida você tenha muitos tipos de guias com finalidades diferentes e relacionados ao momento de vida que está vivendo.

Uma das forma mais eficazes de se conectar com os guias espirituais é por meio da meditação. Mas outras formas como o canto, a jornada psicoativa, rituais xamânicos são igualmente apropriadas.

APELO AOS TRABALHADORES DA LUZ – Ashtar Sheran

Apelo aos trabalhadores da luz….
(por nós, os amparadores galácticos, UNIDOS…)
Num movimento de providências urgentes por parte da Confederação Intergaláctica, elegemos tópicos do comando de El Morya, com relação a verdades a serem difundidas aos terráqueos, sobre ações que estamos desenvolvendo e sobre a necessidade de vossas parcerias, no âmbito da ação espiritual dos seres e grupos pilastras na Terra, fazendo a sua parte na consecução do plano divino, na carne humana.
Com informações de maior expressão prática, pela nossa solidariedade universal, comunicamos hoje alguns itens da pauta destes tópicos reveladores sobre a importância da nossa conexão com tais grupos humanos voltados para a sustentação frequencial espiritual, nesta era de trâmite evolutivo.
Num turbilhão cósmico de possante irradiação saneadora, nossas naves rastreiam os subterrâneos do submundo astral, neste período compreendido entre o dia de hoje até os albores do natalício crístico deste ano da Terra.

Com o objetivo precípuo de estagiarmos mais detidamente nestas reentrâncias astrais do orbe, onde, ainda, milhares de seres ancoram suas bases maléficas, persistindo, desesperadamente, na sua arbitrariedade de pretenso domínio sobre grupos sólidos de atividade espiritual de alta envergadura, em todo o planeta, e que interagem com as ações das autoridades espirituais governantes do mundo, que os assistem de forma esmeradamente poderosa, mas com o alvitre e alerta constantes de que não se desviem de seus propósitos altaneiros, por invigilância de seus passos.

Em aliança com líderes humanos encarnados para consecutarem ações relevantes, de ordem vibracional, nas suas lides espirituais específicas, conjugamos nossos propósitos maiores sobre o planeta Terra, quais sejam os de nos debruçarmos sobre as questões de alicerçamento de pilares energéticos frequenciais, só possíveis, neste intento, com a afinada interface do magnetismo humano e das energias dos reinos da natureza planetária, ancorando as egrégoras dimensionais superiores já definidas.
Entramos em contato telepático com esta canalizadora, (Rosane Amantéa) por outro lado, a fim de comunicarmos, em equipe, e justamente por isso, que serão graves os momentos que vivenciará a população da Terra, durante este período apontado, ainda que seja somente prenunciador do que realmente sucederá nos próximos anos, e mesmo após estes, nos decênios seguintes, pressagiando reorganizações geomorfológicas em toda a contextura material e topográfica da Terra.
Afirmo que podereis ter-vos mais acobertados pelo poder superior de proteção divina, enquanto estiverdes em obras de apoio comunitário de ordem espiritual.
Resta à humanidade apenas um desideraro último, neste ciclo final de era: o de solidarizar-se com todas as intenções fraternistas e socorristas e as de caráter elucidativo às consciências renitentes.
Nossa naves percorrem trechos de absoluta incongruência moral e espiritual de reinos abissais, que se imiscuem, através de instrumentos de tecnologia ideoplástica sofisticada, nas ações comprometedoras do bem geral, por parte das efêmeras autoridades planetárias, e espreitam a invigilância que possa haver por parte de grupos importantes em atividade espiritual de porte.
Estamos em total abstinência de juízos sobre as almas ali estacionárias, competindo-nos apenas higienizar estas esferas densas e levarmos todas as criaturas recalcitrantes, paulatinamente, para outras paragens planetárias de expiações.
Em regime de mutirão de frotas alicerçadas na aliança com Sananda, exercendo o alvará que nos foi designado de fazermos a varredura dos infernos astrais, alertamos aos seres terráqueos a iminente e profusa influenciação de muitos destes seres em vossa vida cotidiana.

A fim de se fortalecerem vampirescamente, através de vossos subsídios mentais e emocionais em desalinho, que os alimenta vibratoriamente, fugindo dos seus campos de ação habituais de seus submundos, em direção ao acasulamento em vossas auras, o que muda e retarda a ação que possamos ter em relação a estes, pelo cuidado que exigem intervenções de eficácia contra simbioses entre seres encarnados e desencarnados.

Aos grupos comprometidos com trabalhos espirituais, solicitamos nós, vossos amparadores intergalácticos, ajuda e reciprocidade com nossos intentos, no sentido de fortalecimento espiritual de vossos veículos carnais e de vossas atitudes mentais, harmonizando-as quanto possível, através dos inúmeros e variados recursos de alinhamento energético e vibratório, já delineados à vossa compreensão.
Seres espirituais com chances de reintegração na nova ordem planetária, encarnados ou desencarnados, deverão ser o alvo de vossas ações espirituais, antes que confrontos com os batalhões de magos negros, revoltados com esta restauração cíclica do planeta.
Muitos dos grupos espiritistas e umbandistas foram acionados e implementados magneticamente por recursos nossos, para darem continuidade aos seus procedimentos socorristas, quando reciclam almas para um novo diapasão vibratório, auxiliando-nos nas reparações dos seus corpos astrais, necessárias e pertinentes, conforme decisão dos ministérios da misericórdia divina, encarregados de resgates de almas.

Por outro lado, apelamos ao bom senso dos irmãos planetários destas lides, para equacionarem suas lutas de confronto com o mundo das sombras, detendo-se mais especificamente no âmbito da materialização de formas e forças agregatórias, que tenham como objetivo a função de coesão molecular da matéria sutil espiritual ectoplásmica.
Deformados pelas circunstâncias dos desastres ecológicos que vêm acontecendo e se sucederão dolorosamente, um após o outro, daqui para frente, milhares de seres que desencarnaram desta forma necessitam deste vosso auxílio específico, dada a exigência natural de seus corpos perispirituais requererem atributos de ordem fluídica que somente os humanos possuem, pela condição inerente à matéria orgânica com a qual revestem os seus corpos físicos, de exalarem tal massa etérica ectoplasmática.
Não esquecendo-vos de todas as orientações espirituais que vos tem sido transmitidas durante centenas de anos neste orbe expiatório, muitas das lições esquecidas sobre comportamentos morais e espirituais, deverão ser reavivadas doravante, para poderem ser combustíveis nobres para esta vossa atuação de inquestionável importância.
Convém vos lembrardes de que a vossa condição espiritual e moral dá o tom e a qualidade de vossa ajuda energética ao planeta e aos seres humanos encarnados e desencarnados. Como disse o vosso pastor Crístico:

– “Aprendei de mim, que sou brando e humilde de coração!” Afirmou, ainda, que aos mansos e pacíficos pertencerá a nova Terra.

Mansidão, porém, não deve ser confundida como virtude apenas de apatia diante de situações de conflito entre os seres humanos.

A interpretação que devereis dar a esta máxima de Cristo é a de que não sereis vós os juízes e sentenciadores dos réus da humanidade.

Esta postura refere-se a um sistema de crenças essenciais que deverá embasar e fundamentar as novas ações humanas, especialmente as dos trabalhadores espirituais, nestes tempos de transição planetária, até o surgir dos portais dos próximos milênios.
Criaturas já esclarecidas sobre a realidade espiritual da vida humana serão as mais úteis para nossos projetos de saneamento da Terra.

No entanto, a qualidade de seus eflúvios naturais de suas identidades, nas condições de elevação, serão fatores determinantes para o êxito de nossas ações em conjunto.

Juízes terrenos cumprem a sua função de avaliação apenas parcial de seus corruptos. 

O julgamento final de toda a obra individual dos seres terráqueos, enquanto espíritos em experienciações na carne humana, no entanto, será obra a ser gerenciada pelos senhores absolutos do Universo, na identificação de quadrantes de personalidade espiritual e frequências energéticas de cada ser, cujos parâmeros de pontualidade e veracidade de seus resultados são instrumentos de elaboração científica divina quer não vos compete agora conhecer e ajuizar.

O que vos compete é fazerdes por vós mesmos o que vos diferenciará diante dos tribunais divinos, como já explicamos algumas vezes.
Além disso, num inquestionável apelo de Mestra Nada e de todos os mestres da Fraternidade Ancestral da Terra, devereis levar em conta que nenhuma alma que não amar ao próximo como a si mesmo estará livre das correções próprias do sistema divino de experienciações planetárias, até que o amor do Pai seja o diapasão e a referência única de todos os seus filhos.
Estamos auxiliando alguns agrupamentos especiais de trabalhadores espirituais que se detêm no enfrentamento de legiões trevosas. 

Advertimos a estes, que, por ordem maior dos planos superiores, reciclem suas formas de ação, alterando-as para os procedimentos de cura perispiritual e expansão da consciência humana, aos quais nos referimos, para que o trâmite de almas possíveis, e das vossas mesmas, para novas dimensões de vida, logrem êxito.

Ao falarmos de mansidão, estamos primando por integramos todos os apontamentos aqui expostos, no sentido de que possais compreender que a justiça final a todos estes carrascos dos mundos inferiores não será obra de vossas atividades mediúnicas e de vossas pretensas formas agressivas de julgá-los e pretender conduzi-los a um estado de entendimento espiritual que ainda não detêm, por ora.
A vibração do amor e da mansidão de vossas almas é o que será a referência para estas almas escuras rejeitarem as vossas auras iluminadas por estes nobres sentimentos. E isso muito nos ajudará quanto ao recambiamento destes mesmos seres para seus redutos de origem subterrânea, onde poderemos alcançá-los, longe do acoplamento destes às vossas almas emocionalmente enfermiças ou conceitualmente equivocadas na forma de tratar estas questões de tanta seriedade e complexidade espiritual.

Não recomendamos, igualmente, o excesso de procedimentos magísticos de ordem de confronto energético, a não ser que totalmente embasados em preceitos de certeza absoluta que sejam eficientes e eficazes.

     

Os agrupamentos umbandísticos e xamânicos deverão doravante revestir-se de um diferencial de frequência vibratória, que dê acesso a conexões de maior alcance cósmico, e a recursos provindos de regiões universais atreladas ao esquema de evolução da Terra, onde fontes de mananciais bio eletromagnéticos sutilíssimos atingirão picos maiores de eficácia espiritual em vosso orbe conturbado.

Os agrupamentos espiritistas, por sua vez, deverão zelar, de forma mais cuidadosa, a questão do desperdício de energia em trabalhos de desobsessão lenta.

Relatam- nos, os supervisores desta egrégora de trabalhos espirituais na Terra, que há de haver maior cuidado com as emboscadas temíveis no campo da psiquiatria espiritual e das limpezas fluídicas em casos mórbidos, pois estarão estes conectados a engenhosidades perigosas dos submundos astrais, podendo acarretar disfunções sérias dos veículos mediúnicos.

Sugerem estes técnicos de tais correntes de atividades espirituais, que os vossos cometimentos de ordem mediúnica pairem mais na órbita da apometria bem conduzida, com instrumentos mediúnicos adredemente preparados, ou ainda na conjunção de conhecimentos de práticas umbandistas e xamânicas.

Urge um aprimoramento de ações espiritistas nestas causas de auxílio espiritual à humanidade.
O embasamento que a Grande Fraternidade Branca recomenda é a de que os rumos de toda ação espiritual de dissolução de torrentes maléficas seja agora focado na “Metaciência”, ou seja, o acionamento de dispositivos naturais da disponível, ininterrupta e inextinguível fonte de recursos da natureza, para a dissolução de ondas espirituais de baixa frequência, em movimentação acentuada na Terra.
Hostes angélicas, tribos xamânicas, o povo de Aruanda, pilares kardequianos, mestres e confrarias de todas as ordens de idéias e religiões com fundamentos sérios se congregam, neste momento da Terra, para um despertamento de todas a criaturas humanas.
Há uma total interação de todos estes grupos com a nossa equipe intergaláctica.

Nossos conclaves fazem relatórios de todas estas imensas falanges de trabalhos específicos, num movimento de absoluta unificação de propósitos.

Sobre a importância de cerimoniais onde a força dos reinos elementares da Terra estejam em ação, entrementes, convergem as nossas intenções de maior exploração e explicação conceitual aos seres terráqueos, corroborando uma das metas do raio azul, no tocante ao planejamento de idéias e revelações que estão já sendo trazidas ao conhecimento dos humanos despertos para ações de cunho espiritual no planeta.
Sendo patrimônio divino, todos os reinos da natureza oferecem condição essencial de equalização das torrentes destruidoras que estão aceleradas nestes tempos, somando-se ao nosso irrestrito poder, a nós concedido pelo Criador, de equacionarmos vibrações deletérias do planeta, através de nossa ciência e tecnologia avançada de Sírius e Etéria.
O apelo que vos fazemos nesta comunicação paira no âmbito de que necessitamos de vossa colaboração magnética.
Nosso papel fundamental neste comunicado em equipe, é o de despertar-vos para o avivamento da força inigualável da própria natureza, em conjunções adredemente preparadas, em forma de liturgias vegeto astro magnéticas, em regime de expansão e clarificação de seus resultados, através de parâmetros meta científicos, que serão cada vez mais detalhados, de forma compreensível, para toda e qualquer ordenamento religioso ou científico da Terra.
Estão sendo acionados dispositivos de toda ordem neste final de ciclo terreno. Há que não se ter recalcitrância obstinada quanto aos novos conceitos que estarão sendo apregoados pela Metaciência, em aparente antagonismo com religiões ou conceitos esotéricos forjados pelo “engessamento” conceitual frenador do processo evolutivo da humanidade, após o grande turbilhão regenerador.
Urge uma unificação de conhecimentos em todas as áreas, a fim de consolidar-se a inauguração de uma nova era na Terra, onde as mentes dos seres que aqui encarnarão serão portadoras dos mais complexos arsenais de bagagem tecnológica espiritual, para consubstanciarem-se em novas modalidades de vida integrativa que regerão o planeta renovado.

Na Atlântida antiga, a Terra esteve sob a mesma insígnia da egrégora ritualística das liturgias etéreo-físicas, com as expressões da natureza, que nos dias de hoje estão sendo já implementadas, como expressão e manifestação do poder divino exultante na matéria.
Sendo, porém, acionada por templos de magia negra que, em consequência de seus desatinos pelo poder maior sobre os templos da luz, conseguiram fazer submergir o continente atlante, este mesmo agora ressurgirá, em suas partes previstas pelos governantes siderais da Terra, na nova topografia do mundo, após os derradeiros acontecimentos geológicos previstos e em consecução pelo Plano Divino.
Hoje, os seres terráqueos, com a mente humana mais vivificada pelos já suficientes conceitos unificadores, poderá fazer uma análise desta nossa comunicação telepática integrada com vários outros semeadores de conhecimentos, em atividade incansável de fomentar a expansão da consciência humana.
Estaremos todos, das Federações Galáctica e Intergaláctica, clareando, de forma geral, a humanidade sobre os próximos aportes energéticos de manutenção da qualidade vibracional do planeta, através dos elementos naturais da Terra, como expressão da energia cósmica condensada, manipulada de forma organizada, e compreendida nos seus fundamentos através da Metaciência.
Sabemos que seremos interpretados de mil formas por esta genuína, mas questionável mensagem, com certeza assim considerada pelos críticos das obras literárias canalizadas pelos trabalhadores especiais.
Igualmente compreendemos sobre as contrariedades que advirão no terreno das pretensas e rígidas verdades conceituais. Mas, tudo está por ser consumado !! Não nos resta tempo para coordenar os movimentos de vossos julgamentos baseados ainda em muita ignorância sobre as verdades universais.
Nossas naves tem feito e farão aliança e suporte ultrafrequencial com todos os movimentos sérios de expansão xamânica e cerimonialística das energias da mãe-Terra, nesta nova ordem de unificação doutrinária e de utilização de mecanismos de atuação espiritual integrados.
Agrupamentos humanos que coordenam trabalhos de múltiplas veias doutrinárias, mas, especialmente os que estejam ligados às atuações ritualísticas na natureza, e os que primam pela doação energética para restauração espiritual de seres desencarnados pelas catástrofes que grassarão, terão apoio logístico frequencial de militantes intergalácticos de nossas naves, preparados também para a consecução da metodologia própria de saneamento do planeta regida pelo mestre Pena Branca, ser oriundo de galáxias dimensionalmente desconhecidas, de onde se originou a vossa aumbandhã.

Milhares de seres desencarnados, aprisionados em regime de escravidão pelos seres perversos, que ofereçam condições de resgate, e os milhares de seres encarnados que tem os seus duplos etéricos clonados em laboratórios astrais e todos os demais núcleos humanos que se inserem neste novo contexto de intermediação com as equipes espirituais de auxílio à Terra e com as frotas de seres extraterrestres, estarão sendo alvo de nossas buscas e apoio, neste período a que nos referimos inicialmente, estipulado pelo governo oculto da Terra.
Estaremos enviando recursos adicionais provindos de outras paragens galácticas para estes graves momentos de desencarnes em massa, na sintonia fina com nossas pilastras carnais, escolhidos há milhares de anos, para hoje estarem a postos nas suas funções de gerenciadores do material bioenergético humano, como também do uso adequado do magnetismo e do fluidos bioelétricos exalados pelas reinos da natureza, nestas horas de consumação de ciclo planetário.
As celebrações magísticas administradas pelo mestre Pena Branca, em todo o planeta, funcionarão como potencializadores dos éteres físicos dos reinos da natureza para a construção de novos códigos estratosféricos estruturais, a partir de moléculas renovadas a partir dos próprios elementos e gazes terrestres, que atingirão picos de concentração prânica excelentes, ainda acrescentados de nutrientes gasosos extraplanetários, provindos de outras esferas através de nossas naves, para maior qualidade na respiração dos seres humanos.
Sob os auspícios de Sanat Kumara, jazidas inimagináveis de elementos fornecedores de prana venusiano estão sendo descarregados nas plataformas energéticas do planeta, desde as suas bases primordiais mais sutis, até as densas faixas da escuridão planetária.
Resgatando o motivo desta nossa explanação, para muitos, inusitada, desejo ater-me, neste ponto de nossa comunicação, ao clamor de todos nós, comandantes de nossas naves de origens planetárias várias, sob a égide do Cristo, e de todos os excelsos instrutores do mundo e dos regentes das vibrações supra ordinárias de seus raios excepcionais de sustentação do planeta Terra, que façais vós as reestruturações de vossas vidas pessoais com base na verdade imutável de que estais por um triz com relação à avaliação de vossos desempenhos espirituais na face deste orbe onde ora viveis.
Há que possais agir em favor de vós mesmos e de vosso destino espiritual, expandindo as vossas consciências em direção aos vossos semelhantes, igualmente.
Na forma mais harmônica possível, que possais estar em consonância com vossos propósitos de vida, definidos por vós mesmos, no plano espiritual, para estardes aí, onde estais, nestas atuais condições de vossa existência, sejam elas quais forem.
Que vossas disposições mais íntimas estejam em estreiteza de correlação com vossa verdadeira identidade no universo, se fordes já esclarecidos. Caso contrário, almas que teimam na ignorância da lei da evolução deverão iniciar celeremente seu empenho em construção de novos valores.
Aos meus irmãos cósmicos de boa vontade, neste momento da eternidade, estagiando nestas plagas difíceis da vida humana, que ainda perguntarão a si mesmos o que poderão fazer diante destes novos apontamentos trazidos por nós, sem total esclarecimento metodológico sobre o modo como possam desenvolver tais ações de ordem espiritual aqui apontadas…

Reiteramos o pedido de que ao menos expandam vossas consciências, na direção da unificação de propósitos espirituais, sem discriminação das ações encetadas pelos múltiplos núcleos de visões diferenciadas entre si, mas que estão no mesmo momento planetário que vós, na mesma condição atual, de serem solapados, a qualquer momento, pela força da própria mudança cíclica planetária, mas que vivem com a certeza de que contribuem para a consolidação da nova era de luz que se aproxima, através de suas específicas atuações, as quais a ninguém compete julgar na sua importância para o planeta e para os seres humanos.

As vossas abordagens todas que referem-se a práticas espirituais, juntamente com as nossas, terão que se unir num mesmo e único propósito: a salvação do planeta de acontecimentos não previstos e a salvação de vossas almas da passagem por outras paragens siderais onde, como disse o grande Mestre…“haverá prantos e ranger de dentes!”
Com o amor sideral incondicional a todos vós, humanos,




Ashtar Sheran 

(em conexão com Ramatis, El Morya, Pena Branca e Emmanuel)



EXERCÍCIO PARA LIMPEZA DE FORMAS-PENSAMENTO NEGATIVAS

A técnica  possui raízes xamânicas, tendo sido adaptada para divulgação pública.
Imagine-se num lindo Jardim e convoque dois Grandes Seres de Luz, um masculino e outro feminino, que tenha afinidade espiritual ou que tenha tido afinidade quando criança. Esses dois seres serão chamados de “casal divino” a seguir.
O casal divino se aproxima de você com muita Luz e te olham com muito amor. Peça a este casal para que busquem alguém da sua família, seja encarnado ou desencarnado.
Eles trazem essa pessoa a sua frente. Olhe para a pessoa a qual você pediu para ser trazida e a envolva com muita luz, amor e perdão.
Peça ao casal divino para limpar toda energia negativa que um dia você colocou sobre aquela pessoa, seja nesta vida ou em vidas diversas. Toda energia negativa, seja intencional ou não nesse momento é retirada do campo da pessoa escolhida por você.
Agora peça perdão por tudo que fez contra esse ser, tenha você lembrança ou não do que tenha feito (diga isso para englobar as vidas passadas).
Agora olhe para o casal divino e para a pessoa escolhida. Peça para que toda energia negativa que aquela pessoa colocou em você também seja retirada, lembre você desta energia negativa ou não, também para englobar as vidas passadas. Sinta o casal divino retirando essas energias negativas e te limpando completamente.
Agora, dê um profundo abraço de Paz e de Perdão na pessoa a qual você pediu para vir a sua frente. Se não conseguir dar um abraço de Paz e Perdão apenas emane Luz até que num dia futuro consiga dar o mesmo.
A pessoa escolhida vai embora e o casal divino sorri para você.
Imagine-se olhar para os olhos de amor desse casal divino, ora para um, ora para outro. Agora, peça para que eles te limpem e perdoem por atos que tenha feito, lembre-se você deles ou não.
O casal te limpa. Dê um profundo abraço de Luz em cada um desses seres de Luz e sinta eles te limparem completamente.
Após, recobrar a consciência física.

Devemos fazer esse exercício por três meses e, ao menos uma vez por semana, devemos escolher a nós próprios para fazermos o exercício. Nesse caso, olhe para a sua imagem e peça perdão a si próprio. O procedimento é o mesmo daquele usado com as pessoas importantes na nossa vida.
Explicação: os antigos xamãs ensinavam que as pessoas que nos são próximas são responsáveis por 99% de todas as formas-pensamento negativas que carregamos, pois é a partir de nossos sentimentos e emoções frustradas com essas pessoas que abrimos as portas para diversas negatividades e obsessões.
Nossos inimigos também colaboram, mas para eles temos algum controle emocional. Contudo para aqueles que amamos, especialmente parentes, ex-amigos, ex-cônjuges, ex-namorados, para estes não tínhamos proteção emocional e a forma-pensamento negativa pode abrir um verdadeiro portal interior para forças das trevas. 
Por isso, comece chamando seus pais, seus irmãos, filhos, cônjuges (atuais e do passado), namorados ou namoradas, amigos íntimos, professores etc.
Os antigos xamãs ensinavam que o exercício do perdão diário de nossas mágoas e traumas, se efetuado diariamente, pode num prazo de 90 dias limpar todas as formas-pensamento negativas que temos e usavam uma técnica muito similar a esta a qual foi adaptada.
Todos os seres espirituais mais densos se alimentam de formas-pensamento negativas que produzimos. Ao nos libertarmos dessas energias negativas interiores limpamos os meios usados por eles para nos influenciar e nos escravizar com doenças, depressões e outras portas negativas que temos abertas como verdadeiros cartões de visita negativos dentro de nós.
Fonte: luzcristica.com

http://despertardegaia.blogspot.com/